História Beulleodeu Mun - SHORTFIC - - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Abo, Alfa, Beta, Bts, Jikook, Kookmin, Lobo, Ômega, Romance, Shortfic, Sope, Taekook, Taekookmin, Vkook, Vmin, Yoonseok
Visualizações 39
Palavras 1.222
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Ficção, Lemon, LGBT, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então my sweets, aqui estou eu com uma shortfic 😄 A história vai conter cinco capítulos, queria fazer mais, só que eu tô indo com calma pra não escrever qualquer besteira aqui, tá bom? Espero do fundinho do core que gostem do enredo, deixo vocês com o primeiro capítulo, boa leitura 😊

Capítulo 1 - Fumaça e Fogo


O Condado de Mun era uma espécie de distrito sul coreano localizado no litoral do país. Havia muita fartura de alimentos e imensas riquezas, como alguns diamantes espalhados pelas cavernas submarinas das praias. Alfas, betas e ômegas viviam tranquilos por lá, e mesmo que existissem diferenças sociais, estas eram muito poucas.

Um lugar quase utópico, se não fosse pelos desastres climáticos que aconteciam uma vez ou outra. Porém, nada abalava o orgulho dos moradores de Mun, e o pequeno ômega que olhava a praia pela janela de seu extenso quarto também compartilhava os mesmos sentimentos dos moradores, coragem.

Yoongi se direcionou ao seu maravilhoso — e nada modesto — closet, vestindo uma calça de tom claro, blusa branca e um colete preto. Segundo o garoto, aquela era simplesmente a combinação perfeita. Penteou seus fios que amanheceram rebeldes e rumou até o local que o restante dos Min tomavam café.

— Bom dia família — cantarolou sorridente, já pegando uma xícara do líquido negro e sentando-se à mesa.

— Meu bolinho está feliz não é mesmo?! — disse satisfeita a matriarca da casa, colocando a fatia de pão que restava em seu prato todo na boca — Taehyung e Jimin avisaram que viriam lhe buscar ajudá-los a escolher o enxoval do filhote.

Tae e Minnie sempre foram muito ligados, tão ligados que apaixonaram-se pelo mesmo alfa, o herdeiro da família Jeon. Logo Jungkook se rendeu aos encantos dos lobinhos e casou com os dois. Agora Jiminnie estava carregando o primeiro filhote da união tripla, e contagiava a todos com seus sorrisos.

— Terminei meu café omma, estou indo — beijou a testa da mulher e a bochecha de seu appa, que lia o jornal concentrado. — Yoon, suas torradas mal foram tocadas… — tentou advertir, mas o filho já tinha ido porta a fora.

O menino andava silenciosamente pelas ruas do condado, cumprimentava aqueles que lhe dirigiam a fala e acenava a algum conhecido. Avistou dois ômegas loiros em frente à melhor loja de artigos infantis dali.

— Park, Kim — gritou os antigos sobrenomes só por provocação.

Os dois olharam e chamaram o amigo com um gesto nas mãos.

— Veio rápido, isso é bom — conclui o mais novo ali presente.

— Não seja abusado hyung — queixou-se Jimin — Nosso sobrenome é Jeon, assim como Kook.

O mais velho apenas ria, achando fofo o bico que o pequeno formava quando a raiva deixava seu rostinho vermelho.

Entraram na loja pegando tudo que viam pela frente e jogaram nas cestinhas que carregavam, o ventre de Minnie estava enorme, na visão do Min, nunca vira gestação mais esquisita, a cada dia que passava parecia que o amigo havia engolido dezenas de melancias.

Yoongi poderia até estar exagerando, mas ele mesmo não imaginava seu corpinho acoplando aquilo tudo. Uma cena até que assustadora na cabecinha do hyung.

Após tantas compras eles foram tomar chá na residência dos Jeon, um casarão maior que o da família Min. A propriedade era vizinha da casa de duas famílias, a Kim e a Jung.

A primeira era a família de Taehyung, moravam agora no lar seu irmão ômega Jin e o esposo deste, o alto alfa Namjoon. Ambos tinham três filhotes, Munhee, Myungdae e Myungsuck. A outra casa pertencia aos Jung, eles eram comerciantes em ascensão, além — é claro — de serem betas.

Os Jung se constituíam em quatro pessoas, a senhora e senhor da casa junto de seus dois filhos gêmeos, Jiwoo e Hoseok.

Só que havia uma exceção, o único filho homem do lar nascera alfa, quebrando uma geração toda de lobos da mesma classe.

— Yoonie? — chamou o loiro mais novo — Estávamos falando com você.

— Desculpe — falou sem graça — O que diziam mesmo? — o moreno deu um de seus melhores sorrisos gengivais a fim de escutar os amigos.

— Claro… — Tae refletia enquanto voltava ao assunto anterior — Ontem a noite Jimin, Jungkook e eu fizemos gostoso!

O de cabelos pretos engasgou na hora, não estava esperando aquele tipo de conversa, aliás, que tipo de conversa era aquela?

O loirinho mais velho apenas balançava a cabeça concordando com tudo que seu Tae Tae revelava, apenas uma pessoa estava de fato incomodado com a cena.

Aish, eu não quero ouvir o que vocês três fazem quando estão a sós — tapou os ouvidos com as mãos formando uma carranca — Principalmente com um de vocês grávido.

— Deixe de ser esquisito hyung, nós sabemos muito bem que você é o mais safado de todo o condado — exclamou Minnie — Pensa que não percebemos seus olhares pra casa dos Jung quando vem aqui? Eu sei muito bem que essa sua cabeça indecente deseja Jung Hoseok!

— E ele não tá falando só da cabeça de cima viu — alfinetou Taehyung.

Yoongi parecia um tomate, vermelho de tanta vergonha. Os outros ômegas continuaram a lhe expor sem o menor pudor.

EU QUERO MORRER — pensou.

— Aposto que Hobi hyung marcaria ele no bumbum pálido, já que ele tem a pele quase transparente — o gestante quase gritava as palavras enquanto ria descontroladamente.

Tae não estava diferente do companheiro, então o Min tentou mudar de assunto.

— Então — começou — Onde foram marcados mesmo? Nunca quiseram me contar…

— Jungkook nos marcou na virilha, bem pertinho dos nossos… — os lobos foram interrompidos por cheiros já bastante conhecidos.

— Querido — os dois mais novos disseram juntos.

Instantaneamente os olhos de Yoon caem sobre a figura já tão observada pelo mesmo, e ele estava lindo com um raio de sol, constatou.

Hoseok tornou-se muito amigo de Kook, os dois tinham até alguns negócios juntos, embora o dongsaeng tivesse mais posses.

O moreno cumprimentou os dois alfas e aproveitou para sentir o aroma do alfa mais velho, era quase embriagante, Hobi exalava um doce perfume de alecrim. Yoongi poderia desmaiar ali — mesmo que seu orgulho lhe dissesse para evitar tal postura.

— Eu já vou indo, estou com muito sono — despistou e saiu em direção a sua casa.

Queria ter ficado com os amigos e com o alfa que tanto gostava, mas o mesmo não parecia lhe dar o mínimo de atenção, concluiu o ômega.

Chegou em seu lar um pouco triste e cabisbaixo, sendo recebido por seu appa. Eles foram até a biblioteca e tiveram, outra vez, a conversa que deixava Yoonie tonto só de pensar.

O pequeno completaria vinte e cinco anos dentro de um mês, na época em que viviam ele era considerado um rejeitado por não ter casado logo. Claro que os appa’s do branquinho amavam ele, porém, seria de extremo alívio ver seu único filho ômega casado e marcado. Assim que o diálogo acabou o Min correu para seu quarto, deitando na cama aconchegante e sentindo o sono lhe apanhando.

***

— Bolinho — alguém gritou batendo forte na porta — Meu bolinho bonitinho — outra vez.

— Um instante por favor — Yoongi gemeu ainda sonolento.

— Desça para jantar agora mocinho, e é bom estar banhando — a omma berrou alto.

O garoto se levantou com preguiça, esticando os braços e bocejando. Lavou-se e se ajeitou como pôde, saindo em seguida para jantar.

Ao descer as escadas encontra quem menos esperava ver, Jung Hoseok extremamente elegante e com uma expressão bem séria no rosto.

— Hobi — Yoongi sussurrou confuso — Como vai Jung, veio resolver negócios com meu appa? — tentou soar o menos afetado possível.

— Não se acanhe bebê, chegue mais perto do seu marido — a matriarca disse entre sorrisos e palminhas.

Aquilo seria apenas a ponta do ​iceberg​ e o ​hyung​ sentia que onde há fumaça, há fogo.


Notas Finais


Tadah! Eis o primeiro capítulo da shortfic haha 👏 Obrigadinha se você leu até aqui, ainda estou acertando dias e horários para postar mais capítulos. Não vai demorar para o segundo, segurem o coraçãozinho de vocês.

Essa é minha PRIMEIRÍSSIMA história ABO, então deixem sugestões 👍

Por hoje é só pessoal, nos vemos no segundo capítulo... 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...