História Between two worlds - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um capítulo, e mais um lindo personagem novo para a fic.
Estão gostando? Espero que sim👍
BOA LEITURA
BJS😙

Capítulo 11 - "Eu protejo você"


Fanfic / Fanfiction Between two worlds - Capítulo 11 - "Eu protejo você"

POV NOHA

Quando vou tomar banho fico boquiaberto com o tamanho do banheiro, e olha que este é só o quarto de hóspedes.

O piso é de mármore, tem um closet, banheira e tudo quanto é produto de cabelo, corpo e estas coisas.

Enchi a banheira e fiquei morgando, com a metade o rosto na água, perdido em meu pensamentos.

Como eu quero morar aqui de verdade, acordar sentindo o cheiro de sangue mágico, proteger a Pyper, mas isso não vai acontecer.

Eu querendo ou não a Pyper é mais forte do que qualquer ser místico deste mundo. É mais fácil ela me proteger do que eu Proteje-la.

Com este pensamento, afunfei ainda mais meu rosto na água ,frustado, deixando só o meu nariz de fora.

Quando me vestir e fiz tudo que tinha para fazer, saio do banheiro, não sei por que mais sentindo um calafrio vindo da Pyper.  É melhor eu descer para ver se ela está bem.

Quando cheguei na cozinha, Pyper estava muito concentrada, mechendo no seu celular, esperando a comida esfriar.

Ela ainda não percebeu que eu estou aqui, mas eu sinto seu desconforto. Eu me sinto mal sabendo que ela fica tão desconfortável perto de mim e...

---Não se preocupe, Noha---Ela falou virando-se para mim, deixando o celular de lado e sorrindo para mim---Eu estou desconfortável pois sinto que estou sendo vigiada, mas não é você---Ela veio em minha direção e me abraçou deixando meu rosto em seu pescoço.---E eu não tenho medo de um simples vampiro.---Ela falou brincando comigo.

---Deveria, pois se eu quiser eu te ataco agora mesmo---Falei entrando na brincadeira.

Ela me olhou com uma cara de "você não seria doido" . A Pyper ja descobriu tudo sobre os druidas, pois meu pai lhe deu aulas por mensagem, então ela sabe fazer algumas "coisinhas" para se proteger de seres como eu.

Ela se afastou de mim e eu fiz minha melhor cara de quem não gostou de sua atitude.

---Hã que foi?---Perguntei fazendo bico.

---Bem, vou tomar banho enquanto a comida esfria, Noha tem como você colocar a mesa?---Ela perguntou e eu acenti.

---Mas estava tão bom---Bufei e ela só riu.

[QUEBRA DE TEMPO]

Depois de uns dez minutinhos, eu de novo senti a Pyper tendo um calafrio, por que será que isso está acontecendo? Não é uma coisa normal de se acontecer. Nem mesmo com seres sobrenaturais.

É como se ela sentisse que algo ruim  ou bom vai acontecer, mas é impossível, está é uma habilidade só dos magos.

A Pyper desceu um pouco perturbada, me tirando de meus pensamentos e se sentando na mesa.

---Vamos comer?---Ela falou para mim e sorriu, eu acho isso incrível, mesmo ela estando com um pressentimento estranho, ela consegue sorrir.

Começamos a comer em silêncio, mas um silêncio confortável, eu não queria quebrar esse clima legal mas preciso perguntar, então...

---Pyper, quando você me disse que seu desconforto era por causa que você se sentia sendo vigiada, como assim---Fui dereto com ela.

Pyper ficou quieta pesando e olhando para sua comida, até ela parar de bricar com a carne, e olhar para mim com uma expressão seria.

---Sabe no dia que você e seu pai vieram aqui, oito anos atrás?---Ela perguntou e eu acenti---Bem, neste dia, quando você me falou para ir primeiro para o meu quarto pois você queria ESCUTAR a conversa de nossos pais.---Ela me olhou acusatório e eu sorri sem graça,como ela sabe que eu fui espionar nossos pais?---Quando eu fui para o meu quarto, e vi um garoto pulando da janela, ele tinha um olhar, que me causa calafrios sempre que eu me lembro dele. Desde que eu voltei, eu sinto alguém me vigiando com a mesma intensidade que aquele garoto me olhou quando eu entrei no quarto.

---Nossa, e você já falou isso para alguém?---Perguntei desacreditado no que ela me disse.

---Eu Ja falei para a Lia, mas ela falou para mim não me preocupar com isso.---Ela respondeu sorrindo.---Bem, vou dormir.

Ela se levantou da mesa e eu não sei o que deu em mim, mas quando vi estava quase mordendo o pescoço da Pyper.

---N-Noha o q-que você está fazendo?---Ela perguntou assustada e eu só para desfarçar, lembi lentamente seu pescoço. Mas não vou mentir, eu gostei de ter feito isso.

Quando olhei para a cara dela ela estava completamente vermelha, mas a cor passou quando ela me agarrou e me abraçou, afundando eu rosto no meu ombro (pois ela é só alguns centímetros menor que eu).

Eu senti de novo,  senti a Pyper tendo um calafrio e ela de novo ficou assustada.

---Pyper o que você sentiu?----Perguntei sério enquanto ela ainda estava com o rosto em meu ombro.

Ela não me respondeu, e ficamos abraçados por mais uns segundos até a Pyper se afastar de mim.

---Nada---Pela primeira vez, ela ficou completamente séria, ela nem fez questão de forçar um sorriso---Bem, boa noite.

Ela foi andando com calma para o seu quarto. Quando eu olhei para o espelho que fica na sala e vi meu rosto completamente roxo de vergonha.

Por que eu lembi o pescoço dela? Eu poderia simplesmente ter cheirado mas eu lembi, será que ela reparou que eu queria seu sangue? Espero que não.

Terminei de comer e fui para o meu quarto dormi.

POV PYPER 

Eu acordei bem cedo, estou com tanta preguiça, não quero levantar, então como ainda é cedo vou focar deitada.

Por que será que o Noha me lembeu? Foi estranho, mas um estranho bom. Eu não vou mentir falando que eu não gostei, por que eu gostei muito.

Mas eu sei que ele ia me morder ao invés de lember, eu não estou muito a fim de tocar no assunto com o Noha, é melhor ele pensar que eu não percebi.

Me levantei e fui para o banheiro tomar banho. Eu me vestir com um short jeans e uma blusa de frio branca que cobre toda a roupa que eu estou por baixo.

Depois de fazer toda a minha higiene matinal, eu saí do banheiro e fui em direção a porta, mas eu senti uma movimentação estranha em minha janela mas quando olhei, eu não consegui ver nada, mas a janela estava aberta.

Fechei a janela e fui para a cozinha fazer o nosso café da manhã.

Fiz torta de morango, suco de manga e café. Quando eu olhei para trás vi o Noha com a cabeça deitada em cima de sues breçao na mesa. MEU DEUS, ELE TEM QUE PARAR DE APARECER ASSIM SEM FALAR NADA, ALGUM DIA EU AINDA VOU ME ASSUSTAR DE VERDADE.

---Descupa, eu não queria te assustar---Ele falou sorrindo.

---Bom dia---Sorri também----Vamos tomar o café da manhã.

Tomamos café, mas falamos mais do que comemos. Quando eu acabei me levantei e fui lavar as louças.

---Bem, eu tenho coisas para fazer no meu quarto---Falei mas antes de eu ir, Noha segurou meu pulso e me cheirou, desta vez não foi como as outras, foi com desejo. Quando foi a ultima vez que ele Tomou sangue?

---Se acontecer de novo me chama---Ele falou se referindo ao que eu senti ontem.

Quando cheguei no meu quarto e fechei a porta, me deparei com uma figura de um garoto, aparentemente da minha altura e idade, ele tem o cabelo preto e olhos lilás bem claros, ele estava sentado na quina da janela.

---Ahhhhh---Eu gritei, ele foi em uma velocidade surpreendente e tampou a minha boca.

---Shiii---A voz dele era bem calma e firme---Não vamos querer começar errado, meu nome é Willian. Eu sei quem você é.---Me soltou---Eu protejo você.

---Como assim, você me protege?---Perguntei curiosa.

---Desde que voc--

A fala dele foi cortada por um chute muito forte na boca de seu estômago, que Noha deu nele. 

---Will? O que você está fazendo aqui?---Perguntou Noha me segurando pela cintura.

William tirou Noha de perto de mim e cheirou meu pescoço, eu fiquei paralisada.

---E-ei, m-mé solta---Falei surpresa.

---O Noha você deixa né?---Ele me falou acusatório---Mal sabe você o cheiro bom que tem...Mas respondendo a pergunto do idiota ali, o David me mandou vigiar a Pyper faz anos.

---Por que?---peruntamos eu e o Noha juntos. Nossa conversa ficou bem mais calma.

---Olha se meu tio chega em mim e fala"cuide da druida" eu faço sem questionar ou perguntar.---Falou Willian indiferente.

---Vocês são primos?---Perguntei desacreditada. E eles acentiram---Mas você não é um vampiro.

---Você é realmente muito esperta---Ele falou calmo---Eu sou um "soota". Sootas são a mistura de demônio com ghous.

---Você é a pessoa que tem me dado calafrios---Falei estressada---Como?

---Os druidas sentem calafrios quando estamos por perto e sentem quando estão sendo vigiados, pois para vocês que são uma mistura entre todos os clãs, sentem a nossa aura maligna---Ele falou rindo.

---E como assim" Eu te protejo"?---Estou com raiva, o que eu estava sentindo era muito ruim, mas agora chega a ser um pouco agradável.

---Você se lembra no dia em que flagrou um garoto pulando da sua janela?---Ele me perguntou e eu acenti---Era eu, o tio David me falou para sempre ficar te vigiando e te protegendo, eu já te protegi de muitas coisas. Mas mudou quando você se mudou para a Inglaterra, você tinha a Lia para te proteger,  mas agora sou o seu Guarda-Costas.---Ele sorriu para mim e eu sorri de volta.

---Tá mas o que está fazendo aqui dentro?---Perguntou Noha, bem mais calmo.

---O Tio David falou para mim morar aqui com vocês até o clã dos magos chegar---Deu de ombros---Claro Pyper, se você não se importar.

---Não me importo, fique a vontade---Falei sorrindo---Mas é...Eu ainda vou sentir aquele calafrio de antes?

---Não, aquilo eu estava fazendo para afastar os lobisomens de perto da casa---William falou.---Noha você está realmente forte, e bem mais rápido, não vejo a hora de eu ver você lutando na guerra---

---Você também mudou muito, primo---Falou Noha dando um" toca aqui" com o William.

---Você pode ficar no outro quarto de hospedagem---A cada dia que passa eu fico mais confusa.

Eu dei um passo é senti uma dor de cabeça insuportável,  me ajoelhei no chão e coloquei as mãos sobre minha cabeça, mas essa dor não para, é horrível...

EU não aguento, eu já estou chorando de tanta dor, o William e o Noha estão tentando me ajudar mas não está adiantando nada...Eu não consigo mais ficar acordada...

TUDO FICOU PRETO

[CONTINUA...]


Notas Finais


O que vocês acharam do William?
O que acham que vai acontecer com a Pyper?
O que será que aconteceu?
SOOTA é uma coisa que eu mesma criei, então não vale a pena pesquisar sobre, mais ainda vamos descobrir muitas coisas sobre eles.
Comentem o que acharam, ou respondam minha perguntas.
Até o próximo.
BYE✋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...