História Between pain and longing. - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Anitta, Ariana Grande, Camila Cabello, Fifth Harmony, Ne-Yo, Sabrina Carpenter, Troye Sivan
Personagens Ally Brooke, Anitta, Ariana Grande, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Ne-Yo, Normani Hamilton, Personagens Originais, Sabrina Carpenter, Troye Sivan
Tags Anitta+camila, Gip, Pabllo Vittar
Visualizações 105
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não fiquem só na primeira impressão gente. Essa fic ainda está no começo... Então...

Capítulo 18 - 18


- Oi Ani, como estão as coisas aí? - Camila pergunta sorri do grande ao ver a sua noiva do outro lado da tela. Em seu colo, Gavin também sorria para a mãe. 

- Estão bastante corridas amor. Mas logo logo estarei de volta com vocês. - responde a outra. - Meu pequeno, como você está?

- Eu tô bem mamãe! Tô com saudades. 

- Owwn, também tô filho. 

- Eu fui na sala da Loren um dia, é muito legal mamãe. 

Assim que o garoto disse aquele nome, as feições, antes alegre da brasileira, se tornaram totalmente sérias. Anitta encara Camila pelo celular esperando uma explicação para aquela tão inesperada notícia. A latina suspira e pede para o garoto ir procurar a madrinha, vulgo, Normani.

- Olha, Ani..- 

- Por que o Gav estava na sala da Jauregui, Camila? - pergunta. 

- Fui lá tentar conversar com ela. - começa. - Mas não deu certo..

- Por que? O que ela fez?

- Ela não aceitou, e...ela conseguiu a guarda do Gavin. 

Lauren on.

Me aproximar do Gavin vai ser complicado, mas não impossível. Ele já está acostumado a chamar a Anitta de mãe, então vai demorar muito para que eu ganhe meu posto, se é que vou ganhar. Espero que Camila tenha em mente como irá contar isso a ele, tem pouca idade, mas é melhor contar logo cedo, já perdi tempo de mais. Se não vou ter a mulher que eu amo de volta, então pelo menos que eu tenha meu filho junto a mim. Torço para que isso de certo. 

- Você não atende esse celular, tem ele pra que ein? - Vero entra reclamando como sempre. Sim, minha advogada é minha amiga. 

Sorrio pra ela.

- Desculpa, estava colocando as ideias nos lugares e meu celular fica no silencioso. - Vero franzi a testa ao me escutar falar e sorri. 

- Desfazendo as paredes de gelo, Jauregui? - rolo os olhos. 

- Não enche Vero. O que veio fazer aqui? 

- Que dia você vai junto com a Camila, registrar o garoto? 

- Tenho que marcar com ela. - coço a nuca. - Deixa abaixar esse clima com o resultado, ela deve estar bastante triste. - suspiro. - E então marco com ela. 

Vero assente. 

- Vai ter uma inauguração de um bar essa sexta. Vamos? - faço uma pequena careta. - A DJ já confirmou e o Ne-Yo Também, só falta a chefa. 

- Não sei não Vero...- Ela me olha com uma feição triste, que eu sei muito bem que é puro fingimento. - Você é ridícula. 

- Laur...por favoooor.

- Você é um nojo.

Anitta on.

- A Lauren tá rondando a Camila. 

Minha voz ecoa na sala, chamando a atenção da Pabllo, que mexia no celular. 

- Como assim, "rondando"? - faz aspas com os dedos. 

- Ela vai registrar o Gavin, merda! 

Saber que a Lauren pode se aproximar do meu pequeno e da minha noiva, me deixa completamente incomodada. Aquela mulher parece ser capaz de tudo pra ter o que quer. 

- E a Camila deixou isso? 

- Não, mas ela recorreu ao juiz. E ganhou o caso. 

- Viado, e agora? 

[...]

Narrador on.

Quatro dias se passaram e Lauren resolveu que já era tempo de marcar o dia que iria registrar o garoto Gavin. Claro que pra isso, teria que ir falar com Camila né? E como que ela seria recebida pela outra? 

Lauren termina de colocar seus coturnos preto e sai em direção ao seu carro. Ela iria pessoalmente até a latina, temendo sua reação, é claro, mas não deixaria isso transparecer. Minutos depois, Lauren para o automóvel em frente a casa, logo, descendo do mesmo.

Caminha até a porta e toca a campainha uma vez, ninguém responde. Toca outra vez e uma voz ao fundo ecoa pedindo para esperar, toca a terceira vez..

- Calmaaaa, tá com pressa enfia o dedo no cú caralho! 

A porta é aberta e uma Normani aparece com a cara de sono. 

- O que foi que deu no mundo, pra Lauren Jauregui aparecer aqui em minha porta? 

- Camila está? Preciso falar com ela. - a negra assente, mas não sai de frente da porta. Lauren ergue uma sombrancelha.

- Sim, ela está, mas não quer falar com você. Ela não quer nem olhar para sua cara Lauren. 

Ela ia fechar a porta, mas a morena impediu. 

- Por favor, Mani..- diz baixo. - Preciso muito falar com ela.

Normani pondera, mas acaba cedendo ao olhar suplicante da outra. Lauren sabia ser dramática quando queria. A negra da espaço para ela entrar, sobe as escadas da casa deixando Lauren em pé na sala. 

Camila on.

- Cami..tem visita pra você. - Mani coloca a cabeça pra dentro do meu quarto, onde estou assistindo desenho com Gavin. Franzo o cenho. 

- Quem..-

- Só, desce. 

Dou de ombros e levanto. Visita a essa hora? Quem seria? Coloco minhas sandálias e vou em direção a parte de baixo. No meio da escada, assim que vejo de quem se trata, dou meia volta e começo a subir as escadas.

- Camila! 

- Não está no momento. - respondo e continuo a subir. Escuto passos rápidos atrás de mim. - Da licença? Isso é invasão de privacidade, eu em momento algum disse que você poderia ficar a vontade em minha casa. Na verdade, eu nem te convidei pra entrar. 

Lauren rola os olhos.

- Preciso que marque um dia para que eu vá registrar o Gavin.

Me viro pra ela demonstrando minha ira em relação ao assunto tratado. Lauren rapidamente desce as escadas, não tão rapidamente assim, mas ela sabia que eu poderia joga-la a baixo. 

- Camila, eu sei que você não quer que isso aconteça..- começa. - Mas eu sou a mãe dele.. e quero registra-lo. 

- Voc..-

- Loren!! 

O corpo de Gavin passa por mim, indo em direção a Lauren, que se abaixa ficando da mesma altura que ele. Fazem o mesmo High five de antes.

- Como vai moleque? - bagunça os cabelos dele. Rolo os olhos.

- Tô bem.. veio assistir filme? 

Nessa hora, Lauren olha pra mim. Lanço um olhar mortal pra ela e cruzo os braços.

- Não filho, ela..-

- Sim! Vim sim, sua mãe me convidou pra assistir com vocês. O que você acha? - Gavin sorri.

Mais que filha da puta.

- Nossa que legal! - bate palmas e sorri. - Vem Loren, quero te mostrar meu quarto. Não é tão grande igual sua sala, e não tem aquela janela glandona de vlido, mas é bem legal, vem! 

Vejo meu filho puxar aquele ser repugnante pela mão, trazendo-na até a escada. A cada passo que ela dava, meu sangue fervia mais ainda. 

- Eu.vou.matar.você. 

Sussurro assim que ela passa por mim. 



Notas Finais


Erros relevem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...