1. Spirit Fanfics >
  2. Bibidi-Bobidi-Bu - Jikook >
  3. Bibidi-Bobidi-Bu - You choose

História Bibidi-Bobidi-Bu - Jikook - Capítulo 19


Escrita por: e JaoHoseok


Notas do Autor


Desculpa qualquer erro e não esqueçam de ler as notas finais!! Boa leitura. ❄️👑

Capítulo 19 - Bibidi-Bobidi-Bu - You choose


Fanfic / Fanfiction Bibidi-Bobidi-Bu - Jikook - Capítulo 19 - Bibidi-Bobidi-Bu - You choose

Assim que cheguei na casa da Fada Madrinha, Yon veio rapidamente me abraçando.

— Que sacolas são essas, Jimin?

— Eu abusei um pouco do dinheiro do príncipe Jeon. — ri sem humor.

— Por que você está chorando? Eu estaria sorrindo feito boba se eu tivesse feito tudo isso de compra.

— No caminho um cisco entrou no meu olho. Eu não consegui coçar.

— Entendi.

— Comprei roupas e outras coisas para você e para o Yeo.

— Eba! Posso ver?

— Claro, mas tem que procurar as sacolas que estão as coisas. Vou guardar as comidas.  — dei de costas para a mais nova, procurando as sacolas com as comidas.

— Yeo! Jimin trouxe presentes! —   Yon gritou vindo em minha direção. — Obrigada Jimin, saiba que você é como um irmão mais velho. Bem mais velho!

— Você e Yeo também são meus irmãozinhos, pequena. — sorri para a mais nova.

Caminhei até a cozinha com as compras na mão. Taehyung estava sentado com uma maçã na mão e olhava atentamente para o quadro que estava exposto do lado da geladeira. Quem coloca um quadro do lado da geladeira?

— O que você tanto pensa? — perguntei enquanto tirava as compras da sacola.

— Por que a Fada Madrinha tem um quadro do lado da geladeira?

— Eu pensei nisso também. É extremamente estranho.  — gargalhei.

— Muito estranho. — riu. — Por que o seu olho está vermelho? Você estava chorando?

— Não.

— Você pode convencer a Yon dizendo que era apenas um cisco, mas não vai conseguir me convencer. Diga-me, Jimin! O que está acontecendo? Você deveria ficar feliz por gastar o dinheiro do fresco do Jungkook.

— Eu disse que ele era o amor da minha vida. — confessei.

— O quê? — Taehyung gritou. — Você odeia ele!

— Eu não o odeio. Eu pensei que o odiasse. O que eu sinto por ele... É muito forte. Eu falei aquilo sem pensar.

— É muita raiva!

— Não, Taehyung. Eu tentei me convencer de que o Jungkook era apenas um homem bonito que eu  odiava com todas as minhas forças. Mas não é só isso.

— Eu acho que foi rápido demais você ter dito que ele era o amor da sua vida.

— Eu também, mas foi o momento. Eu não sabia o que eu estava dizendo. Ver ele dizendo que o amor da vida dele não era eu e sim a pessoa que ele é prometido, doeu.

— Eu não acredito! O meu melhor amigo gosta do meu inimigo.

— Eu sou seu melhor amigo, Tae? — pergunto.

— É claro que é! Não me chame de Tae, eu estou bravo com você.

— Tudo bem, Tae! Mas o meu coração escolheu ele. Eu pensei que jamais iria gostar dele, mas... Eu deveria ter lido o pensamento dele!

— Eu sei, Jimin. Eu entendo que você não pode simplesmente desgostar do Jungkook, mas você pode encontrar alguém melhor que ele. Você sabe que se vocês tentarem algo, uma pessoa de outro mundo, outro reino, desse reino, vai aparecer e mudar a vida de vocês.

— Por que essa pessoa não aparece logo? Por que caralhos o Jungkook tem que ficar com essa pessoa? Onde está essa pessoa.

— Jimin. — segurou minhas mãos, olhando em meus olhos. — Você sabe que o rei Jeon é ruim e frio, não sabe?

— Aquele homem consegue ser mais gelado por dentro do que o castelo de gelo da Elsa.

— Enfim! Ele disse para o Jungkook que provavelmente o prometido dele veio do mundo real, ou seja, onde você mora.

— O quê? Eu ouvi uma história parecida. O futuro rei se casaria com alguém do meu mundo. — digo sorrindo. — E se eu for o prometido dele? Eu pensei que isso era impossível, por isso deixei de lado.

— Eu sinto muito, Jimin. Mas você não é.

— O quê? — meu sorriso murchou.

— Quando eu invadi o castelo, eu ouvi o rei conversando com a rainha. Eles conhecem o prometido do Jeon.

— Conhecem?

— Sim. O garoto é do reino vizinho, e ele vai ao baile.

— É o filho do Papai Noel? — gargalhei. — Noel Jungkook. — olhei para o Taehyung e o mesmo estava sério. — É o filho do Papai Noel mesmo?

— Sim...

— Isso é muito esquisito. Eu jamais pensei que um príncipe de Contos de Fadas se casaria com o filho do Papai Noel. Isso não faz sentido! E como esse garoto vai até o Jungkook? Não tem como entrar no Reino de Ouro.

— Se esse garoto irá ao baile, com certeza tem um jeito de entrar no Reino de Ouro.

— Essa ficha ainda não caiu. Não tem como!

— Jimin, você não foi destinado ao Jungkook. — colocou sua mão em meu ombro.

— Mas essa história é louca, Taehyung!

— Esqueça isso. Você vai ao baile, não vai?

— Claro que não! Eu não vou em uma festa onde vou ver o cara que eu gosto, ficando com outro.

— Por isso mesmo! Você precisa superar isso.

— Eu não vou, Taehyung.

— Você vai.

— Não vou.

— Vai sim!

— Vamos ver.

— Taehyung? — era a Fada Madrinha.

— Sim?

— Tem um garoto na porta, ele precisa falar com você.

— Deve ser o Hoseok. — Taehyung sai da cozinha.

— Crianças! O que querem jantar? — perguntei.

[...]

Taehyung ainda estava conversando com Hoseok. Resolvi dar uma rápida espiada.

— Hoseok está mais alto. — digo.

Taehyung acabou me vendo. Arregalou os olhos e empurrou o garoto.

— O que foi, Taehyung? Eu já vi o Hoseok. Por que ficou assustado?

— Eu não estava assustado. Apenas estava tarde e Hoseok não ia embora. Só empurrando ele para conseguir. — disse.

— Entendo. Você estão juntos? Namorando?

— Não. Sim. É confuso. Mas eu gosto dele, e ele gosta de mim.

— Vocês poderiam tentar namorar de verdade.

— Sim. Podemos falar sobre isso depois? Estou cansado demais.

— Tudo bem.

[...]

— Socorro!

— Quem está aí? — gritei.

— Socorro! Por favor me leva com você.

— Quem é você? Está tudo bem com você, garotinha?

— Por favor, vão matar o meu pai. Vão me matar.

— Onde você está?

— Estou aqui. — a garota disse.

— Eu vou te ajudar, ok? — tirei a garota do beco.

— Obrigada. — sorriu.

— Mãe? — arregalei os olhos.


— Que merda foi essa? — acordei assustado. — Taehyung? Você está acordado?

Fui até a cama do garoto, mas o mesmo não estava.

— Taehyung? Onde você está? Droga.

Andei pela mansão toda. Tinha quartos trancados, eu espero que ele não tenha entrado em nenhum desses. Taehyung não estava em nenhum canto.

— Taehyung? Onde você está? — voltei para o quarto.

— Jimin! — Taehyung entrou pela janela, me dando um puta susto.

— Filho da puta! Eu estava te procurando. — bati no braço do garoto. — O que você estava fazendo?

— Eu apenas fui respirar um pouco. Aquela conversa sobre o meu relacionamento com o Hoseok me deixou bastante pensativo.

— Eu pensei que alguém tivesse te sequestrado ou você tinha sido preso. Não me dá sustos assim!

— Desculpa, Jimin. Dá próxima vez vou escrever um bilhetinho. " Vou sair para respirar um pouco, Jiminzinho. O TaeTae já volta,ok? Eu não fui preso pela família Jeon. Beijos!"

— Você é muito engraçado. — ri sem humor. — Você está estranho ultimamente, Taehyung. Está acontecendo algo?

— Não.

— Eu sei que você está mentindo. Eu posso sentir. É melhor você me contar agora, Taehyung! Se não eu terei que ler seu pensamento.

— Se você não quiser ser magoado, é melhor esquecer isso e não ler meus pensamentos. É melhor tomar cuidado, Jimin. Se você não quiser tornar a sua vida um caos, é melhor deixar tudo do jeito que está.

— O que você quer dizer com isso?

— Não queira descobrir o que está acontecendo. Se você descobrir, as coisas irão ficar difíceis.

— Agora mesmo que eu quero descobrir.

— Tudo bem, a escolha é sua. O que você vai escolher? Deixar essa conversa de lado e seguir em frente, ou ficar abalado? Não tem volta, você não irá voltar para sua casa tão cedo.

— Você está muito estranho. Eu não estou entendendo mais nada, Taehyung.

— Saiba que eu não queria que as coisas fossem assim. Escolha, Jimin.


Notas Finais


Capítulo curtinho hoje, eu sei.👉❤️

Obs: Durante a quarenta pode ser que eu poste capítulos antes do dia combinado. Então fiquem atentos hehehe.

Desculpa qualquer erro novamente.👑❄️

Tradução do título: Você escolhe.

Beijos e até mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...