História Best Mistake - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Dylan O'Brien, Harry Styles, Lily Collins, One Direction, Selena Gomez, Zayn Malik
Personagens Selena Gomez, Zayn Malik
Tags Amor Não Correspondido, Drama, Romance, Selena Gomez, Zaylena, Zayn Malik, Zelena
Visualizações 33
Palavras 1.308
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Ego Abalado


Ao assistir Zayn e Lily abraçando-se de maneira tão carinhosa e singela, o estômago de Selena revirou-se. Ela passou a sentir um incômodo dentro de si, mas tratou de ignorá-lo.

— Notícias da Trisha? – Marie forçou a garganta assim que percebeu o quanto sua voz estava fraca.

— A cirurgia foi um sucesso, ela agora vai para um quarto descansar – a alegria de Zayn era visível em seu olhar. Seus olhos castanhos possuíam uma luz estonteante. Gomez sorriu ao assistir a cena, contudo, a mesma nem havia percebido sua ação.

Selena parou seus olhos em Lily, a garota estava com seus braços entrelaçados na cintura de Zayn. Da mesma forma que ela estava há minutos atrás.

Gomez engoliu seco. Sua feição era vazia.

— Então acho melhor ir embora. Agora você tem outra companhia – os olhos de Selena estavam presos aos de Malik. Ela buscava por respostas, e buscava acreditar que elas estariam naquela imensidão castanha.

Lily possuía uma expressão facial  inteiramente confusa. Provavelmente também queria respostas.

Marie procurou Harry com os olhos, só então percebendo que o cacheado não estava mais ali.

Sem delongas, seus passos até a saída eram rápidos, ela queria ir embora o mais rápido possível daquele lugar, entretanto, falhou nesse desejo.

— Marie – Zayn segurou seu braço, impedindo-a de continuar seu trajeto.

Selena mantinha-se calada, apenas observava o garoto, esperando ele dizer o que tanto queria.

— Quero agradecer mais uma vez, você não tinha nenhuma obrigação de vir, mas mesmo assim dirigiu-se até aqui, tentou me consolar e conseguiu.

— Posso só te fazer uma pergunta? – indagou de forma inexpressiva.

Ele assentiu. Sua expressão facial também encontrava-se inexistente.

— Você jamais deixaria a Lily, certo? Nunca arriscaria trocar o certo pelo duvidoso?

Zayn abaixou o olhar por alguns segundos, procurava buscar as palavras certas.

— Eu a amo, já disse isso para você – ele calou-se por mais alguns segundos, seu olhar estava direcionado ao nada — Se eu dei alguma esperança a você, queria pedir descul…

— Era só isso que eu precisava ouvir – interrompeu-o.

Seus olhos estavam marejados, ela segurava as lágrimas fortemente. Seu ego não a deixaria chorar na frente dele.

— Agora pode soltar meu braço? Preciso ir embora desse hospital, preciso ir embora da sua vida também.

Zayn olhou Selena no fundo dos seus olhos, só então soltando o braço da mesma. Ele sentia-se inseguro, amava Lily, tinha certeza disso, no entanto… Marie trazia uma certa confusão, confusão que muitas vezes ele queria que estivesse distante, mas em alguns momentos, ele tinha certeza que iria precisar de todo aquele alvoroço.

A morena apressou-se ainda mais, seus passos eram largos e ligeiros. Parou seu trajeto assim que saiu do hospital, e viu a avenida quase vazia.

Uma lágrima escapou de seus olhos, fazendo-a limpar seu rosto rapidamente.

Sentia-se usada.

Mas por que choraria? Ela sabia desde o início que os dois para ele – e até então, para ela também – seria como um passatempo. Não havia motivo para tanto. Ou havia?

Selena não sabia a resposta, nem gostaria de saber. Ela estava determinada a deixá-lo para trás, havendo o que houvesse, Marie cortaria todas as ligações que tinha com ele, cortaria todo sentimento que estava começando a nascer. Ela poderia machucar-se para que isso acontecesse, mas não importava, ela faria de qualquer forma. Era preciso.

 

***

 

A noite de domingo caía com velocidade, o tempo chuvoso ajudou para que isso ocorresse.

Selena teve uma semana extremamente calma, se dedicou a revisar os conteúdos do período passado de sua faculdade, ela voltaria a estudar na manhã seguinte, e pretendia ter todos os conteúdos frescos em sua memória. Também gostaria de manter sua cabeça ocupada de todas as maneiras.

No momento, ela estava deitada de forma preguiçosa em sua cama, a Tv ligada servia apenas para fazer barulho.

Seu olhar era direcionado ao teto, tentava não pensar nenhuma vez sequer em Zayn, assim que o moreno surgia em sua mente, ela fazia questão de afastá-lo para longe de lá. Essa era uma tarefa um tanto difícil de ser cumprida, teria que admitir.

Batidas rápidas e grotescas soaram pelo ambiente, Marie levantou-se de forma assustada. Ela residia em um prédio seguro e sofisticado, não era possível a entrada de ladrões. Esse pensamento deixou-a mais aliviada. Por conta do susto repentino, seu coração tinha palpitações rápidas e fortes.

Seus passos até a entrada eram lentos, carregados de medo.

— Você – seu tom exalava tédio.

Avistou Zayn parado em frente a sua porta, para variar, sua expressão facial era indescritível. Era tão sério, mas seus olhos traziam um tanto de curiosidade.

Ela não o via desde o hospital, desde então, nenhuma mensagem sequer fora trocada.

— Anjo – sorriu.

“Sorriso extremamente cafajeste” pensou Selena, sem que pudesse controlar, ela passou a sentir uma espécie de irritação.

— Terminou com a namoradinha, e então veio até aqui para ser consolado? Desculpa, dessa vez não vai rolar – ela usou o sarcasmo.

— Claro que não! – irritou-se ele.

Selene pôde perceber que ele estava alcoolizado.

— Eu cheguei até aqui para dizer que nós dois não irá contecer mais nenhuma vez – balbuciou.

— Sério? É uma pena, até nunca mais então – ela agia como se não se importasse. Jogou os ombros para cima, para deixar evidente o quanto estava relaxada com a situação, mesmo que fosse uma mentira. Ele a deixava nervosa, ela não tinha condições de negar.

Estava pronta para fechar a porta, todavia, Zayn colocou o pé, impedindo-a de fazer tal ação.

— Qual é a sua, Selena?

Estranhou ser chamada pelo seu primeiro nome, ele nunca fizera isso antes.

— Zayn, você não sabe nem qual é a sua. Você não sabe se quer ser mocinho ou se quer ser vilão, se quer fazer o certo… Se quer fazer o errado –  Antes que continuasse a falar, ela sorriu de forma debochada — Agora mesmo – Selena pausou suas palavras por um instante — Você está louco para entrar, está louco para ficar comigo, está extremamente curioso. Mas é bem mais fácil para você colocar essa máscara de certinho, e fingir que não se sente nenhum pouco atraído por mim.

— Eu tenho namorada, eu a amo. Preciso falar isso quantas vezes? – ele estava incomodado.

— Até você acreditar nisso, talvez. Zayn – soltou uma risadinha irônica — Se você a ama tanto, por que está em frente a minha porta, e não com ela? Você está agindo de uma forma bastante contraditória.

— Então você está achando que eu sinto algo por você? – indagou com cinismo.

— Eu estou afirmando que você sente algo por mim. Não estou me referindo a sentimentos. Nós somos apenas atraídos um pelo outro. É questão de atração, e nada mais.

— Sou atraído porque você é linda, sexy e vive me provocando.

Ela riu com a resposta do garoto.

— Zayn, existem várias outras garotas lindas nessa cidade, várias sonham em transar com você. No entanto, não é em frente a porta delas que você está.

Ele havia ficado sem resposta e Selena amou ver e causar isso.

— Agora acho melhor você ir até sua bonequinha de porcelana – referiu-se a Lily — Senão vou começar a acreditar que esse amor que você diz sentir é uma completa farsa.

— A sua autoconfiança chega a ser irritante.

— Por quê, Zayn? Achou uma garota que consegue deixar seu ego abalado? Sente-se intimidado perto de mim? Intrigado? Cuidado para não se apaixonar, Z. – O sorriso sarcástico estava impregnado em sua face — Aconteceu com outros caras antes, e eles não se deram muito bem – as palavras saíam de forma firme, deixando-a impressionada consigo mesma.

— Pode deixar, eu não corro esse risco.

— Bom para você.

 Com agilidade, Marie fechou a porta na cara do garoto.

— Selena, abre essa porta – vociferou do lado de fora. Enquanto batia suas mãos na madeira.

— Boa noite, Z. Até amanhã. Tente não sonhar comigo.




 

“Devemos esperar até de manhã? Vejo claramente em seus olhos, não posso fugir do que estou sentindo. Seu corpo em cima do meu.”

– She Don’t Love Me, Zayn.




 


Notas Finais


O que acharam?? A fanfic tem poucas vizualizações, mas eu gostaria muito que as pessoas que visualizam deixassem um comentário :/ por favooor 🙏🏼

Ps: Essa fala da Selena “você não sabe se quer fazer o certo, se quer fazer o errado... Se quer ser mocinho ou se quer ser vilão”, é na verdade da malhação 2012-2013, do casal Brutinha. Eu era louca pelo casal, achei legal por um pouquinho deles na fanfic.

Um beijo ❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...