História Beyond Memories - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Chris Hemsworth, Thor, Tom Hiddleston
Personagens Chris Hemsworth, Frigga, Heimdall, Loki, Odin, Personagens Originais, Thor, Tom Hiddleston
Tags Hiddlesworth, Thorki
Visualizações 164
Palavras 1.783
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Hentai, Lemon, Magia, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aloooô genteee. Tudo bem??
Demorei mas cheguei...
Como tem sido a semana de vocês?
Como estão lidando com as teorias novas sobre o Loki ainda estar vivo. Porque eu to sem chão mas to esperançosa.
Enfim, sem muitas delongas porque eu demorei muito...
Espero que gostemmm
Não esqueçam de ler as notas finais...
Boa Leitura! :)

Capítulo 9 - Part. 9


Loki acordou. Sentia algo pesando contra seu rosto, algo gelado e molhado. Seus braços e pescoço e abdómen estavam molhados e frescos. Esperava que aquilo fosse pomada, até porque, o que mais poderia ser?

O moreno tateou o saco que estava sobre seu rosto, tirando-o dali e o atirando no chão. Como esperava, um pacote de ervilhas congeladas. Posicionou suas mãos no sofá, fazendo impulso para se sentar.

Ele estava fraco, sentia dores fortes no corpo, não sabia como não gritava a cada movimento que fazia. Talvez fosse por não estar em sua própria casa. Lembrava-se de ter pedido a Thor que o levasse para casa dele - na verdade, de ter praticamente implorado -, mas não imaginava que o loiro fosse realmente obedece-lo.

Loki estava olhando ao redor, atento a qualquer coisa que o ajudasse a conhecer melhor a personalidade do loiro. Avistou uma foto dele em cima da mesa de centro, perto de onde havia atirado o pacote de ervilha. O moreno se esticou para pegar o porta-retratos.

O loiro estava aparentemente mais jovem, mas não era uma grande diferença. Tinha os cabelos mais curtos, mas loiros na mesma intensidade. Seus olhos brilhavam naquela foto e tinha em mãos uma enorme caneca de cerveja. Suas roupas eram tão diferentes das que ele estava acostumado a vê-lo usando. Eram largas e um pouco mais descoladas – na sua opinião -, não que ele desgostasse de como o mais velho se vestia atualmente.

-A minha juventude não foi a melhor fase da minha vida.

Loki virou seu rosto rapidamente para a direção da qual a voz viera.

Thor estava ali, observando-o. Estava ali desde que o moreno se inclinou para pegar a foto. E assistia atenciosamente os dedos magros de Loki percorrerem a moldura do quadro.

-Jura? Você se vestia melhor. – Loki viu Thor arregalar os olhos. – Quer dizer, suas roupas eram mais comportadas, vamos dizer.

-Está querendo dizer que agora sou promiscuo? – Arqueou uma das sobrancelhas.

-Não, estou querendo dizer que agora você usa essas camisetas e calças justas querendo mostrar todos os músculos que compõem seu corpo. Até suas bermudas são apertadas.

Thor riu. O loiro pegou o copo de água que estava encima do balcão da cozinha junto com um frasco com analgésicos e caminhou na direção de Loki, sentando-se ao lado dele no sofá

-Odin, quando estarei livre dos julgamentos de seu filho? – Falou encarando o teto da sala.

Loki o olhou, fingindo estar bravo com o comentário, mas Thor não viu sua expressão. Melhor assim, talvez o loiro o achasse infantil demais caso visse.

Thor direcionou o copo com água para Loki, que o pegou, em seguida pegou um comprimido no frasco e colocou o pote sobre a mesa.

O loiro olhou intensamente para o moreno. Ele ergueu as mãos e tocou os lábios de Loki com seus dedos, encostou o comprimido nos lábios dele e o mesmo abriu vagamente a boca, deixando que nada mais que o comprimido entrasse.

-Beba, vai se sentir melhor. Já tem algumas horas que você o tomou. – Disse calmamente.

O moreno colocou uma grande quantidade de água na boca, com a intensão de tentar disfarçar ao máximo a sensação de ter o remédio passando por sua garganta, mas não adiantou muito.

Ele provavelmente havia feito uma careta no processo, pois quando abriu os olhos o loiro o encarava com algo que era quase um sorriso.

-Tem muito tempo que estou aqui? – Perguntou, fitando suas mãos.

-Nada mais que algumas horas. Chegamos ontem à noite, por volta das 23h e agora são 3 da manhã.

-Você que passou esse troço melado no meu corpo? – Perguntou, mesmo sabendo que era algo idiota de perguntas. Quem mais teria passado?

-A pomada? Sim. Eu já tinha em casa, sabe como é, as vezes as aulas me deixam dolorido.

Loki sabia que estava vermelho. Imaginar Thor subindo sua blusa e passando as mãos pelo seu corpo. Ele queria pelo menos ter estado consciente para sentir aquele toque.

-Porque está acordado, Thor?

-Não consegui dormir sabendo que você estava aqui e que poderia acordar a qualquer momento. E talvez porque vir olha-lo por alguns segundos durante à noite me deixe mais atraído por você.

Loki inclinou-se para frente. Tinha seus cotovelos apoiados em seu joelho e seus dedos encostados em sua boca. Aquela posição era horrível e dolorosa, mas ainda assim era melhor que encarar Thor depois de ouvir suas palavras.

-O que foi? – Perguntou, mas não obteve resposta. – Eu desrespeitei você? Se sim, me desculpe.

-Não. Mas você não deveria falar isso, sou seu aluno. – Disse sem deixar nenhuma pista de seu humor fugir através de sua voz.

-Você não é meu aluno.

-Sou aluno da universidade para a qual você trabalha. – Disse seco.

Thor respirou fundo, inclinando seu corpo para mais próximo do moreno, imitando-o na posição.

-Isso não era um problema antes. – Sussurrou.

Loki virou-se brutamente. Arrependendo-se logo em seguida. Sentiu uma pontada tão forte nas costas que achou que fosse desmaiar. Se perguntava quando a droga do analgésico faria efeito.

-Se tornou um problema quando te vi transando com uma das minhas professoras. – Estava raivoso, disso nenhum dos dois podia ter dúvida.

-Eu não sabia que era para ser apenas nós dois. Nós só ficamos uma vez. – Disse deixando que o moreno percebesse sua confusão.

-Não era para ser! – Estava apressado com suas palavras. Sabia que tinha se metido em uma furada desde que o loiro o disse porque estava acordado. – Mas você nem foi atrás de mim. Não falou comigo depois daquilo.

-E eu deveria ter ido atrás de você?

-Não, não deveria. É que...

-Então não entendo porque ficou bravo com isso. Não me lembro de termos trocado promessas, Loki. – Agora o loiro estava sério.

Não gostava de ser cobrado quando não fora avisado de coisas que deveria cumprir.

-É que eu não gosto de dividir o que é meu! – Falou um tanto alto, respirando fundo, voltando a se tranquilizar. – Nem o que eu anseio que um dia seja meu.

Thor sorriu. Sorriu abundantemente. Sabia que Loki sentia algo, mesmo que fosse apenas uma atração sexual.

O loiro se inclinou tão apressado em direção ao moreno que mesmo que ele quisesse não teria tempo de desviar.

Foi um beijo tão satisfatório para ambos. Como ganhar um troféu que você lutou por anos para conquistar. Essa era a sensação de terem acesso um ao lábio do outro. Se encaixavam e combinavam tão perfeitamente, pareciam peças de um quebra-cabeça.

No momento em que se beijaram cogitaram que precisariam fazer aquilo sempre. Precisariam montar aquele jogo sempre que possível, só para que pudessem ter o prazer de ver a imagem completa, pois mesmo que não notassem era isso que acontecia quando estavam juntos, por alguns instantes a imagem parecia completa.

 

***

A essa altura Thor mantinha seu corpo levemente pousado sobre o de Loki.

O loiro beijava o corpo do moreno em todo lugar que podia alcançar. As dores de Loki já haviam diminuído e conforme Thor o tocava elas se misturavam e se pediam em todo o prazer que ele estava sentindo no momento.

Finalmente o analgésico tinha funcionado. Ou talvez os beijos de Thor funcionassem melhor que qualquer remédio. 

-No que está pensando? –Thor perguntou depois de beijar o queixo do moreno.

-Estou pensando que mesmo que a dor tenha diminuído eu não vou fazer muita coisa hoje. E você?

-Estava pensando em te perguntar se posso te tocar de uma forma diferente agora. Suas expressões a cada toque me enlouquecem, quero saber como elas seriam com um toque novo.

-Bom, ainda bem que não perguntou né.

O loiro rui, apoiando seu queixo no peito de Thor, sentindo os dedos do moreno passearem pelos seus cabelos.

-É sério, Loki! – Falou. – Não vou conseguir dormir se não fizer isso.

-Apenas não seja idiota Thor. Eu não gosto de dizer isso a ninguém. – Falou. Fez sinal para que Thor se aproximasse, e assim que o loiro estava perto o suficiente Loki encostou os lábios no ouvido dele e sussurrou. – Mas quando alguém me atrai eu não a impeço de me dar prazer.

Thor não perdeu nenhum segundo depois disso. Fez com que Loki se sentasse no sofá e se colocou de joelhos no meio das pernas dele.

O loiro então começou a desabotoar a calça do moreno, beijando cada novo pedaço branco da pele que surgia na sua frente.

Ele via as mãos de Loki marcarem o tecido do sofá, via seu peito subir e descer apressado e também via os olhos do moreno fechados, cada vez com mais força.

Depois que terminou de tirar a calça e a roupa intima do moreno Thor colocou o membro do mesmo dentro da boca. Um movimento apressado. Não tinha dado nenhum aviso ou sinal. Apenas acolheu o membro, tendo como resposta um gemido alto de Loki.

O moreno respondia tão bem a seus movimentos. Thor tinha razão, ele não aguentaria passar aquela noite sem assistir a essas expressões e reações do moreno. Não sabia se aguentaria aquela noite sem sentir as mãos dele acariciando sua nuca ou puxando agressivamente seu cabelo. Não sabia como seria se não ouvisse Loki gemendo seu nome em sussurros e as vezes gritado, sem seguir nenhuma ordem.

Não, aquilo não tinha nenhum preço no momento, principalmente depois do loiro poder sentir o gozo do moreno preencher sua boca.

 

***

-Eu preciso ir para casa. – Loki falou interrompendo uma sessão de amassos.

-Você está louco? – Falou franzindo o cenho. – Vai dormir aqui.

-Amanhã tem aula. – Protestou.

Thor riu escandalosamente.

-Eu duvido que você pretenda assistir alguma aula amanhã.

-Não pretendo, mas eu quis dizer que você tem que dar aula amanhã. – Disse, depositando um selinho nos lábios do loiro.

-Não vou a lugar nenhum amanhã. – Disse convencido.

-E o que vai dizer para o diretor? “ Não posso ir hoje. Tenho que beijar um dos alunos o dia inteiro”. – Loki falou, imitando a voz de Thor.

-Primeiro; eu não falo desse jeito. – Disse, beijando o pescoço do moreno. – Segundo; eu não preciso ligar para o trabalho, eu sou o chefe. – Brincou.

-Eu não acredito que eu estou te ouvindo citar Beyonce a essa altura da madrugada.

Thor riu. Ergueu o corpo de Loki e o colocou sobre seu ombro. Sentia as mãos de Loki baterem em suas costas em uma falsa tentativa de escapar. E também pode jurar que sentiu uma das mãos do moreno apertarem sua bunda, mas ignorou - não que seria um problema.

-Vamos dormir, Loki. Amanhã temos o dia inteiro para não fazer nada.

Thor deu um último beijo em Loki, antes de abraçar o corpo do moreno e mexer em seus cabelos negros até que ele pegasse no sono. 


Notas Finais


Gente como eu estava prometendo uma coisa mais intima entre eles dois.. dei o que estavam me cobrando. Na verdade, eu mesma estava me cobrando porque meu casal tem que brilhar nisso aqui.
Me falem o que acharam, isso me anima bastante a escrever...
Ah, obrigada a vocês que não desistiram de esperar, é que ta difícil mesmo.. mas até o próximo
xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...