História Behind The Heroes - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Enji Todoroki (Endeavor), Hizashi Yamada (Present Mic), Nemuri Kayama, Personagens Originais, Shouta Aizawa (Eraserhead), Thirteen, Toshinori Yagi (All Might)
Tags Boku No Hero, Drama, My Hero Academia, Revelaçoes, Romance
Visualizações 71
Palavras 2.947
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá queridos leitores 💖
Bom, eu espero que estejam gostando da fic (embora esse seja o segundo capítulo 😅 hehehe).
Eu não costumo a escrever capítulos tão longos, mas infelizmente acabou ficando assim esses primeiros 😅
Eu fiz um jornal com desenhos dos OCs que criei pra essa história, vou deixar o link nas notas finais 💖
Enfim, tenham uma boa leitura 😊
Críticas construtivas são bem-vindas 😊

Capítulo 2 - Cap. 02 - O Reencontro


Fanfic / Fanfiction Behind The Heroes - Capítulo 2 - Cap. 02 - O Reencontro

Colégio U.A – Sala 1-A

Vlad e Midnight ajudavam a terminar de organizar a sala trazendo cadeiras para os convidados se sentarem, nenhum dos alunos ainda tinha chegado e ainda faltavam alguns convidados, mas tudo ocorria dentro do horário. Eraser Head conversava com o diretor Nezu e 13 acompanhava a conversa dos dois, dentre os convidados que já haviam chegado eram eles: Jelly Girl, uma garota de pele rosa, sua cabeça tinha formato gelatinoso, o que era para ser seu cabelo dava lugar aos longos tentáculos que iam até a sua cintura, era como se ela usasse um chapéu de água-viva na cabeça e seus olhos eram roxos, ao seu lado lendo algo num kindle branco, estava Rose, diferente da amiga, se parecia uma planta, ela tinha pele verde esmeralda, e do lado esquerdo de seu rosto ao invés de ter um olho ela possuía grandes rosas vermelha, havia mais uma rosa perto de sua orelha, outra na testa, e uma mais acima que se misturava ao seu “cabelo”, era como se ela tivesse um buquê no lado esquerdo de seu rosto e o cabelo era nada mais, nada menos que como o caule das rosas com espinhos, só que macios.

- YEAHHHHH!! – Mic berrou na porta chamando a atenção de todos, mas apenas Jelly parecia feliz em vê-lo.

- MIC!!! – Jelly correu até antigo colega de turma e dramaticamente agarrou as mãos dele – Você não sabe o quanto eu sinto sua falta!! A Rose não compreende meus gostos peculiares!!

- Eu não entendo porque você gosta de stalkear a vida dos outros... – Rose a corrigiu num tom sereno, sem tirar os olhos do Kindle.

- Eu não estou stalkeando!! – Jelly respondeu irritada – Estou Shippando!! É diferente!!

- Falando em shippar...

- Ai Meu Deus!! Vai Mic, me dê boas notícias, por favor!!! – ela suplicou em voz alta – Já faz 84 anos!!!

- Pare de ser dramática! – Rose a reprimiu.

- Eu preciso te mostrar... – Mic pegou o celular e os olhos roxos da amiga já brilhavam sem nem mesmo saber o que ele iria mostrar.

- EI VOCÊS DOIS!!

Os dois deram um salto ao se assustarem com a presença de Shiro atrás deles, ela estava os encarava de maneira assustadora, não era muito diferente da época de escola.

- Eu sei o que estão fazendo!! – disse irritada.

- Nós?? Não estamos fazendo nada!! – Jelly respondeu agitada. 

Mic tentava disfarçar assobiando, mas estava suando frio assim como a amiga ao seu lado, mesmo assim a garota continuava os encarando tentando intima-los o suficiente para que abrissem a boca e confirmasse suas suspeitas sobre os dois.

- Ah Shiro! É bom revê-la! – Nezu acenou.

O plano do diretor para cortar o clima tenso que rolava entre os três, mesmo sem saber do que se tratava, deu extremamente certo, a garota tirou os olhos dos colegas e acenou sorridente de volta.

- Diretor Nezu!! 

Ao lado esquerdo do diretor se encontrava 13, que também recebeu um caloroso sorriso de recepção.

- 13!!

E a esquerda de 13 estava Eraser Head a contemplando com o mesmo olhar vazio de sempre e a postura de descaso com as mãos no bolso que a irritava profundamente, podia ter se passado vários anos, mas o sentimento de repulsa era o mesmo por ambas as partes. 

- E Eraser... – havia um tom de desgosto em sua voz, além do olhar cerrado – Estou surpresa em ver que você conseguiu largar o cobertor pra vir aqui hoje!

- Oras, ele não poderia faltar já que é o professor titular. – Nezu se adiantou, mesmo sabendo que Shouta dificilmente fosse ceder aos provocamentos de Chiyo.

- Hã? Você virou professor na U.A? – ela questionou indignada.

- Ué, você não sabia? – Jelly a questionou achando estranho.

- Mas é claro que não! – a mulher retrucou rapidamente irritada – Você por acaso acha que eu fico me informando sobre ele?? 

Havia um tom esnobe acentuado na palavra “ele”, mas mesmo assim o pro hero ignorou por completo a ex-colega de classe, não seria lógico discutir naquele momento em que seus alunos estavam chegando, todos juntos, na classe. Os vinte alunos entraram na sala extremamente chocados em ver todos aqueles rostos novos, antes que houvesse um surto de euforia Aizawa orientou seus estudantes a se sentarem em seus devidos lugares, como se fosse um dia de aula normal.

Enquanto os alunos se acomodavam, ainda trocando olhares curiosos, uma mulher negra com o cabelo maravilhosamente cacheado e volumoso, usando um macacão roxo extremamente brilhoso que possuía um decote profundo até a cintura roubou os olhares. 

- Olha só se não é o DJ mais fracassado da U.A!

- D.J!!! – Mic exclamou sem entender o que estava acontecendo – O que ela faz aqui? Ela nem era da nossa turma!

- Eu resolvi convidar alguns ex-alunos das outras turmas também. – Nezu explicou – Além disso, apesar da D.J não ter entrado para a turma A, ela conseguiu ser licenciada como pro hero!

- Eu só não entrei pra turma A por sua culpa!! – ela cutucou fortemente o peito de Mic com seu dedo indicador – Você roubou meu pontos no teste de admissão, lembra?

- De novo isso? Eu não roubei nada! – ele esbravejou – Não tenho culpa se vc foi lerda demais!

- Ora seu... – ela rangeu os dentes irritada.

- Não se esqueçam que os alunos estão olhando. – Shouta disse sereno ao se aproximar dos dois.

O comentário fez com ambos percebessem que de fato as crianças estavam prestando atenção neles, isso os deixou levemente constrangidos e assim D.J foi se afastando em direção a Rose que era a única a não dar importância ao que acontecia ao seu redor. Não demorou nem cinco minutos para que todos estivessem novamente olhando em direção a porta surpresos com a presença de Endeavor, pois apesar de ter sido convidado ninguém esperava que herói fosse de fato aceitar o convite.

- Endeavor! Nosso atual herói número 1! – Nezu o saudou – Fico feliz que tenha recebido o convite!

- Peguei o convite com a Narumi. – ele mostrou o envelope branco na mão direita.

Shiro correu rapidamente ante que o herói pudesse dar mais um passo, o empurrou com a mão esquerda contra a parede da porta, fazendo um barulho assustador, e em seguida esticou o braço direito até a parede, o deixando “preso”. Todos os alunos e pro heroes presentes estavam extremamente assustados, até mesmo Rose deixou sua leitura no kindle de lado para acompanhar a cena. Endeavor estava com cara de tacho, sem entender o que se passava, tentou simplesmente ignorar a ex-colega louca, mas assim que se inclinou para o lado direito, ela levantou sua perna esquerda e a bateu contra a parede bem próximo ao ombro dele, gerando novamente um enorme barulho na sala, além de rosto extremamente assustados e definitivamente ele estava preso.

- Crianças, fechem os olhos. – Shouta ordenou para a turma que obviamente não o obedeceu.

- Mas o que diabos...

- Você pegou o convite com a Narumi? Quando? Onde? Que horas foi isso?? – ela o interrompeu – ME RESPONDA!!

- Alguém devia exorcizar essa mulher! – Jelly comentou extremamente assustada para Mic que mal conseguia responder de tão chocado – Já imaginou ser o crush dela e ai ela te botar contra a parede desse jeito!

- Eu queria que uma mulher me prensasse assim contra a parede... – Mineta murmurou baixinho babando.

- Pervertido! – Momo sussurrou irritada com o comentário do garoto.            

- ENDEAVOR ME RESPONDE!! – Ela esbravejava, enquanto ele lhe lançava um olhar irritado.  

- COM QUEM VOCÊ PENSA QUE ESTÁ FALANDO?? – ele retrucou extremamente irritado.

- Parem com isso! – Nezu esbraveja. – Isso é uma escola!

●●●

Enquanto isso – Na frente do Bloco das salas de aula da U.A

Narumi e Toshinori vinham caminhando em direção ao bloco onde ficavam as salas de aula do primeiro ano, na frente do bloco eles avistaram Recovery Girl conversando com uma pro hero que tinha orelhas e rabo de coelho, além de usar um uniforme de cheerleader. Conforme eles estavam se aproximando, a garota-coelho os notou vindo em sua direção e começou a ficar agitada, fazendo uma corrida estacionária.

- Oi Sugar Bunny! – Narumi a cumprimentou.

- Oi Narumi!! – Ela respondeu agitada.

- Esse é o...

- All Might!! – a coelha se precipitou a interrompendo e falando rapidamente – Desculpa! Eu vi vocês juntos... Digo, na cafeteria!

- Por que não veio se juntar a nós?

- Eu não queria atrapalha o encontro... Digo... O café!!

Bunny-chan, você realmente não é boa em disfarçar o que está pensando...” Narumi pensou enquanto dava um sorriso desconcertado para a amiga que estava frenética olhando para os lados, era óbvio que ela queria correr até a Jelly e contar o que achava que tinha visto.

- Tô-chan, quer se divertir um pouco? – Narumi cochichou para ele enquanto a coelha não prestava atenção – Bunny, acha que estávamos num encontro.

Eles trocaram risadinhas que chamou a atenção de Bunny, enquanto isso Recorvery Girl estava apenas apreciando a situação.

- Você não ia atrapalhar, Bunny-chan! – Narumi deu uma piscadinha para All Might – Né, Tô-chan?

- Ah claro! Hahahaha. – ele tentou dar seu melhor sorriso – Afinal agora que eu estou aposentado, eu e a Narumi temos saído juntos direto.

- QUÊEE?? – a garota arregalou os olhos - Vocês... Vocês estão namorando???

- Estamos sim!! – Narumi disse enquanto Toshinori concordava balançando a cabeça.

- Eu... Eu... TENHO QUE IR!!!

Sugar Bunny correu tão rápido que eles nem conseguiam mais avista-la.

- Ela é rápida! – All Might comentou.

- É a peculiaridade dela, velocidade. - a amiga o respondeu.

- Vocês sabem que ela vai contar isso pra Jelly Girl, não sabem? – Recorvery se pronunciou.

- Isso vai ser engraçado. – Toshinori disse pensando sobre qual seria a reação da ex-colega de classe.

- Oi Recorvery Girl! – Narumi se agachou para cumprimentar a senhorinha.

- Olá querida! – ela disse sorridente – É muito bom vê-la de novo e dessa vez sorridente.

●●●

Alguns meses atrás – Sendai, casa da Narumi

Narumi estava terminando de embrulhar os pratos em jornais e plástico bolha para colocar na caixa de papelão para a mudança, um gato preto extremamente peludo, com belos olhos amarelos, ficava roçando na caixa.

- Pare com isso, Bolota! – ela pegou o gato no colo suspirando profundamente – Preciso terminar de embalar as coisas da cozinha para a gente se mudar no fim do mês.

E agora, mais notícias sobre o ataque sofrido na U.A...” anunciou a jornalista da televisão, o que fez Narumi pegar rapidamente o controle e erguer o volume para escutar melhor:

Finalmente foi confirmado pelo diretor da U.A, Nezu, que a escola foi invadida por vilões que se denominam como ‘Liga dos Vilões’. O incidente ocorreu durante um treinamento da turma 1-A na área U.S.J destinada para simular todos os tipos de acidente, porém acabou virando palco de uma invasão real. Foi relatado que todos os estudantes passam bem, porém o professor titular da turma, Aizawa Shouta, ficou gravemente ferido em combate...

- Shouta!

Narumi soltou o gato rapidamente e buscou por seu celular que estava ao lado da caixa, rapidamente discou esperando ser atendida.

- Alô, aqui é Shimizu Narumi, eu já tenho cadastro na companhia aérea de vocês.

- Olá senhora Shimizu, já localizei seu cadastro, no que posso ajuda-la?

- Preciso urgente de uma passagem para Musufatu ainda hoje!

- Só um momento.

Ela aguardou nervosa, andando de um lado para o outro enquanto seu gato apenas a observava.

- Desculpa a demora senhora Shimizu. – a atendente retornou – Temos lugares vagos no avião das 14:30 apenas na classe econômica.

- Não tem problema, pode reservar um para mim e mandar o link do pagamento por e-mail.

- A senhora prefere na janela ou no corredor?

- No corredor por favor.

- A senhora deseja passagem de volta?

- Não, apenas ida por enquanto.

- Está certo, por favor esteja aqui uma hora antes.

- Obrigada.

- Eu que agradeço.

Ela desligou, abriu o e-mail e efetuou o pagamento pelo link que a atendente havia enviado, logo em seguida abriu sua lista de contatos e discou novamente.

- Alô, Haru?

- Oi Naru-chan!

- Haru, desculpa te ligar de última hora, mas eu estou indo pra Musufatu...

- Você assistiu o noticiário? Vai ver ele, né?

- Sim, eu reservei lugar no vôo das 14:30, mas preciso que alguém cuide do Bolota.

- Tudo bem, sem problemas! Eu passo ai pra pegar ele!

- Desculpa te pedir assim de última hora.

- Não precisa se desculpar, você não quer que eu peça pro Erick te teletransportar pra lá?

- Não, eu não quero dar trabalho pro Erick, além disso ele está na Austrália trabalhando a essa hora, não?

- Sim, mas ele pode fazer isso pra você.

- Eu agradeço, mas vou de avião mesmo, além disso preciso levar uma mala com algumas trocas de roupa e uma manta.

- Você quem decidi, Naru.

- É melhor assim... Vou deixar a chave na portaria.

- Está bem. Faça uma boa viagem e eu espero que ele esteja bem.

- Obrigada Haru.

Rapidamente ela arrumou uma mala pequena apenas com o necessário, encheu o pote de comida e o de água do gato, ainda antes de sair ela o pegou no colo e deu um beijinho.

A viagem durou uma hora e dez minutos, assim que desembarcou trocou mensagens via Whatsapp com Nezu para confirmar se Aizawa estava no hospital particular do campus e assim poder pegar um táxi direto para o local. O motorista a levou o mais rápido que pode, mas quando a pro hero chegou no hospital ninguém tinha a permissão de ver o paciente.

- Por favor, eu preciso muito ver como ele está! – Narumi implorava para as enfermeiras atrás do balcão.

- Lamento, mas eu realmente não posso liberar sua entrada.

Foi quando Recovery Girl entrou no hospital e facilmente reconheceu a ex-aluna da U.A, podia estar com o cabelo mais comprido desde a última vez que a viu e não usava mais uniformes escolares e sim uma calça jeans e um moletom extremamente largo rosa bebe, mas ainda assim era difícil não a reconhecer.

- Narumi-chan?!

A garota se virou surpresa em ver a enfermeira.

- Recorvery Girl!

- O que está fazendo aqui?

- Bom, eu vi sobre a invasão no noticiário e ...

- Você veio de Sendai até aqui só pra ver o Eraser?

- É...

- Tudo bem, vou pedir para liberarem você.

Narumi esperou alguns minutos sentada na sala de espera enquanto Chiyo fazia uma licença para que ela pudesse ter acesso ao quarto do paciente. Assim que a velha enfermeira voltou lhe entregou um crachá que a permitia entrar e sair do quarto, a deixando extremamente agradecida.

- Obrigada Chiyo-san! – ela se curvou em agradecimento quando pegou o crachá – Muito obrigada.

- Ora, pare com isso! Não é necessário. – ela disse se sentindo levemente encabulada – Vamos, eu vou te guiar até o quarto.

Shimizu rapidamente pegou sua bolsa, sua pequena mala e sua manta lilás que havia trazido e começou a segui-la. “Inacreditável, ela realmente veio direto pro hospital...” a pequena senhora pensava pelo caminho, ao chegar a enfermeira pegou sua credencial e passou no leitor ao lado da porta para que a mesma se abrisse.

- Lembre-se de sempre levar seu crachá quando for sair para comer, ou ir ao banheiro, pois é o que vai deixar você abrir a porta, okay?

- Está bem.

Ela deixou que a visitante entrasse primeiro, a visão não era das melhores haviam aparelhos monitorando Aizawa, mas o mais assustador era vê-lo completamente enfaixado e deitado na cama, já era extremamente incomodo estar num hospital, visto que Narumi uma certa fobia pelo lugar em questão. Rapidamente largou suas coisas em um pequeno sofá que havia ao lado esquerdo da cama, depois se aproximou de Eraser Head, totalmente adormecido, e segurou sua mão esquerda totalmente enfaixada. Estava sendo mais difícil do que achava que seria, era extremamente doloroso vê-lo daquele jeito, tanto que não conseguiu segurar as lágrimas escorrendo por seu rosto.

- Não fique assim querida.

Chiyo se aproximou e começou a passar a mão nas costas da garota para consola-la.

- Eu te prometo que ele vai se recuperar, aliás já está se recuperando.

●●●

 Presente - Sala 1-A

- ENDEAVOR, SE EU DESCOBRIR QUE VOCÊ ESTÁ DE GRACINHA ATRÁS DA NARUMI TE PARTO NO MEIO!!

Vlad e Midnight tentavam segurar Shiro que insistia em fazer escândalo por pouca coisa, mas Endeavor não parecia se importar com toda aquela birra, ele permanecia de braços cruzados revirando os olhos e sem dizer uma palavra. Os alunos permaneciam extremamente assustados assim como alguns professores presentes, era difícil de acreditar que um adulto, e pro hero, se comportasse de tal maneira.

- ME SOLTEM!!! – Shiro berrava.

O que cortou o clima completamente foi a chegada desesperada de Sugar Bunny com os olhos extremamente esgazeados, ficou por alguns segundos na porta avaliando o que ocorria na sala, mas julgou não ser importante.

- Jelly!! Jelly!! – ela falava rapidamente pulando na frente da amiga. – O All Might!! O All Might!!

Mic e Jelly ficavam acompanhando os pulos eufóricos de Bunny sem entender o que se passava.

- Bunny!!! – a garota água-viva segurou os ombros da coelha firmemente e a chacoalhou fortemente – Fala de vagar mulher!!! Assim eu não te entendo!!!

Bunny parecia levemente mais calma após a sacudida, repisou fundo e depois soltou rapidamente sem pausa para respirar:

- ALLMIGHTENARUMIESTÃONAMORANDO!!

Houve uma pausa silenciosa até um coro sincronizado gritar “QUÊ?????”, quem ouvisse sem saber o que se passava diria que tinha sido ensaiado, mas a verdade é que todos precisaram de alguns segundos para processar a informação que havia sido compartilhada.   


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...