1. Spirit Fanfics >
  2. Bendy e a máquina de tinta >
  3. Procurando a sala certa

História Bendy e a máquina de tinta - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Procurando a sala certa


Saí então a procura de uma maneira de ligar a máquina, e durante todo meu percurso vi vários outros Bendys de papelão, e a iluminação não estava colaborando muito, com alguns lugares mais claros e outros mais escuros,  continuei caminhando, e comecei a ter a impressão que aquele lugar estava maior do que era, ou será só minha impressão? O silêncio se fazia presente, até que derrepente escuto um barulho auto vindo do final do corredor, parei, respirei fundo e caminhei até a origem do barulho, quando cheguei, vi uma tábua caída no chão, ela deve ter se desprendido do teto. 

Logo depois disso, dei meia volta, e voltei a procura de uma maneira de ligar a máquina, vi mais alguns Bendys, e isso estava começando a ficar estranho, pois agora tinha desenhos dele nas paredes também, e logo a cima de um, tinha um gravador, eu não me lembro de terem gravadores aqui, caminhei até o gravador e apertei o play. 

"Eu não faço ideia do que o Joey pretende fazer com essa empresa, eu simplesmente não entendo o por que dele ainda manter aquela máquina de tinta, ela apenas fica fazendo barulhos e não nos ajuda em nada, ele guardou algumas coisas em uma sala referente a máquina, para evitar que os canos estoura-sem, pois se isso acontecer, isso aqui ia virar uma bagunça"

E logo após essa última palavra, o áudio acabou, fiquei parado em frente ao gravador, pensando no que a pessoa disse, fora a parte que fala "Ele guardou algumas coisas em uma sala referente a máquina" Como se essa pessoa já esperava que eu escuta-se o áudio dela, logo depois de alguns pensamentos, voltei a caminhar com o objetivo de achar essa sala. 

Entrei em algumas salas sem portas, e em uma delas, encontrei um projetor, que também estava ligado e na frente dele, havia várias cadeiras em fileiras, dei a volta nas cadeiras e atrás do projetor, em uma parede, achei algo. 

- Pressão da tinta... - Li em voz alta, tentei ligar, mas nada acontecia - Claro que não vai funcionar, você nem ligou a máquina,  Henry seu idiota - Falei para mim mesmo dando um leve tapa no meu rosto, depois disso saí da sala e voltei aos corredores, tentei abrir as portas de novo, mas como o esperado, elas não abriam. 

Fiquei perambulando, até que vi mais um recorte do Bendy mais a frente, parecia que ele estava me olhando fixamente, mas isso era só uma ilusão de ótica, continuei caminhando, virando todos os corredores, atrás da bendita sala, virando outro corredor, olhei o final dele, outra sala sem porta, mas dessa vez, tinha uma figura muito estranha nela, me aproximei mais, e quando cheguei, vi, amarrado por cintos, um bicho que parecia o Boris (outro personagem do desenho do Bendy) com os ossos do peito para fora, e duas velas em frente ao corpo. 

- Meu Deus, Joey oque você estava fazendo?... - Falei olhando aquele "Boris" e logo depois olhei para o lado e vi mais uma mensagem escrita na parede feita de tinta preta. 

"Quem está rindo agora?"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...