História Best Of You - Shin Hoseok - Capítulo 49


Escrita por:

Visualizações 26
Palavras 1.142
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 49 - 48 - "You will suffer the same as he"


 Hyunwoo ficara chocado e decepcionado ao descobrir que, provavelmente Kihyun era o causador de tudo que vem acontecendo com Hoseok. 

 Após mais algum tempo de conversa, Sooyoung e Seulgi se preparavam para se despedir de Hyunwoo, agradeceram por ele se dispôr a encontrá-las e ajudá-las. Ao que se preparavam pra sair, o celular de Seulgi tocou e a garota pediu licença para atender, enquanto isso Sooyoung continuava a agradecer Hyunwoo. Quando Seulgi voltou, sua expressão não era nada boa. 

— Soo, era a Yeri, ela acabou de me ligar e dizer que viu Jooheon e sua turma adentrando a escola e que, logo depois, Hoseok também adentrou. – Os olhos da garota se arregalaram e, ela começou a se sentir nervosa, nada de bom viria daquilo, sentiu seu coração se acelerar e o desespero tomar conta de si. Não estava perto de casa ou da escola, a casa dos Son era longe. 

    A garota passou a mão pelos cabelos aflita enquanto respirava pesadamente. 

— Eu levo vocês até lá e, encerramos todos esses boatos que envolve Jeongil e Hoseok. – Shownu se dispôs a levá-las até lá, Sooyoung não tinha outra escolha a não ser aceitar. 


• • •


  Hoseok recebera uma mensagem de Jooheon e saira imediatamente de casa, na mensagem o garoto dizia ter alguém que queria o ver. Ele sabia que poderia ser uma armadilha mas, mesmo desconfiado, seguiu caminho até a escola, local onde Jooheon afirmou que estaria. 

  Seguira rápido até a instituição de ensino que, mantinha as portas fechadas durante os finais de semana. Como conhecia o lugar muito bem, Hoseok sabia de uma entrada “secreta” aos fundos da grande escola. 

  Sabia que o aguardavam no terraço, subiu as escadas do prédio que, mantinha as portas dos fundos aberta. Ao chegar no topo do prédio, se deparou com Kihyun, Jooheon, Minhyuk, Hyungwon e Kyungsoo. 

— Você finalmente chegou – Kihyun se levantou da cadeira que estava anteriormente sentado. — Cansei de me esconder e achei que fosse a hora de me revelar. – Hoseok riu nasalado. Kihyun estava mostrando uma outra face de si. 

— Se esconder? – Perguntou com sarcasmo — Eu sempre soube que tinha dedo seu no meio disso. 

  Hoseok sempre desconfiara de Kihyun e, suas suspeitas aumentaram ainda mais depois do que Jooheon disse da última vez que brigaram. A pessoa que sempre estava por perto quando algo acontecia, era ele. Yoo Kihyun. 

— Então por que não contou pra sua namorada? – Kihyun questionou, o olhando com desdém. 

— Porque no início, eu sabia que ela gostava de você, não queria que ela se magoasse por gostar de um idiota como você. Aliás, por que tudo isso? Por que inseriu a Sooyoung e os amigos dela, nisso? Eles não mereciam ou tinham algo haver com isso. 

  Questionou lembrando-se de tudo que os amigos e a namorada haviam sofrido por causa dele. 

— Ah, isso? Eles atrapalharam meus planos. – Yoo respondeu sem qualquer sinal de arrependimento. Na verdade, parecia que ele estava se divertindo enquanto se lembrava. 

— E quais eram seus planos? Fazer todo mundo me odiar e me desejar morto? Se era isso, parabéns, você conseguiu. Todo mundo me odeia e queria que eu morresse. 

— Nem todo mundo. E é por isso que eles tiveram que passar pelo mesmo que você, a intenção era que eles se afastassem ou que, você caísse na real de que os fazia mal e se afastasse deles, no entanto, parecia que a cada coisa que eu fazia, o quarteto se unia mais. – Kihyun estava certo sobre eles se unirem mais, embora Hoseok quisesse se afastar pra que eles não sofressem, com o passar do tempo, não conseguia mais. — Mesmo quando a Sooyoung ainda não tinha sentimentos por você, eu tentei trazê-la para meu lado, somente para que você voltasse a ficar sozinho, mas, só bastou uma ligação e ela correu pra você. Por mais que eu tentasse avançar, a única coisa que recebia dela era baldes de gelo, foi cansativo e me frustrou demais, acho que eu poderia ter gostado dela caso ela continuasse afim de mim, mas aquela vadiazinha preferiu o lixo assassino, no caso, você. 

  Assim que Kihyun proferiu o xingamento contra Sooyoung, Hoseok avançou no garoto e lhe acertou com um soco, Kihyun cambaleou pra trás, contudo, não caiu. O garoto se virou pra Hoseok novamente, ele estampava um sorriso diabólico no rosto. Yoo tocou o canto do lábio que, agora sangrava. 

— Se você sequer cogitar falar da Sooyoung novamente, eu vou mesmo me tornar um assassino. 

  Kihyun começou a rir, sua risada era alta e maldosa. O garoto acenou para que Jooheon e os outros segurassem e imobilizassem Hoseok, assim fizeram, com um pouco de dificuldade visto que, o garoto se debatia, no entanto, obtiveram sucesso. 

— “Eu vou mesmo me tornar um assassino”– Ele repetiu a frase dita por Hoseok e em seguida voltou a rir. — Não dá pra se tornar o que já é! 

— Eu nunca matei ninguém, por que sou um assassino? – Questionou de saco cheio enquanto tentava se soltar do aperto dos rapazes. 

— Então o Jeongil era ninguém pra você? – Kihyun questionou e, aproveitando que Hoseok estava imobilizado, desferiu um soco no estômago do garoto, fazendo com que ele se curvasse com a pancada e dor que sentira. 

  Hoseok sentia como se fosse vomitar todos os seus órgãos ali mesmo. 

  — Eu não matei o Jeongil – Com dificuldade, Hoseok proferiu, sentia seus olhos marejarem ao ser atingido pelas memórias dolorosas.

— Você acredita que, porque não empurrou ele de lá, não é culpado? – Kihyun riu nasalado — Você fazia parte daquele grupinho nojento, portanto, matou sim. Você atormentou e matou o meu melhor amigo, um garoto que não era capaz de machucar ninguém. – A emoção pegou Kihyun de surpresa e, sua voz embargou. Lágrimas se formaram em seus olhos mas, não escorreram pelo seu rosto, o garoto as secou imediatamente. — E é por isso que você vai sofrer o mesmo que ele. Podem começar – Yoo ordenou e então, Jooheon começou a distribuir socos e mais socos enquanto Minhyuk e Kyungsoo seguravam Hoseok. 

  Shin não podia se defender ou se proteger, estava ali se mantendo de pé somente porque ainda era segurado por Minhyuk e Kyungsoo. Estava sentindo muita dor e não era capaz de se desvencilhar, não tinha forças pra isso. 

  Em sua cabeça, as declarações de Kihyun o incomodavam. Talvez ele tivesse mesmo matado Jeongil, além de fazer com que Sooyoung sofresse por sua causa. Não apenas ela, mas os amigos também, todos totalmente inocentes que só há pouco haviam descoberto sobre seu passado. Hoseok agora acreditava que, havia causado todo mal à Jeongil, Sooyoung, Seulgi e Changkyun. Estava totalmente perturbado, não tentou mais se desvencilhar dos garotos e, somente aceitou os golpes como uma punição por tudo que, acreditava ter sido o principal causador. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...