História Bem aqui, embaixo do seu nariz. - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Haku, Hidan, Itachi Uchiha, Juugo, Kabuto, Kakashi Hatake, Kakuzu, Kankuro, Killer Bee, Kimimaru, Konan, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Yondaime Kazekage, Zabuza Momochi, Zetsu
Visualizações 46
Palavras 1.052
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo prometendo hein!
Boa leitura ❤️

Capítulo 11 - Separação


Fanfic / Fanfiction Bem aqui, embaixo do seu nariz. - Capítulo 11 - Separação

Acordei no dia seguinte, desejando que a noite passada tivesse sido um grande pesadelo. Desejo em vão já que Kimimaro ainda estava lá, roncando feito um porco. 

Kimimaro me fez ultrapassar os limites na noite passada. Nunca ninguém tinha me tocado e me causando uma tensão parecida. Tive que descarregar tudo aquilo antes de dormir. Me prendi no banheiro e terminei o serviço indesejado que Kimimaro iniciou. Durante todo o ato, evitei pensar em Zabuza-san, mas foi em vão. Era ele quem povoava minha mente, desde que via Orochimaru e Kabuto juntos.

Me levantei, tomei um banho e me vesti no banheiro mesmo, não queria Kimimaro me olhando. O quimono cor de rosa de Zabuza-san se encaixava perfeitamente em meu corpo magro e com poucos músculos. 

- Acorda! - joguei uma almofada no rosto de Kimimaro - vaza do meu quarto

- Bom dia Haku - disse ele revirando os olhos - o inferno deve ter congelado, nunca te vi de mal humor.

- Não estou de mal humor, só quero evitar a sua presença - disse frio.

- Me desculpe tá? Desculpe. Preferia que Orochimaru tivesse nos pegado e estar com a cabeça fora do seu corpo agora? - disse ele bravo - Eu sei que você fica ai, Zabuza-san pra cá e pra lá e se guarda todo pra ele. Não adiantaria mesmo se eu admitisse sentir alguma coisa por você. - arregalei os olhos 

- Você já sentiu ? Algo por mim ? - perguntei confuso.

- Já e não fez diferença. Não sinto mais então não precisa se preocupar. Agora vou me retirar antes que você continue agindo feito um bobalhão e cave uma briga aqui. 

Ele se levantou e bateu a porta atrás de si.

Droga ... 

Estou mal com a única pessoa que realmente confio e me dou bem aqui. 

...

- O outro pombinho chegou - disse Orochimaru-sensei aplaudindo - Bom dia! 

- Mau dia - revirei os olhos

- O que? O que acont... - Kimimaro então interrompeu Orochimaru-sensei 

-Não é recíproco. - disse seco

- Que horror! Haku que cruel! - Orochimaru fechou a cara

- Vamos cuidar cada um da sua vida, o que acham? - disse alto - posso tomar café em paz? 

- Claro - Orochimaru levantou as mãos. - o inferno deve ter  congelado já que... 

- Não estou de mau humor droga! - disse me retirando. 

Todos aqui são patéticos e infantis, porque afinal Zabuza-san não vinha me buscar logo? 

Me encolhi e comecei a chorar. 

- Haku... - Kimimaro me abraçou 

- Me solta! Fica longe. Se você não fosse um curioso teria evitado tudo isso. - disse ríspido

- Olha eu vim até aqui me desculpar tá? Para de agir feito idiota! - ele gritou 

- Desculpe... É que .. 

- Não diga, eu já sei que é o Zabuza. - revirou os olhos - aliás ele tá lá na sala do Orochimaru. Ele pediu que eu viesse até você e... - algumas lágrimas escaparam - disse pra você arrumar suas tralhas. 

Um sorriso surgiu em meu rosto imediatamente. Agarrei Kimimaro num abraço forte.

- Porque não disse logo? 

Saí correndo em direção ao meu quarto. 

Peguei tudo que tinha e enfiei em minha mochila. Me despedi do meu quarto e fui até o quarto de Kimimaro. 

- É, a gente se separa aqui. - disse ele encarando o chão. - por favor não tenha raiva de mim. Espero que me entenda. 

Me sentei ao seu lado.

- Me desculpe por ter sido um idiota. - supliquei - Arigatō, Kimimaro-kun. Por ter sido meu amigo, meu companheiro. Por tudo. Jamais me esquecerei de você e manterei contato por cartas certo? - ele assentiu - Não é um adeus. É um até breve! E eu tenho certeza que ficará bem logo.

Me levantei e abri meus braços. 

- Venha me dê um abraço! 

Kimimaro se levantou chorando e então me abraçou com forças. Ficamos ali por alguns minutos, meu peito estava apertado. 

- Feliz aniversário Haku - disse ele selando minha bochecha. 

Kimimaro nunca se esqueceu de nenhum de meus aniversários.

Ele me entregou um esmalte escuro, num tom azulado.

Surpreendo-o e a mim mesmo, selei seus lábios calmamente. 

Kimimaro corou. 

- Arigatō Kimimaro-kun, é maravilhoso. 

Sorri e fechei a porta atrás de mim.

Estava na hora de encontrar Zabuza-san. 

....

Cheguei até o escritório de Orochimaru, Zabuza-san estava sentado e eu parei a sua frente e me curvei.

- Meu senhor. É uma honra finalmente estar digno de seus requisitos. - disse com calma

- Haku, você está, magnífico - disse ele me fitando, ele então voltou a sua postura, notei que cruzou as pernas rapidamente - Orochimaru, agradeço pelos cuidados e pelo treinamento que ofereceu a Haku. Cumprirei com minha parte do acordo. 

- Ótimo, foi um prazer. Venha cá seu safadinho e me dê um abraço - ele abriu os braços. 

Fui até ele e estendi o braço para um aperto de mãos. 

-Arigatō Oroch....- senti ele me puxando para um abraço e meu cabelo ficando úmido por suas lágrimas.

- Seu pivete! Vou sentir sua falta! - disse ele chorando 

Kabuto revirou os olhos.

- Zabuza está com pressa senhor, seja breve. - disse Kabuto seco.

- Não ligue para esse insensível! Seja um bom garoto Haku. Feliz aniversário. - ele então me soltou

Kabuto e eu trocamos alguns olhares frios. 

- Kabuto. - disse frio - Arigatō. 

- Não há de quê - disse ele - eu os acompanho até a porta.

Zabuza-san e eu deixamos Orochimaru aos prantos e fomos até a saída. 

- Recomendo que não voltem aqui tão cedo - disse Kabuto.

- Recomendo que não fale com meu mestre sem seu consentimento - eu disse empunhando algumas Kunais. 

Kabuto sorriu e eu retribui o sorriso. 

Zabuza observou tudo e tomou a frente. 

- Adeus - disse dando as costas a Kabuto 

- Adeus. - respondeu ele fechando as portas.

Caminhei até Zabuza-san. 

- Ótimo. Feliz aniversário a propósito disse passando a mão em meus cabelos. Você está muito bonito. Mas ainda não testei suas habilidades. Venha vamos lutar. 

- O quê? Não, senhor... 

- Não estou te dando opção é uma ordem! 

Missão dada, missão que deve ser cumprida....

- Sim - eu disse - mas aqui não, por favor. 

- certo, então vamos até a ponte. - disse ele andando em minha frente. 

O segui, aproveitando cada momento para tomar uma nova dose de coragem.



Notas Finais


Bom diaaaa com cap novo sz
Haku nos surpreendendo sempre ...
Até a próxima!
Bjs, Lari sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...