História Between Two Worlds (ABO) - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abo, Bangtan Boys (BTS), Comedia, Drama, Hoseok, J-hope, Jimin, Jungkook, Sobrenatural
Visualizações 9
Palavras 2.276
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha quem apareceu!! rsrs desculpa pela demora, no mês passado eu estava em semana de prova, e no inicio deste mês eu estava sem muita criatividade, e já peço desculpas caso o cap de hoje esteja um pouco fraquinho. Valeu pessoas!

Boa leitura ^-^

Capítulo 11 - Estranho..


Stella Bittencourt 

Segunda-feira 02 de Maio de 2016          8:45 AM

A jovem Stella acordou em mais um dia dos seus vinte e um anos antes do seu aniversário passando mal, levantou rapidamente da cama correndo para entrar dentro do banheiro o mais rápido possível, quase caindo por cima da Asha que estava dividindo a cama consigo desde a noite passada. Ao chegar perto do vaso logo se ajoelhou no chão e se debruçou no mesmo, já colocando tudo para fora, tudo e até o que não tinha. Ao terminar de vomitar até o que não tinha no estomago, Stella foi a pia lavar a boca e escovar os dentes, ao terminar saiu do banheiro, logo dando de cara com a claridade fortíssima batendo contra o seu rosto, fechou os olhos rapidamente e logo uma tontura a tomou mas antes de se encontrar com o chão teve seus braços segurados para que se sustentasse e ficasse de pé, logo depois a pessoa que há segurou levou-a até a borda da cama e a fez sentasse na mesma.

 

-Stella, Stella! Vamos diga algo! Você tem a plena certeza que esta bem? - Falou claramente com um tom preocupado -

-Uh? Ah! Tenho sim, fica calma Asha! Isso acontece todo ano um dia antes do meu aniversário. Por isso não precisa ficar preocupada, eu já estou acostumada . - Falou de uma maneira calma para talvez, fazer ela entender e deu de ombros ... O que não deu muito certo. -

-Como? Como você gostaria que eu mantivesse a minha calma? Stella, seus pais saíram e só  voltam talvez na próxima semana, sua irmã foi trabalhar e não volta amanhã e muito menos hoje, e o seu avô, bom o seu avô está por aí em algum canto, ele disse que ia sair, só não disse para onde ia, anda pega as suas coisas nós iremos ao médico. - Falou e já deu as costas para a Stella indo na direção da sua mala -

-Aish! Você sabe que não precisa disso tudo, afinal você também me disse que passa mal antes do seu aniversário!

-Sim isso realmente acontece, mas olhe, quando isso acontece a minha avó está em casa e me ajuda bastante! Só que aqui você está sozinha e eu não faço ideia do que fazer ... - Falou virando-se de frente para Stella -

-Ok! Então eu te digo o que fazer! - Falou entusiasmada -

-Mas hoje você não tem faculdade? Alias você já esta um tanto atrasada não? - Perguntou com uma expressão de dúvida e checando as horas no celular -

-Tenho sim, mas faltar uma vez ao ano não faz mal e eu estou doente, você sabe disso.

-Então tá, vai tomar um banho vai, eu fico aqui te esperando e depois eu entro no banheiro tá?

-Tá, mas eu vou tirar o meu pijama aqui mesmo ok? Algum problema nisso?

-Mas porque você não tira o seu pijama no banheiro?

-Aish, eu iria ficar com frio tá, e eu tô achando aqui mais quentinho ... Aff me deixa em paz Solarim!

-Claro, claro Bittencourt ... Vai em frente.

 

Stella se levantou da cama e antes de tudo procurou um roupão para se vestir depois do banho, ao encontrar o roupão voltou para perto da cama e começou a tirar a parte inferior do seu pijama, ao acabar logo sobe seus braços e começa a desabotoar cada botãozinho da sua roupa superior os retirando das suas casinhas e logo após retirando a roupa que ainda estava em si, terminando assim ficando apenas de langerie. Pôs o roupão e quando já estava se dirigindo para dentro do banheiro ouviu o seu nome ser chamado, olhou na direção do som encontrando uma Asha lhe olhando e possivelmente querendo lhe falar algo.

 

-Stella...

-Hm?

-Não sabia que você tinha tatuagens ... Fez quando?

-Tatuagens? Não - riu soprado - eu não tenho tatuagem.

-Mas então o que é isso nas suas costas? - perguntou com uma fece curiosa -

-Ah - coçou a nuca - tá falando sobre essa frase aqui? - colocou a mão atrás do ombro esquerdo -

-Sim! Essa mesma ... Como é que você diz que não é uma tatuagem?

-Bem, porque não é uma. É uma marca de nascença na verdade ...  Já nasci com ela. Agora entende que não é uma tatuagem?

-Ah ... Sim entendo, você, você deixaria eu ver mais de perto?

-Uhum, pode vim - abaixou um pouco o tecido do roupão que lhe cobria, deixando metade das costas amostra - vem logo porque eu quero tomar o meu banho ainda.

-Aff, tá bom, tá bom - disse se aproximando - uoow, ela é linda - disse passeando com os dedos sobre a marca na pela atrás do ombro esquerdo da Stella - It's like a bestfriend but more - É como um melhor amigo porém mais - it's the one person in the world who knows you better than anyone else. -  é a única pessoa no mundo que te conhece melhor do que qualquer outra pessoa. - It's the one person who ... - É a única pessoa que ... - suspirou e continuou fazendo linhas invisíveis naquela região da pele da mais velha, ficou mais um tempo assim até que se afastou e fez a seguinte pergunta: - Cadê o resto?

-O resto do que? - respondeu se virando e ficando de frente para Asha -

-Da frase ...  Eu acho que está faltando algo.

-Ah, sobre isso, bem eu e minha irmã achamos que ela é incompleta mesmo sabe ... - respondeu recolocando o roupão da mesma maneira que antes estava no seu corpo -

-Hum, estranho, bem vai logo terminar ou começar o seu banho, decidi que eu vou tomar o meu banho em outro banheiro da casa ok?

-Oh, certo, vou aqui - entrou no banheiro e fechou  a porta -

-Estranho ... - murmurou para si mesma -

 

A morena mais nova procurou as suas mudas de roupas e uma toalha, ao achar tudo saiu do quarto da morena mais velha e foi até um dos banheiros que tinham espalhados por toda aquela residência.

 

[...]

 

Depois do banho ambas estavam na cozinha tentando fazer um chá para a morena mais velha tomar, porém a mesma não estava  colaborando nada com a situação, se negando a dizer onde a mãe da mesma guardava uma das flores para sempre que a filha passasse mal.

 

-Anda Stella fala logo! Ou eu irei dizer aos seus pais que faltou a faculdade hoje porque não queria beber o chá!

-Você não seria capaz disso! - comprimiu os olhos como se fosse para ver se a outra tinha mesmo coragem para fazer isso consigo -

- Não me desafie!

A Stella ficou um tempo calada apenas observando os passos da outra em sua direção ainda com os olhos mais comprimidos do que antes.

-Ok! Chata ... - sussurrou a última parte -

-Também te amo more agora me diga, aonde está essa desgraça de flor?

-Olha a boca viu queridinha ... Ela está dentro daquela parte do armário atrás de um pote preto,  e ela está dentro de um pote azul.- sinalizou com o dedo indicador tendo toda a atenção da mais nova para si -

-Hum, ok, me passe esse banquinho ai vai. - apontou para um banco que estava próximo a Stella -

-Toma ... - empurrou o banco na direção da mais nova -

A mais nova pegou o banco e subiu no mesmo para poder alcançar aquela parte do armário que fica mais alto que os outros, abriu as portas e logo avistou o pote preto, o arrastou para o lado logo encontrando um potinho azul marinho com uma tampa dourada, pegou o mesmo e espirou, não sabia como fazer chá usando flores desse tipo, apenas sabia fazer chá com a sua própria flor, ou como a mesma costuma dizer: a flor que a minha avó prepara para o meu chá.

Deu um pulo nada discreto descendo do banco, já tinha uma ideia em mente de como fazer o chá, já viu a sua avó aprontando o seu ... Não deve ser diferente certo?

Certo!

Foi de encontro a bancada da cozinha onde já estava a água quente dentro de uma chaleira e um recipiente com um machucador, colocou o pote azul encima da bancada e o abriu pegando a flor que continha dentro do mesmo.

-Que tipo de flor é essa Star? Você sabe dizer? - a chamou pelo apelido de infância que descobriu ser Star a uns dias atrás -

-Hum ... - se encolheu ainda mais dentro de um cobertor que convenceu a mais nova a deixa-la leva-lo para a cozinha pois estava um pouco febril - essa é a flor de Lótus, uma antiga conhecida da minha família, e como me levar aos médicos já não estavam dando retorno algum minha mãe decidiu tentar a flor e bem, deu certo né ...

-Hm, a flor que eu uso para fazer um chá para me acalmar nesse período é a flor de Smeraldo.

-Uh, uh! Já ouvi falar desta flor, minha mãe falou que ela fazia muito bem a uma das irmãs dela, só que a mesma me disse que nunca precisou destas flores, eu a acho muito sortuda ...

-Avá, que bom que ela não precisa usar essas flores, mas nós precisamos e eu quero que você saia daqui da cozinha que eu já vou começar a fazer a minha mágica ... - disse num tom brincalhão com um sorriso bobo brincando nos lábios avermelhados pelo protetor labial -

-Mágica, mágica, sei ... Bom, tchau e até a alguns minutos ... - disse saindo do cômodo - 

 

Apenas a mais nova ficou na cozinha, acabou pegando novamente a flor que sequer notou quando a pôs encima da bancada, a pegou e a colocou dentro do recipiente que tinha ali, logo após pegou o machucador e começou a amassar a flor dentro do recipiente, quando terminou pegou a água quente e a derramou dentro do recipiente e o deixou ali descansando por alguns minutos, logo após pegou uma peneira afim de coar todo o liquido, ao terminar saiu da cozinha indo na direção da morena mais velha que estava deitada no sofá encolhida mais que tudo. Ao chegar mais perto tocou a pele do pescoço da mais velha com as costas da sua mão e notou que a mesma estava queimando em febre, deu leves tapas pelo rosto adormecido da garota afim de faze-la ao menos abri os olhos, e ao conseguir que a mais velha abrisse os olhos pode observá-los com mais afinco e pode notar que as íris estavam dilatadas, mais fortes e intensas do que antes ... A deixando um pouco inerte e perplexa por alguns segundos e até sentiu um arrepio subir em sua coluna ao ter aquelas orbes miradas em si, sentiu medo, só não entendeu o porque dele.

 

-S-Stella - gaguejou e por isso pigarreou não estava entendendo o porque de todo aquele nervosismo - Stella, aqui está o chá. - disse rapidamente e pondo o chá na mesa-de-centro da sala tão rápido quanto disse essa frase, e se sentou no outro sofá da sala logo depois -

-O-ok, aish tô tonta - disse se levantando um pouco mole e indo em direção ao chá, ao pega-lo sentou-se perto da menor que se encolheu não sofá por nem um motivo aparente - o que foi Asha? - perguntou curiosa, pois, porque a sua amiga estava agindo daquele modo estranho? -

- A-ah, nada t-to só percebendo agora ... Você exagerou um pouco no perfume, não? Tá mais forte e eu não gostei muito não ... Por algum motivo isso está me incomodando - disse logo sobre o aroma da morena mais velha que estava um tanto mais forte -

-Oque? Mas eu nem estou usando perfume ... Você que pôs perfume de mais, não está sentindo? 

-Ahn? Aish, deixa, vamos beba tudo, eu vou ao banheiro ok?

-Tá, ok.

 

A morena mais nova saiu rapidamente da sala, se sentia um pouco tonta e as suas pernas estavam fracas e acabavam por falharem, se não fosse por uma parede que existia naquele corredor com certeza ela teria ido ao chão. Chegou ao banheiro por fim, ainda sentia um pouco daquele perfume, (meio que exagerado na sua opinião) com certeza a sua amiga passou muito ao sair do banho, mas porque ela não tinha sentido antes? E também estava sentindo algo diferente dentro de si, sentindo como se algo que estava lhe faltando antes, não estava mais fazendo falta. De alguma maneira ela se sentiu completa, mas o que estava faltando?

Enfim, ela relevou essa parte, talvez estaria ficando louca? Bom, pode ser que sim ou pode ser que não. Decidiu por fim ignorar isso também e ir lavar o rosto com um pouco de água fria para ver se despertava mais um pouco não? Vai que ela ainda está dormindo? Quem sabe ...

Saiu do banheiro sem cerimônia alguma e foi novamente para a sala, estranhamente o cheiro do perfume da morena mais velha ali presente havia diminuído e agora estava ate mais suportável (opinião da menor) se aproximou um pouco mais do corpo da garota, notando que a mesma tinha caído no sono novamente, retirou o copo de vidro das mãos da garota e o colocou sobre a mesa-de-centro, logo chegou um pouco mais perto da mesma novamente a arrumando no sofá para não ficar com alguma dor muscular mais tarde ... A morena mais nova não se lembrava de algum dia antes do seu aniversário ficar como ficou hoje ... Foi um dia estranho e um pouco corrido, e o mais frustrante disto tudo ... O dia mal começou! 

 

Stella Bittencourt .


Notas Finais


eeee ótimo. Tomei vergonha na cara e postei.

E aí? Ficou bom? Uh, espero que sim...

Bom até o próximo cap ... Bjus ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...