1. Spirit Fanfics >
  2. Before spring -jikook >
  3. Capítulo 9

História Before spring -jikook - Capítulo 9


Escrita por: e Veenus03


Notas do Autor


Voltamos, a ideia de postar um capítulo por semana claramente não deu certo, então irá continuar com capítulos sem data prévia.

Capítulo enorme não?

Espero que gostem^-^

Capítulo 9 - Capítulo 9


*Indico a musica °stitches  do Shawn Mendes° nesse capítulo KKK*


1 𝚖𝚎𝚜 𝚍𝚎𝚙𝚘𝚒𝚜, 10 𝚍𝚎 𝙰𝚋𝚛𝚒𝚕, 2019.

𝘗𝘢𝘳𝘬 𝘫𝘪𝘮𝘪𝘯

Comecei a me arrumar por volta das seis horas, como sempre, e fiquei olhando janela por um tempo, até que desse o horário que o Jeon tem o custume de passar, já que de um modo ou outro passei a evitar ele desde aquele dia que IU me mostrou o colar.  Sim, estamos sem nos falar desde aquele dia. 

Eu sei que parece meio infantil da minha parte deixar de falar com ele sem ao menos conversar, mas poxa, não foi a primeira vez que ele vacilou com a nossa amizade, e pra mim, aquele colar significava tudo. 

Jungkook ficou me enchendo de mensagens e ligações, vindo na minha casa todo dia, querendo de algum jeito falar comigo, por umas duas semanas, agora ele provavelmente desistiu.

𝘴𝘦 𝘦𝘭𝘦 𝘵𝘪𝘷𝘦𝘴𝘴𝘦 𝘵𝘦𝘯𝘵𝘢𝘥𝘰 𝘶𝘮 𝘱𝘰𝘶𝘤𝘰 𝘮𝘢𝘪𝘴.

Mas emfim, não pretendo falar com ele tão cedo, mesmo que eu fique triste por não conversar com ele, mas meu orgulho não permite.

Assim que vi ele passando direto, esperei o tempo certo dele sair da rua e desci correndo, já que por ter que esperar, tenho chegado super atrasado no colegio, boa Jimin. 

Peguei uma maça antes de sair de casa e por preucação optei por dar a voltar e ir por trás, hoje eu perco uma aula.

verifiquei se meus sapatos estavam amarrados e coloquei a maça na boca, logo comecei a correr.

{...}

Assim que cheguei dei de cara com a entrada vazia e o porteiro fechando o portão,  respirei fundo e corri até ele, que me olhou com uma cara entranha.

- Atrasado, meu Jovem? - Ele indagou, abrindo novamente o portão.

- Aconteceu algo no caminho, não ira se repetir. - Disse e ele assentiu, e eu entrei,  curvando a cabeça. 

-Boa sorte. - Ele fez um joinha com o polegar e entrou de volta pra cabine assim que fechou o portão.

Gritei um obrigado e corri tão rapido pra sala, que passei despercebido pela inspetora porém quase escorregei no corredor, e derrubei minha mochila. 

Dei duas batidas na porta da sala e ouvi passos, rezando pra não ser a professora rabujenta, porque se não seria meu fim.

- Atrasado, meu caro joaninha. - Dei um suspiro aliviado por ser o professor brisadão,  mas nem tanto. - Dessa vez passa.

- Desculpe, aconteceu algo no caminho. - Me curvei. - Não ira se repeti. - Ele assentiu sem muita importância e me mandou sentar.

Fui direto ao Josh e Irene que estavam sentados juntos e me sentei na carteira de frente, que por sorte não tinha ninguém ao lado.

- Meu, porque você ta todo suado? - Josh perguntou rindo, e eu suspirei. 

- Acordei tarde e vim correndo. - Respondi, pegando a garrafinha de agua vermelha, da mesa de Irene, que conversava com as garotas de trás.

- Você anda se atrasando muito, isso é estranho. - Josh disse e eu revirei os olhos,  colocando a garrafinha de volta na mesa depois de beber.

- Coisa sua. - Dei de ombros e me virei pra frente, estava super quente e minhas costas estavam com suor, pra que eu fui correr tanto.

{...}

- Então, é tudo isso por hoje meus brilinhos, liberados pro intervalo. - O professor disse, e logo todos começaram a guardar o material, inclusive eu. - Jimin, você fica. - O professor disse e todos fizeram aquele tipico barulho, e sairam da sala.

- Sim, professor? - Parei na sua frente,  arrumando a mochila no ombro.

- Soube que voltou pras aulas de dança. - Ele disse, arrumando sua pasta.

- Ah, é verdade. - Respondi sorrindo. - Meu pai foi promovido no trabalho e aumentou o salário, então quis que eu continuasse as aulas.

A umas duas semanas voltei a fazer as aulas de dança com a Professora Manoban,  já que meu pai foi promovido e insistiu que eu voltasse a fazer, fiquei super feliz, nesses dois sabados lá peguei mais intimidade com o Hoseok, que é da minha sala e também faz aulas lá, todos os sabádos como eu.

-Isso é bom. - Disse. - Pode ir, e não esquece o trabalho.

- Sim senhor. - Fiz uma leve reverencia e sai da sala.

Na verdade, eu também estou evitando de ir pro refeitório, pra não ter que falar com o Jungkook ou algo do tipo, e acabo sempre ficando na bllibioteca ou em uma sala no final do corredor que ninguém usa.

Opitei por ficar na sala que ninguém usa até os 25 minutos passarem, e voltar pra sala.

Antes de entrar verifiquei se não tinha alguém mesmo, claro,não sou tão lesado ao ponto, tsc; Assim que vi que não tinha niguém mesmo, entrei e encostei a porta, deixando minha mochila em cima de uma mesa, no caso, a unica em um canto só, já que todas as outras, cadeiras também, estavam empilhadas em um canto da sala.

Passou uns minutinhos e resolvi pegar meu celular na mochila, pra dançar, ninguém vai ver mesmo. Peguei a mochila do meu lado e abri, mas acabei achando um pacote de salgadinho e uma latinha de Coca, a questão é, como isso veio parar aqui?

Peguei os dois e deixei a mochila de lado, assim que virei o salgadinho, encontrei um post-it azul, colado nele. Peguei e deixei o salgadinho no meu colo.

"Eu não sei porque o bonito não ta indo mais no refeitório, mas come ta lerdo, comprei pra você, de nada" - Josh o mais lindo.

Ri de leve e guardei o papelzinho,  encontrando outro rosa na Coca.

  " A coca foi eu que comprei tá, esquece o Josh, beba com amor, foi cara." -Irene melhor amiga de todas.

Sorri e guardei os post-it na mochila, abrindo o pacote de salgadinho e logo depois o refregerante, dando o primeiro gole.

{...}

12:50 𝙿𝙼

- Certo, liberados. - A professora se pronunciou, depois de te largado a turma toda no caos pelos os últimos 20 minutos, um exemplo de professora. - Alias, não esqueçam o trabalho.

- Sim, professora. - Todos dissemos em unissono, e guardamos o material. 

Sai da sala junto com o Josh, Irene e Hoseok, que apesar de parecer meio timido, é super animado mesmo, até estranhei.

- Gente, uns amigos meus vão passar aqui pra me buscar, vou indo na frente. - Disse e me despedi do Josh e Irene, saindo com Hoseok, que disse que voltaria comigo mais cedo.

- Jimin, não é o Jungkook ali?, vocês não são melhores amigos? -Assim que percebi Jungkook olhando pra mim, e logo vindo, peguei no braço do Hobi e apressei o passo.

- Vocês não se falam mais? - Jung perguntou confuso, assim que passamos pelo portão.

- Sim, nós não nos falamos mais.- Suspirei e avistei Tae e Yoon escorados naquele carrão, fazendo pose, ri e fui até eles.

- Eae Jimin. - Yoon disse e demos um aperto de mão como sempre e abraçei o Tae.

- Esse é um amgo meu, Hoseok. - Hobi os comprimentou em um aceno com a cabeça, que fizeram o mesmo. - Vamos passar na lanchonete de sempre? eu to com fome. - Resmunguei a ultima parte, com a mão na barriga.

- Quando você não ta? - Tae comentou e eu empurrei seu ombro de leve.

- Então vamos passar na lanchonete antes de ir pra casa, tudo bem pra você,  Hoseok? - Yoongi indagou, encarando o Hobi.

- Sim, pode ser. - Assentiu e entramos no carro.

Suspirei quando vi Jungkook sair de mãos dadas com a IU da escola, e mais os amigos dela. Hoseok me olhou e eu apenas neguei com a cabeça.

                           .¸ ♡¸.•

°𝘑𝘦𝘰𝘯 𝘑𝘶𝘯𝘨𝘬𝘰𝘰𝘬°

Hoje eu acordei cedo o suficiente pra da uma volta com o Jack pelo bairro e acabei parando em frente a casa do Jimin, como sempre.

É frustante não saber o motivo do seu melhor amigo se afastar de você do nada, e nem sequer querer contar o motivo ou conversar, eu me sinto horrivel porque provavelmente a culpa de tudo isso é minha.

Depois de dar a volta com o Jack, voltei pra casa e me arrumei pro colegio, disse pra IU que iria me atrasar então não poderia ir com ela, mas na verdade, queria apenas ir sozinho, na esperança de encontrar Jimin saindo de casa, porém ele não estava lá,  como sempre.

Eu ando bem estressado desde que o Jimin parou de falar comigo e passou a me ignorar, não sei porque, mas qualquer coisa que não seja sobre o Jimin, chega a ser insurpotavel. Nesse um mes que passou, eu e IU descobrimos alguns pontos ruins na nossa relação, mas mesmo assim passamos de ficantes pra namorados. 

Assim que cheguei na escola fui falar com o Josh e Irene, e acabei perguntando por Jimin, mas eles apenas disseram que não havia chegado ainda.

Nesse mês que o Jimin se afastou,  fiquei um bom tempo indo na casa dele e mandando mensagens, mas não dava em nada, e deixava tudo mas frustante ainda,  então parei de ir atrás, mas não porque desisti, mas porque queria procurar o motivo por tudo isso, e já que o Jimin não quer falar comigo, apelei pro o Taehyung. 

Eles são bem proximos, então chamei ele pra vir na minha casa sozinho, quando desse tempo.

O pior é que eu não faço ideia do que pode ser, eu juro que não fiz nada que pudesse magoa-lo, poxa, foi de uma hora pra outra.

As aulas passaram lentas e irritantes, só queria que acabasse logo, queria saber logo o motivo, e ter Jimin pra mim de volta.

Na verdade, eu e o Jimin sempre custumavamos ir no festival flor de cerejeira,  na primavera esse mês mesmo. Porém, como ele parou de falar comigo, deduzi que ele não tinha a intenção de ir comigo, então, acabei cedendo ao pedidos de IU pra que fosse com ela, depois de amanha, no dia que eu vou com o Jimin todo ano.

Assim que o Professor liberou, sai junto com IU da sala até o pátio, onde ficamos conversando um pouco até eu ver Jimin vindo com um garoto, mas assim que me viu apressou o passo, e eu suspirei, pegando minha bolsa e saindo.

IU acabou por me alcansar e pegar minha mão, não me importei muito e apenas sorri pra ela, saindo pelo potão junto aos seus amigos.

Voltei com IU no caminho e a deixei em casa, e logo voltei pra minha, encontrando apenas meu pai em casa, o que foi meio estranho já que ele passa o dia na empresa.

- Oi pai, cade a mamãe? - Perguntei,  deixando minha bolsa no sofá e me escorando no balcão da cozinha, já que ele pareciar cozinhar algo.

- Fala filhão, ela foi no salão com as amigas eu acho. - Ele deu de ombros e comeu um pedaço do tomate. - Pega Jack. - Meu pai jogou um tomate pro Jack e eu ri.

- Ata. - Suspirei. - Um amigo meu vai vir mais tarde aqui, só avisando. Vem Jack - Ele assentiu e eu peguei minha bolsa do sofá e fui pro quarto.

Larguei a bolsa na cama e comecei a tirar a parte de cima do uniforme, indo até o armário. 

- Preciso de um banho. - Disse pra mim mesmo e peguei uma roupa qualquer, junto com a toalha e fui pro banheiro. 

15:23 𝙿𝙼

Estava sentado na mesa do computador, terminado o trabalho porque sou mega andiantado, enquanto o gigante do Jack estava deitado na cama.

Eu lembro perfeitamente do dia que meu pai chegou com o Jack bem filhote mesmo, dois anos atrás, o Jimin estava até aqui em casa no dia, faltou quase morrer. Ele disse que encontrou ele em uma caixa, quando voltava do trabalho. Niguem fazia ideia que era um husky siberiano e que iria crescer tanto como agora.

Salvei o trabalho e desliguei o PC, me jogando na cama, em cima do Jack.

- Ajuda seu dono, em. - Disse me espreguiçando, usando o Jack como travesseiro. - Preguiçoso.

- Igual o dono. - Me assustei e olhei pra porta, vendo Tae parado. - Eae.

- Meu Deus, é normal sai invadindo a casa dos outros? - Disse com a mão no peito, e o Jack levantou todo feliz, indo até o Tae. - Traidor.

- Seu pai me deixou entrar, uai. - Tae disse e se sentou na cadeira. - Mas então, que saber oque sobre o Jimin? - Indagou assim que eu me sentei na cama, o olhei surpreso.

- Como você sabe que é sobre o Jimin? - Perguntei e ele deu de ombros. - Mas, como ele ta? ele ta bem? sabe se ele ta comendo direto? - Disparei curioso e preocupado, e ele riu.

- Meu Deus, Jungkook -ah. - O olhei serio e ele parou de rir. - Desculpa, ele ta bem, só parece meio triste? - Suspirei. - Mas o que você fez realmente foi uma merda.

- Mas é isso, eu não sei o que eu fiz. - Tae me olhou confuso. - Tae, eu faria qualquer coisa pro Jimin voltar a falar comigo.

- Você não sabe? - Ele disse e eu neguei, ele pensou bastante antes de respoder, e soltou um suspiro. - Você deu o colar de vocês pra sua namorada, lembra? - Tae pareceu meio bravo, e eu olhei confuso.

Como assim, dei o meu colar pra ela? Eu tenho certeza que eu neguei quando ela pediu.

- Como assim, Tae? eu nunca daria o colar pra alguém, sem chance. - Disse firme, e ele se sentou ao meu lado.

- Calma, então você não deu? mas o Jimin disse que esbarrou na IU, e viu o colar e ela disse claramente que foi você que deu. - O olhei com os olhos levemente arregalados,  como assim? então a IU pegou o colar sem eu saber? 

- É claro que eu não dei, o colar é super importante pra mim, agora como a Ji Eung pegou ele, eu não sei. - Suspirei.

- Então, meu amigo, sinto em lhe dizer,  mas sua namorada pegou o colar e foi mostrar pro Jimin, com alguma intenção. - Taehyung me olhou e eu franzi a testa, IU não faria isso, certo?

- Talvez ela não soubesse que não podia pegar. - Disse e Tae suspirou. - Vou conversar com ela depois.

- Mas você disse pra ela que não podia dar, Jungkook, porque ela pegou mesmo assim? Espero que saiba oque vai fazer - Tae acariciou os pelos do Jack. - Vamos jogar um jogo, pra descontrair esse clima?

- Pode ser. 

{...}

- Obrigado por vir. - Disse assim que paramos em frente a porta. 

- Conversa direito com sua namorada, boa sorte. - Taehyung deu dois tapinhas no meu braço e saiu. - Tchau.

- Tchau, cuidado na volta. - Acenei, e esperei até que não visse mas ele na rua.

Rapidamente peguei meu celular e mandei uma mensagem pra a IU, pedindo que ela me encontrasse na praça de sempre.

É realmente possivel ela ter feito isso com a intenção? não pode ser, IU não faria isso.

Apenas troquei de roupa, colocando uma calça Jeans e uma blusa vermelha, com um Nike air force branco, e fui até a praça, esperar pela IU.

Assim que cheguei me sentei em um banco, e disse pra ela que já tinha chegado, a qual respondeu com um "Já estou indo".  Assim que a avistei ela acenou e veio até mim, me deu um selinho e se sentou ao meu lado.

- Porque me chamou? aconteceu alguma coisa Jungkookie? - IU parecia animada. - Só falta tres dias pra irmos ao festival das flor de cerejeira, estou super feliz em ir com você.

A olhei por alguns segundos antes de suspirar.

- IU, mes passado, você pegou algum colar meu? - Perguntei logo, e ela me olhou meio surpresa?

- C-colar? não sei se lembro. - Ela coçou a nuca, e ficou mexendo a bolsa. - E-eu usei ele na escola um dia, achei que não se importaria. - Disse, e levou sua mão até a minha, que estava sobre a minha coxa.

- O colar é super importante pra mim, eu disse que você não podia usar. - Tirei minha mão dali e coloquei no bolso da calça. - E você nem me avisou, sabe o que isso causou?

- É tão importante assim, pra não dar a sua namorada? kookie-ah, eu não sabia que era aquele, desculpa. - IU enrrolou seu braço no meu, e eu tirei. - Aquele Jimin é mais impotante que eu mesmo? ele é só um amigo. - Assim que IU disse isso, me levantei e ela logo em seguida. 

- Ele é meu melhor amigo, nos dividimos aquele colar a vida inteira, você sabia disso. - Ela cruzou os braços. 

- É só a merda de um colar, ta bom? desculpa kookie-ah, não vou fazer de novo. - Ela sorriu e me abaçou. - Vamos tomar soverte agora?

- Vou pensar por um tempo, pode ir com suas amigas ou alguém, não vou mais pro festival. - Me separei dos seus braços e a olhei. - Cuidado ao ir pra casa.

Logo em seguida me virei e sai, ouvindo meu nome ser chamado duas vezes, mas segui em frente. 

Talvez ela deve te feito sem intenção mesmo, mas, preciso de um tempo pra voltar a falar com o Jimin, e explicar as coisas.

Assim que cheguei em casa, fui direto pro quarto e me joguei na cama, pensando em algum jeito de fazer o Jimin falar comigo.

19:54 𝘗𝘔

Acordei com o Jack me lambendo, nem percebi quando dormi, mas já deve passar das seis.

-Faz cosquinha Jack, para. - Balancei de leve meu pé, mas Jack acabou mordendo. - Filho da mãe. - Me levantei e bocejei, olhando pro Jack. - Ta com fome? - Ele latiu. - Vou colocar sua ração.

Levantei da cama em um pulo e quase cai, mas ta tudo bem. Jack me seguiu até a cozinha, onde enchi seu pote com ração, e fui pra sala, o deixando lá.

Peguei meu celular e mandei algumas mensagens pro Jimin, mas provavelmente ele não vai responder, então, resolvi que iria na casa dele.

Comi alguma coisa e avisei pros meus pais, e logo sai de casa.

Não demorou muito e eu já me encontrava em frente a casa do Jimin, hesitando em tocar a campanhia. Suspirei pela terceira vez e finalmente toquei a campanhia e em alguns minutos foi aberta pela mãe do Jimin.

- Oh, Jungkook! - A Tia Park sorriu. - Como esta?

- Bem, obrigado. O Jimin pode vir aqui? - Perguntei e ela pediu pra mim esperar um pouco, provavelmente foi falar com ele.

- Sinto muito, ele esta dormindo. - Disse depois de alguns minutos.

- Ele não quer falar comigo, né? - Indaguei, e ela assentiu, meio sem graça.

- Aconteceu algo entre vocês? - Perguntou.

- Um mal entendido, mas obrigado, falo com ele amanha na escola. 

Me despedi e sai dali, vendo ela fechar a porta. Fiquei alguns minutos olhando a janela do Jimin, torcendo pra que ele aparecesse, mas nada. Suspirei e voltei pra casa.

Fui direto pro quarto, tomei um banho e coloquei uma roupa confortavél pra dormi, fiquei mexendo no celular até bater o sono.

{...}

Acordei com o despertador tocando, levantei naquele pique, hoje eu iria conversar com o Jimin querendo ou não, então, perguntaria pro Josh onde ele anda ficando no hórario do intervalo, já que nunca vejo ele no refeitório, hora melhor que essa não tem.

Tomei um breve banho e coloquei o uniforme, fiz o que sempre faço e desci, encontrando meu pai na mesa lendo jornal, e minha mãe fazendo café. 

- Bom dia. - Disse. - Oi Jack. - Fiz carinho no Jack que lambeu minha mão, e saiu.

- Bom dia Jungkook. - Minha mãe disse. - Boa aula.

- Obrigado. - Peguei uma maça e passei pelo meu pai. - Tchau pai.

- Boa aula garotão. 

Mordi a maça e sai de casa, Josh sempre chega cedo, então seria uma otima hora pra perguntar sobre o Jimin.

{...}

Assim que cheguei, espere mais alguns minutos e logo vi Josh vindo, fui até ele, que me olhou estranho.

- Bom dia Josh, dormiu bem? - Perguntei, passando a mão pelo seu ombro, limpando alguma coisa invisivel.

- Bom... dia? - Ele tirou minhas mãos. - O que você quer? fala logo.- Josh disse, me olhando com os olhos serrados.

- Pode me dizer onde o Jimin fica no intevalo? preciso falar muito mesmo com ele, por favor. - Supliquei e ele pareceu pensar.

- Ele fica naquela sala no fim do corredor que ninguém usa, se falar que foi eu, eu te mato. - Apontou pra mim e eu levantei as mãos em rendição.

- Te amo, valeu. - Ele revirou os olhos e logo o sinal tocou, entrei antes de todos, pra não dar de cara com a IU.

Depois de um tempinho, a sala começou a encher, com isso, IU também entrou, e se sentou atras de mim, já que tinha gente do meu lado, eu só quero que chegue logo o intervalo, Deus.

O professor logo entrou também, e deu inicio a aula.

{...}

- Liberados pro intervalo. - Assim que o professor disse isso, fui o primeiro a levantar e sair da sala, despistando a IU, que me chamou. 

Me escondi na virada de um corredor até ver o Jimin passando pra sala, e fui atrás.

Logo quando entrei na sala, o Jimin se assustou e pegou a mochila pra sair, porém, travei a porta e o impedi de sair.

- O que você quer? - Jimin disse sem importância, e cruzou os braços.

- Precisamos conversar. - Falei serio, e o Jimin suspirou. - Sobre o colar.

- Sobre você não se importar e dar ele pra sua namoradinha? não to afim, abre a porta. - Jimin me empurrou de leve, mas continuei em frente a porta. - Sai, Jeon.

- Você sabe que não foi assim, eu nunca daria meu colar pra ela, é a coisa mais importante que eu tenho. - Jimin ficou em silencio por alguns segundos.

- Conta outra Jungkook, eu não sou idiota. - novamente tentou sair

- Eu não sabia que ela tinha pegado o colar sem eu saber, e muito menos usado ele, é sério, fui apelar pro Tae e ele me contou o motivo ontem, eu realmente não sabia Minnie. - Jimin desfranziu o senho, e eu me aproximei mais.

- Então você realmente não deu o colar pra ela? - O Jimin disse com a voz mais calma, mechendo nas mãos.

- Claro que não, Jimin. - Disse no mesmo tom, e o encarei. 

- Mas ela disse que você tinha dado. - Essa parte eu também não entendi o porque. 

- Ela deve te ser confundido, só isso. nunca daria o colar pra alguém. - O olhei, tentando transmitir sinceridade.

- Argh... - Jimin me olhou, e inflou as bochechas. - Mas Jungkook...

- Olha, eu juro de dedinho. - Mostrei meu dedinho pra que ele enrolase no seu, e assim foi feito. - Pronto, me perdoa?

- Tudo bem, Jungkook-ah. -Ele deu um sorriso de leve, e eu sorri também.

- Sério? Posso te abraçar? - Abri meus braços e o Jimin revirou os olhos, mas me abraçou de volta. - Você não sabe quanto saudade eu estava de você, nanico. - O abracei mais forte.

-Eu tava, mas nem tanto. - Separei o abraço apenas pra olha-lo com os olhos serrados. - Ta, um pouco mais. - Jimin riu.

- Nos podemos ir no festival de cerejeira amanha, eu quero muito ir com você. - Comentei e ele sorriu.

- Sério? Eu quero muito, Jungkookie. - Confirmei e passei a mão pelo seu cabelo, logo ouvindo o sinal bater.

- Vamos voltar pra sala. - Jimin confirmou e eu peguei sua mochila e a minha, ficando com cada uma em um ombro. 

Enrolei meu braço pelo seus ombros e saimos da sala, já vendo algumas pessoas no corredor. Deixei ele na sala dele e segui pra minha.

Nada agora é capaz de me deixar estressado.


Notas Finais


A jp se empolgou um pouco, espero não ter ficado cansativo de ler.


Não esqueçam do coraçãozinho ❤️

Link da playlist da fanfic https://open.spotify.com/playlist/1zbUiZcXtV0zPchaBGXXWY?si=d1n3E7ubSsK_rwP4LQTETQ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...