História Better Than Him - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Suga, V
Tags Bottom!jimin, Jihope, Jikook, Jimin Uke, Jungkook Seme, Kookmin, Top!jungkook, Traição
Visualizações 63
Palavras 3.110
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Lemon, LGBT, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha só quem chegou cedo. Voltei gente é com um lemon bem gostoso. Me deu um trabalhão isso, mas valeu a pena. Bom espero q gostam. Gente fiz um grupo no WhatsApp se quiserem entrar vou deixar o link embaixo. Vejo vcs lá embaixo

Capítulo 2 - Hands To Myself


O mais velho arfou. Mesmo que já tivesse namorado o moreno por quatro anos, jamais ouviu o mais novo ser tão ousado. Aquele realmente era Jungkook no momento? Por mais que fosse um pouco assustador, não podia negar que também era um tanto quanto excitante.

- Kook, por favor. – Implorou. Empurrou – inutilmente – o outro. – Eu sou casado...

Antes que o mais velho pudesse falar algo a mais para o menor, Jungkook colocou novamente o dedo indicador sobre seus lábios, não permitindo que o maior falasse mais nada.

- Vamos esquecer isso por enquanto. Prometo que o que acontecer aqui ficará aqui. – Passou os dedos no cabelo do menor fazendo cafuné. – E se você quiser eu nunca mais te perturbo depois disso e saio da sua vida definitivamente.

“Se você quiser eu nunca mais te perturbo depois disse e saio da sua vida definitivamente.”, só de ouvir aquelas palavras fazia com que parecesse que alguém havia enfiado uma faca no peito do Jimin. Definitivamente não queria o Jeon longe. Por mais que estivesse com raiva do menor, não podia de ficar afetado com tais palavras.

O delegado engoliu seco. Por mais que estivesse casado não podia mentir, ele realmente queria se entregar para o mais novo. Queria deixar o menor fazer o que bem entendesse com o seu corpo. Ergueu a cabeça olhando diretamente para Jungkook. Tinha que aproveitar essa chance, mesmo sendo errado queria ser possuído pelo outro, nem que fosse uma última vez.

- E... E... Eu quero, Kookie. – Apenas essas simples palavras foi o suficiente para fazer o mais novo sorrir de orelha a orelha.

- Boa escolha, chefinho. – Mordeu o lábio.

Não consigo me segurar

Não importa o quanto eu esteja tentando

Eu te quero todo para mim

Você é o álcool em metáfora

Então venha, me deixe provar

Como é estar perto de você

Não vou desperdiçar nem uma gota

Você é o álcool em metáfora

Jeon colocou as mãos sobre os ombros do menor. O puxou até a parede mais próximo e pressionou o corpo do menor contra a parede gélida, fazendo o ruivo se assustar com sua rapidez. Antes que o arrepio que Jimin sentiu terminasse de cruzar todo o seu corpo, o moreno pôs o dedo indicado e polegar sobre o queixo do outro e lhe puxou em direção de um beijo feroz.

Ao sentir aquele beijo gostoso, a única coisa que passava pela mente do mais velho era como havia aguentado aqueles anos todos sem sentir os lábios do outro contra seus. Céus, como sentia falta do gosto da sua boca. Naquele momento até esqueceu que era casado. Naquele momento só existia ele e Jungkook, e mais ninguém. O maior deixou com que suas mãos escorregassem até a cintura do menor, apertando possessivamente o local. Jimin colocou suas mãos nos ombros do maior, apertando levemente o local. O beijo terminou com a respiração acelerada de ambos se chocando.

- Como senti falta dos seus lábios contra os meus. – Passou o polegar no lábio inferior do ruivo. – E claro de você. – Complementou rindo. O mais velho também não podia deixar de rir. Mesmo diante tantos anos, o mais novo sentia falta de si. E sem menor dúvida, também sentia falta do mais novo.

- Bobo. – Passou as costas da mão no rosto do Jeon.

- Seu bobo. – Afirmou sorrindo, dando um selo nele. Jimin não podia deixar de sorrir de volta.

O mais novo voltou ao o que estava fazendo, levou sua boca até o pescoço do mais velho, distribuindo selinhos sobre o local. Jimin levou as mãos até a cabeça do maior, puxando seus fios negros. Logo sentiu o moreno levar as mãos até sua blusa social – a desbotoando – dando leves chupões e beijos em seu tronco desnudo. O ruivo tombou a cabeça para trás, apertando os olhos e puxou com ainda mais força os cabelos do Junkook. Esse grunhiu diante da dor. O menor deixou a blusa cair sobre seus braços até encontra o chão. Ao chegar no abdome do mais velho, Jeon ajoelhou-se – ficando de frente a frente ao membro ereto do mais velho – pelo qual ainda estava coberto pela calça social.

Direcionou suas mãos até a cós da calça do Jimin, a desabotoando. Abaixava calmamente a peça, juntamente com o boxer preto que o outro vestia, fazendo o membro do menor pular para fora. Levantou delicadamente cada pé do outro, para que então pudesse retirar a sua calça. Após finalmente tirar a peça, o jogou em qualquer canto do quarto. Inclinou levemente sua cabeça, direcionando seu olhar para o ruivo. Depois voltou seu olhar na direção do pênis latejante dele. Aquela visão vez com que deixasse um gemido escapasse dos lábios do delegado.

Ele levou sua boca até sua virilha, depositando alguns chupões e beijos sobre o local. O outro arfava com o contato da boca do mais novo contra sua pele. O maior não podia deixar de escapar um sorriso. Era como uma música para seus ouvidos escutar os sons transmitidos pelo mais velho. Com sua mão esquerda, pegou a perna direta do menor e a colocou por cima do seu ombro. Com a outra, começou a masturbar seu membro com precisão. Depois de um tempo levo falo do seu ruivinho até seus lábios.

Abocanhou-o – delicadamente – começando um vai e vem bem lento somente para torturar o seu tão amado chefe. Colocou as mãos na cintura do outro, fazendo com que esse permanecesse em seu lugar. Descia sua boca, apertando seus lábios e movendo sua língua pela extensão do menor. Jimin gemia, suspirava e arqueava as costas diante do prazer que sentia.

Aquilo era torturante demais para si.

- K... K... Kook.... – Gemeu, levando as mãos até o cabelo do maior. Agarrando-o com força, fechando os olhos. Aquela sensação era simplesmente maravilhosa. – Mais rápido, por favor. – Implorou.

Prontamente o mais novo fez o que fora pedido e aumentou a velocidade das chupadas contra o falo do mais velho. O moreno dirigiu sua mão direita até os testículos do menor, passando a estimulá-los. O corpo de Jimin se esquentou e com apenas mais alguns estímulos na glande, gozou na boca do investigador.

Jeon sorriu vitorioso. Retirou a boca do membro do outro. Se levantou ficando de frente a frente do outro. Deu mais um beijo necessitado no mais velho. Jimin pude sentir o seu gosto enquanto beijava – desesperadamente – o moreno. Aquela sensação era maravilhosa, mas apenas aquilo não bastava para si.

Aquilo não era suficiente. Ele queria mais – não, ele precisava de mais.

Entre todos os baixos e altos

Continuamos fazendo amor

E estou tentando, tentando, tentando

Entre todos os baixos e altos

Continuamos fazendo amor

E estou tentando, tentando, tentando mas eu

Não consigo me segurar

Me segurar

Não consigo me segurar

Me segurar

Como uma flecha de luz, o Jimin levou as mãos até a blusa social do moreno, rasgando abruptamente a peça, fazendo com que os botões voassem para qualquer lado do quarto. Jungkook arregalou os olhos, nunca sequer havia visto o seu amado estar tão desesperado igual naquele momento. O mais velho arfou assim que teve o privilégio de ver o corpo definido do outro. Assim que dirigiu seu olhar para o abdome do investigado, viu no lado direito da costela de Jeon uma tatuagem enorme de um dragão tribal. A arte que estava em seu corpo, era completamente lindo.

Aquela tatuagem o fazia ficar ainda mais sexy do que já era.

- Ta tão desesperado assim chefinho. – Falou, tirando o ruivo do seu transe. Não pude deixar de escapar um sorriso malicioso dos seus lábios. Jimin apenas sorriu para o moreno. Colocou as mãos nos ombros do mais velho e fico na pontinha dos pés, aproximando a sua boca no ouvido esquerdo do maior.

- Você ainda não viu desespero, Jungkook. – Sussurrou no pé do ouvido do maior, fazendo esse estremecer.

Aquilo já era o suficiente para deixar o maior insano. Lembrava quando namoravam e o mais velho sempre aproveitava o tempo livre para o provocar. Se estava tão desesperado assim, por que esperar mais.

- Se você está tão desesperado assim não vejo por que enrolar mais, docinho. – Falou, colocando as mãos atrás dos joelhos do Jimin, o erguendo para cima. O menor prendeu a cintura do maior com as pernas e apoiou as mãos nos ombros largos do moreno. Jungkook levou novamente os lábios até o outro e o beijou desesperadamente, enquanto caminhava até a cama.

O médico diz que você não é bom

Mas, as pessoas falam o que querem

E você deveria saber, se eu pudesse

Te respiraria todos os dias

Com alguns passos imprecisos, chegou até a cama do mais velho, o jogando sobre o colchão macio. Tirou a sua blusa, ficando apenas com sua calça.

- Você não sabe a quanto tempo espero por isso meu anjo. - Falou, ficando por cima do ruivo.

- Eu também estava esperando tempo demais por isso Kookie. – Suspirou, tentando – inutilmente – recuperar o folego. – Desde que você voltou eu não consigo te esquecer.

- É bom saber que você sentiu minha falta. – Falou convicto.

- Só não fica se gabando por aí. – Riu.

- Não há necessidade de gabar, pois você sabe que é verdade. – Confirmou, fazendo o menor corar. – Agora, fica de quatro para mim, chefinho. – Ordenou, levando o rosto até o pescoço do menor e dando uma lambida no lugar. Jimin tremeu dos pés ao cabeça.

Em segundos, Jimin atendeu a ordem do outro. Virou-se, ficando de quatro. Empinou a bunda, deixando a próximo ao rosto do moreno. Pode sentir a respiração acelerada do maior bater contra sua entrada, fazendo-a contrair instantaneamente, dando uma visão privilegiada para o investigador. Esse que deu uma leve mordida na nádega direita do outro. Jimin gemeu, apertando ainda mais os lençóis da cama. Jungkook pressionou sutilmente, três dedos nos lábios carnudos do delegado. Ao sentiu os dedos sobre seus lábios, Jimin soube exatamente na hora o que era para fazer. Abriu a boca, deixando com que o outro pudesse enfiar os dedos dentro da sua boca. Chupou e lambeu os dedos no outro, como se estivesse chupando um doce.

Assim que sentiu que os seus dedos estavam bem lubrificados, o mais novo retirou os dedos da boca do delegado. Passou os dedos pelas costas do menor, até chegar na sua bunda. Logo inseriu o primeiro dedo contra a entrada do menor. Começou a movimenta-lo devagar, preparando o outro lentamente. Podia escutar todas os gemidos manhosos do outro. Não sabia como, mas aquilo estava o excitando mais ainda. Logo enfiou os outros dedos, movimentando-os mais rápido. Depois de uns segundos, desceu a cabeça, o deixando próximo a bunda do ruivo. Passou a língua juntamente com os seus dedos, enfiando-a aos poucos pela entrada do outro. Ele escutava seu tão amado chefe gemer manhoso e isso apenas o fiz querer o provocar mais ainda.

Depois de mais alguns movimentos, retirou sua língua e os dedos da entrada apertada do menor. Virou o menor fazendo este voltar a lhe olhar. Jimin mordeu o lábio inferior ao olhar diretamente para o moreno. Mesmo estando todo suado e a franja cobrindo parte dos seus olhos, podia ver atrás daqueles orbes pretos transbordados de luxaria.

- Camisinha? – Ele perguntou, rouco. O mais velho mordeu o lábio inferior com raiva, pois havia esquecido completamente disso.

- Na primeira gaveta. – Respondeu rouco e rápido. – E vai logo, não aguentou mais. – O investigador riu do amado. Esticou o braço e abriu a primeira gaveta do criado mudo, pegando um pacotinho, juntamente com o lubrificante que encontrou. Saiu de cima da cama para retirar a calça e o boxer de uma só vez. Voltou para perto da cama, ficando de frente para o Jimin. Pegou o lubrificante e despejou um pouco sobre a mão. A levou até o seu pênis e se masturbou de frente do Jimin. Esse apenas se babava diante da visão privilegiada que estava tendo, enquanto Jungkook sorria malicioso para si. Assim que sentiu que estava bom o suficiente, pegou o pacotinho e rasgou a com facilidade. Voltou para a cama ficando de joelhos, colocando a camisinha em seu membro. Logo voltou a posição anterior, se apoiando em seus braços para poder encarar o mais velho.

Com uma mão livre, segurou o seu membro e apoiando-se no colchão com o outro. Aproximou seu rosto até o do menor para um beijo enquanto guiava o seu pênis até a entrada do Jimin. Roçou a glande ali, causando um arrepio no ruivo. O menor agarrou as costas do maior, soltando um soluço cheio de prazer que nem ele sabia que era capaz.

Entre todos os baixos e altos

Continuamos fazendo amor

E estou tentando, tentando, tentando

Entre todos os baixos e altos

Continuamos fazendo amor

E estou tentando, tentando, tentando, mas eu

Não consigo me segurar

Me segurar

Não consigo me segurar

Me segurar

- Por favor, Kook. Não me torture desse jeito. – Implorou. Não queria ser torturado daquele jeito, já havia esperado demais.

- Me fala o que você quer Jimminnie. – Perguntou, entrando aos poucos nele, só para o provocar mais um pouco.

- E... E... Eu quero você. – Rodeou seus braços no pescoço do maior, o beijando intensamente.

- Como? Acho que não escutei direito docinho. – Sorriu sínico para o mais velho.

- Eu quero você Kook. Me fodendo a força até eu não aguentar mais. – O investigador mordeu o lábio inferior. Apenas aquela frase foi o bastante para deixar o moreno doido. Como sentia falta dessa simples frase que o outro lhe dizia anos atrás.

- Como você deseja anjinho.

Não consigo me segurar

Eu quero tudo, não, nada mais

Não consigo me segurar

Me dê tudo de você, nada mais

Oh, eu, eu quero tudo

Eu quero tudo, eu quero tudo

Não consigo me segurar

Quer dizer eu poderia, mas por que eu me conteria?

Sem esperar mais um segundo sequer, o maior enfiou seus pênis com tudo na entrada do mais velho. Quando Jimin estava prestes a gritar pela invasão, foi abafado pelos lábios do outro contra os seus. Esse explorava sua boca com a língua desesperada. Queria aproveitar aquele momento como se fosse seu último.

- Por que tão apertado? – Afastou seus lábios, dando atenção para os mamilos do mais velho. Enquanto chupava o um, passava os dedos no outro. De segundos em segundos, alternava entre chupadas e lambidas em um mamilo com o outro.

Jimin se contorcia debaixo do mais novo. Aranhava as costas do outro com força, fazendo esse grunhir. Entrelaçou suas pernas ao redor da cintura do moreno, o trazendo para mais perto. Jungkook realmente era melhor na cama e ele não podia negar. Mesmo estando casado com Hoseok, ele nunca era tão bom na cama quanto ao moreno. Realmente o maior não estava de brincadeira quando disse que o seu marido jamais o fodeu do jeito que ele fode. Logo sentiu o maior afastar os seus lábios dos seus mamilos e resmungou, mas gemeu assim que sentiu sendo beijado e chupado no pescoço.

A medida que os gemidos do mais velho ficava cada vez mais alto, o outro aumentava as estocadas ainda mais. Gemia rente ao ouvido do menor, com uma voz rouca e incrivelmente sedutora. Em certo ponto acertou o ponto fraco de Jimin, fazendo esse soltar um gritinho ao sentir ser acertado sem aviso ou delicadeza. Ele sorriu e continuou a estocar rapidamente o mais velho afim de acertar novamente a sua próstata.

Há essa altura Jimin já chorava conforme as investidas que Jeon dava em si, mas o outro estava insatisfeito. Ele queria mais do que aqueles gemidos.

Sem paciência algum, se retirou do mais velho. O outro estava preste a retrucar quando o maior – sem delicadeza algum – o virou de costas para si. Enfiou-se novamente no menor, o estocando com ainda mais força.

Jimin jogou sua cabeça para traz enquanto apertava os lençóis. Cada vez que sentia seu ponto ser acertado, parecia que estava no céu. Gemia e gritava com cada estocada brutal que o mais novo dava. Aquela sensação era maravilhosa. Ao sentir seu organismo próximo, começou a se contorcer mais sob o outro.

Sentiu seus cabelos sendo agarrados, sendo puxando para cima, fazendo com que suas costas se chocassem com o peito do mais novo. Jungkook colocou seu dedo indicador e polegar no seu queixo e o virou para lhe beijar. Estando diante tal posição, o beijo estava um pouco desajeitado devido a posição que ambos estavam. Uma das mãos que estava na cintura do menor, passou para o seu membro esquecido o masturbando. Jimin dirigiu suas mãos até os fios pretos do outro, o agarrando com força enquanto gemia entre o beijo.

Com cada estocada bruto, Jimin sentia que logo não aguentaria mais. Depois de mais cinco estocadas, o ruivo chegou ao seu tão sonhado ápice. Ao se desmanchar na mão dele, jogou sua cabeça em seu ombro. Logo depois veio o mais novo, que se desmanchou dentro da camisinha.

Os dois se jogaram na cama de casal, exaustos, ofegantes e completamente suados. Jimin de barriga para baixo, e Jungkook por cima de si. O delegado não conteve um sorriso. Com certeza esse havia sido uma das melhores transas que já tivera.

Depois de alguns minutos, assim que recuperou o folego, Jeon se levantou e foi até o banheiro. Fez um nó na camisinha e a jogou fora. Saiu do banheiro indo direto para a cama, voltando a se deitar ao lado do seu tão amado ruivinho. Jimin se ajeitou na cama, deitando por cima do peito do mais novo, se aconchegando ali. Estava feliz por estar ali com o outro. Nem sequer sabia como havia conseguido aguentar ficar tão longe do mais novo.

- Kook e a gente? – Perguntou preocupado.

- E a gente o que? Anjinho. – Respondeu, enquanto fazia cafuné no menor.

- Bom agora como que as coisas ficam entre nós? – Não podia negar que estava preocupado com o que podia acontecer com os dois daqui para frente. Estava com medo de Jungkook querer se afastar depois desse dia.

- Vamos falar disso amanhã anjinho. – Falou, ajeitando o ruivo sobre seu corpo. – Temos a manhã inteiro para falar sobre isso, pois nós apenas trabalhamos a tarde amanhã não é. Agora vamos apenas dormir. – Jimin apenas concordou. O outro estava certo, por hoje descansaria e logo amanhã resolveria tudo. Assim como dito pelo mais novo, se ajeito no peito dele e se deixou adormecer ao lado do seu tão amado investigador.

Me segurar

Não consigo me segurar

Me segurar

Não consigo me segurar

Eu quero tudo, não, nada mais

Não consigo me segurar

Me dê tudo de você, nada mais

Não consigo me segurar


Notas Finais


E aí o que acharam. Tá um pouco quente agora né gente kkkkkkkkk. Bom semana q vem já sai o último cap dessa belezura, vou até sentir falta dela.
Bom até a próxima gente. Ah e por favor comenta gente, nem q seja uma pequena frase. Me deixa muito feliz quando vcs comentam.
Bjos.

Grupo do WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/262OMdRiEwX5hyCKV10CG9


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...