1. Spirit Fanfics >
  2. Best of Me >
  3. Capítulo 13

História Best of Me - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Meeeeu! Ia postar as 18:30 mas não consegui, desculpa a demora!
Boa leitura

Capítulo 13 - Capítulo 13


Lance

 

Não sei porquê, mas isso me irrita muito. Ele não para de olhar pra Keith. Mas o que me deixa mais puto ainda é o Keith não me deixar ajudar ele. Porra! Eu tava lá quando aquele imbecil tentou fazer alguma coisa. Por que ele não me deixa ajudar ele agora? Eu tava lá quando ele estava chorando, eu abracei ele a noite toda! Por que ele não entende que eu só quero ajudar? Mas não! Ele sabe se cuidar, ele tem que resolver isso ele mesmo... Por que não entende que as vezes a gente precisa pedir ajuda? Que merda! Bato na mesa chamando atenção de toda a turma.

— Desculpa, não entendi esse cálculo — dou um sorriso amarelo para a professora.

Keith está me olhando de canto e parece bravo. Está me olhando assim desde o intervalo... Não gosto quando ele me olha assim... Me lembra de como fui babaca. Mas não estou sendo babaca agora estou? Só quero ajudar!

 

 

 

Quando bate o sinal e as aulas acabam todos saem da sala, menos nós quatro.

— Keith, se você precisar a gente pode ir junto com você.

Ele sorri.

— Obrigado, mas não precisa! Sério! Eu tô bem! — ele sorri, mas não é o sorriso dele. 

Não é aquele sorriso que vi no BK, na pista de Skate, durante uma campanha ou enquanto conversávamos na cafeteria.

Quando chegamos perto do portão James segura o braço dele.

— Podemos conversar? — Keith nos olha.

— Vão na frente ja alcanço vocês! — ele sorri.

Nos afastamos um pouco, mas ficamos perto o suficiente para ouvir a conversa.

— Por que está me evitando?

— Como assim? Eu preciso de um motivo pra me afastar de alguém?

— De mim sim! — Keith então cruza os braços.

— Ah, eu preciso te dar explicações? — a voz do Keith sai um pouco alta chamando a atenção de alguma pessoas.

— Sim!

— Então... — Keith pega o celular — Me explica isso! — ele mostra o celular e James fica um pouco assustado, mas se recompõe.

— O que tem? A gente não tem nada sério!

— Então por que tenho que te dar explicações?

— Por que... — James parece encurralado — Para de ser idiota Keith, foi só um beijo! Não é traição!

— Então por que quando eu estava conversando om Lotor você chegou me abraçando e perguntando "Está me traindo na frente de todo mundo?", porque pra mim isso não faz sentido!

— Keith! Por favor! Não fique bravo por pouca coisa! — ele segura a cintura de Keith, o mesmo não faz nada.

— James, não encosta em mim! — eu não consigo ver a cara dele, mas James tira as mãos dele.

— Escuta aqui! Eu tô te fazendo um favor saindo com você! Se não fosse por mim você seria assediado diariamente nessa merda, seu filho da puta! — a voz dele fica mais alta e parece que pode bater em Keith a qualquer momento.

Eu resolvo que talvez seja melhor eu intervir, mas bem na hora sinto alguém abraçar meu braço.

— Lance! Você nem me mandou mensagem ontem! — vejo que é Nyma.

— Olha aqui Pirralho! Você pode me xingar o quanto quiser, pode dizer pra todo mundo que você terminou comigo, mas nunca, Nunca! Me diga que está me fazendo um favor-

— Agora não Nyma...

— -pois o único favor que você me fez sabe qual foi? Me mostrar que você realmente não vale a pena. Que você é o pior tipo de pessoa que eu já conheci — James levanta o braço.

— Mas, Lance... — eu tento me soltar com todo a força.

Então se ouve um estalo e tudo fica em silêncio. Eu olho e vejo que Keith tinha sido mais rápido.

— Ouça com atenção seu miserável, se você tentar me forçar de novo a fazer algo que não quero, mesmo que esteja bêbado, não vou hesitar em te meter um soco na cara! Nunca mais chegue perto de mim ou dos meus amigos. Entendeu? — James o encara muito puto enquanto ele fala.

Keith então se vira é segurado pelo pulso por James. Vejo que Lotor começa a andar pra tentar interferir e faço o mesmo.

— Escuta aqu-

Então ele leva um soco na cara.

— Eu avisei!

Ele se solta e vem em nossa direção, ele suspira.

— Isso me deu fome, estão com vontade de sair pra comer? — ele fala e coloca a mão na barriga.

— Eu descobri uma coisa hoje! — Pidge fala quebrando o silêncio em que estávamos — Eu tenho medo de você Keith.

Ele ri e o clima pesado se vai.

— Lance! — Nyma chama a atenção de todos.

— Sim? 

— Vamos almoçar juntos hoje? — ela sorri.

— Desculpa, vou comer com meus amigos hoje — sorrio pra eles que sorriem de volta.

— Tá bom, então. Me manda uma mensagem! — ela então me solta e se afasta.

— Você não tem treino hoje? — pergunta Hunk.

— Pedi pra Shiro avisar que vou sair do time, a verdade é que só entrei porque achei que Alguém não me queria por perto. Mas descobri que ele sentiu minha falta — ele pisca pra mim e eu rio.

— Não exagera!

— Não é exagero se é verdade... — Pidge solta.

— Como assim? — nós começamos a andar para fora da escola.

— Ora, Lance, desde que o Keith entrou na escola você andava meio avoado, não ouvia as conversas, saia mais cedo do shopping e não parava de olhar pra ele! — ela explica e eu sinto minhas bochechas esquentarem.

— Mentira!

— Quem pode culpar ele? É quase impossível tirar os olhos de mim! — Keith brinca me deixando mais a vontade com a conversa.

— É você tem razão nisso! — Allura diz se juntando a nós junto com Matt.

— Achei que tinham cursinho hoje de tarde — Pidge diz confusa.

— Resolvemos faltar...

— Temos que comemorar aquele socão na cara do James! — Allura sorri.

— Eu sei! Foi lindo! — Keith sorri.

— Bota lindo nisso! — comento.

Todos riem.

 

 

 

— Certo! Acho que vou indo! Tenho que fazer o tema de química e quero jogar LoL depois! — Keith fala se despedindo.

— Eu vou com você — sorrio.

— Uuuuh! — o pessoal faz.

Me sinto desconfortável mas Keith ri.

— Estão com ciúmes por que não são vocês que moram perto de mim!

— É você tem razão... — Matt fala e todos riem.

Nós nos despedimos do pessoal e saímos do shopping. Eu não falo nada e ele também não, ele mantém seu sorriso do rosto. Então coloca a mão no bolso e tira de lá os AirPods. Talvez seja uma longa caminhada...

— Quer ouvir também? — olho pra ele e ele tá com um AirPod em minha direção.

— Ah... Claro! — sorrio e coloco o fone.

Ele então coloca no aleatório e começa a tocar uma música.

— Qual o nome dessa música? — ele me olha.

— Nunca ouviu Troye Sivan? — me olha incrédulo — Lucky Strike, tipo o cigarro.

— Nunca ouvi falar!

— Bom, então vou cantar pra você! — ele sorri.

— Ah não...

— "He knows how to love me better" — ele canta e eu rio — "Cause you're safe like spring time. Short days, long nights, boy"

— Certo! Já entendi — ele ri — Gostei dessa música.

— Vamos fazer uma playlist! — ele diz e eu o olho confuso — Pra quando acontecer coisas assim de nós compartilharmos fones de ouvido, daí tem o gosto dos dois! — ele sorri e eu sorrio.

E então ele canta "Tell me all the ways to love you". E logo começa outra, mas não do mesmo cara.

Nós caminhamos e conversamos enquanto ouvimos as músicas aleatórias da playlist dele. Algumas animadas, outras tristes, algumas de amor, outras de dor.

— Por que você está sempre com fone?

— Pra ouvir música ué — ele sorri.

— Não, eu quero dizer, por que está quase sempre ouvindo música?

— Porque... É tipo a trilha sonora da minha vida, sabe? — ele ri — Eu sei que é idiota, mas gosto de imaginar que as músicas fazem um sentido em relação a minha vida — ele me olha sorrindo e ri — Você deve me achar doido, não conta isso pra ninguém, tá?

— Não achei doido... Achei bonito — sorrio — Prometo não contar pra ninguém.

"Feelin' hypnotized by the words that you said" ouço e realmente, faz sentido em relação a esse momento. Engraçado...

— Sou um filósofo, eu sei! — ele sorri e olha nos meus olhos.

Suspiro, por algum motivo, ele está muito bonito e isso me faz não conseguir respirar direito. É, talvez eu esteja doido, doido por ele...

 

 

 

Nos despedimos na porta da casa dele e eu resolvi pegar meus fones e colocar uma música também, apesar de raramente ouvir. Coloquei no aleatório e começou Crave do eli.

Sério isso? Uma música de amor? Rio de mim mesmo. É talvez eu esteja doidinho por ele...

Ando confirme o ritmo da música e viu cantarolando junto. Tudo bem que fala de uma garota, mas eu só consigo imaginar o Keith agora. A única coisa que me vem a cabeça é ele dormindo como um anjinho, eu devia ter tirado uma foto... Entro em casa cantarolando e minha irmã me olha estranho.

— Parece que o dia foi bom hoje — fala assim que eu tiro o fone.

— Foi legal — um sorrio bobo escapa.

— Deixe me adivinhar, Keith? — ela sorri.

— O que?

— Ah, sabe, ontem quando você voltou, me falou tanto dele. Parece que vocês realmente se aproximaram agora — ela sorri.

— É, somos ótimos amigos agora.

— Não sei se alguém avisou, mas vou avisar: Cuidado pra não se apaixonar! — "tarde demais..." penso.

— Por quê?

— Ah sabe, ele pode partir seu coração... Não me parece que você faça o tipo dele.

— Entendi — forço uma risada — Vou subir, tenho que fazer meus temas.

— A janta logo vai estar pronta, não fecha a porta! — ela avisa e eu subo.

Será que eu realmente não tenho chance com ele? Seria muito arriscado pedir ajuda a Pidge? Ela contaria pra ele? Mas o que eu faço? Meus instintos dizem pra eu confiar na minha melhor amiga...

Me jogo na cama já abrindo o chat dela.

 

Pidge...

 

Angry Pidgeon: Que foi Lança?

 

Você sabe que odiei esse apelido...

 

Angry Pidgeon: Ah, mas Lancelot você gosta...

 

É diferente...

É uma piada interna...

 

Angry Pidgeon: Nhanhanha piada interna nhanhanha

 

Dramática...

 

Angry Pidgeon: Tá! Desembucha o que você quer?

 

É meio...

Que pessoal...

Pode mantar isso entre a gente?

 

Angry Pidgeon: Claro, tá tudo bem?

 

Eu só...

Tava me perguntando qual o tipo do Keith, sabe?

 

Angry Pidgeon: Ah! Sim

Sabe que o Keith não tem um tipo?

Ele só gosta sabe?

 

Como saber se o Keith gosta de alguém?

 

Angry Pidgeon: Aí você tá me perguntando demais...

Mas pera...

Pq tá perguntando isso?

Hm...

Não me diga que...

Vc...

Gosta

Dele

 

Hahahaha

 

Angry Pidgeon: Não acredito!

Vc não negou!

 

Tá, talvez...

Mas minha irmã disse que eu não pareço fazer o tipo dele...

Então acho que não tenho chance...

 

Angry Pidgeon: Possi tentar descobrir pra vc!

 

A que preço?

 

Angry Pidgeon: Eu vou te ajudar

Mas entroca vc tem que se declarar pra ele do jeito que eu disse pra fazer!

 

Pq eu tenho que me declarar?

 

Angry Pidgeon: Pq não vou contra pra ele que vc gosta dele...

Vc vai!

 

Suspiro.

 

Tá! Combinado então...

 

Angry Pidgeon: Tenho uma missão a cumprir

Com licença!

 

Reviro os olhos, vai dar merda pro meu lado meu... Será que ele vai desconfiar dela? Aí... Eu vou morrer... Será que mando uma mensagem pra ele? Mas o que eu falo? Ah!

 

Ei

Mullet!

Qual o nome da das duas primeiras músicas que tocaram?

 

Mullet: A primeira foi Lucky Strike do Troye Sivan (o homem da minha vida)

A segunda não tenho certeza

Mas se não me engano foi Who do Lauv

Aff

Amo essa música

Fico feliz que gosto das minhas músicas!

Por sinal! Manda uns nomes de música que você gosta pra eu fazer a nossa playlist!

 

Obgd!

Quantas vc quer?

 

Mullet: Todas as que você acha que não deveriam faltar em uma playlist!

 

Blz!

Vou mandando aqui

 

— Lance! Vem jantar!

 

Eu tenho que ir jantar agora

Me manda a playlist que eu add as minhas músicas depois

Pode ser?

 

Mullet: Ok!


Notas Finais


Muito obrigada por lerem! Significa muito pra mim. Boa noite e até amanhã 😘💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...