1. Spirit Fanfics >
  2. Between The Fame >
  3. Capítulo 38

História Between The Fame - Capítulo 38


Escrita por:


Notas do Autor


Haalllooo!

Boa leitura!!

Capítulo 38 - Capítulo 38


Fanfic / Fanfiction Between The Fame - Capítulo 38 - Capítulo 38

Camila POV

Estava a dois dias no Brasil e está sendo incrível. Conheci meus sogros, finalmente; minha namorada me mostrou um pouco mais da cidade em que morou por anos; eu fiz a tattoo que eu queria a tempos e ela está com mais duas em seu corpo.

S/n tem um coração e uma bola de futebol tatuado atrás do braço esquerdo. Tem uma âncora escrito faith no final da perna. E uma linha colorida ao redor do antebraço, representando a bandeira LGBT . E segundo minha namorada, ela quer fazer mais. Eu talvez faça mais, porém não agora.

- Amor, meus primos chegaram.- S/n fala entrando no quarto. Eu estava terminado de arrumar meu cabelo.

- Me espere, estou indo.- Falo finalizando meu cabelo.- O almoço já está servido?

- Yep! Falta apenas nós duas.- S/a diz sentada na cama.

- Terminei.

Ela levantou e abraçou minha cintura. Beijei seu queixo e lhe abracei. Após um breve selinho, nós saímos do quarto de mãos dadas. Chegamos à cozinha e vi vários jovens conversando animadamente, e meus sogros rindo deles.

- Chegamos.- S/n anuncia em português e todos viram pra nos encarar.

As reações foram engraçadas. Uns arregalaram os olhos, outros parecia a ponto de surtar e o resto estavam sorrindo em nossa direção.

- Essa é minha namorada.- S/n fala em português me encarando com um meio sorriso. Eu sorri ao entender o 'namorada'.

- Oi.- Falo meio tímida mordendo o lábio.

- Caralho! Eu pensei que a galera estava surtando num mundo paralelo onde Camila Cabello namorava minha prima.- Uma jovem diz parecendo incrédula.

Eu preciso aprender português e rápido.

S/n respondeu algo que também não entendi. Em seguida seus primos se levantaram e vieram me cumprimentar educadamente. Os dois meninos foram os primeiros, até conseguiram falar comigo em inglês e eu sorri os abraçando. Após eles, as quatro meninas vieram me abraçar e conversar rapidamente.

Logo estávamos sentados à mesa conversando animada, S/n me ajudando na hora de traduzir algumas coisas. Eu estava me sentindo bem com seus primos, eles são receptivos e bem divertidos, além da união maravilhosa deles com a S/n.

O almoço seguiu com bastante conversa. Sempre respondia o que eles perguntavam, o que na maioria das vezes era uma provocação pra S/n, essa que ficava emburrada.

Depois do almoço nós fomos para a sala. Os meus sogros tiveram que ir para o trabalho nos deixando ali conversando sobre tudo.

- Mas o que eu tenho que fazer pra conseguir ficar com a Lauren?- Karina pergunta em inglês me encarando e eu gargalhei alto com S/n.

- Boa sorte, Lauren é muito cu doce.- S/n fala em português para a prima.

- Lauren é difícil, mas cê precisa ter papo pra conseguir algo com ela.- Eu fala após parar de rir.

- Mano, se por foto eu já fico nervosa, imagina ver ela, eu ia falar muita merda.- Kari diz fazendo careta e eu ri.

É, Lauren tem esses efeitos nas pessoas. Eu faltava desmaiar perto dela antigamente. Agora eu falto desmaiar perto da S/n.

Passamos uns bons minutos conversando na sala. Mas logo eles foram embora exigindo outro encontro antes de irmos embora. Eu e S/n nos despedimos dele e eles foram embora.

- Agora temos que ir para nossa entrevista.- S/n fala abraçando meus ombros.

- É um programa de tv?- Questiono.

- Não, é um site de notícias sobre as celebridades, vamos gravar um vídeo pro YouTube.- S/n explica e eu assinto compreendendo.- Temos que ir.

- Vou pegar minha bolsa.- Falo nos separando.

Fui até seu quarto rapidamente e peguei a bolsa com meus documentos. Logo estávamos no carro indo para o local. Em mais ou menos vinte minutos minha namorada estacionou em frente a um prédio enorme.

Entramos juntas e logo as atenções voltaram para nós. Uma mulher se aproximou nos cumprimentando e nos levou até uma sala onde seria a tal entrevista. Entramos e vimos já tudo montado, câmeras, luzes, cadeiras e mais algumas coisas.

- Olá! Me chamo Rebeca.- Uma mulher morena fala sorrindo e nos abraçando.- Camila, prazer conhecê-la.

- O prazer é meu.- Falo sorrindo.

- Podem sentar.- Diz apontando para as cadeiras. Logo eu e minha namorada sentamos ali.- Então, combinamos de fazer a entrevista em inglês mesmo já que Camila não aprendeu português direito.

- Vou conseguir.- Falo convicta fazendo as duas rirem.

- Iniciamos em cinco minutos.- Rebeca diz e sai em seguida.

- Amor, vira, tem um pelo no seu rosto.- S/n fala e viro. Ela delicadamente passou o dedo tirando o pelo. Em seguida ela ajeita os fios da minha franja, eu sorri derretida.

Ela é toda atenciosa.

- Eu amo você.- Falo sorrindo e ela abre um sorriso.

- É uma honra amar você também, senhorita Cabello.- Diz fofa e eu não resisto em segurar seu rosto e encher ela de beijos.

Ficamos conversando abraçadas ali, enquanto a produção terminava de organizar as coisas. Rebeca voltou e sentou na cadeira ao lado, nos entregou microfones e logo iniciamos a entrevista.

- Olá. Estamos hoje com o casal mais fofo e shippado mundo, S/n e Camila.- Rebeca faz a introdução sorrindo.

- Olá, pessoas.- S/n fala acenando para a câmera.

- Oi.- Falo com a língua entre os dentes.

- Estão de férias pelo Brasil?- Ela pergunta nos encarando.

- Eu não, mas consegui organizar minha agenda pra vir.- Eu respondo.

- Eu estou de férias por enquanto.- S/n fala em seguida.

- Como vocês lidam com a distância?- Rebeca questiona.

- A gente até que se sai bem.- Comento no microfone e S/n concorda.- Sempre damos um jeito de nos encontrar.

- Quem sente mais os efeitos dessa distância?- Pergunta.

- Camila.- S/n responde sorrindo.- Ela é muito carente, assim por dizer. E durante a TPM isso piora.

- A quanto tempo de fato vocês estão juntas?- Rebeca indaga sorrindo.

- Uh, desde janeiro.- Eu respondo pensativa.

- Sim, foi quando conversamos e decidimos que era a hora de ficarmos juntas.- Minha namorada completa.

- S/n, o que achou do Romance?- Rebeca questiona.

- Mano, eu amei, de verdade.- S/n diz sincera me encarando rapidamente.- Não tem uma música que eu diga: não gostei.

- Qual sua favorita?- Rebeca pergunta.

- This Love, Should've Said It, mas eu tenho um amor muito grande por Shameless.- S/n diz sorrindo.

- Álbum perfeito.- Rebeca comenta.

- Obrigada.- Falo sorrindo com a língua entre os dentes.

- Certo, vamos brincar um pouco pra ver se vocês se conhecem mesmo.- Rebeca diz nos entregando quadros em branco e pincéis.- Eu vou fazer algumas perguntas e vocês escrevem reposta, o objetivo é ver se vocês pensam a mesma coisa.

- Entendi.- Eu falo.

- Vamos lá... Quem come mais?- Questiona lendo um cartão.

S/n deu um riso nasal e começou a escrever no quadro, fiz o mesmo.

- Podem virar.- Rebeca diz e assim fizemos.- Camila come mais.

- Sim.- Falo dando de ombros.

- Próxima... Quem é mais provável de ficar um mês sem aparecer em público?- Rebeca lê a pergunta.- Podem virar.

- A S/n é mais provável.- Eu falo vendo que acertamos novamente.- Se deixar ela fica dias sem sair de casa.

- Ah, eu gosto de ficar sozinha às vezes.- Se defende me fazendo rir junto de Rebeca.

- Próxima: quem é mais consumista?- Lê a pergunta. Escrevi no quadro rapidamente.- Virem.... Acertaram de novo.

- Camila passa o dia no shopping comprando roupa.- S/n diz revirando os olhos.- Eu sofro.

- Calada!- Exclamo emburrada.

- Próxima: quem é mais ciumenta?- Rebeca lê e nos encara.- Essa eu quero ver.

- Também quero ver.- Falo encarando desafiadora minha namorada. Ela riu começando a escrever e eu faço o mesmo.

- Vamos ver... Uh, erraram.- Rebeca diz ao ver as respostas. S/n escreveu meu nome e eu escrevi o dela.

- Ela sempre olha pra mim quando fazem essa pergunta.- Eu digo revirando os olhos e cruzando as pernas.

- Por que será, né?- S/n provoca.

- Por que será, nada! Você também tem muito ciúmes.- Eu falo encarando a brasileira que revirou os olhos.

- Em minha defesa, tem gente que abusa.- S/n fala encarando Rebeca que ria de nós duas.

- Então as duas são muito ciumentas?- Rebeca questiona.

- Muito não, mas somos ciumentas em determinadas situações.- S/n explica.

- Ok, agora eu vou perguntar pra uma, mas as duas vão responder, é tipo, o que Camila faz que a S/n não gosta e tals. Entenderam?- Rebeca explica e nós assentimos.- Vamos lá. Pergunta: qual o hobbie da S/n?

Nem precisei pensar pra escrever a resposta.

- Uh, que sintonia.- Rebeca diz surpresa ao ver que escrevemos 'música e fotografia' nos quadros.- Próxima: o que Camila mais come?

S/n deu uma risada escrevendo.

- Virem.... Banana, todo mundo sabe disso.- Rebeca diz rindo.

- Mano, Camila come banana demais. E eu não gosto de banana.- S/n fala.

- Sim, ela não gosta de banana. Não sei como namoro com ela.- Eu falo entortando os lábios.

- Já falei que nossos sentimentos vão além das nossas diferenças.- S/n diz e eu sorri beijando sua bochecha.

- Que casal fofo, gente.- Rebeca comenta.- Última pergunta: quem é mais provável de morrer num ataque zumbi?

Eu fiz careta e S/n riu.

- Podem virar...- Rebeca diz e viramos as placas.- Camila.

- Sim, eu morreria rápido.- Falo fazendo bico.

- Esse jogo acabou, mas vamos continuar com algumas perguntas.- Rebeca diz pegando os quadros e pincéis de volta.- Continuando... S/n, sabemos que você já tem um bom tempo no meio esportivo, o que mudou do início pra cá?

- Ham, acho que a minha forma de agir e pensar mudou algumas coisas. Eu abri minha mente pra tudo e passei a compreender melhor o mundo e as pessoas.- S/n responde pensativa encarando Rebeca.

- Como foi sua adaptação ao mundo dos famosos? Com toda sua condição e todo o preconceito presente ainda no mundo?- Rebeca questiona.

- Foi um pouco difícil. No início as pessoas esnobavam meu jogo por eu ser intersexual, tive que aprender a lidar com isso. Mas felizmente tinha pessoas que me apoiavam e sou grata as elas.- Minha namorada responde séria.

- Camila, como você age com todo o assédio e atenção que S/n recebe?- Rebeca me encara.

- Bem, eu tento entender sempre, porque eu sofro o mesmo. Não fico chateada, é o reconhecimento de seu trabalho e seria injusto eu impedir ela de atender os torcedores e fãs.- Eu respondo gesticulando.

- S/n, os Camilizers apoiam vocês, mas sempre vemos eles "ameaçando" você pra não machucar Camila, o que acha disso?- Rebeca pergunta.

- Bem, pra falar a verdade eu acho fofo todo esse cuidado e preocupação deles com ela.- S/n diz sorrindo segurando minha mão e retribui o sorriso.- Eu também tenho toda essa preocupação, talvez até mais, então eu quero que eles continuem assim. Mas fiquem tranquilos, eu amo Camila e não vou fazer nada de mal a ela.

- Awn!- Exclamo abraçando a brasileira de lado.- Te amo, babe.

- Aaahh eu não aguento esses momentos.- Rebeca diz sorrindo animada.- Então... Pra finalizar, talvez seja meio invasivo, mas os fãs pediram muito pra gente pedir isso.

- O que?- Questiono curiosa.

- Eles querem ver qual o papel de parede do celular de vocês.- Rebeca conta.

- Ah, tudo bem.- S/n diz pegando seu celular e eu pego o meu no bolso.- O meu papel de parede é uma foto da Cami de um ensaio fotográfico para o Romance.

Ela fala e mostra a tela do celular. Eu sorri derretida, ela tinha mudado a foto porque era uma nossa juntas.

- Eu amo essa foto, de verdade. Aqui eu vejo a alma real de Camila, todas suas características físicas muito bem destacadas e sua alma exposta.- S/n fala lindamente ainda com o celular em direção a câmera.- Sou completamente apaixonada.

- Vocês são tão fofas, meu Deus!- Rebeca exclama fingindo limpar uma lágrima.- Sua vez, Camila.

- Bem, a foto do meu papel de parede é uma de nós duas juntas. Estamos abraçadas e S/n está beijando minha testa.- Eu falo mostrando a tela do meu celular.- Essa foto foi a Dinah que tirou em um dos nossos rolês, eu amo essa foto porque é como nós somos. Sempre abraçadas, ela sempre beijando minha testa e eu fico toda boba com esse ato.

- Ah, essa foto é linda.- Rebeca comenta sorrindo aberto.- Cara, eu shippo muito.- Diz nos fazendo rir.- Casal, muito obrigado por virem. Eu amei entrevistar vocês e espero nos encontrarmos mais vezes.

- Nós amamos estar aqui.- S/n diz sorrindo.

- Sim, sim.- Concordo.

- É isso, gente. Esse foi nosso casal do ano. Espero que tenham gostar, até a próxima.- Fala encarando a câmera. Acenamos sorrindo e logo foi finalizado a entrevista.

Eu e S/n conversamos com a produção por alguns minutos, tiramos fotos com eles, e avisaram que o vídeo será postado amanhã, após a edição. Nos despedimos e saímos do prédio. Era finalzinho de tarde já.

- Amanhã a entrevista será lá em um estúdio de tv.- S/n avisa começando a dirigir.

- Contaram como vai ser?- Pergunto acariciando a nuca da brasileira.

- Disseram que vão fazer uma surpresa pra uma fã nossa, além de que você vai cantar também.- Ela explica.

- Ellen me falou da apresentação.- Eu digo.

- O roteiro iremos saber lá.- Ela diz me encarando pelo canto do olho.

Em pouco tempo já estávamos chegando na mansão de seus pais. Fomos para o quarto, S/n ficou na cama enquanto eu fui tomar um banho.

Quando eu saí, ela entrou pra fazer o mesmo. Deitei na cama já vestida e fui falar com meus pais e contei sobre meus dias no Brasil. Conversei com Sofi rápidamente, logo desliguei a ligação.

- Como eles estão?- S/n pergunta vestindo uma boxer preta e um short de algodão.

- Estão bem e com saudades de nós.- Falo sorrindo.

- E as meninas?- Questiona vindo até mim.

- Mandaram mensagem no grupo, ainda não vi.- Respondo vendo ela deitar por cima de mim.- Amo esse seu cheiro de rosas.

- Faço o que posso.- Diz distribuindo beijos em meu rosto.

Abracei seus ombros e selei nossos lábios num beijo calmo. Eu amo a sensação de nossos lábios perfeitamente encaixados, os sentimentos em rebuliço no meu corpo e o nervosismo sempre que estamos juntas.

Não dá pra negar que eu estou totalmente entregue à brasileira.

- Meus pais chegaram, vamos descer.- S/n fala após separar nossos lábios.

Nos levantamos e descemos para a sala onde meus sogros entraram em seguida.

- Pensei que não estavam em casa.- S/m fala nos encarando.

- Chegamos a pouco tempo.- S/n responde me puxando para o sofá.

- Dona Regina deve ter deixado o jantar pronto.- S/p diz tirando o paletó.

- Podem tomar banho, esperamos vocês pra jantar.- S/n diz e eu concordo.

- Já voltamos.- Minha sogra diz e logo eles subiram.

Eu e S/n ficamos ali assistindo uma novela, eu não estava entendendo nada, S/n tinha que traduzir algumas coisas.

Eu preciso aprender português logo.

>>>>>>>>>>>>

Os dias passaram rápido, passamos quase uma semana no Brasil. Eu e S/n tivemos alguns compromisso do trabalho pela cidade e concluímos tudo. Aproveitamos o tempo com meus sogros e os primos da minha namorada que são maravilhosos, conheci também as amigas da minha namorada, Hanna e Priscila. Todos me acolheram muito bem.

Infelizmente, hoje nós voltamos para LA. Estamos agora no aeroporto, os pais de S/n, seus primos e amigas tudo conosco.

- É o nosso voo.- S/n fala se levantando.

- Sim.- Falo fazendo o mesmo.

- Bem, galera. É isto. Vou sentir saudades, mas prometo voltar assim que der.- Minha namorada diz em português.

A sessão de abraços iniciou, abraçamos todos, minha namorada chorou abraçando cada um deles.

- Eu amo vocês demais, tá?- Ela diz com a voz embargada encarando todos. Eu dei um meio sorriso acariciando seu braço.

- A gente te ama também, S/a.- Júlia fala já chorando.

Nos despedimos deles e logo estávamos indo para o embarque. Entramos no avião e nos acomodamos nas poltronas. Abracei minha namorada que ainda estava abatida pela despedida.

- Oh, vida. Logo você vai ver eles novamente.- Falo serena acariciando as costas dela enquanto ela tinha o rosto no meu pescoço.

S/n suspirou me apertando em seus braços. Nos separamos pra colocar o cinto e logo estávamos abraçadas novamente.

Nossa viagem durou mais de seis horas, chegamos em LA de madrugada já. Fomos direto pro meu apartamento.

- Estou exausta.- Eu falo suspirando ao entrar em casa.

- Eu também, amor.- S/n diz.

- Preciso dormir.- Falo indo para o quarto sendo seguida por minha namorada.- E tomar um banho também.

Deixamos nossas malas e mochilas pelo quarto, e seguimos para o banheiro. Eu já estava quase dormindo, S/n me deu banho e saímos poucos minutos depois.

Nós nem vestimos nada. Só nos jogamos na cama, ligamos o ar condicionado e nos abraçamos. Era ótimo dormir grudada ao corpo quentinho dela.

- Boa noite, babe. Amo você.- Eu sussurro beijando seu pescoço.

- Boa noite, amor. Amo você também.- Ela diz no mesmo tom beijando minha testa.

Me aconcheguei mais em seu corpo e me permiti dormir em seus braços.


Notas Finais


TATTOOS DA S/N
https://pin.it/higulyae4isgtn
https://pin.it/zk7bcpyejitycr
https://pin.it/bdquazdpgekydt

PAPEL DE PAREDE DA S/N
https://pin.it/s2hdlpkx5uk6zf

PAPEL DE PAREDE DA CAMILA
https://pin.it/454q3m6enf6hxk

Oi, amores!

Capítulo pequeno, desculpe. Só pra não deixar vocês sem atualização.

Obrigado a todos pelos feliz aniversário kkkkkkkkk amo vcs, perfeitos

Comentem aí!
Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...