História Bela - A plebéia (isulio) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii povão que amooo, eu agradeço de verdade a todos que deram uma oportunidade pra essa fanfic colocando ela nos favoritos ou lista de leitura agradeço D+++

Hoje tenho mais um capítulo dessa coisinha aqui e espero de coração que gostem.

Capítulo 3 - A garota na floresta


Fanfic / Fanfiction Bela - A plebéia (isulio) - Capítulo 3 - A garota na floresta

No mesmo instante dentro do castelo

Agustina

Estava andando pelos corredores depois de Bea sair para pensar e avisto minha querida irmã Gabriella, devo perguntar se a mesma notou a repentina mudança nas ações e pensamentos de Bea. Sigo em direção a Gabriella que está atenta observando a coroa de nossa mãe no qual a Bea irá receber após sua união com Julio.

Sim minha irmã vai governar Maribella junto de Julio, estou extremamente feliz por ela mas não sei como do nada ela quis se casar com Julio, afinal ela me disse que não o amava antes de desaparecer por duas semanas e voltar parecendo outra pessoa.

Chego ao lado de Gabriella que parece pensativa ao observar a coroa, toco em seu ombro e a mesma de vira em minha direção.

- Gabriella minha irmã devo lhe fazer uma pergunta, me acompanha até o quarto? - digo sendo o mais direta possível, a ruiva concorda e vamos em direção ao quarto.

Enquanto andávamos em direção ao quarto pude observar quadros de nossa família e notei que em um deles havia uma parte rasgada e em baixo o início de uma outra imagem - Gabriella para - digo e a mesma para de andar e me olha com dúvida - veja este quadro, nele tem uma parte rasgada e - nesse momento eu levanto o rasgo do quadro e me deparo com uma outra pintura surgindo. 

Na nova tela encontrada tinha a imagem de nossos pais onde minha mãe segurava um bebê e meu pai outro, no canto esquerdo tinha um berço onde estava escrito Agustina e uma bebê que aparentemente era eu, já na parte direita tinha Gabriella sentada no chão (ela sempre foi um ano mais velha que eu e a Bea, mas agora nos resta saber quem é o 4° bebê da imagem, afinal pelo que eu saiba somos eu,Gabi e Bea somente... Mas quem será o outro bebê?)

- oque é isto minha irmã? Quem é o quarto bebê da imagem? - Gabriella diz com dúvida 

- também quero saber, e qual o motivo de nosso pai esconder essas imagens com uma tela por cima? - digo tampando novamente a imagem para ninguém do castelo descobrir sua existência

- temos que descobrir minha irmã e não devemos contar a ninguém sobre isso, muito menos para Bea afinal ela anda muito estranha ultimamente você notou? - Gabriella retruca e faz a morena ficar pensativa

Se meu próprio pai não nos falou sobre isso é porque ai tem algum segredo. Mas acho melhor deixar os mistérios pra depois e focar na Bea que ultimamente está mudada.

- concordo minha irmã, mas vamos focar na Bea que está diferente... Não sei se ela realmente quer se casar mas vamos falar sobre isso no quarto - digo e vamos para o quarto


No reino vizinho

Julio

- minha mãe a senhora tem certeza de que devo me casar com alguém que não amo? - digo tentando convencer minha mãe desta loucura

- pare agora, você sabe que temos que unir alianças entre reinos meu filho, caso contrário chegaremos a falência - ela diz com autoridade

Eu concordo novamente com a cabeça, sempre é assim. Sempre ela fala e eu apenas concordo, eu não amo a Bea mas minha mãe sempre quer arrumar eventos para o povo onde eu e Bea temos que mostrar nosso amor - que não existe - e agora tem o casamento, nunca mais serei feliz após me casar com ela... 

Bea é uma garota legal e gentil mas se deve casar por amor e eu não a amo, não posso me casar e deixar de ser feliz, mas minha mãe insiste em me lembrar desses tempos obscuros com falência em nosso reino.

Resolvo de última hora mesmo sair e ir pensar, não posso tomar uma decisão precipitada, saio do meu quarto, aviso os guardas dizendo que irei sair por algumas horas - irei sair e se não voltar dormirei pela floresta e retornarei amanhã

Vou em direção ao estábulo de meu reino e pego o melodia meu cavalo, meu parceiro que me escuta e me entende. Coloco a sela e subo nele - porque é tão difícil de entenderem que eu quero me casar por amor - resmungo pra mim mesmo, saio do estábulo e vou em direção ao reino de minha futura esposa.

O reino Maribella é um lugar maravilhoso, as pessoas, q paz que ele passa é perfeita mas eu não aceito me casar com Bea e irei explicar pra ela oque eu sinto, sei que ela vai me entender afinal ela é muito compreensiva e busca entender ambos os lados - isso é uma qualidade e sinto que ela também não quer um casamento basicamente arranjado - 


De volta ao reino Maribella

Isabela ... Bela

Depois da bomba que eu recebi ao saber que irei me casar, bom ... A menina que acham que eu sou que vai se casar, eu tenho que sair daqui o mais rápido possível, essa não é minha época e se eu não descobri nada sobre mim Isabela é porque não tem nada aqui e o espelho me trouxe ao lugar errado.

Sinceramente eu não queria voltar pro reino obscuro Maribella II, prefiro ficar aqui mas não tenho motivos pra isso e eu não sou daqui - por mais que eu sinto que já estive aqui, eu não sou daqui - e acho melhor pois já mudei muitas coisas aqui.

Vou dar uma volta para refletir como sair daqui, afinal minha suposta irmã está lá no castelo e sabe que eu vim para a vila então não tem problema eu andar um pouco - também daqui a pouco quando eu souber voltar eles não vão morar, nunca fui daqui mesmo

20 minutos depois

Eu já andei de mais e acho que estou perdida, não sei onde eu tô só sei que em uma floresta que dá caminho para o castelo, estou em uma trilha mas não sei qual caminho seguir para voltar. Em minha volta tem muitas árvores oque me impede de ver o castelo, e agora já está anoitecendo aqui.

Quando eu saí da minha época e cheguei aqui, estava de manhã e agora está anoitecendo e em uma péssima hora, devia ter ficado no castelo - lá teria uma cama né lerda - aff esse meu subconsciente fica me lembrando de coisas que não terei agora.

Eu não tenho oque fazer a não ser sentar e pensar por onde seguir pra voltar  e eu pareço calma mas eu quero chorar - bom não vou mentir EU TO DESESPERADA - eu não consigo pensar em nada, é melhor eu me abaixar embaixo dessa árvore e descansar nela mesmo, afinal amanhã é um novo dia e dará pra ver melhor.

Me sento embaixo de uma árvore e tento dormir mas minutos se passam e eu desisto, eu quero chorar mas não posso, não aqui pois tenho que me manter firme - não chora, Isabela não chora, não..... chora - eu começo a chorar, não adiantou nada... Eu tenho que descontar essa dor que sinto de algum jeito afinal não sei quem EU SOU e nunca vou saber, esse espelho me trouxe pro meio do nada e pra ajudar em outra ÉPOCA e com frio... 


Na estrada rumo ao reino Maribella

Julio

Estou seguindo meu caminho até o reino e já está escuro, provavelmente passarei a noite no reino Maribella ou se demorar mais terei de dormir na floresta.

Estou em uma trilha que dá acesso a ao reino Maribella, está muito escuro e difícil de ver o castelo então não sei se estou próximo ao reino ou não - droga - eu penso enquanto vou andando com o melodia pela trilha, está muito escuro e bem frio e a cada minuto que passa fica pior enchergar e o frio aumenta, as árvores estão tampando toda a visão que tenho do céu e de qualquer coisa mais alta.

10 minutos depois

 Ainda estou nessa floresta e bem de longe avisto algo próximo a uma árvore, quanto mais me aproximo mais nítido fica a imagem do que é.... e eu me surpreendi ao ver o que é - é uma garota? - parece que está com frio, quando eu chego bem perto desço do melodia e caminho devagar até a mesma que estava encolhida.

A garota - garota da floresta, vou chamala assim - estava sentada próxima a árvore com a cabeça abaixada e usava um vestido da realeza mas não sei quem possa ser, parecia estar chorando e tremendo de frio, então eu me aproximo e toco em seu ombro onde a mesma treme de um susto repentino - perdão, não quis assusta-lá - digo e ela nem tenta levantar a cabeça - preciso que me responda pra lhe ajudar - respondo calmo em seu ouvido 

- eu...eu estou com frio - a mesma diz com dificuldades na fala

- tudo bem, toma meu casaco - coloco o casaco em suas costas - se quiser posso te levar a um reino próximo, lá você ficará melhor mas preciso que se levante -

- tudo bem - ela em um movimento rápido me abraça e apoia sua cabeça em meu ombro, nem pude ver seu rosto mas isso não é problema. Me levanto e ouço um barulho de choro mas não ouso perguntar nada, ela está com frio e provavelmente perdida e perguntas não ajudam muito.

Coloco a mesma em cima do melodia e ela se apoia nele e se deita, enquanto isso eu ajeitava a corda pra ir guiando ele afinal eu iria andando por esse caminho. 

Segui o caminho rumo ao reino Maribella e penso durante o caminho sobre a garota em meu cavalo, eu não vi seu rosto mas parece que ela estava perdida e não sabia oque fazer. Seu cheiro ficou em meus pensamentos e nunca me senti assim, nem mesmo com Bea, seu choro me magoou e nem sei o porquê... Só sei que quero ajudá-la.


Notas Finais


☆Chegamos ao fim de mais um capítulo, espero que tenham gostado e aceito críticas construtivas afinal estou começando agora nesse mundo de fanfics.
-Oque acharam da garota que Julio encontrou?
-E a descoberta de Gabriella e Agustina?
Estão gostando? Comentem pra mim saber sobre oque vocês acham
Beijos de luz e até o próximo capítulo 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...