1. Spirit Fanfics >
  2. Bela Rosa. >
  3. Os cíúmes de Adrien

História Bela Rosa. - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura, meus amores.

Capítulo 6 - Os cíúmes de Adrien


_ Ah, sabia que está com ciúmes ao ver o Luka com a Marinette. Parece que está se esquecendo um pouco da Ladybug. - Plagg triunfante para o modelo , sorriu esnobe para o portador.

 

 

_ Estou realmente com ciúmes , Plagg. Satisfeito ? - Adrien sério com o kwami, vigiando o casal de longe .

 

 

_ Muito satisfeito. E você me deve muito queijos . - Plagg sorriu vitorioso para o amigo, observando o portador de cima.

 

 

- Tudo bem, vai ter quantos quiser. Mas, preciso que você aguente firme a minha transformação de hoje á noite. Porque vamos fazer uma visita á Marinette. Sorte a minha , que hoje é sexta – feira . Se o meu pai não ficar me pedindo para que faça uma seção de fotos com a Lila . O meu plano vai dar certo. - Adrien planejando os seus próximos passos do dia.

 

 

- E se o seu pai impor, que você faça uma seção de fotos com a Lila. Eu sei que você nem o enfrenta direito. - Plagg realista com a situação do modelo em respeito ao pai dele.

 

 

 

_ Tudo tem uma solução , Plagg. Vou fingir que estou muito doente, com uma doença altamente contagiosa .Que nem a Lila vai querer se aproximar de mim, para não ficar doente. Imagino, que ela não seria louca a respeito. - Adrien planejou uma boa mentira para fugir da seção do pai dele com a italiana.

 

 

 

_ É vai funcionar. Porque a Lila é tão devota a você. Que vai acreditar na mentira. Até ela mesmo, gosta de mentir. - Plagg apoiou o loiro.

 

 

_ Bem, que queria que a Lila não fosse muito devota comigo. - Adrien lamentou sobre o apoio de Plagg, vendo que a Lila estava se aproximando do casal com segundas intenções.

 

 

_ Ah, não. Lila vai aprontar algo. E estou sem saída - Adrien percebendo as más intenções de Lila, ficando chateado em não fazer nada contra.

 

 

~**~

 

 

Adrien se sentia muito incomodado com a Lila, indo na direção do casal Lukanette, que estava em paz , começando a pensar em um modo para sair daquela situação complicada , por um segundo, percebeu o seu anel de prata, decidiu se transformar para ajudar a mestiça e o seu rival.

 

 

~**~

 

 

_ Plagg, mostrar as garras .- Adrien se posicionando para se transformar em Chat Noir.

 

 

_ Pensei que a gente ia visitar a Marinette á noite… Ah… - Plagg começando a ser sugado pelo anel de prata do modelo.

 

 

 

~**~

 

 

Durante a transformação do modelo, Lila chegou ao lado de Marinette, sentou-se ao lado dela , aproveitando-se da distração da mestiça, deu um empurrão surpresa , fazendo que a mestiça caia na frente do músico, que ficou assustado com a brutalidade da italiana , parou de tocar a guitarra.

 

 

~**~

 

 

_ Me desculpe, Marinette. Não te vi . - Lila sorriu maldosa para a mestiça sentada no chão.

 

_ Marinette, você está bem ? - Luka deixou a guitarra de lado, esticando o braço para ajudar a mestiça a se levantar.

 

 

 

_ Ah, por que em ficar ajudando ela ?! Todo mundo sabe que a Marinette é uma desastrada de primeira linha. Chega atrasada nas aulas , e me admira muito , que ela esteja aqui . Se fosse a diretora daqui, no lugar do senhor Damoclés. Teria expulsando a Marinette no ato. - Lila com o seu ego enorme, jogando os seus cabelos para atrás.

 

 

_ Não estou nem ai para o que acha da Marinette. Fala essas coisas , porque ela é muito mais querida do que você. - Luka ajudando a Marinette a se levantar , ignorando em olhar para a Lila.

 

 

_ Muito obrigada, Luka . Deixe que cuido do resto. - Marinette em pé com a ajuda do Luka , sorriu grata para ele.

 

 

_ Por nada, Marinette. - Luka sorriu de volta para a mestiça que corou de leve.

 

 

 

_ Ah, essa melação toda. Me dá vontade de vomitar. - Lila olhou feio para o casal .

 

 

 

_ Lila, sei que me empurrou , porque quis chamar a atenção do Luka. Todavia, sabia que o Luka não gosta de você . Porque é má comigo. Porém, não discutir com você. Porque sei que vai inventar uma boa mentira. E então, vou indo embora. Tenho uma aula de artes para fazer. - Marinette olhou corajosa para a italiana, afastando-se da italiana.

 

 

_ Estou com você, Marinette. - Luka apoiou a coragem da mestiça, pegando a sua guitarra de volta, afastando-se da italiana.

 

 

~**~

 

 

 

Lila ficou com muita raiva do que o casal falou para ela, que sentiu a sua raiva crescendo cada vez , desejando em ter a sua vingança contra a Marinette e o Luka.

 

 

 

~**~

 

 

Os sentimentos negativos da Lila, atraíram a atenção de Hawmoth, que estava satisfeito com o regresso de uma velha aliada, sabendo que ela poderia dar o seu pior, no julgamento dele, o melhor , acreditando que ia conseguir enfim os miraculous da criação e da destruição.

 

 

*~*

 

 

 

_ Ah, que maravilha. Vou ter o regresso de Volpina. Mesmo já a transformado em Camaleoa , da última vez, enfim vou ter os miraculous da Ladybug e Chat Noir. Para realizar o meu maior desejo. - Hawmoth discursando para si mesmo, abrindo a palma de sua mão.

 

 

_ Venha , meu pequeno akuma. - Hawmoth chamou por um dos seus akumas , vendo a borboleta pousando na palma de sua mão aberta.

 

 

_ Muito bem, meu caro akuma. - Hawmoth fechou a mão aberta com a outra por cima, akumatizando a borboleta.

 

 

 

_ Vá , meu pequeno akuma. Traga ela para o mau. - Hawmoth liberando o akuma , vendo o akuma voando em pleno vento.

 

 

~**~

 

 

 

O pequeno akuma deixou o esconderijo de Hawmoth, aproveitando a pequena brisa do dia .

 

 

 

~** ~

 

 

Poucos minutos depois, o akuma entrou no colar imitação de rabo de raposa no peito de Lila , começando a akumatizar novamente.

 

 

Ao perceber isso, Lila deu um sorriso macabro ao ver que ia ter os seus poderes de Volpina de volta.

 

 

~**~

 

 

 

- Hawmoth. - Lila falou alegremente ao seu aliado mais forte.

 

 

_ Olá, Volpina. Que bom em ter você de volta para me ajudar com o que quero. Estou te devolvendo os seus poderes como Volpina. E assim, poderá se vingar de Luka e Marinette . Nem preciso dizer o que quero em troca. - Hawmoth saudou gentilmente a raposa.

 

 

_ Sim, você quer os miraculous da Ladybug e Chat Noir. Não se preocupe, da primeira vez, quase conseguir . Tenho a certeza, que vou conseguir desta vez. E quero algo em troca da minha ajuda . - Lila negociando com o Hawmoth.

 

 

 

- Posso dar o meu jeito sobre o seu pedido , Volpina. Mas, antes, terá que me trazer os miraculous para mim. - Hawmoth negociando de volta.

 

 

 

_ Muito bem, vai ter o que quer. Depois conversamos . - Lila aceitou o pedido do Hawmoth.

 

 

 

_ Tenha uma boa sorte , Volpina. - Hawmoth desejou sorte para a akumatizada.

 

 

~**~

 

 

Envolvida com uma grossa camada sombria, Lila voltou a ser Volpina , disposta a se vingar de Luka e Marinette, deu um salto para começar a elaborar o seu plano.

 

 

 

- **-

 

 

 

Escondido em uma parte da escola, Chat Noir percebeu que Lila tinha voltado a se Volpina, isso colocou o loiro em uma disputa mental, deveria continuar seguindo o casal, ou ir atrás da akumatizada.

 

 

- **-

 

 

_ Que droga, vou ter que ir para ver o que a Volpina vai aprontar agora. Espero que my lady tenha percebido. - Chat Noir lamentou a sua decisão em ir atrás da akumatizada, deixando o seu esconderijo para atrás.

 

 

- **-

 

 

 

Alya tinha visto o herói deixando o seu esconderijo, sabendo que se tratava de um novo vilão, que então, a morena tirou o seu celular da bolsa, animada com a nova reportagem de um novo vilão, correndo atrás do herói, filmando cada passo dele.

 

 

- ** -

 

 

 

- Atenção, meus amigos do Ladyblog. Estou em uma perseguição , junto com o Chat Noir. Que está indo atrás de uma nova akumatizada. Fiquem ligados no Ladyblog. Porque vou continuar trazendo novidades. Espero que a Ladybug esteja vendo isso. - Alya filmando o Chat Noir saltando nos telhados , comentado sobre o que estava acontecendo.

 

 

 

- **-

 

 

 

Depois que tinham deixado a Lila para atrás, Luka e Marinette voltaram a conversar , quando viram o video da Alya no Ladyblog sendo transmitido ao vivo para a escola, que a mestiça teve que fingir uma dor de barriga para despistar o músico, procurando por um modo de se esconder para se transformar em Ladybug.

Chat Noir continuava a perseguir a Volpina, escondido da visão da vilã , pretendendo descobrir o plano sombrio da vilã .

 

 

 

Sem saber que o herói a perseguia , Volpina chegou em um canto afastado da escola, tendo uma boa visão da escola, procurando por algum sinal das suas vítimas , sentando-se no telhado, colocando a sua flauta no colo, esperando para que alguma vítima sua, apareça no seu campo de visão.

 

 

Durante a vigia da vilã , o herói chegou em um local , um pouco mais afastado da vilã , tendo o mesmo campo de visão da vilã, torcendo para que a Marinette, ou até mesmo, o Luka , aparecem na frente dos dois.

 

 

 

Alguns minutos se passaram, e nada da aparição de Marinette , ou de Luka , deixando a Volpina impaciente com a demora das vítimas , começando a conversar com o Hawmoth.

 

 

 

 

 

_ Está demorando demais , Volpina. Confesso que estou me decepcionado com você. - Hawmoth falou com a vilã através da telepatia .

 

 

 

- A culpa não é minha , Hawmoth. Estou esperando a um bom tempo, até qualquer um dos dois , apareça no meu campo de visão. Nem sei por quanto tempo, estou plantada aqui, esperando, esperando . Estou ficando muito brava com a minha situação. - Volpina argumentou contra o vilão,continuando a olhar para baixo.

 

 

_ Bem, imagino, que vou ter que tirar os seus poderes, Volpina. Nunca fiz ainda com um akumatizado. Vai ser a minha primeira vez. - Hawmoth antipático com a vilã , decidindo em tirar os poderes da vilã.

 

 

 

- Nem pense nisto, Hawmoth. Temos um acordo entre nós. Estou me esforçando para tirar as pessoas do caminho do seu filho. E é assim, que sou recompensada . Dou duro para fazer o que o senhor quer. E o senhor , somente fica reclamado da vida. Que a sua vida não vale … - Volpina revoltada com a decisão do vilão , interrompida por ele.

 

 

 

- Jamais diga isso, estou te proibido em mencionar sobre o meu segredo para toda a Paris. O meu filho pode me odiar por isso . - Hawmoth ordenou para que a vilã pare de falar .

 

 

 

_ Eu paro de falar. S e atender as minhas exigências . - Volpina tomando o controle da situação .

 

 

 

_ O que você quer , Volpina ? - Hawmoth perguntou frio para a vilã;.

 

 

 

 

_ Primeiro, quero ir sempre nas seções de fotos do seu filho. Quero tirar fotos com ele, para provar que estamos namorando . E o senhor vai ter que mandar uma foto para a mídia local . - Volpina fazendo a sua primeira exigência.

 

 

_ Sim, sim. Isso é fácil para mim. - Hawmoth topou o pedido insano da vilã,

 

 

 

- Quero que sempre me proteja na escola. Se eu me meter alguma coisa ilegal aqui. Vou sair ilesa de tudo. - Volpina fez a sua segunda exigência para o Hawmoth.

 

 

 

_ Sim, sim, Volpina. Quer mais algo ? - Hawmoth antipático com as ordens da akumatizada.

 

 

 

 

_ Não, por enquanto. E agora, prometo que vou ficar em silêncio. Mas, se o senhor não cumprir com as minhas exigências. Vou contar tudo para o seu filho, a respeito do seu segredo . - Volpina ameaçou em contar tudo para o modelo.

 

 

_ Muito bem, porém, se você não me trazer os miraculous da LadyBug e do Chat Noir. Pode desconsiderar o nosso desfeito. - O vilão falou fechado para a vilã ao fazer a sua ameaça.

 

 

 

- Pode deixar isso comigo , Hawmoth. Não se esqueça , que quase peguei os miraculuous da Ladybug. Quando fiz aquela ilusão do Adrien em perigo. Foi uma pena que o Chat Noir me desmentiu . - Volpina falou orgulhosa para o vilão, voltando a fazer a sua vigia no pátio da escola.

 

 

 

_ Sim, sim. Foi quase um grande dia glorioso para mim. Quase conseguir realizar o meu maior desejo. - Hawmoth se recordando da sua quase vitória sobre os heróis .

 

 

_ Ah, sei disto. E agora, preciso voltar ao meu trabalho. Os miraculous não vão se pegar sozinhos. - Volpina tomando a atitude de ir atrás dos miraculous.

 

 

 

_ Não falhe , Volpina. Estou contando com você. - Hawmoth exigiu para que a vilã tenha sucesso.

 

 

_ Sim, estou ciente disto.Hawmoth. Não precisa ficar falando isso a toda hora. Nem preciso de um livro de instruções para fazer o meu trabalho. – Volpina arrogante ao vilão, colocando a sua flauta de lado, levantando-se sozinha.

 

 

 

_ Ah, sim. Mas, parece que realmente precisa. - Hawmoth cético com a arrogância da vilã.

 

 

 

 

Durante a conversa dos vilões, Chat Noir ficou ouvindo aquilo por um bom tempo, ficando espantado com a conversa de Volpina com Hawmoth, sobre algo que o vilão ocultava dele, isso é, do seu próprio filho.

 

 

O gato ficou cheio de dúvidas em sua mente, o que o vilão ocultava tanto para fazer com a Volpina aceitasse o acordo entre os dois com tanta facilidade, a sua cabeça girava com tantas perguntas em mente , que nem percebeu que Ladybug já tinha chegado atrás dele , inclinando-se para frente.

 

 

 

 

_ Parece que o gatinho anda curioso demais, Chat Noir . - Ladybug sutil ao parceiro, colocando as suas mãos para atrás, vendo o herói se sobressaltando com a sua chegada, percebendo que ele tinha se virado para ver ela.

 

 

 

- My lady, me deu um grande susto. Ah, é que estava vigiando os dois , que a Volpina ia se vingar. Por sorte, ninguém apareceu. - Chat Noir colocou as mãos no peito, deu um leve suspiro de alívio.

 

 

_ Ah, quem são , que a Volpina ia se vingar ? - Ladybug perguntou ao fingir que não sabia do que se tratava .

 

 

_ Marinette Dupain Cheng e do Luka Couffaine. - Chat Noir respondeu seguro a joaninha.

 

 

 

- Ah… - Ladybug falou calma ao companheiro, recuando um pouco para atrás , decidindo começar a sua vigia .

 

 

- My lady, quando descobriu que a Volpina foi akumatizada novamente ? - Chat Noir perguntou curioso para a joaninha , cedendo espaço para ela.

 

 

_ Instituição de joaninha. Parece com o seu instinto felino. - Ladybug respondeu ao ficar do lado do parceiro, elaborando um plano para vencer akumatizada.

 

 

 

- Ah, tudo bem. Que bom que está aqui, my lady. - Chat Noir sorriu sincero para a joaninha, voltando a sua vigia.

 

 

- O que vamos fazer para vencer a Volpina ?! Ultimamente, ela anda muito orgulhosa com o quase feito dela, na primeira vez que lutamos contra ela.- Chat Noir perguntou para a parceira sobre o plano dela .

 

 

 

_ Vejamos, vou te usar o meu talismã para saber disto. - Ladybug decidiu tentar a sorte com o seu poder secreto.

 

 

_ É uma boa ideia. Mas, se a Volpina ver que estamos aqui ?! - Chat Noir olhou para a joaninha se levantando para executar o seu poder secreto.

 

 

 

- Estamos uma boa distância daqui. E o intervalo e aula de Educação Física já terminaram alguns minutos atrás. Todos foram para as salas de aula. A sorte está do nosso lado, Chat Noir. - Ladybug segura com o seu poder , pegando o seu ioiô da sua cintura.

 

 

 

_ Tenha cuidado , my lady . - Chat Noir desejou a parceira.

 

 

 

_ TALISMÃ ! - Ladybug falou em um alto e bom som, executando o seu poder secreto.

 

 

**

 

 

O poder secreto da Ladybug deu uma xícara de chá de porcelana chinesa , que caiu na palma da mão dela, reconhecendo a peça tirada com o seu poder, como uma pista para pedir a ajuda de alguém, a joaninha aguardou a xícara com cuidado, depois se virou para o parceiro.

 

 

**

 

 

- Tenho que ir a casa de um conhecido meu. Fique vigiando a Volpina, não entre em conforto com ela. - Ladybug avisou ao parceiro , olhou fixo para ele.

 

 

 

- Sim, my lady. - Chat Noir aceitou as ordens da parceira.

 

 

 

- Prometo que não vou demorar , que nem das outras vezes. Preciso recarregar a minha kwami . Porque a minha transformação está acabando. - Ladybug fez uma promessa para o parceiro, correndo para o outro lado do telhado da escola, para ir em busca de um esconderijo.

 

 

 

_ Boa sorte, my lady. - Chat Noir desejou para a parceira, voltando com a sua vigia á vilã.

 

 

 

**

 

 

Assim que a Ladybug encontrou o local ideal, desfez a sua transformação, pegou a kwami em pleno ar, começando a dar um cookie para a Tikki.

 

 

**

 

 

_ Agora, entre na minha bolsa , Tikki. Vamos ir ao mestre Fu. Parece que vou ter que pedir ajuda para ele novamente. Detesto em deixar o Chat Noir sozinho, vigiando a Volpina. Preciso ir muito rápido. - Marinette abriu a bolsa para comodar a sua kwami .

 

 

 

- Tenha cuidado, Marinette. Volpina é muito inteligente. Se ela ter ver . Com certeza, não vai em duas vezes, para se vingar de você. Pelo o que fez com ela. Imagino, que ela pode estar atrás do Luka também. - Tikki aconselhou a portadora, entrando na bolsinha dela.

 

 

 

_ Sim, estou ciente disto. Foi por isso, que preciso de ajuda. - Marinette fechou a bolsinha com a kwmani dentro , começando a espionar os lados para ver se a vilã não ia ver ela saindo da escola.


Notas Finais


me desculpe por algum erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...