1. Spirit Fanfics >
  2. Bendy e a máquina de tinta >
  3. Estúdio de música

História Bendy e a máquina de tinta - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Estúdio de música


Continuei aonde ficava os instrumentos, olhando o recorte do Bendy e me perguntando como ele foi parar lá em cima, até que deixei isso de lado e comecei a caminhar entre as cadeiras, observando atentamente os instrumentos, até que no único momento de distração, levo um susto ao ouvir o barulho do projetor se desligando, então no mesmo instante voltei a olhar para cima, o recorte estava parado e o projetor desligado, foi quando me lembrei do áudio que avisava que depois de alguns segundos ele se desligava sozinho, suspirei fundo e então voltei a caminhar entre as cadeiras e observando os instrumentos. 

Caminhei mais pelo estúdio, vi um enorme desenho do rosto do Bendy em cima de uma cabine que estava fechada com tábuas também, me aproximei para ver melhor, quando cheguei vi mais um gravador,  só que esse estava no chão, então, como já tinha feito antes apertei o play. 

"Talvez seja meu segundo mês trabalhando para Joey Drew, mas eu já posso dizer que vou amar aqui, as pessoas parecem gostar bastante da minha voz de Alice Angel, Sammy diz que ela talvez seja tão popular quanto o Bendy um dia, essas últimas semanas eu tenho feito vozes, des de cadeiras falantes á galinhas que dançam, mas esse é o primeiro personagem com quem senti uma conexão, como se ela fosse parte de mim, Alice e eu, nós iremos para alguns lugares juntas."

E assim acaba o áudio, Alice Angel era mais uma personagem do desenho do Bendy, Susie era a dona da voz que estava no áudio e ela seria a dubladora de Alice, porém. Saio de perto do gravador e caminho até a saída do estúdio de música, logo saindo passo pelo pequeno corredor onde estava com vários desenhos do Bendy nas paredes, e logo chego ao meu ponto de partida, o salão onde entrei após quebrar ás tábuas da porta, ao lado da parede que ficava entre dois corredores (um dava a escadaria e o outro ao estúdio de música) vi mais um gravador. 

"Então primeiro o Joey instala sua máquina de tinta sobre nossas cabeças, então ela começa a vazar, foram três vezes no último mês, a gente nem conseguiu sair do departamento por causa da tinta que tinha inundado as escadas, a solução do Joey? Uma bomba de tinta para drena-la periodicamente, agora tem um botão de bomba horrível no meu escritório, as pessoas entram e sai o dia inteiro, obrigado Joey è apenas oque eu precisava, mais distrações, essas canções de desenho idiota não se escrevem sozinhos sabia?"

Assim que o áudio acabou, reconheci a voz, era Sammy ele fazia as canções que nós usavamos nos desenhos, então ele ainda estava trabalhando quando Joey resolveu colocar aquela máquina aqui, e pelo que parece em sua sala está o botão que vai diminuir o nível da tinta, pensei logo caminhando rumo a sala de trabalho de Sammy mas antes, entrei no corredor que ficava ao lado do qual eu entrei aqui, olhei mais a fundo e vi a escadaria que dava para saída, ela estava totalmente inundado pela tinta. 

- Se eu vou sair daqui, tenho que ir a sala do Sammy e apertar aquele botão que ele falou no áudio, para que toda essa tinta possa diminuir e eu possa sair - Falei olhando a tinta preta, suspirei, quando ia sair do corredor que dava para saída, avistei uma alavanca na parede, a puxei e assim que o fiz, consegui ouvir um barulho alto, as luzes de todo local se ascenderam e na parede que ficava entre os dois corredores, estava escrito bem grande "Departamento de música" E ao lado do nome um recorte do Bendy e algumas possas de tinta. 

Quando estava rumo a sala do Sammy, aquelas possas de tinta começaram a criar vida e me atacar, eu me assustei e recuei, mas eles me seguiam e me atacavam, então peguei o machado e acertei um deles, que se desmanchou e voltou a ser uma possa de tinta normal, fiz o mesmo com o resto deles, e tiveram o mesmo destino, assim que isso aconteceu, corri o mais rápido possível em direção a escadaria, e logo cheguei até o fim dela, me apoiei perto do projetor e recuperei o fôlego, segundos depois notei que o recorte do Bendy não estava mais aqui, então olhei para baixo e o vi, mas dessa vez eram dois recortes e não apenas um, respirei fundo olhando para os recortes que pareciam me encarar. 

-Oque diabos está acontecendo aqui? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...