História Between hate and love - Capítulo 64


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Asui Tsuyu, Bakugo Katsuki, Lida Tenya, Midoriya Izuku, Personagens Originais, Todoroki Shouto, Uraraka Ochako
Tags Bakugo, Bakuraka, Bnha, Deku, Kacchako, Katsuocha, Midoriya, Midotsuyu, Todomomo, Todoroki, Todoroki X Yaoyorozu, Tsuideku, Tsuyu, Uraraka, Yaoyorozu
Visualizações 249
Palavras 1.484
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A garota da capa é a Hakagure, só imaginem ela com o cabelo menor. Tinham me pedido a foto a um tempo, só lembrei agora.

Capítulo 64 - Garota indecisa


Fanfic / Fanfiction Between hate and love - Capítulo 64 - Garota indecisa

Ponto de vista Uraraka on

"Ochaco, vamos logo"

Estamos indo para casa. A nossa luta foi adiada para amanhã, por culpa da luta da Tsuyu, parece que eles exageraram, a arena foi danificada, não tem como lutar nela até amanhã.

"Katsuki, você não vai em casa hoje"

"Por que?" cruza os braços.

"A Tsuyu vai ir, temos que conversar, não quero você nos atrapalhando"

"Tá..." gira os olhos "Eu passo na sua casa de manhã, tchau" me dá um selinho e sai.

Vou para o portão, tenho que conversar com a Tsuyu, ela disse que ia me contar alguma coisa importante.

"Ochaco-chan" Aparece do meu lado "Vamos?"

"Sim" começamos a andar "Temos que passar no mercado, assim vamos ter o que comer a noite"

A minha casa quase não tem mais essa porcarias. O Katsuki come tudo.

"Vamos"

Paramos no mercado e compramos de tudo um pouco. Salgadinhos, doces, refrigerante e bebida. Não me importo se ficar bebada, sem o Katsuki junto, não tem perigo dele me atacar.

Chegamos em casa e arrumamos o quarto, com o colchão no chão, e varias cobertas. Ficou bem confortável.

"Tsuyu, o que vai me contar?" estou anciosa.

"Vamos por partes... Primeira, eu e Midoriya nos beijamos semana passada" cora.

"Como? Conta tudo e com detalhes"

"Okay..."

Agora eu descubro a vida dela inteira.

Ponto de vista Tsuyu on

"Mais força nesses braços, Asui-san"

"Não dá All Might" tento levantar o corpo na barra.

"Jovem Midoriya, ajude ela" empurra ele para perto de mim.

"Você pareceia mais forte que isso" segura meus pés "Tem que fazer varias vezes isso, não vai melhorar se ficar parada" me ajuda a erguer o corpo.

"Tô tentando" finalmente consigo.

Um tempo depois

"Pode descer ela, jovem Midoriya" obedece "Já treinaram bastante, descancem um pouco, vou comprar algo para vocês comerem" sai.

"Esse treinos estão acabando cada vez mais comigo..." me jogo no chão "O All Might foi legal em topar ajudar, mas não pensei que ele era tão severo" supiro.

"Pensei o mesmo quando comecei a treinar... Acredita que ele me fez limpar a praia inteira sozinho?"

"Sério!? Coitado de você" do risada.

"Mas valeu a pena"

O se valeu...

"Logo você pega o jeito para usar o On For All, mas apenas um por cento, seu corpo não aguenta o impacto" senta do meu lado "Então, nada de tentar lutar no meu antigo nível, entendeu?"

Ver ele assim, nem dá para imaginar o medroso que é.

"Sim" me abano com a mão "Esse lugar está quente"

"Você que soou de mais" me entrega uma garrafinha de água.

"Eu sei..." jogo um pouco de água na cara "Meu cabelo grudou..." tiro os fios de cebelo do rosto.

"Tsuyu, se queria me deixar envergonhado, conseguiu" cora.

Ele fica com vergonha muito fácil, só porque minha camiseta ficou um pouco transparente por causa da água.

"Só não olhe" do ombros.

Apoio as mãos atrás do corpo, respirando pesado. Estou realmente cansada.

"Tsuyu, pare com isso" não consegue tirar os olhos dos meus seios.

"Midoriya, sem vergonha"

"Eu não!" fala indignado "Você que está me provocando"

"Toque então" resolvo provoca-lo mais "Não estou com sutiã" dou um sorriso malicioso.

"E-Eu..." estica a mão.

Quando ele quase me toca, o paro dando um tapa na sua mão.

"Nada disso" pisco o olho.

"Que maldade" choraminga.

"Para quem não é virgem, você é muito dramático" sento em cima das pernas "São apenas seios, o que tem de mais neles?" os toco.

"São seus, isso já os deixa especial" coro.

Acho que perdi essa...

"Midoriya..." inclino a cabeça para o lado "Por que você gosta tanto assim do meu corpo?"

Vou fazer umas perguntas, quero saber umas coisas a um tempo.

"Seu corpo!? Eu gosto de você" segura a minha mão "Você sabe disso" desvia o olhar.

"Eu sei..."

Que droga! Quando ele finalmente gosta de mim, eu não sei se gosto dele ou do Iida. Merda de coração.

"Tsuyu..." me empurra para trás "E você, gosta de mim?" coloca as mãos do lado da minha cintura.

"Não sei..." segura meu queixo.

"Você é uma idiota, sabia?"

"Han!? Por que?" franzo a sobrancelha.

"Não sabe o que quer... Se quer um namorado, ou ser você mesma, ou ficar com quem quiser" beija minha testa "Não adianta mentir, eu sei"

O que ele fala é verdade.

A um tempo atrás, quando beijei ele, eu queria algo sério. Depois do que aconteceu na casa da Uraraka, desistir de namorar. Quando tentei esquece-lo com outro, usei o Iida e o magoei. Agora eu queria ficar com qualquer um para esquece-los, mas não dá...

"Midoriya..."

"Que confuso, né!? Que garota indecisa" sinto uma leve pressão nos meus lábios.

Ele me beijou...

Lembrança off

"Que fofo!" quase pula em cima de mim.

"Não foi tão fofo assim..." não foi mesmo!

O Midoriya passou um sermão em mim, depois me beijou, não tem nada de fofo nisso.

"Conta o resto"

"Não tem resto..." bem que eu queria que tivesse "Depois disso nos separamos e fingimos que nada aconteceu" dou ombros "Foi apenas um bejo a mais, depois de termos transado dias atrás"

"Por falar nisso... A sua primeira vez foi mesmo em um estrupo?" mostra um olhar de pena.

"Não..."

"Onde foi e quando, então?" ela vai pirar quando eu falar.

"No quintal da sua casa" arregala os olhos.

"Como assim!? Tsuyu, sua sem vergonha" cora "Na minha casa!? Precisava ser aqui?"

"É que você e o Bakugo estavam usando a cama" se engasga com o ar.

"Quieta" bufa "Agora conte como foi a sua primeira vez"

"Okay..."

Vamos lá...

Lembrança on

"Tudo tá girando" encosto na parede.

"Tsuyu-san, está bem?" me ajuda para não cair.

"Mais ou menos" abraço seu pescoço "Como você é bonito" toco seu rosto.

"T-Tsuyu-san!"

"Midoriya... Por que não me quer? Eu faço tudo por você... Até dou para você, se quiser" esfrego meus seios nele.

"Nem pense nisso! Você está bebada" tenta me afastar.

"Vem..." mesmo quase caindo, o levo para o jardim "Quero você..." caio em cima dele.

"Tsuyu-san, não"

Pego na barra da camiseta e tiro-a, ficando apenas de sutiã.

"Tira isso" abaixo a calça dele com a cueca junto.

Enfio seu membro na boca, fazendo movimentos de vai e vem.

"P-Pare, Tsuyu" luta contra o prazer "Não posso fazer isso com quem amo desse jeito"

"Midoriya..." retiro-o da boca "Eu não estou bebada" dou risada "Não sou tão fraca com bebida"

"Não está?" arregala os olhos "Então podemos continuar" inverte nossas posições "Te amo, quero fazer isso" sorri.

"Eu também te amo" o beijo.

  Enquanto tiramos a roupa, não paramos de nos beijar, e falar eu te amo.

Se separa de mim e segura pelas coxas, me penetrando lentamente... Mesmo assim sinto dor.

"Quando não doer, você me fala" se deita e me abraça.

"Sim..."

Quando paro de sentir dor, rebolo contra seu mebro, avisando-o que pode se mecher. Não demora para entender o sinal, começa a dar estocadas forte, fazendo nossos corpos se chocarem enquanto faz um barrulho alto.

Ele geme alto quando goza.

"Obrigada, Tsuyu, foi perfeito, te amo ainda mais" me aninha em cima do seu peito.

Dormimos.

De manhã

Acaricio seu cabelo de leve, sem acorda-lo.

"Tsuyu-san!?" abre os olhos "O que..."

"Bom dia, amor" lhe dou um selinho.

"Nós transamos?" isso pareceu uma pergunta.

"Sim... Por que?" arqueio a sobrancelha.

"Eu não queria fazer isso, foi um erro..." arregalo os olhos "Eu amo a Uraraka"

"Do qu--"

"Você não se compara a ela!" me interrompe "Não passa de uma oferecida, inútil para mim"

"Mas foi você que me agarrou quandso eu disse que não estava bebada!" seguro a raiva "Disse eu te amo!" aperto com força os punhos.

"Coitada de você..." parece não me ouvir "Pensar que alguém como eu" aponta para si mesmo "Algum dia diria um eu te amo verdadeiro para uma puta como você"

Não aguento ouvir isso e começo a chorar.

"Midoriya..." me levato e saio correndo.

Resolvo agir como se nada tivesse acontecido, por isso, faço o café, evitando olhar para ele.

Lembrança off

"E foi isso..." não contenho as lagrimas "Mesmo que ele disse que foi controlado, não consigo acreditar..."

"Tsuyu..." me abraça "Me desculpa por faze-la lembrar disso" acaricia meu cabelo.

"Ochaco-chan..."

Ponto de vista Tsuyu off

Ponto de vista narrador

Na casa de Midoriya, o jovem se contorcia na cama enquanto lembrava daque dia, em um sonho...

Sonho on

Quando Deku vai finalmente conseguir tirar a boca dela do seu membro, seu olhos perdem o brilho.

Apenas começa a estimula ela a ir mais rápido. Enquanto briga com si mesmo internamente, não é bem ele mesmo, está mais para...

Pontode vista narrador on 

"Midoriya-kun, que garoto inocente" ... Brigar contra a Shinkan.

"Pare! Me deixe para-lá" vê as imagens de si mesmo em sua frente, enquanto sente suas mãos presas por correntes.

"E perder essa sua carinha vermelha sofrendo? Nem pensar" da risada.

...


Notas Finais


Pensei em colocar o que o Deku viu nesse capítulo, mas resolvi deixar para amanhã. Já aviso, o capítulo inteiro vai ter a imagem do Deku sendo controlado pela Shinkan.

Alguém sabe como é o nome de casal deles? Quero por nas tags, agora que decidi que a Tsuyu e o Deku vão ficar como casal.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...