História Before My Death - Hoseok - Capítulo 2


Escrita por: , Kimang e MiyukiKim

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Death, Hoseok, J-hope, Jiyeon, Jung Hoseok, Knam, Min Yoongi
Visualizações 51
Palavras 1.090
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Orange, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - "Não gosto de mentiras"


Fanfic / Fanfiction Before My Death - Hoseok - Capítulo 2 - "Não gosto de mentiras"

Seul, Coréia do Sul - 21:55 pm


Chegamos a uma casa Grande, e muito bonita, eu realmente fiquei impressionada, mas não esbocei reação alguma.

Descemos do carro, e eu acompanhei Hoseok, enquanto Yoongi tirava minhas malas do carro.

Hs: Seja bem-vinda! - Hoseok sorriu para para mim e abriu a porta, me deu passagem e eu entrei.

De novo  fiquei impressionada, mas novamente não tive nenhuma reação.

- sua casa é muito bonita... E grande - o olhei, e ele estava me encarando, desviei meu olhar a Yoongi, ajudei-o a pegar minhas malas.

Hs: obrigado! Você deve estar pensando que é muito grande para uma pessoa só... Más eu imaginava um futuro próximo com filhos e esposa, mas esse futuro está cada vez mais longe, não é mesmo?

-...- não falei nada, apenas abaixei à cabeça, olhando pro chão, que aliás era de madeira, e eu sou fissurada em chão assim.

Yg: deixou ela sem palavras... porquê gosta de fazer isso com as pessoas Hoseok?

Hs: faço isso na tentativa de achar alguém que não tenha dó de mim por causa desse demônio chamado câncer. Quero que alguém fale "você vai morrer logo, não se preocupe!", eu só queria isso, entende?

Yg: eu desisto de você.

Hs: desisti de mim faz muito tempo... - ele sorri.

Eu fiquei olhando aquela situação com uma porção de sentimentos me abalando, ele não queria que todos sentissem dó dele, só queria à verdade, a dura é triste verdade. A verdade que uma alta porcentagem no mundo teme, a morte.

Yg: Jiyeon, você se acostuma com as 'poesias' desse jovem - ele me entrega um papel e eu solto um sorriso de lado - aqui está as coisas que você precisa fazer enquanto estou fora.

- tá bom...Que remédios tenho que dar para ele?

Yg: ele sabe quais são, qualquer dúvida em questão à esse coquetel, pergunte a ele - Hoseok mostra a língua para ele, e o mesmo ri - saio todos os dias para trabalho, das 9:00 da manhã até as 20:00 da noite, se algo acontecer com ele... - ele me entrega um cartão - me ligue nesse número.

- tudo bem...Bom, onde que eu posso colocar minhas, coisas?

Hs: Deixa queeu te mostro o seu quarto! Ou prefere dormir comigo? - ele ri, e eu o encaro - brincadeirinha.

Yg: Hoseok se comporte perto da moça.

Hs: tá bom omma suga - ele pega na minha mão e subimos as escadas - esse é meu quarto. E esse ao lado é o seu - ele abre a porta, e vejo um cachorrinho brincando no sofá perto da cabeceira.

- ahh que lindo! Ele é seu? - pego o mesmo no colo.

Hs: Sim, o nome dele é Mickey - ele se aproxima de mim, pega as patinhas do mickey, e começa a brincar com ela - da oi para ela Mickey! - ele responde com um "au au".

Deixo o Mickey no chão, e olho para Hoseok, e vejo que ele estava saindo.

Hs: deve estar cansada, vou deixar você dormir... tenha uma ótima noite - ele sai.

Arrumo minhas malas no closet, e me jogo na cama, durmo ali mesmo por conta do cansaço.


(...)


8:30 am

Acordo com o sol batendo no meu rosto, vejo a hora "8:30am", me levanto com toda a preguiça existente no mundo. Vou até o banheiro, tiro minha roupa e tomo um breve banho, saio do box e sou surpreendido por Mickey.

- bom dia! - acaricio seus pelos e vou até o closet.

Pego uma jeans escura, all star converse preto cano alto, um cropped cinza não tão curto e uma touca preta. Me visto e vou preparar o café da manhã.

Yoongi ja havia saído para trabalhar e Hoseok ainda estava dormindo.

Faço uma omelete e suco de laranja caseiro, deixo arrumado na mesa, pego uma maçã e como. Subo até o quarto de Hoseok, entro sem fazer muito barulho, pego o papel que Yoongi havia me dado no dia anterior.

- "deve acorda-lo acariciando seus cabelos" - sussurro para mim mesma - sério isso?

Sento ao lado do mesmo, e acaricio os cabelos dele, era uma sensação Boa.

Hs: você está indo muito bem... - falou com os olhos ainda cerrados, e com um sorriso no rosto.

- já tá na hora de acordar - me levanto - preparei seu café.

Hs: ah sim... - ele me olha - já estou indo.

Saio do quarto, pego meu celular e me deparo com mensagens da minha mãe como "Você ta bem?", "já chegou?", "comeu?". Sorri porque fiquei feliz em ver que ela se preocupava comigo.

Hs: Jiyeon...sera da que podia me ajudar? - ele me entrega sua camiseta azul-bebê.

- Sim! - ajudo ele, mas não pude deixar de reparar em seu corpo, era pálido e bem cuidado, na região do abdômen havia uma cicatriz um tanto quanto grande.

Hs: não olhe muito para ela... Vai deixar a minha amiga com vergonha - ele sorri.

- me desculpe... Então quais remédios você tem que Tomar?

Hs: são os doze primeiros remédios naquela prateleira de cima - ele aponta para a prateleira.

Pego um de cada os doze medicamentos, um copo de água e entrego para Hoseok.

Hs: obrigado... - vejo ele tomar seu coquetel de remédios com dificuldade, parecia que estava se afogando em meio a drogas - acho que tomei tudo...

No papel que o Yoongi havia me dado, estava escrito que eu deveria sair com ele pelo menos uma vez por dia, não conhecia muito de Seul, então resolvi perguntar aonde ele queria ir.

Hs: pode ser na praça que tem aqui perto - ele sorriu e colocou a coleira em seu cachorrinho.

- ok... vamos? - ele assentiu com a cabeça, tranquei a porta e então saimos.

Chegamos na praça, e Hoseok sentou -se num banco e começou a observar as crianças brincando. Eu estava distraída com meus pensamentos até que eu sinto uma mão fria em cima da minha.

Hs: eu tinha um amor - ele suspirou pesado - eu achava que era o amor da minha vida, estava enganado, esse tal amor falso, me disse que iria ficar comigo, não importava o que acontecesse, ela me abandonou quando descobri o câncer. O câncer me afastou de tudo e de todos, eu agora estou sozinho, mais não ligo - ele sorri.

- Por que não? - encaro o mesmo, com o ar de desentendida.

Hs: aprendi a conviver com a dor, é uma coisa horrivel, ficar sozinho é só mais um alívio na vida de alguém na mesma situação que eu...

- eu... eu não sei o que dizer...

Hs: apenas me diga uma coisa...você acha que eu posso me curar e me livrar da minha angústia?

- sim! Claro que Sim, eu posso ser sua esperança.

Hs: não gosto de mentiras.






~continua~


Notas Finais


Obrigado por ler😀



Gostaram?😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...