História Bestie! - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Personagens Originais
Tags Bestie, Bts, Friendzone, Jungkook
Visualizações 38
Palavras 1.034
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não tenho muito o que falar então, só tenham boa leitura :)

Beijo da tia hana 🌺

Capítulo 4 - Apenas.


— O que deu em você pra dar de bater na garota? - Jungkook ditou bravo ao meu lado enquanto eu esperava entedida no banco de espera do hospital que está a totalmente vazio. 

— Ela queria ficar com você! - Rebati com a voz arrastada. 

— E o que você tinha com isso? - Cruzou os braços. 

 Olhei para o garoto e o encarei sem resposta para isso, ele realmente estava sendo uma pessoa má comigo. - Esquece. - Murmurei virando meu rosto. 

— Não! - Práticamente gritou. — Como irei falar isso para seus pais? 

— Eu sei me virar sozinha! - Dei a língua para o garoto e o mesmo revirou os olhos. 

— Ah é? Me deixe adivinhar então, irá bater na sua mãe por ela não deixar você sair de casa? 

— Você é um bobo Jungkook. - Bati em seu ombro e antes que o mesmo pronunciasse uma enfermeira surgiu em nossa vista e me chamou para os exames. 

Eu havia bebido demais e acabei enfraquecendo por causa disso. Nada que algumas horinhas no soro não resolva. 

— Irá dormir na minha casa hoje. - Falou meu melhor amigo enquanto seguimos a enfermeira. 

— Eu não posso! Meus pais chegarão e...

— E amanhã eu te levarei e ficarei até você contar o que aprontou. 

— Mas... 

— Mas nada Hyorin! - Ele parecia meu pai desse jeito. 

[...] 

— Faça menos barulho! - Reclamou enquanto eu subia as escadas me apoiando em cada quadro pindurado na parede. 

— Shh Jungkook! - Reclamei. 

Subi as escadas e entrei no quarto do garoto com rapidez me deparando com o quarto organizado do garoto. Me joguei em sua cama e ele torceu o nariz. 

— Nada de dormir agora! Vá tomar banho. - Disse retirando sua jaqueta e a jogando em algum canto. 

— Tô com preguiça. - Falei abafado enquanto afundava meu rosto no travesseiro do meu melhor amigo. 

— Nada disso Choi Hyorin! - Me puxou pelas pernas e me fez ficar de pé, me arrastando até o banheiro. 

— Kook-ah... - Falei manhosa enquanto sentia meu corpo despencar de cansaço. 

— Não seja má, huh? - Ele se aproximou prendendo meus cabelos em um coque desajeitado e engraçado. Me sentou na tampa da privada e se abaixou para retirar minhas sandálias. 

Seus dedos gélidos em contato com a minha pele me fazia arrepiar de tal forma que nem o todo poderoso poderia descrever essa sensação. Deixou meus sapatos ao lado e se levantou. 

— Tome um banho rápido e frio, irei trazer a toalha. - Saiu do banheiro e eu rápidamente me levantei retirando as peças que estavam em meu corpo, exceto a calcinha e o sutiã que usava. — Aqui está e... - Jungkook paralisou ao me ver daquele jeito e eu pude ver seu rosto avermelhar. 

Aish. Me dê isso aqui logo. - Peguei a toalha e me enrolei, entrei no box escuro e retirei o resto das minhas roupas, pendurei a toalha no gancho e assim como Jungkook avisou, ajustei a temperatura da água para o frio. Ouvi o barulho da porta ser fechada e me senti desconfortável segundos depois do acontecido. 

Tomei um banho rápido e me enrolei na toalha, sai do banheiro e fui para o quarto do mesmo que não se encontrava ali. Caminhei até a sua cama e percebi que o garoto havia separado uma blusa e uma boxer para me vestir e assim o fiz. Sua blusa pareceu mais um vestido em mim mas eu não liguei, soltei meus cabelos do coque e os amarrei com um laço que estava em meu braço. Jungkook entrou no quarto logo em seguida e sem me olhar foi em direção á sua cama, começando a arruma-la. 

— Deite e descanse bem. - Ele estava tão sério. Deitei-me assim como pediu e o garoto me cobriu, logo se sentando em minha frente. — Jimin me disse o motivo da briga. - Falou procurando seu contato visual com o meu, mas eu evitava. 

— D-disse? - Engoli seco. 

— Hyorin... - Respirou fundo. — É verdade? 

— O quê? - Fingi nem sequer entender do que o garoto estava falando.

— Que você... - Pausou. - Gosta de mim...? 

— Quê? - Forcei uma gargalhada. — O Jimin que te disse isso? 

— É verdade ou não? - Continuou com a cara brava, o que o deixa a extremamente fofo. 

— Não! - Falei óbvia. — Sem possibilidades, nunca. 

Jungkook semicerrou os olhos e mais uma vez suspirou. — Certo. 

— Esquece isso. - Dei de ombros. 

O garoto assentiu e se levantou novamente, em passos firmes saiu do quarto sem me importar deitei-me aconchegada em sua cama que possuía seu cheiro suave o que me fez confortável até pegar no sono. 

[...] 

Acordei após sentir um lado da cama afundar dando a ideia de que Jungkook já estava se deitando. Continuei virada mas o mesmo estava inquieto e aquilo me incomodava. 

— Hyorin? - Me chamou. 

— Quê? - Falei com os olhos fechados. 

— Nós... 

— Nós?... - Incentivei. 

— Eu, nós... Você. - Suspirou. — É verdade não é? 

— Verdade o que? - Me virei para o garoto que de barriga para cima fitava um ponto fixo do teto. 

— Somos apenas amigos, certo? 

Engoli seco e foi a minha vez de respirar pesado. Eu mereço. 

— Eu já disse pra esquecer isso! - Me virei novamente mas o mesmo me segurou, me fazendo voltar para a posição anterior. 

— Apenas amigos, certo? - Repetiu. Era doloroso ouvir aquilo dele, eu simplesmente poderia desabafar, gritar, expor totalmente o que eu sinto mas eu ainda acreditava no ditado onde mais se vale uma amizade do que um namoro. Se bem que namoro algum aconteceria se eu tivesse a coragem de dizer o que sinto. 

— Sim Jungkook. - Suspirei. - Apenas amigos. 

Ignorei qualquer coisa que o garoto fosse falar e voltei a virar, dessa vez com mais dificuldade para pegar no sono. 

Às vezes eu só tenho vontade de dizer toda a verdade para ele. Dizer que amizade pra mim, ainda não é o suficiente pra explicar o quão amo ele. 


Notas Finais


ai gente, eu que não queria ser a Hyorin [mas por um lado sim pois a garota está dormindo com o amigo né, rs]

Espero que tenham gostado :) Sua opinião é muito importante, então não seja um leitor fantasma.

Até a próxima, beijo da tia hana 🌺


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...