História Between E-mails - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags E-mails, Naruto, Sasusaku
Visualizações 147
Palavras 1.694
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ecchi, Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa noiteee!

Cá estou eu para postar mais um capítulo de Between.
Peço miiiiiil desculpas pela demora e também pelo cap ter ficado pequeno, mas estou indo viajar amanhã e não consegui tempo para escrever um maior. Maaas como eu não podia deixar vocês sem atualização todo sábado, conforme prometi, estou postando ele pequeno mesmo.

Espero que gostem, boa leitura!

Capítulo 7 - Capítulo VI - Sakura


Naquele momento eu estava nas nuvens, foi uma noite ótima e ter conhecido Sasuke só me deixava ainda mais feliz. 

Nos encontrávamos sentados sob a areia macia do início da praia, havia um vento calmo que fazia a água mais à frente mover sob a maré. O tal bar em que Sasuke me levou já estava fechando suas portas e eu tinha plena certeza que já se passava das três horas da manhã. 

Nem me lembro da última vez em que estive fora do meu apartamento depois das onze horas da noite. Óh céus, estou ficando patética. 

Tomo mais um gole da cerveja que Sasuke comprou no bar antes de ele fechar e observo o moreno deitar-se por completo sob a areia. É inevitável sorrir, graças a ele a minha noite foi ótima. A tempos não me sentia leve assim, ele foi muito gentil. 

Depois de dançarmos muito, nós nos sentamos em uma das banquetas que havia no lugar, conversamos bastante e eu pude conhecer mais ainda sobre ele. Sasuke era muito parecido comigo em alguns aspectos, mas completamente diferente em outros. De qualquer forma, era muito agradável estar com ele. 

- No que está pensando? - escutei ele me perguntar e me viro para ele, tenho certeza que tinha um sorriso presente em meu rosto. 

- Que a noite foi ótima. - Respondi calmamente e Sasuke sorriu. 

- Tenho que concordar. - Ele disse.  

Mas antes que eu pudesse falar mais alguma coisa meu celular começa a vibrar e eu instintivamente reviro os olhos quando vejo que era Gaara que estava a ligar, estava demorando para virem atrás de mim.  

- Alô. 

- Sakura? Onde você está? Estou de procurando faz horas! - escutei a voz aflita dele do outro lado da linha. 

- Não se preocupe, Gaara. Estou bem, Sasuke está comigo. 

- Me fala onde você está que eu vou te buscar. - Ele insistiu e consegui escutar a voz de Neji atrás dele, ao que parecia o Hyuuga estava discutindo o ruivo por algum motivo.  

O silêncio se instaurou por alguns instantes, enquanto os dois discutiam do outro lado da linha, até que é Neji quem volta a falar comigo. - Oi Sakura, não dá bola, o Gaara é um idiota. Você está bem? 

- Estou sim, Ne. - Respondo já sem paciência. Esses dois tinham a mania de agir como se eu fosse uma criança e isso me irritava. 

Conheço Neji a muito tempo, por conta de minha antiga amizade com Hinata. Nos conhecemos no colegial e sempre estivemos presentes na vida um do outro. Nos afastamos um pouco desde que eu assumi a empresa, por conta de meu pouco livre, mas isso não interferiu em nada na nossa amizade. 

Gaara eu conheci dias depois que contratar Temari. Ele foi até a empresa e lembro-me da primeira vez que o vi conversando com sua irmã. Me aproximei e quando ele me viu, o ruivo derramou todo o café que estava no copo térmico em cima de sua roupa. No dia seguinte, Temari estava com um péssimo humor e perguntou se não havia uma vaga para ele na empresa. 

Normalmente eu não pensaria em contrata-lo, por conta dele ser irmão da minha gerente comercial, mas resolvi dar uma chance. 

Fiz a entrevista e ele estava muito nervoso, mas no fim, ele tinha experiência na área de informática e eu precisava de um técnico capacitado para esse setor. Ele foi subindo de cargo e hoje é o meu supervisor técnico. 

- Tá legal, eu disse pro Gaara que você provavelmente estava com o Sasuke. Se cuide, rosada. - Neji falou do outro lado da linha e logo desligou a chamada. 

- Estava demorando para me acharem. - disse olhando para Sasuke, que estava o tempo todo escutando o que os meus amigos diziam. 

- Eu sempre achei que Gaara tinha uma pequena queda pela 'chefe gostosa' dele. - Sasuke fez o sinal de aspas com as mãos e voltou a falar. - Mas agora tenho certeza do quanto ele gosta de você. 

- Não seja bobo. - Respondi. - Ele se tornou um grande amigo e é um ótimo funcionário também. 

- Isso não significa que ele não sinta nada. 

- Espero que não, tenho um acordo comigo mesma de não entrar em um relacionamento tão cedo. - falei tomando mais um gole de cerveja e respirando fundo. 

- Porque? - ele voltou a se levantar e me olhar de um modo tão sereno e calmo que havia o meu interior se agitar. 

- Digamos que meu último relacionamento tenha deixado claro que eu não deva namorar. - falei e ele franziu as sobrancelhas então eu continuei. - Anos atrás comecei a namorar Sasori, ficamos juntos por algum tempo e isso foi antes de meu pai se aposentar. Até mesmo meu pai disse que ele não era o cara certo para mim. Na época achei que era ciúmes da parte dele, mas no fim ele tinha razão. No fim, meu pai sempre tem razão. 

A última frase falei dando risada, apesar de as vezes achar sem fundamento o que meu velho e rabugento pai falava, ele sempre se mostrava certo no final. 

- O que aconteceu? 

- Ele me traiu com uma de minhas funcionárias. - Respondi, sem querer entrar naquele assunto. - Tive que aguentar as provocações dela por um ano até que meu pai a desligasse da empresa. 

- Você não a demitiu? - ele me olhou interessado no que eu falava. 

- Óh não, meus problemas eram com ele e fora da empresa, jamais usaria isso como motivo para demitir alguém. - falei rapidamente. - além do mais, ela não era minha funcionária e sim de meu pai. Não lembro o motivo de seu desligamento, mas de qualquer forma isso não importa. 

- Você gostava dele?  

- Eu o amava. - Desviei o olhar. - Ele era bom pra mim, fazia eu me sentir especail. É idiota, mas eu me peguei planejando a nossa vida junto diversas vezes. 

- Não é idiota. - Ele disse e eu o olhei, dando um pequeno aceno com a cabeça. - Sinto muito. 

- Tudo bem, hoje já superei. - Respondi olhando para a água do mar novamente. - Sequer lembro dele hoje em dia. Apenas tomo cuidado com esse tipo de sentimento, sabe? 

Ele acenou e então ficamos observando juntos a paisagem, até que nossas bebidas terminaram e optamos por ir embora. Já estava tarde e mesmo que amanhã fosse domingo, não seria muito propício que ficássemos no meio da praia àquela hora da noite. 

Sasuke dirigiu tranquilamente até meu apartamento e conversamos pouco durante o caminho. Estávamos cansados e eu estava apreciando aquela sensação gostosa que o silêncio e a companhia dele estavam me proporcionando. 

Quando ele estacionou na vaga em frente ao prédio, eu me virei para ele e confesso que não queria ir embora, não queria sair de perto dele. 

- Obrigada, Sasuke. - Me adiantei. - Estava relutante em sair essa noite, mas foi mesmo divertido. 

- Eu que agradeço a companhia. - Ele respondeu, inclinando o seu corpo para frente e me dando um beijo demorado na bochecha.  

Confesso que senti elas esquentarem e meu coração acelerar. Eu, que sempre fui tão racional e direta, estava ficando nervosa ao estar perto de um homem. 

Bom, Sasuke não era qualquer homem. Desde o dia em que o vi no mercado, senti algo diferente nele. Ele transmitia um... calor. Algo que me deixava inquieta e sem saber o que fazer.  

E então o vi novamente no escritório de Kakashi e ele me mostrou outro lado sobre si. Um lado mais sério e contido, diferente do homem que me deu um sorriso convencido no corredor do mercado. 

Mas... foi quando o vi junto aos meninos no momento em que chegavam a nossa mesa que as borboletas em meu estômago começaram a aparecer. Nas poucas palavras que trocamos antes de sairmos da boate, já pude notar como ele era e como talvez minha monotonia fosse mudar. 

Eu sorri para ele, quando o mesmo retornou a se acomodar no banco do motorista e sai do carro, fechando a porta logo atrás de mim. Abanei quando vi o carro dar partida e subi para o meu apartamento, estava cansada e precisava de um banho quente. 

 

oOo 

 

Quando deitei e me acomodei no meio de meus travesseiros, fiquei um tempo olhando para o teto do meu quarto, pensando na noite que tive e no quanto estava encantada por Sasuke. Ele foi extremamente educado e gentil, só me mostrou que ainda existem homens cavalheiros neste mundo.  

Meu celular bipou e eu estranhei por conta do horário, então logo abri e vi que era um e-mail de USEng. Franzi as sobrancelhas e logo o abri, confesso que não tinha pensado nele desde sexta-feira, quando nos falamos pela última vez. 

Recebido em 04:14: 

"Boa noite Sakura,  

Desculpe demorar em lhe retornar, acabei de voltar de uma festa a qual se saiu melhor do que eu imaginava. 

Quanto a seu último e-mail, jamais zombarei de você por conta de seu cabelo. Se ele é rosa, deve combinar com você, tenho certeza. Sabe, hoje tive a prova de que as aparências não importam de nada. O que realmente faz a diferença, é o que temos por dentro. 

Escutei suas músicas e gostei especialmente da "Canção do Povo", realmente a batida é diferente. Mas confesso que nunca tinha dado importância para tais canções. É surpreendente, diretora, estou aprendendo muito com você. 

Sabe, quando começamos a conversa, achei que seria apenas algo para puxar assunto, mas tenho gostado de conversar com você. 

Posso te adicionar no whatsapp? 

Espero que durma bem, Sakura. Eu certamente sonharei com rosas essa noite." 

 

Não entendi a última parte de seu e-mail, mas não me importei. Estava cansada demais para racionar ou até mesmo respondê-lo. E de fato, tinha que concordar, também estava gostando de conversar com ele. Era como ter um amigo a distância que sabia mais sobre o meu dia do que os meus amigos que estão próximos a mim. 

Em poucos minutos adormeci e com um sorriso no rosto, pensando em Sasuke. 


Notas Finais


Segue o link da música Canção do Povo, que o Sasuke mencionou para quem quiser escutar.
https://www.youtube.com/watch?v=bJYGNyGTISY

Beijão!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...