História Best of Me - Imagine Jackson Wang - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson
Tags Bts, Comedia, Fantasia, Ficção, Got7, Jackson, Romance
Visualizações 88
Palavras 1.271
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Se não for pra causar eu nem saio


Fanfic / Fanfiction Best of Me - Imagine Jackson Wang - Capítulo 6 - Se não for pra causar eu nem saio

Querida Sun Hee,

Hoje terá uma festa no campus, os veteranos que estão organizando, para nos receber. Mark está muito animado para ir, eu só vou porque ele quase implorou. A semana de aula foi ótima e produtiva, já tenho trabalhos para fazer.

Como foi sua semana, meu amor?

Com carinho,

Jackson.


Jackson enviou. Sun Hee não demorou a responder:


Querido Jack,

Minha semana foi ótima. Sem problemas, boa festa! Sinto sua falta. Beijos.

Com amor,

Sun Hee.


Jackson abaixou a tela de seu notebook e começou a se arrumar para a grande festa, que seria no outro campus da faculdade. Que ficava em outro bairro. Jinyoung, o amigo coreano de Mark — e agora amigo de Jackson também —, daria carona para eles.

— Ainda vai demorar? — ele perguntou a Yoongi, batendo na porta do banheiro.

— Dez minutinhos, hyung — Yoongi gritou, com o chuveiro ainda ligado.

— Espero você lá fora, no bosque.

— Okay — Yoongi gritou mais uma vez, desligando o chuveiro.

A lua estava solitária no céu, com poucas estrelas á vista e sem nuvens para cobri-las naquela noite fria. Jackson, usava uma calça jeans rasgada nos joelhos, juntamente com sua blusa preta. Até parecia que estava de luto, mas era apenas o estilo do garoto. Só não se encontrava totalmente obscuro devido sua jaqueta jeans clara. O garoto caminhou pela estrada de tijolos mal iluminada até chegar ao bosque, que estava bem mais claro, devido á presença de vários postes. Mark estava sentado em um banco, beijando-se com Jinyoung. Jackson não quis interrompê-los, então deu meia volta e sentou-se em um banco de madeira embaixo de uma mangueira. Ficou se perguntando quando os dois amigos começara a ficar, mas logo deixou de lado essa pergunta — a resposta não importava muito. Até parecia que ele era o único hétero da rodinha.

Pegou seu celular e ficou olhando seus aplicativos. Em lugares com muito verde, sempre se podia ouvir o barulho de grilos. O jovem gostava daquele som, que sua mãe chamava de “sinfonia secreta da natureza” e que o fazia lembrar de sua casa, de quando ele e o pai iam acampar.

Olhou para o relógio e viu que já eram oito e dez da noite. Jinyoung dissera antes que as festas aqui realmente começavam só a partir das dez, que era quando o pessoal legal e descolado chegava.

Estava indo em direção á praça. Após olhar para o relógio novamente, viu que teria de interromper o beijo dos pombinhos. A ideia de Mark e Jinyoung juntos nunca havia passado pela sua cabeça.

Quando chegou novamente no bosque, eles ainda estavam se beijando. Jackson pigarreou, e Mark se desvencilhou do beijo.

— Ahn, vocês podem ir para casa se quiserem, não estou tão a fim de ir para a festa mesmo... — ele disse.

— Ah, mas eu estou — Mark disse, levantando-se. — É nossa primeira festa em Seul, vai ser a melhor de todas. Nem pense em desistir dessa festa por causa da sua namoradinha.

— Tudo bem — ele concordou, sorrindo.

— Onde está seu amigo? — perguntou Jinyoung, que estava calado após desgrudar-se de Mark.

— Trocando-se ainda. Já deveria estar aqui — Jackson diz. — Ah, olha lá. Ele está vindo — declarou, apontando para a figura esguia e vestida de calças pretas e blusa cinza, com os cabelos pretos desgrenhados e molhados.

Yoongi não era muito alto e nem tinha um corpo forte. O garoto também era meio desajeitado e talvez tivesse repulsa por pentes, pois seu cabelo sempre estava despenteado. Ele, no entanto, considerava aquilo, seu charme natural.

— Então, vamos? — perguntou Yoongi.

— Vamos! — disseram os outros em uníssono.


🌷


A festa estava a todo vapor. A dança do outro campus havia se transformado em uma pista de dança. Aproveitando a escuridão que a noite promovia, os jogos de luzes tornavam todas a área colorida e descolada. A fumaça de gelo seco formava uma pequena névoa no chão, enquanto o DJ tocava em um pequeno palco bem á frente. A música estava alta, as batidas faziam os corpos das pessoas na pista de dança vibrar. Do lado esquerdo da praça, havia barracas montadas para a venda de comidas e bebidas. Ao lado, os estudantes bebiam e jogavam conversa fora nas mesas do restaurante universitário, onde a música não estava tão alta.

S/n chegou a festa de forma provocante. Quando a porta do carro abriu, seu scarpin saltou para fora, evidenciando suas lindas pernas — que lembravam as de modelos famosas. Em seguida revelou o restante do seu corpo, que estava vestido apenas com um vestido preto colado que marcava todas curvas de seu corpo. Seu cabelo estava solto, e ela sabia que isso seria um problema, mas se recusava a prendê-lo em uma festa á noite: estragaria completamente seu look. Sua maquiagem estava de matar, realmente realçando seu rosto, que estava bem destacado. Para finalizar, seus olhos azuis estavam tão vibrantes que poderiam seduzir até a própria noite.

Algumas das garotas que estavam na festa olharam para ela, tentando enxergar defeitos na menina. Para o azar delas, no entanto, não encontraram. Apenas seguraram as mãos de seus companheiros e caíram fora. Algumas já conheciam a fama de S/n.

Mesmo se usar o Charming — já que ainda não havia mexido no cabelo —, a garota roubou olhares de muitos rapazes, alguns dos quais só estavam ali naquela festa para pegar alguém. Para a infelicidade deles, S/n não pretendia ficar com ninguém naquela noite, e quando não queria, não acontecia, afinal, tinha o controle sobre todos os homens naquela festa.

Sentindo o clima da festa e olhando para a multidão, fitou os olhos no bar e mordeu o lábio.

— Preciso beber algo — ela disse ao Bambam, que ofuscadamente estava parado atrás da garota.

— Vamos para o bar, então — o amigo sugeriu, e os dois caminharam em direção ao bar. Alguns rapazes quase despiram S/n com os olhos, e outros foram ainda mais ousados e a imaginaram de maneiras que eles nunca teriam.

Azar deles.

A morena procurou uma mesa, ignorante todos os olhares que tinham sobre ela, já que dissera que não ficaria com ninguém, então se privaria de flertar. Bambam foi ao bar comprar algumas bebidas para os dois. A garota já era maior de idade, iria fazer 19.

Logo adiante, se via Bambam, meio andando, meio dançando, com dois drinks em mãos. S/n riu animada e atraiu mais olhares, os ignorando novamente.

— Soju? — perguntou Bambam a S/n.

— Por favor — disse, pegando o copo do amigo e o entornando de uma só vez.

— Hey, hey, vá devagar — alertou o amigo.

— Sinto que, se eu não ficar bêbada esta festa vai ser um porre — disse dando de ombros.

— Mais não precisa ir tão depressa. Relaxa, gata — aconselhou ele, bebericando sua bebida, com medo de que S/n também a virasse.

— Lembra-se do voto, não lembra? — S/n se justificou.

— Ah, acho que lembro — respondeu Bambam, retirando os lábios do copo.

S/n tentou devagar e calmamente, retirar os cabelos das costas e colocá-los para o lado, estava com medo de espalhar sua fragrância por acidente.

— Ótimo. Se eu ficar bêbada, coisa que com certeza vai acontecer, me lembre disso — pediu.

— Claro, é meu dever mesmo — Bambam respondeu.

A primeira dose de bebida descera aquecendo sua garganta, fazendo com que parte da timidez da garota fosse embora, então ela se levantou e foi e direção ao bar.

Precisava de outro drinque.

A festa estava apenas começando.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...