História Between Angels And Demons (Lumón e Mambar ) - Capítulo 13


Escrita por: e Gabby_Salvatore

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ada, Alfredo, Amanda, Ámbar Benson, Ana, Benício, Cato, Delfina, Emília, Eva, Gaston, Jazmin, Jim, Juliana, Luna Valente, Matteo Balsano, Miguel, Monica, Nina, Pedro, Personagens Originais, Ramiro, Rey, Ricardo, Sharon, Silvana, Simón, Tamara, Tino, Yam
Tags Gastina, Lumón, Luna, Luna Valente, Lutteo, Mambar, Micharol, Michentina, Romance, Ruggarol, Ruggentina, Simbar, Simon, Simón Álvarez, Soy Luna
Visualizações 177
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Fluffy, Literatura Feminina, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Helllloooooooooooooo

Voltei com tudo hj

Eu ia postar antes, ai meu primo idiota me irritou demais e eu desisti, mas ele é legal, pq ele me ligou só pra falar que Soy Luna tava passando na Disney, super fofo, amei isso, ele é legal as vezes

Ai eu voltei rápido, com um mini capítulo
Andei tão sumida, foi escola que começou no dia 01 e mudança de cidade, sitio sem NET, nem respondi comentário s, desculpe-me, vou ler agora

Ignorem erros deste alien

A vcs que dizem que shippar Lumón e Mambar, não é gente, eu sempre soube que era um anjo desde que nasci

Ignorem erros e buenas leituras

Besos de Luna para todos

Capítulo 13 - E Todo Mundo Viu


Fanfic / Fanfiction Between Angels And Demons (Lumón e Mambar ) - Capítulo 13 - E Todo Mundo Viu

Mike era meu anjo ainda. E eu o amava o suficiente para entender que seu lugar é ao lado de Valentina e é isso que eu irei fazer.

_____________________________________

Luna

Andava pelas ruas de Buenos Aires, sem reconhecer exatamente o local que me encontrava. Eu me perdi na imensidão que é está cidade. Só queria voltar a Cancún. Minha terra natal. O lugar onde nasci.

— Hey! Luna! - a voz de Simón se fez presente.

— Simón? Em que local estamos? - perguntei.

— Na frente do Jam & Roller. - ele apareceu ao meu lado.

—Quando conseguiu seus poderes de volta? -parei de andar - E não estamos no Roller.

—Mike está sendo parceiro ultimamente.- deu um giro na minha frente -E estamos no Jam & Roller. - estralou seus dedos.

—Então pode me levar para o México?

—O país do RBD?

— Não é só o país do RBD. É o país das novelas e de várias outras coisas também.

—Que outras coisas? -ele interrogou.

—O que sinto por você. -dei de ombros.

—Deixe-me pensar. O México é o país do que você sente por mim? - girou, parando em minha frente.

—É...Sim? O meu amor pelo México é o mesmo por você. -balancei a cabeça repetidamente.

—Por isso, vamos ao México. - ele sorriu. Seus lábios esboçaram o sorriso mais perfeito do universo universal.

Fechei os olhos e em instantes. Pah! Finalmente voltei ao México. A praia de Cancun. A areia e o mar. A brisa, o vento em meus cabelos. Tudo que mais gosto do México.

—Luna Valente, o México é incrível. -Simón riu - Pratos ótimos!

—Você come também?

—Coisas carnais são proibidas. Prazeres. Mas para mim, se abre uma exceção. Algo me dizia que iriamos ficar juntos. Previsões.

— Ahã, sei. Você logo de cara falou: Luna, eu te amo até as estrelas. E por favor, seja minha. -imitei seu tom de voz.

— Não... Mas pensei.

—Ah, é? Você ainda lê minha mente quando eu deixo, né? - me aproximei um pouco mais dele.

—Sim...você pensa em...- seus braços me puxaram para perto de si, me beijando.

Me perdi em seus doces lábios. Como eu amava, Simón. Ele era especial para mim. Ele era minha vida. Nos separamos e sorrimos.

—Talvez não seja tão ruim, um dia no México. -falei.

—É...sinto muito lhe informar que temos ensaios no Roller e estamos atrasados.

—Mas...

E ele estralou novamente seus dedos. Cancun, adeus. Buenos Aires, olá! Paramos na sala dos armários do Roller.

—Nem patinamos e andamos descalços na areia do mar. -murmurei.

—Depois te levo lá de novo. - falou calçando seus patins.

—Promessa é dívida. - calcei os meus.

Logo estavamos na pista. Tâmara treinava os meninos, quando entramos rindo de bobagens.

—Posso saber onde estávamos? -ela perguntou. -Os ensaios começaram a vinte minutos.

—Bom...-Simón me encarou com aquele olhar de: Invente uma desculpa.

—Eu o ensinava a dançar. E perdemos a hora. -disse as primeiras coisas que vieram em mente.

—Sim! E eu aprendi. A hora passou voando, mas eu aprendi. -ele concluiu.

—Vamos ver.- ela arqueou a sobrancelhas.

Nos posicionados. Matteo ficou a meu lado. A música começou. Alas. Dançamos, e Tâmara nos olhava atenta.

—Não! Isso está errado! -ela parou a música. Simón e eu trocamos olhares -Âmbar parece distraída demais.

—Desculpe-me. Mas, problemas familiares.

—Tente deixa-los fora da pista. Aqui, pense que só estão você e seu parceiro. -apontou o indicador a Simón e deu atenção à Matteo - Você está tensão. Tente respirar e se alcamar.

—Okay! -mudou sua postura.

—Tentaremos novamente. -ligou a música -Três, dois, um.

E lá estávamos nos. Dançando da mesma forma que a minutos atrás. Passei dentes as pernas de Matteo em um dos passos. Sentia os olhares em cima de nós.

—Pessoal. O que está acontecendo com vocês hoje? Primeiro Âmbar e Matteo. E agora, Simón.- ele abaixou a cabeça - Faremos de outra forma. Luna, você e Simón são um casal, e Âmbar e Matteo, outro. Benício e Emília estão ótimos. Eles vieram com a intenção de ensaiar hoje.

Fiquei ao lado de Simón. E tudo começou de novo. Desta vez, foi diferente. Sorriamos ao patinar e cantávamos com coragem.

Y si no hay vuelta atrás...-cantei - Hay que arriesgarlo todo. Bajo mis pies no hay gravedad, solo hay alas.

Es real solo hay alas! - Os garotos encerraram a música.

—Assim! - a treinadora batia palmas -Vocês estão liberados. Continuei nesse esquema. -ela sorria.

Abracei Simón. Conseguimos! Ele aprendeu a patinar super bem. Acho que ele vai ficar melhor que eu.

—Nunca serei melhor que você...-ele sussurrou em meu ouvido.

Âmbar

E assim, patinamos e a Tâmara amou. Mas algo me intrigava. Benny e Emília. Eles estavam próximos demais, e deveria ficar juntos. Por isso, como amiga, eu quero ajuda-los.

Avistei ambos trocando idéias em uma das mesas em frente ao palco. Comecei a andar até eles, mas Gastón começou a andar na mesma direção. Droga! Parei e somente observei, ele se sentou. Eles conversaram. E eu desisti.

Me virei e esbarrei em um corpo alto. Senti mãos firmes em meu braço e risadas ecoaram no ar. Aquela risada...Matteo. Olhei para cima e ele sorria.

— Hey! Você está desastrada hoje. -continuava a sorrir.

—Sim! Claro! - fui irônica - Por que você não tropeça com sua querida Fernanda?

—Que Fernanda, Âmbar? -ótimo! Agora ele é o desintedido da história.

—A do seu sonho. "Fernanda, como você está maravilhosa. Isso Fê. Te amo" - o imitei.

—Ah, Fernanda?

—Sim...Fernanda.

—Fernanda é...-ele procurava um pretexto.

—É...Vamos! Continue! -fiz um gesto para que ele proseguisse.

—Ela é a minha paixão. Sabe? Eu me apaixonei por ela em uma viagem à Itália.

—Você mente mal demais. Eu estive com você por toda sua vida.

—Então me diga. Quem é Fernanda? -ele me olhou um pouco de lado.

—É a garota do seu sonho. Que você ama. Sabia que palavras não vale de nada quando não são provadas? -tentei passar, mas ele impediu.

—Não precisa de mais nada para dizer que te amo. - disse.

—Primeiro: Não namoramos. Segundo: Você está em um relacionamento assumido com Luna. Terceiro: Me enganei. Nunca te amei, sabe por que? Por causa do seu maldito egoísmo. Eu não suporto isso. Seu mauricinho idiota medito a besta. Eu te...

E meus lábios foram selados com os deles. Seus dedos trilharam até minha cintura. Seus braços me trouxeram para perto de si. Me debati contra seu peito, mas foi uma tentativa em vão. Eu sedi ao seu beijo. Sedi a sua carícias. Ele me dominava. Exercia um poder incrível sobre mim. Submissa a ela, esta era minha triste situação. Por mais que eu quisesse, sempre voltaria para seus braços. Seus beijos, sua voz sussurrando meu nome. Tudo.

O ar faltou para ele e me soltou. E ai, eu percebi. O Roller inteiro nos observava. As pessoas estavam de boca aberta. Luna e Simón paralisaram ainda de pé. Nina e Gastón demonstravam a mesma reação que os demais. O que Matteo fez?


Notas Finais


Ele te beijou minina!!!!
Nossa Mambar é o casal mais épico de Soy Luna

Reis e rainhas tem que ficar juntos. Âmbar e a RAINHA DO MATTEO

Sou muito troxa, demais, shippo todos os casais de Soy Luna, mano, como eu consigo?

Obrigada por cometar, favoritar, tudo, VCS são D+ 💕💕💓💓❤❤❤💓💓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...