História Behind The Scenes - Fillie - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Stranger Things
Tags Fillie, Finn Wolfhard, Mileven, Millie Bobby Brown
Visualizações 1.094
Palavras 1.194
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yay strangers! Como estao? Espero que muito bem 💕 E ah, no próximo capítulo vem mais respostas pra vocesss
Façam uma boa leitura!

Capítulo 14 - Você escolheu a consequência


– Dá pra ir logo com isso? – Fingi tédio.

– Deixa pra depois. – Respondeu simples

"O quê?!" Um coral de vozes frustradas ecoou.

– Eu disse deixa pra depois. É sua vez, Mills. Pode girar a garrafa – Falou angelical demais para o meu gosto. Ele estava aprontando alguma coisa. 
Peguei a garrafa e girei. 

Só podia ser brincadeira. A garota com sardinhas alaranjadas me olhou com malícia.

–  Então, Mills. Conta pra nós como foi gravar uma cena quente com o garotão ali – Apontou 

– Hã... Foi n-normal

– Só eu percebi esse gaguejo? – Caleb alfinetou

– Vimos com nossas próprios olhos que não foi nada normal – Gaten botou lenha na fogueira.

– A verdade, querida. – Eu odeio a Sadie. Desviei o olhar para Finn, que só piorou minha situação. O modo despretencioso dele e seu olhar sobre mim me fez sentir uma queimação. Bufei perdendo a paciência. Se eles querem a verdade, toma a verdade. 

– Foi bem excitante. 

"WOWWW" 

"Aí sim hein?!" 

"Pega essa, Sartorius!"  

Foram algumas das frases que ouvi. Lutei com todas as forças para não olhar para Wolfhard e ver sua reação. Sadie rodou a garrafa que por sua vez apontava Noah e Caleb. 

– A hora da verdade, irmãos. 

– Você e Sadie já dormiram juntos? – A ruiva quase gorfou o suco que bebia. 

– Ah, como a vingança é doce. – Cantarolei. A pergunta foi de longe pior que a minha. Eu já sabia a resposta, mas os outros não.

– Qual a consequência? – O rapaz de pele negra perguntou. 

– Responde logo – Finn se pronunciou e Caleb lançou um olhar para Sadie que deu de ombros. 

– Foi há muito tempo. 

– As coisas acontecem bem debaixo dos nossos olhos e a gente nem percebe – Gaten falou balançando a cabeça de um lado para o outro fingindo estar decepcionado. 

Foi a vez de McLaughlin girar a garrafa, que parou em mim e America. O gargalo em sua direção. 

– Há quanto tempo você e Noah estão juntos? – Perguntei

– Nós n... 

– Cala a boca, Snapchat, perguntei pra ela e não pra você.

– Toma – O garoto de olhos azuis falou. 

– Nos encontramos pessoalmente semana retrasada. – A menina de pele dourada respondeu.

– Então já se conheciam antes? 

– Uma pergunta só, Millie. – Noah interferiu e eu revirei os olhos. 

Meri girou a garrafa que parou em Finn e Schnapp. 

– Você não vai fazer essa pergunta – Intimou o cacheado para o amigo que tinha um sorriso sapeca.

– Ah nem vem! – Reclamei

– Eu posso escolher consequência – Rebateu Finn

– Mas nós temos que saber a pergunta! 

– Concordo com ela. – Saddy protestou

– Me dá a droga da consequência. – Vi os olhos de Noah brilharem maldosos e cruzei os braços aprovando aquilo. Tomara que ele peça para Finn pular da janela ou tomar ovo cru. Quem saber pular da janela enquanto toma ovo cru? 

– Beija a Millie. – Meu olhar de vitória foi parar no chão. 

– É o quê?! – Perguntei boquiaberta. – Eu não tenho nada a ver com isso. 

– Eu não quero beijar ela. 

– Você não tem que querer nada, meu chapa. 

– A consequência é dele e quem paga sou eu? 

– Cala a boca, você tá doidinha pra beijar ele de novo. – Schnapp assoprou

– Isso não é da sua conta. 

– E eu não quero beijar ela. 

– Ah mas vocês vão brigar mesmo? – Ouvi a voz de Megan pela primeira vez da hora que começamos a jogar. 

– A culpa é deles. 

– Ah, foda-se. – Não deu nem pra assimilar e Finn me puxou pela cintura, o choque das nossas bocas coladas calou a todos. 

Eu não sei se a urgência dele era para acabar logo ou outro motivo desconhecido por mim, eu só sabia que aquele era o famoso beijo desentupidor de pia. 

– Ok, já chega. Ei, os dois. Eu tô ficando com ciúmes e você vai engolir minha amiga. Millie, solta ele. – As duas mãos da dona da casa nos separou. 

– Caralho – Alguém comentou mas eu estava alheia demais pra reparar quem foi.

Minha respiração estava toda louca, assim como meus batimentos cardíacos. Olhei para Wolfhard e ele não estava muito diferente. Sua boca estava mais vermelha que o habitual. 

– Isso é porque não queriam beijar? – Meri apontou para nós.

– Apresento-lhes, Fillie. – Caleb caçoou. 

– Vamos continuar logo – Voltei a me sentar.

Mais algumas rodadas se passaram, até todos nós termos ido mais vezes. Nada de tão grave aconteceu, exceto pelo fato de Sadie ter negado uma resposta e Gaten fez a coitada beber refrigerante com banana e leite, batidos no liquidificador. Megan teve de  virar garrafa de whisky quase toda e Noah e America se pegaram; Mas foi porque quiseram mesmo.  Amigos né, sei.

Nos preparávamos para ir embora quando uma voz feminina impediu.

– Ei, espera aí. – America falou atraindo a atenção.

– Ficou faltando a rodada deles dois. – Meneou a cabeça para mim e Finn, que sorriu.

– Obrigada por lembrar – Falei irônica.

– Quem foi que disse que eu esqueci? – O guitarrista olhou pra mim. – Tchau pra vocês. E você vem comigo. Tem uma pergunta a responder.

– Não mesmo. – Neguei.

– Vai querer a consequência? 

– Vou

– Então tá – Ele passou os braços pelo meu tronco e me segurou como se eu fosse um saco de batatas 

– Finn Wolfhard me põe no chão! – Esbravejei 

– Você escolheu consequência. 

– Isso é sequestro, ninguém vai me ajudar não?! – Esperneei – Tira a mão da minha bunda a-go-ra! 

– A menos que queira que todo mundo veja sua calcinha minha mão tá muito bem onde ela está – Disse debochado. Esqueci que eu usava um vestido. 

– Sadie? Noah? 

– Nem me olha

– Grandes porras de amigos vocês são! – Berrei antes que a porta fosse fechada e nós dois estivéssemos no corredor.

– Olha essa boca, garotinha 

– Teu cu, Wolfhard. – Nunca antes tantos palavrões saíram da minha boca. Só nessa semana falei mais do que na minha existência inteira. 

Ouvi o "Plim" do elevador e ele entrou comigo pendurada em suas costas. 

– Agora é sério, meu sangue está descendo todo para a cabeça. – Ele não falou nada – Ok, mas se eu morrer saiba que a culpa é toda sua.

– Quanto drama, Brown. 

– Finn eu tô ficando enjoada, vou vomitar em você. 

– Já estamos quase no subsolo. 

– Subsolo? Planeja me matar? – Perguntei com sarcasmo

– Estacionei o carro na vaga dos pais da Sadie. 

– Por quê?

Me pousou no chão e eu me senti tonta. As portas da caixa metálica se abriram para o lugar escuro. 

– Entra aí. – Destravou o alarme do Audi e abri a porta do banco de trás entrando e sendo seguida por ele.

– O que tá fazendo? 

– Sentando? – Respondeu e eu ergui uma sobrancelha. – Você me deve uma resposta. 

– Pelo que entendi você me sequestrou então eu acabei de pagar minha consequência. – Ele revirou os olhos com a minha cena.

– Não estou falando sobre o jogo.

– Sobre o que então? 

– Quarta feira você me disse que eu tinha te magoado antes de ficar sabendo sobre Ayla. 

– Finn...

– Eu tenho que saber o que eu te fiz. Não consigo parar de pensar nisso. 

– Por que importa?

– Porque você é minha amiga e a ideia de tê-la machucado é demais pra mim. – Não conseguia enxergar direito seu rosto pela penumbra e eu dei graças a Deus pois era sinal de que ele também não me via com clareza, logo não ia notar que eu quase me derreti inteira. 


Notas Finais


EU SEIII parei na parte crucial de novo, mas vou recompensar voces, ok? HAHAHHAHAH interajam comigo, amo voces e até o próximo ❣️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...