1. Spirit Fanfics >
  2. Bendy e a máquina de tinta >
  3. Loja de brinquedos

História Bendy e a máquina de tinta - Capítulo 10


Escrita por:


Capítulo 10 - Loja de brinquedos


Ao ver tudo aquilo, já não acreditava que estava no mesmo lugar, nunca suspeitei que teria uma enorme fábrica de brinquedos no subsolo do estúdio de animação, fiquei olhando espantado, o lugar era simplesmente enorme, no centro havia uma grande placa escrito "Fábrica de brinquedos"  E tinha um pequeno murinho logo abaixo, sentado sobre ele do lado esquerdo havia uma pelúcia, não muito grande do Bendy e ao lado direito, esse já estava encostado, uma grande pelúcia do Boris, muita tinta jorrava do teto e caia por trás da placa, comecei a caminhar para mais fundo naquele novo lugar, Boris ainda não tinha voltado, só espero que ele esteja bem, olhei ao redor e vi alguns sofás encostados nas paredes com algumas manchas de tinta e umas pelúcias maiores de Bendy ao lado deles. 

Caminhei mais a fundo e vi que aquele pequeno murinho ficava entre duas escadarias, mas ambas davam para o mesmo local, subi a escada da direita, ela era de madeira e alguns degraus estavam manchados de tinta preta, assim que cheguei no final já avistei uma alavanca, não a puxei pois já suspeitava que eu teria que procurar alguma coisa antes, pois até agora foi oque mais fiz, olhei por trás da tinta jorrando e percebi que tinha uma parede enorme e desenhado nela o Bendy, voltei a olhar a frente e já vi mais uma entrada, nas paredes haviam alguns pôsteres do Bendy, caminhei rumo a nova entrada, assim que entrei vi um pôster "motivacional"

"TRABALHE DURO TRABALHE FELIZ"

O rosto estampado era o de Bendy, depois de ler voltei a caminhar e me deparei com várias engrenagens nas paredes e umas prateleiras, uma delas tampava a próxima porta, caminhei pelo local tinha mais bonequinhos porém esses eram menores e tinha de Alice Angel agora, olhei mais ao redor até que atrás de uma das prateleiras encontrei outro gravador, mas antes de ouvir dei mais uma "explorada", vi a máquina que tinha alguns bonequinhos, várias caixas de ferramentas, mais pelúcias e algumas velas, depois dessa "exploração" voltei até o gravador. 

"Eu não vejo qual é o grande problema disso, e daí se eu fui lá e pintei alguns bonecos do Bendy com o sorriso um pouco torto, isso não é motivo pro senhor Drew ficar puto comigo, e se ele realmente quer ajudar ele deveria falar pra mim oque eu faço naquele armazém cheio daquele anjo ou oque quer que ele queira chamar, nada daquilo vai vender, provavelmente tem que derreter tudo pra se livrar daquilo"

Assim que acabou o áudio fiquei ainda parado, até que notei um pratinho com tinta preta ao lado, a tinta ficava mudando de forma a cada segundo, engoli em seco e então voltei a caminhar, vi mais uma alavanca mas nem tentei mecher pois com certeza tem que fazer algo antes, até que notei alguns fios no chão, segui eles até a saída da sala onde estava, olhei para o lado que tinha subido e depois olhei para o outro e então caminhei até a outra escadaria para descer, assim que cheguei lá em baixo olhei em volta, até que vi um armário, mas esse era diferente, caminhei até ele e o abri, entrei e o fechei consegui ver oque acontecia por uma fresta que tinha na frente da porta, fiquei poucos segundos lá e depois saí. 

Voltei até a porta que me levou lá, mas não consegui prosseguir pois havia muita tinta, então voltei e fui direto a sala onde eu estava agora pouco, mas antes de entrar, tentei puxar a alavanca que ficava no final da escadaria, e por incrível que pareça deu certo, logo vi os fios do chão soltarem um pequeno brilho, então o segui até a sala onde acabava em outra alavanca, tentei puxar mas estava emperrada, então a soltei e fiquei olhando as engrenagens que estavam aos dois lados dela, e percebi que tinha pelúcias entre elas. 

- E se eu tirar isso aqui... - Falei levantando a mão e tirando as pelúcias do meio das engrenagens e como suspeitei elas começaram a funcionar, porém a alavanca ainda não funcionava - Ué - Disse olhando para a alavanca e depois ao redor, até que em outra parede as engrenagens de lá, também estavam travadas com várias pelúcias, então caminhei até ela e tirei todos - Acho que agora deve ir - Falei voltando até a alavanca, suspirei e então puxei, deu certo e logo a prateleira que estava na frente da porta saiu. 

Assim que a prateleira saiu do caminho, fui rumo a porta, quando cheguei suspirei fundo e girei a maçaneta lentamente, assim  que a abri por completo entrei, vi alguns recortes de Alice Angel, a luz ficava falhando e no fundo da sala uma vitrine e sobre ele o título "Ela é uma bela garota" caminhei alguns passos a frente, até que ouvi a porta bater atrás de mim e a luz da sala se apagar, como se um show estivesse prestes a começar, apenas o título brilhava e umas pequenas televisões começaram a mostrar o rosto de Alice Angel e tocar sua música, fiquei imóvel, depois que a música chegou no refrão a luz de dentro da vitrine se acendeu, mostrando uma porta com uma estrela desenhada, dei alguns passos até mais perto da vitrine, quando cheguei perto e olhei mais a fundo, uma mulher com um lado do rosto deformado surgiu de dentro gritando, eu dei alguns passos para trás por conta do susto, engoli em seco e derrepente toda a iluminação da sala se apagou por completo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...