1. Spirit Fanfics >
  2. Belo Desastre - Adaptação Thove >
  3. Tentando não Impressionar

História Belo Desastre - Adaptação Thove - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Eu amo mto esse capítulo pq me identifico demais com ela KKKKK

Boa leitura 😘

Capítulo 4 - Tentando não Impressionar


Fanfic / Fanfiction Belo Desastre - Adaptação Thove - Capítulo 4 - Tentando não Impressionar

Ele ficou impassível diante da minha atitude rude, de um jeito que me enfureceu.

— Por que você não passa lá no meu apê com a Sofia hoje à noite?

Olhei com desdém para ele, que se aproximou ainda mais.

— Não estou tentando te comer. Só quero passar um tempo com você.

— Me comer? Como você consegue fazer sexo falando assim?

Thomas caiu na gargalhada, balançando a cabeça.

— Só vem, tá? Não vou nem te paquerar, prometo.

— Vou pensar

O professor Jamal entrou a passos largos, e Thomas voltou à atenção para frente da sala. Resquícios de um sorriso permaneciam em seu rosto, tomando mais nítida a covinha da bochecha. Quanto mais ele sorria, mais eu queria odiá-lo, e no entanto era esse o motivo pelo qual odiá-lo era impossível.

— Quem sabe me dizer que presidente teve uma esposa vesga e feia de doer? — perguntou Jamal.

— Anota isso — sussurrou Thomas. — Vou precisar saber disso pra usar nas entrevistas de emprego.

— Shhh — falei, digitando cada palavra dita pelo professor.

Thomas abriu um largo sorriso e relaxou na cadeira. Conforme a hora passava, ele alternava entre bocejar e se apoiar no meu braço para dar uma olhada no monitor do meu laptop. Eu me concentrei, me esforcei para ignorá-lo, mas a proximidade dele e aqueles músculos saltando de seu braço tornavam a tarefa difícil. Ele ficou mexendo na faixa de couro preta que tinha em volta do pulso até que Jamal nos dispensou.

Eu me apressei porta afora e atravessei o corredor. Justo quando tive certeza de que estava a uma distância segura, Thomas Doherty apareceu ao meu lado.

— Já pensou no assunto? — ele quis saber, colocando os óculos de sol.

Uma morena baixinha parou à nossa frente, ingênua e cheia de esperança.

— Oi, Thomas — ela disse em um tom cantado e brincando com os cabelos.

Parei, exasperada com o tom meloso dela, e então desviei da garota, que eu já tinha visto antes, conversando de maneira normal na área comum do dormitório das meninas, o Morgan Hall. O tom que ela usava lá soava muito mais maduro, e fiquei me perguntando por que ela acharia que a voz de uma criancinha seria atraente para Thomas. Ela continuou tagarelando uma oitava acima por mais um tempo, até que ele estava ao meu lado de novo.

Puxando um isqueiro do bolso, ele acendeu um cigarro e soprou uma espessa nuvem de fumaça.

— Onde eu estava? Ah, é... você estava pensando.

Fiz uma careta.

— Do que você está falando?

— Já pensou se vai dar uma passada lá em casa hoje?

— Se eu disser que vou, você para de me seguir?

Ele ponderou sobre a minha condição e então assentiu.

— Sim.

— Então eu vou.

— Quando?

Soltei um suspiro.

— Hoje à noite. Vou passar lá hoje à noite.

Thomas sorriu e parou de andar por um instante.

— Legal. A gente se vê depois então, Flor — ele me disse.


Virei uma esquina e vi Sofia parada com Cameron do lado de fora do nosso dormitório. Nós três acabamos ficando na mesma mesa durante a orientação aos calouros, e eu soube na hora que ele seria o providencial terceiro elemento da nossa amizade. Ele não era muito alto, mas passava bem dos meus 1,57 metro. Os olhos redondos equilibravam as feições longas e esguias, e os cabelos descoloridos geralmente estavam espetados na parte da frente.

— Thomas Doherty? Meu Deus, Dove, desde quando você começou a pescar nas profundezas do oceano? — Cameron perguntou, com um olhar de desaprovação.

Sofia puxou o chiclete da boca, fazendo um fio bem longo.

— Você só está piorando as coisas ao rejeitar o cara. Ele não está acostumado com isso.

— O que você sugere que eu faça? Durma com ele?

Sofia deu de ombros.

— Vai poupar tempo.

— Eu disse pra ele que vou lá hoje à noite.

Cameron e Sofia trocaram olhares de relance.

— Que foi? Ele prometeu parar de me encher se eu dissesse que ia. Você vai lá hoje à noite, não é?

— É, vou — disse Sofia. — Você vem mesmo?

Sorri e fui andando. Passei por eles e entrei no dormitório, me perguntando se Thomas cumpriria a promessa de não flertar comigo. Não era difícil sacar qual era a dele: ou ele me via como um desafio, ou como sem graça o bastante para ser apenas uma boa amiga. Eu não tinha certeza de qual das alternativas me incomodava mais.

Quatro horas depois, Sofia bateu à minha porta para me levar até o apartamento do Zachary e do Thomas. Ela não se conteve quando apareci no corredor.

— Credo, Dove! Você está parecendo uma mendiga

— Que bom — eu disse, sorrindo para o meu visual.

Meus cabelos estavam aglomerados no topo da cabeça em um coque bagunçado. Eu tinha tirado a maquiagem e substituído às lentes de contato por óculos retangulares de aros pretos. Vestindo uma camiseta bem velha e gasta e uma calça de moletom, eu me arrastava em um par de chinelos. A ideia me viera à mente horas antes: parecer desinteressante era a melhor estratégia. O ideal seria que Thomas perdesse instantaneamente o interesse em mim e colocasse um ponto final em sua ridícula persistência. E, se ele estivesse em busca de uma amiga, meu objetivo era parecer desleixada demais até para isso.

Sofia baixou a janela do carro e cuspiu o chiclete.

— Você é óbvia demais. Por que não rolou no cocô de cachorro para completar o visual?

— Não estou tentando impressionar ninguém — falei.

— É óbvio que não.

Paramos o carro no estacionamento do conjunto de apartamentos onde o Zachary morava e segui Sofia até a escadaria. Ele abriu a porta, rindo enquanto eu entrava.

— O que aconteceu com você?

— Ela está tentando não impressionar — disse Sofia.

Ela seguiu Zachary em direção ao quarto dele. Eles fecharam a porta e eu fiquei ali parada, sozinha, me sentindo deslocada. Sentei-me na cadeira reclinável mais próxima da porta e chutei longe os chinelos.


Notas Finais


KKKKK acham que vai dar certo esse plano dela de não Impressionar?!
Eu ri demais

Pergunta de hjjj:
Qual o signo de vcs?

Me: Um signo que quase nunca ninguém tem, sagitário ♐

Espero que tenham gostado
Até quinta
Bjinhos ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...