História BESIDES THE LIFE - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato, Justin Bieber
Tags Adolescente, Demi Lovato, Justemi, Justin Bieber, Romance
Visualizações 32
Palavras 1.550
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


iae galeraaaa, tô de volta nesse finzinho de férias, aproveitem o capítulo ❤️ talvez por causa das aulas eu não poste mais com tanta frequência :(

ESPERO QUE GOSTEM...BOA LEITURA !!!!

Capítulo 5 - Capítulo 4


- vem, vamos sair! - Justin disse rindo e me puxou para o carro, ele parecia saber exatamente onde iria me levar, e isso me deixou muito curiosa.


- ei, espera, pra onde vamos? - perguntei.


- aaaah, é surpresa, você disse pra eu te surpreender!


- uii, tudo bem senhor mistério!


  Entramos no carro e Justin estava muito concentrado dirigindo o caminho inteiro, não falava uma palavra sequer e isso estava me matando de curiosidade, não tinha a mínima idéia de onde estavamos indo. Mesmo eu perguntando um milhão de vezes Justin não falava nada, eu esatava enlouquecendo.


- você está muito curiosa pra saber não é? - ele finalmente quebrou o silêncio. - está inquieta!


- Simmm, estou muito, dá só uma pista, uma dica, por favorzinho, juro que não falo mais nada!- implorei para que ele me dissesse, mas ele só sacudiu a cabeça e sorriu do meu desespero. - aaah, não tem graça sabia? por que você não pode me contar?


- se eu te contar não será mais surpresa! - fiquei emburrada com a resposta dele, o mesmo me olhou e negou com a cabeça. - tudo bem, vou dizer, mas só o por quê de eu estar te levando lá!


- ok, eu me contento com isso!


- então...esse lugar nem é nada tão extraordinário assim, ele até que é comum, só porque lá é o meu refúgio desde sempre, gosto de ir lá as vezes e acho que você vai gostar também, é bem bonito...e sabe de uma coisa? nunca levei ninguém lá antes!


- então eu sou privilegiada!


- justamente, sinta-se muito privilegiada por ir visitar o esconderijo secreto de Justin Bieber!


- você é uma caixa de surpresas sabia? - sorri e ele retribuiu. - tenho que me acostumar com isso!


- surpresa é o meu segundo nome!


 Continuamos o caminho do tal lugar, que por sinal era meio longinho, o silêncio naquele carro não ajudava muito, então Justin colocou umas músicas que logo melhoraram a viagem. Ele cantava todas e eu tentava aconpanhar, o que era quase impossível porque eu estava tendo um ataque de riso, era muito engraçado ver ele cantando, era um verdadeiro sonoplasta, fazia todos os sons; bateria, gitarra e teclado. O melhor de tudo eram as caretas que ele fazia enquato performava, foi muito divertido, era como se estivessem fazendo cócegas na minha alma, eu ri como nunca.

                                  ●●●


- chegamos! - justin saiu do carro e abriu a porta pra mim, muito cavalheirismo da parte dele, agradeci e saí. - vem comigo, temos que correr, se não vamos perder tudo!


- perder o que?


- o espetáculo Demi, vem rápido! - ele segurou minha mão e corremos depressa, subimos uma  pedra e quando chegamos eu tive uma das melhores sensações que já vivi, o lugar era incrivelmente lindo, não sabia que existia aqui em LA, ficava no topo de uma montanha e ainda bem que subimos de carro pela estrada porque era bem alto, lá tinha uma vista de toda cidade que contrastava perfeitamente com o azul do mar e a luz do sol se pondo.


- Justin...e-eu nem tenho o que dizer, isso é incrível!


- viu, eu sabia que ia gostar, é lindo né?


- sim sim simmm!


- senta aqui, o sol está se pondo, vamos ver!


  Sentei ao lado dele e apoiei minha cabeça em seu ombro, estava hipnotizada com aquilo, sei que é simples, mas sei lá, fez me senti em paz e foi ótimo. Olhei Justin de canto e ele observa sereno a paisagem, seus olhos brilhavam e sua expressão exalava tranquilidade. Ele segurou minha mão e olhou pra mim, dei um leve sorriso, por que fiquei meio sem jeito, Justin estava me encarando e de novo aquele olhar que eu não conseguia decifrar, fiquei perdida, meu coração deu um pulo e eu rapidamente desviei meus olhos do dele sem entender o que acabara de acontecer.


- éh...que horas são?? -  foi a primeira coisa que veio na minha cabeça, que burra, muito bem Demi, PARABÉNS.


- hmmm, cinco e meia, porque? tá tudo bem? você já quer ir?  se quiser tudo bem, eu te levo agora! - Justin falou tão rápido que foi necessário um pouco de atenção para entender as frases que mais pareciam uma palavra só.


- não não, relaxa, eu estou bem, não precisa ter pressa Jus! - disse ele pareceu ficar calmo.


- tudo bem, tive uma idéia...mas só se você topar é claro!


- aiai, o que você quer fazer???


- já fez alguma coisa radical antes? - ele perguntou e eu neguei. Confesso que fiquei com um pouco de medo do que pudesse ser a idéia dele, mas a curiosidade foi maior. Justin assentiu e quando o olhei o mesmo tirava a camisa. - vem, vamos pular!


- quê? pular dessa altura lá na água? já fez isso antes?


- nunquinha, mas quero tentar, você quer ir? aposto que vai gostar, eu juro!


- jura? você nunca fui, o que te faz achar que eu vou gostar de fazer isso?


- pelo mesmo motivo que eu, a adrenalina....não acredito que vai ficar aí com medo!


- não me desafie! - ele riu.


- então você vai? - fiquei em silêncio e Justin me olhava à espera de uma resposta, levantei e fui até a ponta da pedra para ver melhor, e realmente era muito alto, me arrepiei só de imaginar.


- ai meu Deus isso é loucura...mas tá bom, eu vou!


- aaaaaaah é...muito bemmm! - Justin comemorou, e eu só sabia rir, talvez de nervoso pois o que eu acabara de aceitar fazer era loucura, ainda mais para mim que não era acostumada. - eu vou primeiro ou você vai?


- Vai você!


- então tá! - dito isso Justin correu para dar impulso e se jogou, a que foi rápida, quando ele mergulhou me deixou apreensiva, só me acalmei quando o vi, mas aí chegou a hora de eu ir também e por um momento pensei em desistir, mas não podia perder essa nem morta, então respirei fundo e pulei sem nem pensar...FOI A MELHOR SENSAÇÃO EVERRRRRR. Eu até queria pular outra vez mas aí começou a escurecer e tínhamos que voltar logo, pegamos nossas coisas e voltamos pro carro encharcados, e graças a Deus lá estava bem quentinho.


- Você deve estar com frio, toma veste isso, é a minha camisa! - Justin disse e me entregou uma camisa seca.


- muito obrigada, vou vestir!


- tudo bem! - Justin disse e continuou lá parado dentro do carro, arqueei uma das sobrancelhas como se não fosse óbvio.


- então...é que eu preciso que você saia. Não, quer dizer, se quiser ficar pode, mas só não olha tá? fecha os olhos!


- aah sim sim, pode ficar tranquila, não vou olhar nadinha, vou colocar isso nos olhos e pronto! - ele disse pegando e colocando no rosto uma daquelas máscaras de dormir que coincidentemente ele tinha dentro do porta luvas do carro. - vai nessa, não tô vendo! - Tirei as roupas molhadas e vesti rapidamente a camisa de Justin que ficou exatamente como um vestido em mim mas incrivelmente confortável, vou me lembrar de passar na sessão masculina da próxima vez que for ao shopping.


- estou vestida, pode tirar isso do rosto! - puxei a máscara e ele ainda estava com os olhos fechados, eu ri de como os olhos de justin ainda estavam apertados, ele abriu bem devagar como se fosse levar um susto quando abrisse...qual é? eu não sou feia assim né?

  Justin deu partida no carro e pegamos a estrada de volta para casa, tivemos uma discussão bem “madura” se é que me entendem, e eu fui obrigada a ouvir a viagem inteira Justin falar do personagem favorito de Bob esponja dele, o Bob esponja. Como assim? todo mundo sabe que o melhor é o Patrick, ele é engraçado, mora embaixo de uma pedra e é uma estrela do mar, tem coisa mais legal que isso? NÃO! E eu provei a ele com várias teorias e fatos da série.

  Chegamos na porta da minha casa, onde nossa conversa acabou, e pra minha sorte mamãe ainda não havia chegado, quando saí já sabia das consequências por não ter avisado a ela, mas sem as consequências minha vida ficaria bem mais fácil, não quero nem pensar na bronca que eu ia levar se elas estivesse em casa.


- acho que é hora de dar tchau!


- é, obrigada por hoje Jus, foi incrível!


- aah que nada, sem você não ia ter graça...obrigada por confiar em mim! -


- tive que confiar, você é doidinho mas é legal!- ele sorriu. - enfim...tenho que entrar agora, beijos!


- Vai nessa, boa noite! - peguei minhas roupas e saí do carro, e quando eu estava quase na porta de casa ouvi uma buzina de carro, e eu sabia muito bem quem era...Justin. - Afinal, você ficou muito linda com a minha camisa! - ele piscou ganleador pra mim me fazendo sorrir.


- acha mesmo? por isso que eu vou ficar com ela! - virei de costas e comecei a andar na direção da porta sem dar a mínima pro garoto


- Eei, essa é minha camisa favorita! - reclamou.


- Tchauzinho Jus! - sorri vitoriosa.


- SUA LADRA DE CAMISAS! - ele gritou me fazendo sorrir, joguei um beijo pra ele e entrei em casa, nunca mais vou devolver essa camisa, ela é minha agora hahaha.







Notas Finais


Comentem e fav ❤️

foi isso...muito obrigada por ler, acompanhe que tem muito mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...