História Before you - Capítulo 3


Escrita por: e bombiqui

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 8
Palavras 1.022
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura...

Capítulo 3 - Tortura


Já era outro dia, acordei e fui para o banheiro, fiz minhas necessidades e retirei o pijama ao qual eu nem sabia que havia vestido. Sai e fui para a cozinha, onde mamãe e o Victor se encontravam, sentados na mesa.

"bom dia!" Falei animada. "Bom dia meu amor!" Respondeu minha mãe... Victor apenas deu um sorriso... "Então, Victor né? Do que você trabalha?" Perguntei. "Eu sou policial!"... pronto, gelei. "Po-polocial? Q-que legal" eu falei gaguejando um pouco, apesar de não saber por que. "O que você quer ser quando crescer?" Perguntou ele. "nao pensei ainda!" Respondi... depois do café da manhã eu voltei para o meu quarto para estudar pra prova de hoje...

Já estava terminando de me arrumar, quando alguém bate a porta. "Oi, posso entrar?" Era Victor... "pode!" Falei sem pressa. O homem entrou deixando meu corpo arrepiado e meu coração acelerado. "Quer que eu te leve para a escola?" Perguntou ele "não, sei me virar sozinha! E... prefiro ir, sozinha!" Respondi, fui para A cozinha e peguei um pacote de biscoitos, coloquei na minha mochila e sai de casa o mais rápido possível.

Comecei a andar pela rua vazia novamente, e logo ouvi passos atrás de mim. "Tenho prova hoje! Não posso faltar!" Falei, já sabendo quem era a tal pessoa atrás de mim. " há, mais hoje teria um show incrível!" Disse ele com seu sorriso malicioso estampado... "Você é sádico!?" Falei tendo muita certeza. "Descobriu o mundo" falou ele com certo sarcasmo na voz. "Tenho que ir, se não me atraso, tchau!" Falei começando a andar um pouco mais rapido, mas ele logo entro na minha frente... "Você está brincando comigo?" Disse ele com a voz cheia de raiva e sarcasmo... "Eu quero você longe de mim! Eu prometo não contar nada a ninguém... Mas eu quero minha vida de volta" falei ameaçando chorar de verdade... "Você vai ver o show, querendo ou não!" Falou ele, logo me puxando para as próximas ruas, logo chegando no galpão... Ele me carregou até a sala e me prendeu na cadeira... "Escolhe alguém!" Disse ele alterado, eu apenas olhei para as crianças e fiz um sinal de não com a cabeça... "Agora! Ou é eles ou é você!" Falou ele agora alterado... "Então me pegue!" Falei com a maior coragem que já tive... Ele andou até mim e olhou para os meninos que estavam me olhando atentamente, com pena, talvez. "Hoje o show é para vocês!" Ele falou olhando para os meninos que se encontravam encostados na parede... Ele saiu para pegar a maleta e eu com a minha única mão solta abri a mochila e peguei o pacote de biscoito e joguei para eles. "É pra voces! Cuidado para ele não pegar!" Falei, e eles pegaram o pacote e colocaram atrás deles para esconder... Ele logo voltou com uma maleta com muitas máquinas de tortura que me encheram os olhos de lágrimas. Ele tirou de dentro um cinto e começou a me bater nas coxas nuas. Eu me fiz de forte e não gritei, dei alguns gemidos, mais não chorei nem gritei... Ele parou e foi pegar outra ferramenta, dessa vez ele pegou uma faca, segurou meu pulso e deu cortes finos, meu coração acelerou de medo, mas na mesma coisa, eu não fiz escândalo... Ele parou novamente e foi pegar outra coisa. Pegou um soco ingles e me deu socos no rosto e nas costas... não chorei, muito menos gritei. Depois de algum tempo ele se cansou e parou, mas ele estava nervoso, não com o sorriso vitorioso de sempre. Ele me deixou na rua onde ele me encontrava, mas eu sem pensar, voltei para casa.

...

Cheguei em casa, minha mãe e o Victor estavam deitados no chão vendo a TV, abri a porta de vagar, e passei pela cozinha... "quem tá aí?" Perguntou Victor me dando um susto e fazendo eu me virar... "Carry? O que aconteceu com você?" Perguntou ele preocupado... "nada! Só... só arrumei uma briga na escola!" Falei me retirando... Mas ele pegou meu pulso e virou, mostrando os mesmos cortados... minha mãe chegou por trás dele, seus olhos logo encheram de lágrimas... "isso não foi uma briguinha!" Falou ele com certeza. " me deixa porra! Quero ficar sozinha, só isso, ok?!"... depois de falar isso, me tranquei no quarto e comecei a chorar desesperadamente... Eu estava mudando depois desse encontro, virando uma outra pessoa; talvez, se um dia, isso tudo acabar, eu precise de uma psicóloga ou algo do tipo para contar meus dias e fazer tratamento... depois de algum tempo, eu estava cansa de chorar, então tomei um banho e me sentei encostada na porta... fiquei lendo um livro de drama, acho... 

"Filha!" Disse minha mãe do outro lado da porta "me deixa" foi a única coisa que consegui responder... "quando tiver com fome, é só esquentar no microondas, ok? Boa noite!" Ouvi seus passos subindo as escadas e indo para o quarto... logo depois as luzes se apagando e mais alguém subindo... depois, só o silêncio. Abri a porta com cuidado e saí. Fui para a cozinha e peguei o kit primeiro-socorros e coloquei em cima da mesa... "Quer ajuda?" Perguntou Victor me dando um susto, coloquei a mão no peito para me acalmar e fiz um gesto positivo com a cabeça...

Ele limpou os pulsos com álcool e algodão, passou uma pomada e colocou um esparadrapo... limpou o meu rosto e passou apenas uma pomada e fez o mesmo com as marcas roxas avermelhadas nas minhas pernas... algumas tinham sangue outras não. "Quando você quiser falar o que realmente aconteceu, eu estou aqui!" Ele falou, e eu fiz um gesto positivo com a cabeça " obrigada! Por tudo!" Agradeci e fui esquentar a pizza para mim comer... logo eu voltei para o quarto e tentei dormir... Mas algo me incomodou e eu subi para o quarto da mamãe... bati na porta e o Victor me mandou entra "não consigo dormir!" Comentei... Ele pegou um colchão que fica atrás do guarda-roupa e me ajudou a arrumar no cantinho... ali eu deitei com o meu ursinho de pelúcia e dormi tranqüilamente.


Notas Finais


Vish... 😣😣😲😢


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...