História Between angels and demons - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony, One Direction
Personagens Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson, Normani Hamilton
Tags Camila, Camren, Dinah, Harry, Larry, Lauren, Louis, Normani, Norminah
Visualizações 28
Palavras 1.157
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


And I'm back folks!!

Capítulo 3 - Capítulo 2


O banheiro de minha casa nunca foi tão bom quanto agora, tão seguro quanto nesse instante estava protegida e isso muito me agradava. sempre corria para o banheiro quando algo dava errado comigo, colocava a cabeça para funcionar com um belo banho de água gelada, era o que me dava forças. Sentada debaixo do chuveiro, deixando a água me abraçar e com uma nádega latejando, por causa da queda que levei ao escorregar na entrada da casa, deixei minha mente vagar por todo o que tinha acontecido hoje, mas não conseguia chegar a uma conclusão e aquilo já estava me frustrando e muito. As batidas na porta voltam a ser ouvidas, mas eu as ignoro, outra vez, Estava vendo a hora que Dinah ia derreter a maçaneta da porta e me arrancar à força daquele chuveiro, tenho certeza que ainda não o tinha feito por saber que eu estava em meu momento, estava tentando pensar, por  isso é bom ter em quem confiar e que te entende. 

— Mila, sai daí, vem conversar, vamos tentar resolver isso sem acabar com toda a água do mundo…

Tive que rir. Era assim sempre, Dinah me colocava para cima sempre que estava caindo, era um ótimo porto seguro. Olhei para meus dedos e percebi que estava a bastante tempo ali, estavam enrugados. Ergui meu corpo vagarosamente, fechando o registro da água, ouvindo o gritinho animado de Dinah por conseguir me tirar dali. Já enrolada no roupão felpudo sai do banheiro e me joguei na cama ao lado de Dinah, as duas ficando de barriga para cima, olhando o teto.

— vai me dizer o que aconteceu?

Soltei todo o ar que estava em meus pulmões após aquela pergunta, a refazendo em minha cabeça. O que diabos estava acontecendo? A muito tempo não tinha mais essa vontade de sair por aí congelando tudo, pensando que estava fazendo um remake de Frozen, sendo a própria Elsa, fazendo pistas de patinação para as crianças bonecos de neve e afins. Vinha muito pensativa ultimamente, deixando de prestar atenção nas aulas, minhas médias caindo, desse jeito não iria conseguir entrar na faculdade. Esfrego o rosto algumas vezes, tentando desanuviar a mente e formar algumas palavras em minha garganta e soltá-las para que me fizesse ser entendida pela minha amiga.

— Eu não sei… Estou tão sem entusiasmo para nada, só quero dormir para falar a verdade. - Acabei admitindo em voz de confidência, saltando da cama, indo em direção ao armário vestir alguma coisa.

— Verdade, tu não sai mais com o grupo, só quer ficar em casa, até dispensar aquela lá tu tá dispensando, não que eu esteja reclamando desse último, porque isso é bom… — Dinah fala enquanto senta na cama, rindo de sua fala.

Coloco apenas a cabeça para fora do closet, acompanhando a risada de minha amiga, ela nunca escondeu que não aprovava em nada meu relacionamento com a Maggie apesar de não ser um relacionamento longo, começamos a namorar a pouco tempo, uma semana para ser mais precisa. Jogo em sua direção um boné que estava em minhas mãos como forma de repreensão, iria usá-lo mas a mesma não demora a colocá-lo na cabeça, me fazendo rir novamente e deixar que o use.

— Vamos sair, tomar um sorvete, ou eu faço o sorvete, não sei… Só vamos distrair.

Sai do closet já vestida com um short jeans e uma camiseta, só íamos dar uma volta então não queria me arrumar tanto. Acabei por deixar o cabelo secar naturalmente, depois fazia um coque e estava bom. Sem ouvir a resposta da minha amiga ainda, olho em sua direção com as sobrancelhas juntas e um bico nos lábios por ter sido ignorada. E realmente tinha sido, ela mexia em seu celular muito distraída.

— DINAH!

Estava realmente brava com ela, muito brava, odiava ser ignorada. A outra apenas abaixou o celular, me olhando como se eu fosse louca de pedra por ter gritado daquele jeito. Sem desviar o olhar dos seus, cruzei os braços abaixo dos seios, dando um sorrisinho irônico em sua direção, mas a mesma parece não entender minha atitude e continua com o olhar de “Tu tá louca, garota?!”

— Argh, Dinah, nem para me entender pelo olhar serve… vamos tomar o sorvete ou não?

Minha amiga percebendo que não me respondeu, logo levanta ajeitando o boné na cabeça e estendendo o braço para entrelaçar com o meu, saindo de casa daquele jeito.

— Espera espera espera… já volto.

E com isso Dinah se solta, me deixando plantada na calçada enquanto vai fazer sei lá o que, sei lá onde, deve ter ido no banheiro. Percebendo que meu cabelo ficaria horrível secando naturalmente, logo faço um coque alto e meio desleixado, apenas para prender e deixar os cabelos controlados. Nem percebi o quanto de tempo passou e logo Dinah volta, trazendo alguém com ela, a Lauren. As duas riam de alguma coisa e eu apenas as olhava vindo em minha direção. Gostei do riso da garota nova, não era escandaloso igual ao da Dinah, era discreto e fofo. Mal percebi que estava rindo junto a elas sem saber do que estavam rindo.

— Mila, essa aqui é a Lauren, a menina nova da nossa sala e nossa vizinha. Ela tá morando naquela casa que a gente não sabia porque ninguém morava lá e teu pai dizia que era porque viviam fantasmas lá. Bom, agora realmente vive um fantasma e eu o convidei para tomar sorvete com a gente.

Diz apontando para Lauren, que apenas revira os olhos e solta um pequeno riso, o que é prontamente acompanhado por mim. Meio tímida, estende a mão em minha direção, e eu novamente achando fofo seu ato a puxo para um abraço, o que posso fazer se gosto de contato humano, não é mesmo? Mas logo a soltei, percebendo uma coloração avermelhada em sua bochecha, tão fofa!

— Prazer Lauren, sou Camila, seja bem vinda a escola e a vizinhança. E ah, ignore a metade das coisas que a Dinah falar, é totalmente desneces…. Outch!

Pois é, essa é a Dinah carinhosa, a quem chamo de querida amiga e vizinha, que acabou de me dar um tapa na testa por falar a verdade, vai entender. Mas valeu a pena por ouvir a Lauren rir. Sim, eu e Dinah somos vizinhas, na verdade todos os daquela escola moram perto, questão de segurança, se não me engano, não lembro direito o que o diretor falou. Começamos a andar, as três lado a lado em direção a sorveteria, onde eu provavelmente acabaria com o sabor de morango de lá, era o meu favorito. O dia que tinha começado não tão bom estava caminhando para um dia agradável, acho que ganhei mais uma amiga, sinto que nos daríamos bem, e nisso minha intuição não falha. Percebo seu olhar em mim, então quando o levanto para ter a confirmação, vejo o seu sorriso me fazendo sorrir junto, ouvindo Dinah falar algo ao longe. Seria uma excelente tarde!


Notas Finais


HALLO .-.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...