História Better Late Than Never - Segunda Temporada - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony, Justin Bieber, One Direction, Shawn Mendes, Zayn Malik
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Personagens Originais, Shawn Mendes, Zayn Malik
Tags Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Diniam, Harry Styles, Justin Bieber, Larry, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Nially, Normani Kordei, Shawmila, Shawn Mendes, Zauren, Zayn Malik
Visualizações 379
Palavras 1.251
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


É, voltei com mais um!

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Better Late Than Never - Segunda Temporada - Capítulo 2 - Capítulo 2

- Obrigado Jessie. – Falei assim que a secretária saiu de meu escritório.

- Filho? – Meu pai colocou a cabeça dentro de minha sala. – Bom, vejo que está indo muito bem aqui no escritório, e gostaria de lhe passar um caso de um cliente muito importante.

- Claro pai, qual é o caso?

- O filho deles, Adam, está recebendo denúncias de estupro, e você terá que fazer com que ele não seja preso.

- Pai, o cara estuprou alguém! Como quer que eu defenda isso?

- Escute Zayn. – Colocou uma das mãos em meu ombro esquerdo. – Faz parte de ser um advogado defender causas, mesmo que você não concorde com elas.

- Pai, mas é injusto!

- A vida nem sempre é justa querido. – Beberiquei um pouco do meu café. – Você não completou a faculdade para nada.

- Eu sei, vou fazer o meu melhor!

- Esse é o meu garoto, aqui está o caso. – Colocou uma pasta em cima da mesa. – Dê uma olhada e poderá ir embora, hoje fecharemos mais cedo por causa do fim de semana.

- Tudo bem. – Afrouxei minha gravata. Meu pai saiu e dei uma olhada no caso. Como já esperava, adolescente bêbado estuprou uma colega de classe menor de idade e também bêbada. – Vamos lá! – Peguei minha pasta e minhas chaves, logo descendo e indo para o meu carro, agora uma BMW X1, tive que aposentar meu lindo empala, que agora fica guardado na garagem dos meus pais. No meio do caminho, avistei Liam caminhando pelas calçadas de Miami. – Ei cara! Quer uma carona?

- E aí Zayn, quero sim! – Entrou e alisou seu short. – Já saiu do trabalho?

- Meu pai me dispensou, e você?

- Hoje é meu dia de folga, estava indo preparar um jantar surpresa para DJ.

- Eu te deixo em casa então. – Entrei na avenida, logo pegando o retorno para a casa de Liam. – Antes se importa de passarmos na revista?

- Não, faz tempo que eu não vejo a Lauren, vamos lá. – Virei na rua da revista e estacionei, logo saindo para buscar a minha namorada. – Niall?

- Ei! Veio buscar a Lo?

- Vim, mas o que está fazendo aqui?

- O jornal é afiliado da revista, vim trazer alguns papéis. – Assentimos. – Lauren está lá na mesa dela, ao lado da mesa da Dinah.

- Valeu, vamos lá Liam. – Passamos pela porta e o aglomerado de mesas estavam no mesmo lugar, como sempre Lauren e Dinah em mesas vizinhas.

- Ooi gatinhas! – Liam se escorou no suporte de divisória da mesa de Dinah e piscou.

- Amor! – Dinah abraçou o namorado e Lauren sorriu. – Chegaram bem na hora. 

- Vamos linda? – Lauren apenas assentiu. – Vocês vão com a gente? – Perguntei para o casal.

- Valeu Zayn, mas eu estou de carro.

- Tudo bem, então até mais pessoal. – Peguei a bolsa de Lauren e fomos até o carro. – Como foi o seu dia?

- Cansativo. – Falou entrando no carro. – Estou dolorida, preciso dormir um pouco.

- Vamos para casa e eu te faço uma massagem, pode ser?

- Claro.

 

[...]

 

- Lorenzo! – A pequena criança se jogou em meu colo.

- Certeza que ele não vai atrapalhar? – Shawn perguntou.

- Claro que não, Lauren está dormindo e eu gosto da companhia dele.

- Muito obrigado Zayn.

- Por nada Shawn, vá curtir seu aniversário de namoro. – Fechei a porta e coloquei o pequeno no sofá, logo ligando a televisão no canal de desenhor.

- Tio, poto deitar?

- Claro bebê, o tio está aqui na mesa trabalhando, qualquer coisa pode chamar. – Comecei a revisar os argumentos para o meu próximo trabalho, enquanto Lorenzo assistia desenhos sem dar um pio.

- Amor. – A voz manhosa de Lauren preencheu a sala. – Eu tô enjoada.

- Oh babe, vamos no médico? – Ela negou com a cabeça. – Então senta ali com o Lorenzo que eu vou comprar algum remédio para você.

- Tudo bem então, eu já volto.

P.O.V Lauren

- Tia, tá dodói?

- Eu só estou enjoada meu anjo. – Acariciei seus fios longos de cabelo. – Já comeu? – Ele negou com a cabeça. – Vou fazer um macarrão instantâneo, pode ser?

- Meu papai não deixa.

- Seu pai não deixa, mas eu sei muito bem que sua mãe te dá. – Ele sorri e franze o nariz. – Vamos lá. – O peguei no colo, deixando-o sentado no balcão. – Quer de que sabor? Temos tomate, carne e frango.

- Flaaango!

- Tudo bem. – Falei rindo de sua animação. – Oh, amorzinho, também não acha esse cheiro ruim? – Falei abrindo o pacotinho laminado com tempero.

- Não. – Falou e negou com a cabeça. O cheiro do macarrão estava subindo, fazendo meu estômago embrulhar. – É gotoso! – Senti meu lanche da tarde subindo pela minha garganta e saí correndo com a mão na boca, dando tempo de me abaixar no vaso e colocar tudo para fora.

- Tia? – A voz de Lorenzo estava próxima. – Tudo bem?

- A tia só ficou... enjoada. – Dei descarga e passei uma água no rosto.

- Mama falou que ela ficava atim quando tinha eu na barriguinha.

- O que? – Falei atônita.

- É, votê tem um nenêm na barriguinha.

- Não lindo, eu não tenho, agora vamos voltar. – Peguei na mão do pequeno e voltamos, vendo Zayn desligando o fogo.

- Ficou doida?

- Não, só fiquei enjoada. – Falei pensativa.

- Toma esse remédio então e eu cuido do jantar. – Falou me mostrando uma caixinha.

- Tudo bem, vamos pintar então?

- Pintaaa!

 

[...]

 

- Amor, certeza que não quer ir ao médico? – Zayn perguntou enquanto fazia a barba.

- Certeza amor, eu já avisei na revista e eu não vou hoje. – Disse colocando minha cabeça para fora do box.

- Lauren, Lauren, eu vou para a empresa, mas qualquer coisa você me liga que eu venho correndo.

- Pode deixar, eu vou dar uma passada no bistrô da Camila, talvez almoce por lá.

- Tudo bem, vou almoçar naquele restaurante árabe hoje, qualquer coisa passa lá, ou me liga. – Desliguei o registro e me enrolei na toalha. – Tenho que ir, até mais. – Me deu um selinho e saiu. Fui para o quarto, vestindo uma roupa que já tinha separado antes. Calça branca skinny, camisa jeans com uma lavagem diferente em tons degrade, e um scarpin preto. Saí do prédio e fui direto para a casa de Camila, quando ela veio buscar Lorenzo, avisei que passaria em sua casa.

- Bom dia Lo, o que foi?

- Seu filho me disse uma coisa, agora estou encucada, primeiro, vamos numa farmácia.

- Tudo bem, mas jajá vamos no bistrô, tenho que ver algumas coisas por lá. – Assenti e fomos apressadas, no caminho eu fui contando toda a história. – Sério Lauren? Não tinha camisinha não?

- Falou a que engravidou aos dezenove. – Ela me deu língua e paguei o teste.

- Isso não vem ao caso, agora faz esse teste no banheiro do bistrô, demorou cinco anos para escolher um teste. – Revirei os olhos e fomos para o carro. Camila dirigiu, contando os sintomas da gravidez dela, mas como ela é estranha, não sentiu nada além da menstruação atrasada.

- É agora. – Me encorajei e entrei no banheiro, logo fazendo o teste e esperando o resultado.

- Lauren? Morreu aí dentro?

- Não, Camz, é que... – Saí do banheiro do escritório em choque, com o teste em mãos.

- Fala logo, o que deu?

- Eu tô... – A última coisa que eu vi foi Camila segurando meu rosto, até tudo ficar preto. 


Notas Finais


Pra quem não sabe quem é Lorenzo, é essa fofura: https://pbs.twimg.com/media/C6-O-CqWkAUmYW-.jpg

comentem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...