História Best Friends. - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Alexandra Daddario, Ashley Benson, Claire Holt, Dove Cameron, Katherine McNamara, Magcon
Personagens Aaron Carpenter, Adelaide Kane, Alexandra Daddario, Ashley Benson, Ashley Tisdale, Bella Thorne, Cameron Dallas, Candice Accola, Carter Reynolds, Chris Miles, Christian Collins, Christian Delgrosso, Claire Holt, Cody Christian, Crawford Collins, Crystal Reed, Daniel Sharman, Daniel Skye, Dove Cameron, Dylan O'Brien, Evan Peters, Hayes Grier, Holland Roden, Ian Somerhalder, Jack and Jack, Jacob Sartorius, Jacob Whitesides, Jensen Ackles, Katherine McNamara, Kylie Jenner, Liana Liberato, Lucy Hale, Madelaine Petsch, Madison Beer, Mahogany LOX, Matthew Daddario, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Nathaniel Buzolic, Nick Tangorra, Sammy Wilkinson, Shawn Mendes, Taylor Caniff, Tyler Hoechlin, Willie Jones, Zayn Malik
Visualizações 7
Palavras 1.885
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - Cameron acordou e está chamando por você...


♡LEXI♡

Tinha acabado de acordar,estava sentindo uma imensa dor nas costas,eu literalmente dormi de joelhos e com minha cabeça na cama,estive segurando a mão dele à noite inteira.

-Bom dia Doutora- Dave entra no quarto.

-Oi,bom dia-Digo arrumando o meu cabelo.

-Ele está bem? -Dave questiona.

-Está bem,ele dormiu a noite toda,assim como eu -Digo.

 -Bom dia vadia-Taylor diz.

-Bom dia Naja,como se sente? -Pergunto voltando a segurar sua mão.

-Estou bem,com sono,mas bem. E o Cameron? -Taylor pergunta.

-Ele está na mesma -Digo.

Ficamos uns dois minutos em silêncio até que o Aaron aparece suado,parecia que ele estava correndo o caminho todo,ele estava recuperando o fôlego.

-Aaron?-Questiono.

-Eu... vim... da... sala... de... espera... e... o... doutor... estava... procurando... você...-Aaron diz pausando a cada palavra para respirar.

-Me procurando? Por quê? - Pergunto.

-É... o Cameron... ele acordou e... estava chamando por você...- Aaron diz e eu olho para o Taylor que retribui com um olhar que dizia: "Vai,eu vou ficar bem,ele precisa de você". Então comecei a correr para o quarto do Cameron e quandi eu vi que ele estava bem eu sorri e eu corri em direção à ele e o beijei.

-Eu achei que tivesse te perdido -Digo.

-Eu não iria sem me despedir -Ele diz me dando outro selinho.

-Eu preciso estudar uns prontuários,posso pegá-los e deixá-los aqui enquanto conversamos? - Pergunto.

-Claro -Ele diz sorrindo.

Me retiro do local e busco os prontuários que eu precisava atualizar e também busco o do Taylor e o do Cameron, volto para o quarto e me sento junto com o Cameron em sua cama.

-Os meninos me disseram que vocês dois foram em um carro para resolver uma coisas - Toco no assunto.

-Uhun-Ele faz um barulho com a boca concordando com o quê eu estava dizendo.

-Resolver o quê? -Pergunto escrevendo.

-Nada demais-Ele diz.

-Cameron,me diz - Digo e finalmente ele se rende.

-Ele começou a implicar comigo por eu não ter te levado para a turnê,mas foi bom eu não ter te levado -Cameron diz.

-Por quê? -Questiono parando de escrever.

-Porque se você estivesse lá você estaria machucada,você teria se acidentado junto comigo e com o Taylor e provavelmente estaria muito machucada ou até pior e eu não conseguiria sobreviver esse peso na minha consciência -Cameron diz e eu volto a escrever nos prontuários.

-Eu... eu já volto -Digo e me retiro.

-Elliott,pode atualizar esses prontuários por favor-Digo entregando os prontuários.

-Claro chefe-Ele diz pegando os prontuários.

Volto para o quarto onde Cameron estava e ele estava,sei lá,talvez um pouco triste ou pensativo,eu não sei,na verdade eu não consigo descrever.

-Oi bae-Digo dando um selinho nele e me deitando com ele naquela cama minúscula de hospital.

-Oi-Ele diz.

-Por que está assim? -Questiono.

-Ele está assim porque ele pensa que se você estivesse naquele carro junto com a gente,você estaria muito machucada ou até morta e nem eu e nem ele conseguiria viver sem você -Taylor diz na cadeira de rodas que estava sendo empurrada pela Liv.

-Chefe,o 2780 não tem rascunho -Elliott diz.

-Me perdoe, Hannah McConnell,25 anos,foi admitida no hospital no dia 30 de maio às 17 horas e 52 minutos com dores na cabeça,pedi um parecer da Neuro e diagnosticamos com um tumor cerebral benigno,como o tumor não estava afetando nenhuma função então decidimos deixá-lo lá,demos alta para ela à meia-noite e meia -Digo e ele escreve.

-Obrigado chefe-Elliot diz e se retira.

-Liv,posso conversar com você rapidinho? Sozinha? -Pergunto e nos retiramos.

-Você acha que é súbita? -Questiono.

-Não,ele está bem demais para uma súbita,ele está até fazendo piadinhas -Liv diz.

-Do que vocês estão falando? -Luke diz se aproximando.

-Acho que é súbita-Digo.

-Quem? E o quê é súbita? -Luke pergunta.

-Meu marido e súbita é como se você tivesse em coma e tivesse uma melhora instantânea,de uma hora para outra você está bem,em uma hora você está quase morrendo e na outra está vivo até demais-Digo.

-Tô te dizendo,não é súbita-Liv insiste.

-Tomara -Digo.

-Taylor dormiu bem à noite? -Liv muda de assunto.

-Trouxe um café para vocês -Luke diz entregando o café para nós.

-Obrigada Luke-Digo pegando o café.

-Valeu Luke,mas somos compromentidas -Liv diz rindo.

-LIV! -Repreendo.

-Ué,é a verdade -Ela diz.

-Luke,ela é doida,não liga para ela não-Digo rindo.

-Eu tenho que fazer uma cirurgia agora então,até mais-Ele diz se retirando.

-Respondendo aquela pergunta,Taylor dormiu bem sim,fui eu quem não dormiu bem -Digo.

-Por quê? -Ela diz e toma o café.

-Eu literalmente dormi de joelhos-Digo.

-Eita -Ela diz entrando e eu tomo mais um gole do meu café.

-Taylor,você me causou sérios problemas nas costas-Digo.

-Por quê? - Taylor questiona com um sorriso no rosto.

-Porque eu literalmente dormi de joelhos e com minha cabeça na cama -Digo.

-Podia muito bem ter deitado na cama -Taylor diz.

-Ai você ficaria desconfortável -Digo.

-Onde conseguiram esses cafés? -Cameron pergunta e eu me posiciono no mesmo lugar de antes.

-Luke nos trouxe -Digo bebendo mais café.

-Quem é Luke? -Taylor questiona e eu vejo o mesmo arder em ciúmes.

-Vou ligar para a Annie -Digo me levantando na cama e Cameron me puxa de volta.

-Eu escutei o quê você disse antes -Sussura.

Dou um sorriso e vou para fora para ligar para a Annie.

{Ligação da Annie}

Lexie:Alô?

Annie:Oi Sra. Dallas.

Lexie:Annie,pode trazer a Lauren aqui no hospital por favor.

Annie:Claro,estarei ai em 5 minutos.

Lexie:Obrigada Annie,se cuidem. Tchau.

Annie:Tchau.

***

Assim que eu ligo para a Annie,me bipam na emergência e eu começo a correr.

Assim que chego na emergência, vejo que também biparam a Liv.

-Te biparam também?-Questiono já sabendo a resposta.

-Biparam todo mundo -Liv diz.

-Então o acidente é feio -Digo abrindo a porta.

-Foi um acidente de balsa,mandamos um grupo para o local e precisamos de vocês duas lá também-Chefe diz.

-Ok,precisamos avisar o Taylor e o Cam,temos que arrumar as bolsas também e já vamos -Digo pegando muitas coisas e colocando na bolsa.

-Toma,fiz a tua bolsa também,coloquei uma broca para caso,você sabe para quê- Digo.

-Obrigada -Ela agradece.

-Vamos -Digo.

-Vamos avisar os meninos-Liv diz indo em direção ao quarto deles.

-Taylor,Cameron, vamos para o local do acidente e não sabemos que horas iremos voltar,vocês vão ficar bem? -Questiono.

-Vamos -Cameron diz.

-Tem certeza? -Liv insiste.

-Absoluta-Os dois dizem em uníssono.

-Vai lá salvar vidas-Cameron diz e eu dou um beijo nele e depois na bochecha do Taylor.

Liv faz a mesma coisa e depois me segue até uma ambulância.

-Vocês estão indo para o acidente? -Questiono.

-Estamos sim -Noah diz.

-Podemos pegar carona com vocês? -Liv questiona dessa vez.

-Claro,entra ai -Mary diz.

Entramos na ambulância e seguimos em direção ao local do acidente,assim que chegamos lá,abrimos as portas e vimos que o lugar estava horrível, tinha quatro quadrados gigantes no chão.

Verde - Estão bem.

Amarelo - Pode esperar.

Vermelho - Estado grave,precisa ir para o hospital logo.

Branco - Mortos.

Tinha dezenas de pessoas em cada quadrado mas tinha muito mais no quadrado branco.

-Por onde começamos? -Questiono.

-Acha um lugar,vou estar aqui na frente qualquer coisa - Liv diz.

-Se cuida-Digo me afastando.

-Se cuida também-Ela grita.

Fui até uma área que digamos assim que estava movimentada, atendi um paciente e o mandei para o hospital, um homem veio até mim e segurou o meu braço.

-Você é médica? - O moço diz assustado.

-Sim eu sou -Digo.

-Vem comigo,meu amigo precisa de ajuda -Ele diz.

-Se ele precisa de ajuda você tem que levá-lo até aqueles quadrados coloridos -Digo sendo o mais clara possível.

-Você não entende, meu amigo não consegue sair de lá -Ele diz e eu sigo ele até o local.

-Ai meu Deus -Digo vendo que o moço estava preso debaixo do carro.

-Eu já volto -Digo.

-Aonde você vai doutora? -Um dos homens questiona.

-Vou buscar uma amiga -Digo saindo.

Corro até a Liv,que graças à Deus estava no mesmo lugar,expliquei a ela tudo e ela foi correndo e eu não consegui voltar para lá.

-Dra. Caniff, viu os meus internos por ai? -Dra. Foster diz.

-Não, a Burnier,o Peters, a King,o Eriksen e o Kane estão aqui? -Questiono.

-Sim -Ela diz.

-Vou procurar -Digo.

-Eriksen -Digo achando um deles.

-Diga -Ele diz.

-A Dra. Foster estava te procurando,ache ela e volte ao hospital, a mulher com uma filha que está na área vermelha precisa ir para o hospital urgente -Digo apontando para uma mulher que estava com uma menininha loira no colo.

-Eriksen,toma cuidado -Completo e ele responde com um sorriso.

Atendo mais uns pacientes e mando eles para o hospital,vejo que tinha uma ambulância que estava à caminho do hospital,entro nela e vou para o hospital.

O caminho todo pensei em desistir da minha carreira. Eu sei o quê estão pensando, "Por quê é médica se você não aguenta isso?", eu sei,eu sei. Sou cirurgiã por causa da adrenalina,pode perguntar para qualquer cirurgião, a maioria vai dizer que é pela adrenalina. Meus pais morreram em um acidente de carro, o pai da Liv em um tiroteio,o pai da Kath em um assalto, a mãe da Sarah em um lago,afogada. Todos temos passados, optamos escondê-lo e ocultar a nossa dor.

-Chefe,eu preciso de uma folga -Digo.

-Precisamos de você aqui Caniff -Chefe diz.

-Tudo bem -Concordo sabendo que se eu contasse eu seria dispensada e a cirurgia é a única coisa que me acalma.

Marco uma cirurgia simples, uma apêndicectomia, coisa que qualquer interno faria,marco para ás 15 horas, olho no relógio e são 13 horas e 45 minutos,aproveito e dou uma passada no quarto do Cameron por incrível que pareça, Taylor ainda estava lá.

-Oi -Digo dando um pequeno sorriso.

-Oi Bae -Cameron diz e eu dou um beijo nele.

-O que aconteceu? -Taylor pergunta e eu sento no colo dele.

-Um acidente, a balsa bateu na ponte, está muito ruim ficar lá -Digo e Taylor me abraça.

-A Dra. já me deu alta -Taylor diz.

-Isso é ótimo meu amor -Digo sorrindo.

-Por que eu não recebi alta? -Cameron pergunta.

-Ah um tempo atrás achamos que você não ia sobreviver, então...-Digo.

-Papai -Lauren grita aparecendo e correndo para abraçar o Cam.

-Oi Annie, ela está bem? -Questiono.

-Sim e vocês? - Ela pergunta.

-Estamos bem -Digo sorrindo.

-Annie, pode levar a Lauren lá para fora por favor, eu preciso falar uma coisa com o Cameron -Digo e ela leva.

-Estou indo também -Taylor diz.

-Não precisa -Digo.

-Cameron...-Começo.

-Não vai terminar comigo não né? - Cameron ri.

-Não-Digo.

-É o quê então? -Taylor se intromete.

-Achamos que o seu caso pode ser súbita -Digo.

-Súbita? -Cameron e Taylor perguntam em uníssono.

-Súbita é como se você tivesse em coma e tivesse uma melhora instantânea,de uma hora para outra você está bem,em uma hora você está quase morrendo e na outra está vivo até demais-Digo.

-O meu caso é súbita? -Cameron questiona.

-Bae,pode ser que não -Digo.

-Enfermeira, bipa o Elliott para mim por favor -Digo e ela chama.

-Elliott, muda o quadro de cirurgia,tenho uma cirurgia para ás 15 horas e o cirurgião principal sou eu, muda para o seu nome -Digo.

-Tá,espera o quê? -Ele questiona confuso.

-Se apronta para a cirurgia Elliott,vou ensiná-lo mas você será o cirurgião principal -Digo e ele me abraça.

-Elliott,meu espaço,você está invadindo o meu espaço -Repito e ele se afasta.

-Desculpe - Ele diz.

-Tenho um marido muito ciumento -Brinco. -Agora vai se aprontar.

Elliott é o único interno do Evans que eu sei o nome,ele é um dos meus favoritos, ele, o Kane e o Eriksen. Elliott é inteligente mas as vezes ele invade o seu espaço pessoal, mas ele é uma  boa pessoa.

Nos preparamos para a cirurgia e essa seria a primeira apêndicectomia que um interno faria naquele ano.

A primeira apêndicectomia feita com sucesso, de todas as apêndicectomias que havia preparado para os internos em toda a minha carreira.

Voltei ao quarto, Cameron estava dormindo e Taylor estava dormindo também, eu pedi para que colocassem uma cama no quarto do Cameron,uma cama para o Taylor, porque seria mais fácil cuidar dos dois. Taylor estava com gesso no braço,eu sei que doía muito mas, ele não falava. Cameron estava bem,graças à Deus não é súbita. Está tudo bem com tudo e com todos.


"Cameron acordou e está chamando por você."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...