História Bevie - As barreiras de um amor proibido é a dor da alma - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Descendentes
Personagens Evie, Príncipe Ben
Tags Amigos, Ben, Bevie, Descendentes, Evie, Romance
Visualizações 192
Palavras 592
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


desculpa a demora, espero que gostem beijos

Capítulo 5 - Amigos são para todos os momentos


Fanfic / Fanfiction Bevie - As barreiras de um amor proibido é a dor da alma - Capítulo 5 - Amigos são para todos os momentos

Jay – ei

Ele vem ate mim e me levanta, me levanto ate a cama.

Carlos – o que foi Evie?

Evie – eu e o Doug terminamos

Jay – o que foi isso no seu rosto?

Olhei pro Jay torcendo pra que ele entendesse, não quero falar que ele me bateu.

Jay – quando eu encontrar com ele, eu vou...

Carlos – vai fazer o que?

Ele fica nos olhando com cara de confuso. Tão Carlos.

Carlos – ele bateu em você?

Jay – ele é um covarde.

Carlos – foi por isso que vocês terminaram?

Evie – ele inventou coisas sobre mim, quebrou minha confiança.

Carlos – o que por exemplo?

Evie – por acaso você soube de algum boato de relações que tive com ele?

Eles se entre olharam e eu sei o que isso quer dizer.

Evie – bom, era tudo mentira, eu nunca dormir com ele ou fiz algo do que ele falou.

Jay – nunca?

Evie – nunca, com ninguém.

Carlos – você é virgem?

Evie – sim, qual o problema?

Carlos – é que você já namorou tantas vezes que pensei...

Evie – não, estou esperando meu “príncipe”

Jay – sei. Eu vou bater um papinho com o Doug e já volto.

Ele beija a minha testa e sai.

Carlos – você amava o Doug?

Evie – amor é uma palavra muito forte.

Carlos – por que está chorando?

Evie – porque eu confiei nele e ele me machucou e me bateu.

Ele me abraça e eu fico quietinha, assim me sinto bem, com meus amigos.

Evie – Carlos você não sente vontade de ajudar o pessoal lá da ilha?

Carlos – tem muita gente mal lá

Evie – se o Ben tivesse pensado assim ainda estaríamos lá.

Carlos – é...

Evie – não é assunto pra agora.

Carlos – descansa

Fecho meus olhos e me aconchego nos braços do Carlos. Sempre posso contar com meus amigos.

POV Ben

A Mal está deitada na cama descansando, acho que depois dessa transa ela se sentiu exausta e não a culpo por isso.

Termino de me vestir e saio do quarto e me deparo com o Jay vasculhando as coisas.

Ben – Jay?

Ela continua vasculhando as coisas e me ignora

Ben – JAY?

Ele continua procurando, ele enlouqueceu de vez?

Jay – que foi Ben?

Ben – o que você está procurando?

Jay – estou atras do Doug, ele me paga.

Bem – o que ele fez? Achei que eram amigos.

Jay – ele inventou coisas sobre a Evie e eu vou acabar com ele por isso.

Ben – eu sei que ele está errado e que merece uma punição justa, mas bater não é a solução, uma boa conversa pode resolver.

Jay – você não entende Ben, lá na ilha era assim que resolvemos as coisas, se mexe com alguém da família mexeu com todos.

Ben – não estão mais na ilha, aqui existem leis Jay e você não pode sair batendo nas pessoas.

Jay – fala isso pra ele então.

Ben – do que você está falando?

Jay – ele bateu na Evie Ben.

Como? Acho que não ouvi isso direito. Ele bateu na Evie, na minha Evie. Isso não vai ficar assim, não se depender de mim e depende.

Ben – eu sei onde ele pode estar.

Jay – vai me ajudar?

Ben – vou resolver isso sozinho.

Saio andando apressado e deixo o Jay pra trás, isso é coisa minha e eu não vou deixar passar. Me apresso até a biblioteca e quando entro não há ninguém além da bibliotecária que se curva ao me ver.

Bibliotecária – meu rei

Ben – por gentileza, poderia me deixar a sos?

Bibliotecária – sim meu rei

Ela sai bem rápido e eu vou andando e entrando mais a fundo na biblioteca.

Ben – Doug?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...