História BESTIÁRIO - Capítulo 54


Escrita por:

Visualizações 39
Palavras 426
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Magia, Mistério, Misticismo, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Canibalismo, Mutilação, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


olha eu aqui dnv
gente talvez essa fic esteja chegando ao final, pq eu não sei se vcs estão gostando

Capítulo 54 - Kikimoras


Fanfic / Fanfiction BESTIÁRIO - Capítulo 54 - Kikimoras

Kikimoras são espíritos domésticos femininos da mitologia eslava, algumas vezes casadas com Domovois (florestas) ou Leshys (pântanos). São geradas através de crianças mortas sem batismo ou abortadas, vivendo habitualmente no porão, despensa ou atrás do fogão onde podem facilmente vigiar as tarefas domésticas. Ás vezes podem ser encontradas também em pântanos ou bosques. Podem ser consideradas tanto boas criaturas quanto más. 
Sua aparência é descrita de três maneiras: Como uma bruxa com a cabeça tão pequena como um dedal e um corpo tão fino quanto palha; Como uma mulher média com o cabelo escorrido e coberto com um pano; Como uma bruxa corcunda, pequena e usando roupas velhas e sujas.

Kikimoras são relacionadas à morte, sendo que os espíritos que surgem dos abortos aguardam a morte da mãe para levá-la. Sua presença se dá através do sono, sonhos, da noite e principalmente dos pesadelos. As Kikimoras foram a primeira explicação tradicional no folclore russo para a paralisia do sono. 

É notada nas casas principalmente nos longos períodos de inverno e na noite antes do Natal através de ruídos feitos para impedir o sono dos moradores, jogando pratos no chão, desplumando as aves, fazendo cócegas, prejudicando à agricultura e animais, tosquiando as ovelhas e etc. Às vezes a Kikimora se revela antes da morte de alguém da família, saindo da clandestinidade ao chorar (igualmente Banshees).

Sua aparição na casa, celeiro, estábulo ou silo é considerada mau presságio. Os camponeses acreditam que a Kikimora pode entrar voando através de frestas ou partes inacabadas durante a construção ou reparo da casa e para evitar colocam bonecas de trapos com a imagem do espírito em baixo da viga principal ou no canto dianteiro da casa, pois uma vez dentro da moradia é difícil expulsá-la.

Enquanto os proprietários da casa dormem ou saem as Kikimoras fiam pelos cantos da casa, onde raramente alguém percebe, mas quando seu fiado é visto dá-se como presságio de morte de quem o percebeu.

Em alguns casos, geralmente quando a casa é bem conservada, esses espíritos são amigáveis ajudando a família com tarefas domésticas, fazendo pão, cuidando das crianças e animais, lavando pratos, alimentando as galinhas e cantando ou assobiando para as crianças dormirem ou pararem de chorar durante a noite. 

Para apaziguar uma Kikimora é necessário lavar todos os potes e panelas com chá de samambaia.
Parte de seu nome, "mora", faz referência a "pesadelo" em croata. Acredita-se que o nome é derivado da palavra "kikka-murt", que significa "espantalho". Apenas "mora" ou "mara" representa outro tipo de espírito na antiga mitologia eslava (polonesa, romena, sérvia).
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...