História Begin Again - Chaelisa - Capítulo 4


Escrita por:

Visualizações 49
Palavras 2.733
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Retorno


Faculdade de Stanford

22:45hrs   

Jinny estacionava o carro em frente à um prédio que Lisa não conhecia, apenas sabia que era na parte comum e pouco frequentada por sua antiga pessoa popular. Se deu conta que nunca se importou de ir naquele lado oeste do Campus, onde apenas os alunos comuns dormiam e frequentavam. Ali nunca foi o seu mundo, mas não seria um esforço estar em um novo lugar, contanto que suas amigas também estivessem com ela.   

- Eu ainda não sei onde é meu alojamento - falou Lisa confusa ao abrir o mapa do Campus, identificando o seu dormitório bem longe das fraternidades particulares.   

- Falei para meu pai deixar você no mesmo corredor onde está Jisoo, então você já está em seu alojamento - falou Jinny e deu uma piscadela bem humorada.   

A ex-líder olhou para a garota loira com carinho. Ela não conseguia agradecer da forma como a garota merecia. Imaginou durante sua estadia em Londres que, se não existisse Chaeyoung, seria muito fácil se apaixonar por Jinny, que mostrou ser muito mais do que os olhos de Lisa conseguiam ver. Queria poder retribuir o mesmo sentimento, mas não conseguia.  

- Obrigada por tudo que fez por mim, Jinny - dizia franzindo o cenho - você foi incrível comigo, mesmo que mandona na maioria das vezes - e riu, fazendo a loira também rir - mas não sabe o quanto é especial pra mim. O Luke, o Jeff. Quero vocês sempre comigo, não importa se vão voltar pra Londres. Vocês fazem parte de quem eu me tornei hoje.   

- Sempre vou estar esperando por você, Lisa. Sabe disso.   

- Eu sei.   

A tailandesa sabia da atual situação entre elas. Jinny a queria e nunca iria negar isso.  

 - Espero que não se decepcione durante esse novo ano que está vindo - Jinny disse.   

- Me decepcionar? Por quê diz isso?   

Jinny apenas olhou para o lado de fora, Lisa seguindo seu olhar e viu mais outro outdoor em que tinha o novo trio popular do campus, mais uma vez aquele olhar cheio de orgulho e vaidade que era desconhecido por Lisa, faiscar pelos olhos de Chaeyoung. Ou melhor, Rosé.   

Ficaram em silêncio por alguns instantes, Jinny sabendo que a tailandesa estava pensativa enquanto que observava a enorme placa. Porém finalmente, Lisa reagiu e estava pronta para rever suas amigas.   

A parte coberta onde Jinny estacionou, fez com que a tailandesa agradecesse internamente, porque a chuva não dava trégua. Colocou sua mochila nas costas, mala na mão e se despedindo com um beijo na testa do garotinho sonolento e um aceno para Jinny, seguiu para o dormitório onde a inglesa indicou que Jisoo e Joy estavam.    

Certo, Lisa. Não vai ser tão difícil assim. Foi só um ano.   

Pensou, unindo as sobrancelhas e tentando se convencer de que foi pouco tempo. Puxou seu capuz meio úmido por conta da chuva sob a cabeça e a abaixou, olhando para seus pés. Pela primeira vez se deu conta que tinha vergonha de voltar, tinha medo que as pessoas a lembrassem do que aconteceu.   

Respirou fundo e entrou pela porta principal do prédio, sentindo o ar quentinho e agradável. Enquanto que subia para o terceiro andar onde ficava o quarto de Jisoo, o 302, pensou o quanto aquilo tudo era tão irônico. Em sua vida passada, ela daria de tudo para aparecer e ser reconhecida e admirada por todos, gostava de ouvir cantadas e burburinhos ao seu respeito. Mas agora tudo isso parecia tão distante e ridículo. Ela passava entre os alunos ainda de cabeça baixa e o capuz preto a ajudando. Eles conversavam entre os corredores e escadas e ela conseguiu passar entre eles sem ser notada.   

Deu três batidas rápidas, conseguindo escutar Crazy in Love, um clássico da santa Bey, tocar e deu um meio sorriso. Um dos hobbies de um sábado a noite de uma vida não mais popular da coreana, era performar com classe as músicas, fazendo com que o quarto dela ficasse abarrotado de meninas do alojamento que queriam aprender os passos. Mesmo não sendo mais popular, conseguia atrair pessoas como um imã. Pegou a toalhinha e enxugava a testa enquanto que abria a porta sem jeito, porque tinha uma garrafinha de água na outra mão.   

- Se está querendo aulas, não temos mais vagas - falou para a tailandesa que ficou de cabeça baixa, dando um meio sorriso.   

- Eu apenas queria ver você dançar, porque eu estava mesmo com saudades de ver isso - e levantou o olhar, tirando o capuz da cabeça.   

Os olhos pretos brilhantes viram uma Jisoo congelada na sua frente, a garrafinha indo ao chão. As nove garotas que estavam ali, olharam rapidamente para ver a cena e o motivo do espanto da coreana e encaravam a ex-líder sem acreditar.   

- PUTA QUE PARIU!  - gritou, como sempre fazia ao se assustar e puxou a tailandesa violentamente para um abraço - OH MEU DEUS, Lisa, OH MEU DEUS!   

- O que aconteceu...   

Ao ouvir a gritaria de Jisoo, isso foi a única coisa que a Joy conseguiu dizer. Ela empurrou as demais garotas que estavam naquele pequeno quarto observando a cena sem acreditar no retorno da ex-líder, e pediu passagem, quase correndo em direção as duas, que estavam se abraçando e se jogou entre elas, fazendo as três cair no chão.   

Tudo aconteceu de repente, na surpresa e rápido demais.  

Tzuyu que também estava no quarto porque adquiriu uma amizade aos poucos com a Jisoo e Joy, colocava a mão na boca, sua expressão atônita enquanto que via as três rindo e atrapalhadas enquanto que se levantavam do chão.  Em todo aquele ano, a morena se aproximou das meninas porque percebia que a nova Chaeyoung e Jennie não estavam mais a agradando. O jeito delas fez com que a garota se afastasse sem nem ao menos perceber. Tzuyu se deu conta que Sehun havia transformado a antiga nerd e não concordava com sua liderança forte e rígida em torno da nova UKB.  

Tzuyu pediu educadamente para as demais garotas que estavam ali por causa das aulas performáticas de Jisoo, saírem e as deixando enfim sozinhas.   

Cruzou os braços e sentou na ponta na cama de solteiro de Jisoo, observando e ouvindo os gritinhos eufóricos das garotas que não acreditavam que Lisa estava entre elas.  Depois de se acalmarem se acomodaram melhor, querendo ouvir o que Lisa tinha a dizer. A Joy sentando no chão e cruzando as perninhas em posição de indio, Jisoo sentando ao lado de Tzuyu, que ainda estava desconfiada com o retorno da tailandesa.   

- Quero em primeiro lugar pedir desculpas pelo meu sumiço. Eu não poderia...   

- Já sabemos, Lisa - Joy a interrompeu - Jinny nos contou tudo. Ela burlou as regras do pai e nos contou mas pediu que não contássemos nem pra nossa própria sombra - admitiu frustrada e olhou rapidamente para Tzuyu que ouvia em silêncio - sinto muito Tzuyu, era segredo o retorno da Lisa.   

A tailandesa via a expressão pensativa da morena, ainda tímida demais para falar algo.   

- Pelo jeito vocês estão bem próximas - Lisa dizia e as olhava presunçosa - Vocês estão mudadas. - deu um meio sorriso, tirando o casaco preto e os headphones do pescoço enquanto que colocava sua mochila e mala ao seu lado.   

Jisoo agora tinha seu cabelo coberto de pequenas tranças finas que chegavam a sua cintura, enquanto que Joy os tinha mais claros, o loiro se destacando.   

- Olha só quem fala! - a Jisoo fez uma careta - já se olhou no espelho, mulher? O que diabos aconteceu com você? - e indicou o óculos em seu rosto - Virou algum tipo de nerd?   

Lisa riu baixinho.   

- Fiquei com muita enxaqueca quando fui embora daqui. Descobri que minha visão não é mais a mesma, só isso - falou.   

Joy e Jisoo se entreolharam, Tzuyu também curiosa porém ainda receosa. Ela não sabia desse retorno e os planos de Lisa no futuro no campus. Ela estava ansiosa quanto a reação de Rosé. A nova Chaeyoung. O retorno dos mortos de Lisa realmente não estaria nos planos da australiana e isso criou expectativa em Tzuyu. Ficou ouvindo a conversa entre as três, Lisa falando do seu cotidiano musical em Londres, e ria com as reações exageradas das meninas ao ouvir que a tailandesa agora era algum tipo de guitarrista de blues e que cuidava de um bar e de todos os sanitários, além de um garotinho nos fins de semana. Coisas totalmente distantes do que imaginava. Tzuyu se convencia que a ex-líder, havia se encontrado com ela mesma, até seu tom de voz saía mais calmo e não mais cheio de si, como as vezes acontecia. 

Joy e Jisoo ouviram tudo com atenção, o sorriso bobo da Jichu não saindo dos seus lábios. Ela se sentia mal pelo jeito que tudo terminou há um ano atrás. Graças a Lisa que assumiu toda a culpa, ela continuou em Stanford. Ela tinha uma dívida com a tailandesa que duraria a vida toda. E Joy, via uma segunda chance naquela Lisa diferente. Sabia que não seria fácil para a ex-líder nesse novo ano, mas estaria lá por ela como sempre.   

- Só me digam que estarão comigo nessa - Lisa disse enfim, após dizer que queria Chaeyoung de volta e ouvir que ela estava realmente mudada - Eu preciso da ajuda de vocês.  As três se entreolharam.   

- Eu não gosto do que a Chaeyoung é hoje. Me afastei delas, depois da iniciação dos novos calouros da UKB. Ela não está agindo com coerência mais - Tzuyu explicava - Com certeza você vai fazer com que ela mude. Eu acredito nisso, Lisa.   

Lisa suspirou em alívio.   

- Obrigada, Tzuyu. Eu sei que não fui a melhor pessoa ano passado pra a Chae...   

- Esqueça isso. Você teve seus motivos de se afastar. Estava sobre regras impostas - Tzuyu dizia seriamente - Se te deram mais outra oportunidade para estar aqui e voltar a encontrar a Rosé, aproveite que o destino foi bom com você.   

Jisoo bateu palmas pela palavra de Tzuyu e Joy deu um largo sorriso.   

- Vamos voltar a ser o que éramos? Você vai querer tudo o que era seu de volta? - Jisoo perguntou um pouco confusa e sem realmente querer saber a resposta de Lisa.   

As três garotas olharam para Lisa com inquietação. Será que ela estava disposta a ter tudo o que foi tirado pela nova Chaeyoung?   

A tailandesa tirou seus óculos de graus, e esfregou os olhos cansadamente e absorveu em silêncio a pergunta da coreana. Ela estava bem ali naquele quarto com aquelas meninas, enquanto que viu Chaeyoung e Sehun há alguns minutos atrás com suas coroas de Donos da Festa. Ouviu com atenção sobre o que as meninas tinham a dizer de Rosé e suas proezas, a australiana conseguindo elevar  UKB como a melhor fraternidade de Stanford.  A sua Chae havia mudado, porém ela também. Lisa sabia muito bem como responder essa pergunta.   

- As coisas não voltarão a ser o que era pra nós, meninas - dizia, colocando seus óculos sobre a escrivaninha de estudos de Jisoo ao se levantar - e eu não quero mais que volte a ser. Se ficarem do meu lado como sempre ficaram, vamos apenas ser nós mesmos. Sem fraternidade, sem popularidade. Apenas nós. Estão dispostas?   

Tzuyu apenas observava a interação de Joy e Jisoo, se olhando como se concordassem uma com a outra.   

- Pedíamos à Deus que algum dia você voltasse e nos dissesse exatamente isso - a Joy deu um meio sorriso, ao ver Jisoo concordar balançando a cabeça em afirmação - ao ver o que Chaeyoung se tornou, percebemos o erro que tudo isso de popularidade e lista de engajamento pode fazer pra alguém.     

***   

Havia se passado cinco dias desde que Lisa voltou. Porém o retorno dela ainda foi pouco notado, porque a ala oeste era pouco frequentada pela elite da faculdade. Não existia ginásio esportivo, quadra de basquete de rua, muito menos o refeitório geral onde os fraternistas se encontravam na hora do almoço era perto, pelo contrário. O novo quarteto deveria ir de carro se quisesse estar nessa parte mais frequentada e popular.   

Lisa tampouco comentava sobre a nova Chaeyoung para as meninas. Talvez ela não estivesse ainda com coragem para aparecer em sua frente e encará-la porque lá no fundo sentia medo.  

Medo de sua rejeição.  

Porque se martirizou tanto por tê-la a abandonado e se arrependia todos os dias enquanto que estava na Inglaterra, que quando finalmente se viu no lugar que sempre quis estar, se encontrava covarde.   

A única coisa realmente boa que aconteceu para ela, foi o emprego na biblioteca pela tarde. O grande lugar sempre tinha vagas para trabalhos voluntários e sim, Lisa aceitou com muito gosto. Ler era algo que fazia com frequência em Londres para Luke e aos poucos foi ganhando o costume e gosto pela leitura.   

Enquanto que ajeitava a estante de livros por ordem de títulos de acordo com seus anos de lançamento, tinha seus headphones nas orelhas, um vicio seu que era proibido na biblioteca, mas não se importava. Conseguiu com maestria organizar a prateleira de cima e desceu as escadas cansada, guardando-a no último corredor ao fundo do outra espaço que cheirava levemente a mofo e livros velhos.   

Wanna Be Sure do Aidan Hawken começava a tocar em seus ouvidos, fazendo Lisa dar um meio sorriso ao ouvir os primeiros segundos da canção. Sua playlist havia mudado drasticamente.  

A batida calma envolvia seus sentidos, ao ver de repente e sem esperar, a garota passar pelas estantes não muito longe dela. Ela poderia imaginar que fosse mais uma vez um sonho. Porque não acreditava que poderia encontrar a garota por aqui, quando a diziam que ela estava transformada em uma outra e diferente pessoa. Rosé não iria gostar de passar pela biblioteca, isso Lisa deveria ter certeza.  Até agora, é claro.   

"Continuo voltando... para você todas as vezes..." 

A canção tocava enquanto que Lisa ajustava seus óculos para vêr melhor à distância, porque ela estava realmente longe ao vê-la passar por entre as estantes de livros, apenas duas colunas as separando.   

Levantou as sobrancelhas em espanto. Se deu conta que era realmente Chaeyoung. Ela passava por ali com pressa, seus passos firmes, como se já soubesse o livro que ia pegar.   

A tailandesa a seguiu, olhando pelas frestas entre os livros das estantes de longe, a música que a invadia, de alguma forma a acalmou naquele segundo.   

"Se eu perder o controle?  

Se eu segurar firme?  

Você irá me impedir de ser varrido para longe, pelas ondas?"  

Lisa tinha seus olhos pretos brilhantes sobre os da outra que pareciam tão familiares a vendo dar um meio sorriso tímido ao fitar o livro que tirou rapidamente da bolsa e pôr na estante de volta. Seus olhos castanhos não estavam orgulhosos como viu há alguns dias no outdoor dentro do carro de Jinny.   

Era apenas os olhos tão conhecidos da sua Chae.   

Se arriscou, tentando se aproximar e vendo melhor o que realmente mudou na aparência da australiana. Viu seus saltos, seu casaco estiloso, sua mini saia branca, seus lábios vermelhos sangue fazendo contraste com seus cabelos agora super lisos.   

Sim, ela estava mudada e Lisa aos poucos tinha coincidência disso, mas seu bom humor não ia embora enquanto que observava que ela via outros livros naquela estante, interessada no autor em questão.  

Rosé então se afastou rapidamente do corredor, ao olhar para os lados desconfiada como se não quisesse que percebessem que estava ali. A tailandesa então foi para o corredor onde a australiana estava e se deparou com os exemplares de Jane Austin. Se lembrou que Chaeyoung amava os livros daquela autora e deu um largo sorriso.   

Certas coisas nunca mudam, não é Chae? 

Pensou.   

"Eu quero ter certeza  

Que seu coração está em chamas  

Que ele será puro  

E que seu amor é somente meu 

Somente meu."   

Aidan Hawken não tinha feito essa canção pra aquele momento, mas sabia que agora só com aquela simples descoberta, tinha certeza que alguma parte do coração de Chaeyoung era puro assim como a canção falava.   

Que sua Chae estava ali em algum lugar e só agora ela caía em sim.   

- Tá na hora de finalmente nos vermos Chae - falou com coragem para si mesmo.   



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...