História Between pain and longing. - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Anitta, Ariana Grande, Camila Cabello, Fifth Harmony, Ne-Yo, Sabrina Carpenter, Troye Sivan
Personagens Ally Brooke, Anitta, Ariana Grande, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Ne-Yo, Normani Hamilton, Personagens Originais, Sabrina Carpenter, Troye Sivan
Tags Anitta+camila, Gip, Pabllo Vittar
Visualizações 67
Palavras 977
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Lucy.


Fanfic / Fanfiction Between pain and longing. - Capítulo 15 - Lucy.

Narrador on.

Anitta encrava o chão com uma certa tristeza, que não passou despercebido pela mulher que estava em pé a sua frente. 

- Amor, está triste? Não gostou de me ver? - pergunta a outra. Anitta suspira e levanta. 

- Lucy, para de joguinho, eu sei que você já sabe. - Lucy cruza os braços e ergue uma sombrancelha. - Precisamos conversar. 

- Claro que precisamos Anitta. Você viaja, passa meses fora do país e ainda me volta noiva! 

- Lucy..-

- Você me traía, enquanto eu ficava aqui trabalhando e cuidando da Amy! 

A verdade é que antes de viajar, Anitta havia deixado a namorada e a filha, no Brasil. Sim, ela tinha uma mulher e uma filha de 13 anos. Lucy teve essa menina cedo, foi um fruto de um estupro que ela não quis tirar, e então, quando conheceu Anitta, a garota tinha 6 anos de idade. 

- Lucy, eu sei que pisei na bola, mas me entende. Eu tava lá, sozinha, e foi tudo muito rápido. - a outra eu sarcástica, não acreditando no que ouvia. - Quando conheci Camila, não achei que iria me apaixo..-

- Você se apaixonou por ela?! - coloca as duas mãos na cabeça. - Eu não estou acreditando no que estou escutando, meu deus. 

- Lucy, foi de repente, eu..-

- De repente? De repente?? Você ainda tem a cara de pau de dizer que foi de repente?! - altera a voz. - Você não pensou em mim quando beijou aquela mulher pela primeira vez, mas você tinha uma mulher, e você sabia disso. Mas se envolveu mesmo assim.

Lucy sente as lágrimas caírem pelo seu rosto. Realmente a dor de ser traída era horrível. 

- Eu te mandava mensagem, você não respondia..- começa. - .. e quando respondia, era breve. Tentava ligar pra você, mas você sempre dizia que estava ocupada compondo músicas com a Pabllo. Falando nela, não acredito que ela acobertou você com isso. 

- Ela não tem nada a ver com o que eu fiz Lucy. 

- A outra lá, sabe de mim? - Anitta engole seco ao ver um sorriso maldoso no meio daquelas lágrimas. 

- Você não..-

- Eu? Eu não...- sorri. - Você vai. 

Lauren on.

Amanhã será o dia em que irei me encontrar com o juiz em relação ao meu direito de registar o Gavin. Camila tentou mais uma vez negociar comigo, mas...se não consegui pelo lado mais fácil, então, vamos pelo lado mais difícil. Agora eu terminava meu quase interminável trabalho, ficar sentada aqui o dia todo não é muito ruim, é um pouco, mas de qualquer forma é o que eu gosto de fazer. 

- Licença senhorita Jauregui. - minha secretária aparece na porta. Faço um som nasal para que continuasse. - Tem um moço querendo falar com a senhorita. 

- Nome? - pergunto, ainda sem olha-la. 

She got her own thing, that's why I love her, miss independent..

Essa voz, eu não tô acreditando nisso. Ergo a cabeça dando de cara com aquele sorriso branco de tanto tempo atrás. Ele caminhava sorrindo e de braços abertos.

- Olha só quem voltou maninha? - levanto da poltrona correndo e pulo em seus braços. - Meu Deus!

- Caramba que saudades! - falo já no chão. Ele ri. - Quando voltou??

- Hoje, quis vir logo aqui, pra você não chorar depois. - mostro o dedo do meio pra ele. Percebo minha secretária ainda presente na sala encarando o Ne-Yo descaradamente. 

- Ja pode sair, obrigada. - ela cai na real e sai. - Cara, você nunca mais voltou, só porque tá fazendo sucesso. 

Ele ri. 

- Nah, não sou muito bom assim. - nega com a cabeça. - Sou só ótimo. 

Sabia que ele iria falar algo assim. 

- Namorando? - ele nega. - Solteiro?! Não acredito. 

- Na verdade, é meio complicado. - Ne-Yo coça a cabeça. Lá vem novidades. - Eu tô ficando com uma pessoa...

- Pessoa? - faço uma cara maliciosa. - Prossiga. 

- Ele é da Califórnia e..-

- ELE??!! 

- Ow! Pixx, fala baixo! 

Camila on.

Confesso que estou muito nervosa com esse encontro de amanhã, e também com a Ani, ela não me ligou e não responde minhas mensagens. Tentei ligar pra Pabllo e ela me pareceu bastante nervosa ao atender, mas não soube dizer o que estava acontecendo, porque claro que algo havia acontecido. 

- Nada da Ani? - Mani aparece na sala junto com o Gavin. 

- Mama, a mamãe sumiu? - sorrio para a sua fofura. 

- Não filho, ela só está trabalhando demais. 

Ele assente e sai correndo para seu quarto. 

- Amanhã tem aquele maldito encontro. - começo. - Eu não sei, estou nervosa. 

- Olha, pode ser que ela consiga, mas pode ser que ela não consiga Cami. Ela não queria o Gavin, podemos usar isso contra ela. E ainda tem o lance do aborto. 

Assinto. 

- E você e a Dinah, hein? - ela ergue uma sombrancelha. - Na festa eu vi vocês duas bem próximas. 

- Ah há! Há! Há! Há! - força uma risada. Pra logo ficar séria de novo. - É o que agora? Piadista? - rola os olhos.

- Eu vi Mani, não negue! 

- Pois viu errado. - rebate. 

- Eu Shippo.. - Ela me Olha e pega uma almofada do sofá. Me encolho no canto, mas não adianta. Mani pula em cima de mim e começa a me sufocar com a almofada. 

Lauren on dnv.

[...]

- Me conta mais! 

Estamos num café perto da empresa, não quisemos ir pra outro lugar longe. 

- Nos conhecemos em um dos meus shows. - ele para pra pensar. - Por quê a madame nunca foi em um show meu, mesmo?!

- Trabalhos meu amigo. - dou de ombros.

- Sei, eu sei muito bem os seus trabalhos, Jauregui. 

- Tenho até uns trabalhos novos aí. - sorrio maliciosa. Ele sorri junto.

- Manda..

- Sabe a Camila?..



Notas Finais


Ja sabem kk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...