1. Spirit Fanfics >
  2. Between Lines >
  3. Dad

História Between Lines - Capítulo 26


Escrita por:


Notas do Autor


Oioi boa leitura, leiam as notas finais

Capítulo 26 - Dad



Hoje já era quarta-feira, por uma obra do destino eu estava de tpm e Justin virado no demônio devido ao atraso de um carregamento. Logo pela manhã o laboratório onde solicitamos o exame de DNA ligou dizendo que nos enviaria até o fim do dia o resultado, o que é claro estava me deixando nervosa assim como Justin também demonstrava estar. Eu me encontrava com jeans e regata, sapatilhas e coque, uma grande pasta com dados de todos os familiares de Justin estava em meu colo, segundo Pattie eu precisava me atentat aos mais importantes já que eu faria parte do comitê anual daqui a duas semanas ao lado de seu filho insuportável. Desde que chegamos do almoço ontem eu não havia trocado muitas palavras com ele, apenas o básico e necessário e o único momento que passamos juntos foi quando Ethan quis contar sobre a professora particular e na hora de dormir onde ele tentou algo e eu me virei agradecendo a Deus por estar nos meus dias. Por sorte ou não meu período não dura mais que três dias e eu tinha um fluxo baixo mas Justin não precisava saber disso, eu estava afim é claro mas ainda não acho que esteja me sentindo tão bem assim pra transar com ele de novo, na verdade eu estava sim mas queria era provoca-lo. 

- Ágata, o exame chegou. - Justin que estava atrás da mesa a qual me deixava em sua frente me olha por cima do notebook e eu presto atenção nele, seus olhos caem sobre a tela é vejo-o rolando os olhos na tela, sinto um arrepio por ver seu semblante sério, qual é o menino é a cópia dele não é possível que eu vou queimar a cara desse jeito. Justin sorri e me olha o que me faz ficar apreensiva. - Bom é verdade, de fato eu sou pai.

Suspiro aliviada e reviro os olhos.

- Eu já sabia Justin não sei porque você ainda tinha dúvidas.

-A eu não tinha duvidas mas a minha família vai querer isso quando eu alegar que já tenho um filho.

Justin pega o telefone em sua mesa e liga para sua mãe que chega rapidamente ao escritório. Eles combinam um jantar só para os mais íntimos e eu fico encarregada de contar a Ethan, claro que sim o mais difícil vem para mim. 

- Bem você é o pai, deve de todo participar, afinal ele ja é bem seu amigo não é. 

Justin resmunga e Pattie o incentiva a ir comigo saindo  para a cozinha cuidar do jantar após reclamar de não ter tempo para uma decoração. Agora eu estava com Ethan em seu quarto e Justin estava procurando algo antes de vir até nos, estávamos no tapete enquanto ele desmontava um dos robôs que havíamos comprado.

- Oi garotão, como vai? - vejo Justin a porta que logo vem em nossa direção, Ethan sorri e já se anima mostrando o robô para Justin e eu presto atenção no álbum de fotos em sua mão.

-Ethan, a mamãe e o Justin precisam muito te contar uma coisa. - decido contar logo e me livrar do bolo que eu estava sentindo na garganta. Ele me olha atento e larga o robô se sentando entre as pernas do pai. - Quando eu o Justin nos conhecemos alguns anos atrás, a gente ficou muito amigos, nos até dormimos juntos sabe... e depois ele foi embora, nos não tínhamos mais contato e eu descobri que estava grávida de você. 

- Mamãe você e o Justin já namoravam? De beijar na boca de língua?

Olho o meu filho chocada e Justin ri respondendo que sim ao menino a minha frente.

- Então filho, a gente se conheceu, e aí você apareceu na minha vida, mas eu não sabia quem era seu pai, aliás eu sabia mas eu não sabia o nome dele, não me odeie por isso mas nem eu nem Justin sabíamos o nome um do outro, era coisa do trabalho você sabe né, enfim, eu tive você os anos se passaram e eu me reencontrei com Justin, e sabe o que eu descobri? 

Ethan presta atenção em mim e Justin pega o álbum mostrando a Ethan uma foto em que eles estão exatamente iguais, ele deveria ter mais que 4 anos na foto assim como Ethan agora, as mãozinhas do pequeno são ágeis e ele analisa tudo. Antes que eu fale algo Justin o aperta em seus braços e toma a atenção do meu pequeno.

- Eu sou seu pai Ethan, e agora eu não vou ir embora, vou ficar com você e aprender a ser o pai que você merece ter. Agora nós somos uma equipe. 

Os olhinhos do meu filho se iluminam e ele agarra o pescoço de Justin soltando um grito animado, logo ele se volta para mim e me puxa junto aos dois para um abraço triplo.

- Uma vez a mamãe disse que meu pai tinha ido embora, eu sabia que eu só precisava dela mas eu queria um papai, então que bom que você está aqui agora pai, eu vou amar muito você se você me amar e amar a mamãe também.

Sorrio beijando as mãozinhas de Ethan e cheirando seu cabelo loiro queimado iguais ao do pai. Justin lança os olhos para mim e acaricia meu rosto enquanto aperta mais a Ethan o fazendo rir.

-  Eu vou amar filho, vou amar muito.

Sinto-me aliviada, pelo menos agora alguma coisa estava se encaixando e eu não precisava mais pisar em ovos com isso.


A sala de jantar estava organizada e com muita comida sobre a mesa, os meninos e os pais de Justin estavam ao nosso lado sentados, Ethan já havia ganho alguns presentes dos tios babões que estava super animados, agora Justin tinha estava com Ethan em seu colo eles falavam algo com Jeremy e o irmão de Justin, que logo se levanta trazendo Ethan junto.

- Gostaria de agradecer a vocês por estarem sempre ao meu lado, com certeza teriam me apoiado desde o começo nisso, mas como não foi possível vamos aproveitar daqui pra frente. Ágata, sei que não estamos em um momento bom- sinto todos olharem para mim e finjo que não estou ligando aliás eu não  estava mesmo - mas quero te agradecer e parabenizar pelo ótimo trabalho que fez com nosso filho, pela ótima mãe que vem sido, e que tenhamos mais alguns pra que eu possa te ajudar nessa missão. 

Todos sorriem e eu sorrio de lado agradecendo pelo elogio, de fato meu pequeno é incrivel, mas me tremo toda de imaginar que poderia ter outro, não era algo em meus planos mas tento esquecer. Após muita conversa e bebida Ethan sobe para dormir e Jaxon o acompanha, era engraçado ve-lo tratando meu filho com tanto carinho e preocupação, os meninos vão para os seus quartos já que estava tarde e Pattie insistira que todos ficassem. Eu estava em frente ao espelho de hobby de seda preto e ainda sem nada por baixo, meu cabelo estava solto em ondas e eu aplicava creme no rosto enquanto Justin tomatava banho, ele sai do box e se seca vagarosamente  ao meu lado, continuo massageando o rosto e então começo a aplicar creme no pescoço, Justin se aproxima  de mim por trás, suas mãos se prendem ao granito da pia que me faz ficar encurralada a ele e a pia, seus lábios vem  até meu pescoço e ele inala com força me fazendo arrepiar.

Me viro de frente e o encarro, seus olhos descem para o vão aberto do hobby e sei que ele pode ver o bico dos meus seios pela proximidade. Ele se aproxima de mim e sobe a mão por dentro do hobby até o vão das minhas pernas que rapidamente amolecem com o toque quente.

- O que foi Justin? - o mesmo me encara e lambe os lábios sorrindo.

- O que? Eu não posso tocar a minha noiva?

- Não se ela não quiser ser tocada. - ao falar isso Justin solta uma risada rouca e me cola ao balcão descendo o hobby em meus braços deixando meus seios expostos, seu lábio vai de encontro a eles um de cada vez e eu gemo baixo.


- Qual é Ágata, nos vamos nos casar, não vamos começar com uma greve ainda no noivado, e cá entre nós, você está louquinha  pra eu tê-la aqui.

Droga, eu tinha que parar de ser tão vulnerável a ele.
 

 

Notas Finais


Meninas do céu estou tentando postar esse cap a horas mas o site não carregava e dava erro toda vez, enfim que Deus nos livre e tenha misericórdia de nós com essa nova doença que chegou, se cuidem, evitem sair de casa e afins... Estou de quarentena na minha cidade então pode ser que eu poste com mias frequência nos próximos dias. Gostaria muito que vocês interagissem e comentassem, não existe nada melhor que entrar e ver o que vocês estão achando, amo muito... bom descanso, beijos e até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...