História Betcha - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Do Kyung-soo (D.O), Huang Zitao (Tao), Kim Jong-dae (Chen), Kim Jong-in (Kai), Kim Jun-myeon (Suho), Kim Min-seok (Xiumin), Lu Han (Luhan), Oh Se-hun (Sehun), Park Chan-yeol (Chanyeol), Wu Yifan (Kris Wu), Zhang Yixing (Lay)
Tags Casamento, Chanbaek, Kaisoo, Kristao, Sulay
Visualizações 12
Palavras 726
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu estou sumida e não betei e me sinto bem culpada
mas eu mudei de país e estava uma correria , mas agr eu prometo voltar a postar

Capítulo 2 - 01 - E quando o inesperado lhe sorri...


Huang Zitao

Oi meu querido, chegou bem da viagem?

Seu pai e eu estaremos lhe esperando no Chef's Palette Seoul ás 20:00

Temos uma surpresa!!!

Beijos

 

- Querido cheguei!! – Baek entrou no consultório e na mesma hora deu meia volta – Esqueci, não sou casado. O Kyung agora é! E ai como é a vida de devotado?

- Eu nem o conheço, como vou saber? – falo impaciente e finjo ler uns prontuários

-Sabe... Quando Zitao me chamou para ser padrinho, fiquei muito feliz e ao mesmo tempo magoado, meu melhor amigo, meu parça, meu irmão de sangue não me chamou, brochei na hora, foi decepcionante.

- Primeiro, eu nunca vou entender esse seu relacionamento com o meu pai e segundo, você soube antes do noivo, isso sim que é privilégio! 

- Somos bonitos, por isso nos damos tão bem... – Baek dá os ombros e senta na cadeira a minha frente – Graças a deus que eu fui o primeiro, eu odeio ser o último a saber das coisas.

- E você não acha que eu não deveria saber? Eu que vou casar, ou melhor, eu que estou casado e nem sei como é o rosto do meu marido.

- Vai que é aqueles velhos barrigudos que cheiram a álcool e charuto – Baek fala e logo em seguida faz uma cara engraçada – Sempre pensei que você fosse o único hétero do nosso grupo, mas olha como as coisas são...

- Minha sexualidade ainda não mudou, meu pai que quis modifica-la.

 Ok, Ok você que sabe…. Mas eu fiquei me perguntando se você sabe o motivo dessa casamento repentino. Digo, Zitao sempre foi muito liberal e até mesmo tachado de louco desde da nossa infância, mas a história está mal contada, você não acha?

-Irei descobrir isso hoje no jantar. Aliás, você sabe quem é o outro cara que foi testemunha? – falo e percebo Baek ficar agitado – O que você quer falar? – Ele só fica assim quando tem novidade ou quer ir ao banheiro.

- Nada. – Baek se levanta e vai em direção da parede esquerda – Eu não sei como pode gostar dessa cor....

- Não mude de assunto.

- Pensei que já tínhamos encerrado, mas quando seu pai me deu o contrato, já estava assinado pelo tal de Park e Zitao foi muito limitado sobre o Kim, mesmo o nome dele sendo muito familiar não acha? – Baek fala pensativo e ele teve o mesmo pensamento que o meu sobre o tal Kim.

- E o nome dos pais dele também é muito familiar, mas quando a gente se mudou para China muitas coisas ficaram confusas, não acha? – Pergunto e paro ao lado de Baek que olhava serio para as paredes

- Sério, por que as suas paredes são escuras? – Ele pergunta.

*+*

Eu estava 10 minutos atrasado devido ao transito, culpa do meu pai que escolheu um restaurante no centro de Seoul.

- Aish, eu deveria ter saído mais cedo de casa, mas quanto mais cedo eu chego, mais cedo eu descubro e sinceramente eu não estou muito afim de tal atrocidade.

Dou mais uma olhada no meu relógio e marcava 20:13, puxo todo ar que consigo e solto de uma vez... – É agora ou nunca.

-Boa noite – um homem de estatura media me olhava sem muito interesse – Tem reserva?

- Sim, no nome de Do Huang Zitao – percebo sua postura mudar assim que cito nome de meu pai.

- Por aqui senhor... Ahn...?

- Do. Do Kyungsoo.

- Claro, por aqui senhor Do, o senhor Do Huang lhe espera.

Fui seguindo aquele homem e não deixei de observar as pessoas ao meu redor, todas querendo mostrar sua riqueza e luxuria no olhar, muitos nem saberiam como pagar aquele lugar e outros nem se importavam com números. E olho por cima do ombro do recepcionista e bem no centro do restaurante estava uma mesa com 8 lugares muito bem planejados e alinhados. Meus pais, meu melhor amigo, dois homens da idade dos meus pais e dois mais jovens. Aquele moreno quando me viu, me lançou um sorriso mais lindo que eu já vi na minha vida.

- Senhor Do? – fui tirado dos meus pensamentos – Sua mesa, tenha uma excelente noite. Com licença. – Curvou-se e com entrou saiu, em silêncio.  

E de surpresa em surpresa, o inesperado. E quando o inesperado lhe sorri, como não lhe sorrir de volta? 

 


Notas Finais


Eu quero muito um sorriso desses...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...