História Bibidro: Friends - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bianca Tatto Marques (BIBI), Jhennifer "Coelha" Angelina, Pedro "SrPedro" Montanari, Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso
Personagens BIBI Tatto, Pedro "SrPedro" Montanari
Visualizações 700
Palavras 996
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie, espero que gostem. Boa leitura 🌸🤙🏽

Ps: a história se passa nos Estados Unidos

Capítulo 1 - Aquele com o encontro ruim


Fanfic / Fanfiction Bibidro: Friends - Capítulo 1 - Aquele com o encontro ruim

(Aline) 

Eu, meu namorado Pedro Rezende (que preferimos chamar só de Rezende) e minha amiga Jhennifer (que chamamos de Jhenny) estávamos no café/bar (Central Perk) conversando. Estávamos em uma mesa com sofá. 

Aline: mas e aí? O que aconteceu? 

Jhenny: a senhora me deu 100 dólares por ter salvado o gato dela que estava preso na árvore. 

Rezende: uau! Descobrimos um jeito de ganhar 100 dólares fácil. 

Aline: Kk verdade. 

Jhenny: seria fácil se você conseguisse subir em uma árvore, Rezende. - diz tomando um gole do café. 

Rezende: prometemos não falar mais daquela vez! 

De repente Bianca (que chamamos de Bibi) chega no café triste. 

Bibi: oi... - diz deprimida. 

Rezende: nossa... esse seu “oi” já deu vontade de me matar, imagina a história. 

Aline: deixa eu adivinhar... - digo enquanto ela senta do lado de Jhenny e de frente para mim - o encontro foi péssimo. 

Bibi: péssimo é elogio. 

Jhenny: vish. O que aconteceu? 

Bibi: bom... eu cheguei na casa dele... e... ele estava com a esposa dele... 

Rezende: uhhh... que horrível. 

Aline: mas o que aconteceu? Você destruiu uma família?

Bibi: não... - ela faz uma longa pausa. 

Aline: então...

Bibi: então ele disse “foi muito gentil da sua parte se oferecer pra cuidar do meu filho”. 

Rezende/ Aline/ Jhenny: uuuhhhh... 

Bibi: mas não foi tão ruim... ganhei 10 pratas. 

Aline: aí, querida, ele te pagou? 

Bibi: me senti uma prostituta. - fala com voz de choro. 

Rezende: Bibi, você não é uma prostituta... 

Bibi: valeu.         

Rezende: pra ser uma prostituta você precisava ter tipo algum tipo de relação com ele. - toma um gole do café. 

Eu dou um chute nele por baixo da mesa. 

Rezende: aiii! 

Pedro: oi, gente! - Pedro chega no bar, puxa uma cadeira e senta na nossa mesa - o que que eu perdi? 

Rezende: a Bibi teve um encontro péssimo. 

Pedro: hm... sabe do que você precisa?

Bibi: eu não vou pegar geral! 

Pedro: pegar geral!!! 

Aline: kkk vocês dois não existem. Bom, tchau, gente. - eu e o Rezende levantamos dos lugares. 

Jhenny: pra onde vão? 

Rezende: eu e ela vamos ao cinema. 

Jhenny: posso ir também? Faz tempo que não assisto um filme. 

Aline: ah... claro. 

(Bibi) 

Os três se despediram e eu observo eles saírem, assim que volto a olhar para Pedro, ele está me encarando e sorrindo. 

Bibi: Pedro, desiste, eu não vou sair com você pra pegar geral.

[...] 

Bibi: não acredito nisso. 

Estávamos em uma boate muito popular aqui em Nova Yorque.

Pedro: eu disse que eu consigo tudo que eu quero. 

Bibi: droga! Okay, mas eu não vou ficar muito tempo aqui. 

Pedro: uau! É tão rápida assim? 

Bibi: kkk cala a boca. 

Pedro: kkkk to só brincando. Vamos jogar um jogo? 

Bibi: não, não vamos jogar “você conhece a Bianca?”!!!

Pedro: ... - ele cutuca o primeiro cara que ele vê sentado no bar e diz - você conhece a Bianca? 

Bibi: droga, Pedro!! - eu sussurro. 

Eu me aproximo do cara e Pedro se afasta daquele lugar.

Bibi: ah... oi... eu sou a Bianca. 

?: é kkk, deu pra notar. Eu sou o Bernardo. 

Bibi: prazer. E aí, vem muito aqui? 

Bernardo: na verdade... é minha primeira vez aqui. Sem querer ser chato, mas... eu sai de um relacionamento, recentemente, vim aqui pra relaxar. 

Bibi: ah, tudo bem. Me desculpa. Meu amigo tem um joguinho idiota kkk 

Bernardo: é mesmo? Que jogo é esse? 

Bibi: ele... escolhe uma pessoa aleatória e diz “você conhece a Bianca?”. 

Bernardo: sabe... é um bom jogo, ele só tem... que procurar melhor. 

Bibi: Kk tudo bem. Então... vou deixar você relaxar. 

Bernardo: Okay... agradeço. - ele sorri gentil. 

Eu saio de perto dele, mas antes de deixar aquele local, eu paro e penso. Volto até ele. 

Bibi: desculpe incomodar seu relaxamento... - eu me aproximo devagar. 

Bernardo: Kk sim? 

Bibi: mas... se um dia você... - digo escrevendo meu número em um guardanapo no bar - terminar de relaxar, sabe? Pode me ligar. - entrego pra ele. 

Bernardo: acho que... - ele olha o papel - posso te ligar... assim que terminar. 

Bibi: kkk... bom te conhecer. 

Bernardo: digo o mesmo. 

Bibi: agora sim... vou te deixar terminar. 

Bernardo: kkk tchau, Bianca. 

Bibi: tchau, Bernardo. 

Eu saio dali e vou até Pedro. Que estava se agarrando com outra garota. Como isso já era de costume, eu cutuquei ele e parei o beijo. 

Bibi: com licença, eu vou... roubar ele de você, é rapidinho. 

?: ah... Okay! 

Pedro e eu nos afastamos da loira oxigenada. 

Pedro: o que aconteceu?

Bibi: ele... acabou de sair de um relacionamento sério agora. 

Pedro: viiish! Esses são os piores tipos de cara! 

Bibi: sim, porque tem defeitos que justificam o porquê de ter acabado o relacionamento. 

Pedro: não, porque começaram um. Toca aqui! - Fazemos um high-five enquanto eu reviro os olhos. 

Bibi: Tá isso não importa. Não deu certo e pronto. 

Pedro: beleza, agora é só arranjar outro cara. 

Bibi: alguma sugestão? 

Pedro: ah... não procura na pista de dança, metade deles são gays. - ele se aproxima e diz perto de mim - quando eu passei pro lá me apertaram em lugares não muito apropriados. 

Bibi: ah... Okay. 

Pedro: e ela, - ele olha pra garota com quem estava se pegando - acha que eu consigo ela pra essa noite? 

Bibi: hm... - eu dou uma boa olhada nela - parece burra... vai com tudo. 

Pedro: beleza! - ele ia em direção a ela, mas volta - aí... se vai ficar bem?

Bibi: ah... claro. Pode ir. 

Pedro: Okay. - ele chega perto dela de novo - voltei, minha linda. 

Bom, claro que, como amiga, eu tinha que deixar ele se divertir, mas não vou negar que uma companhia cairia bem agora. 

Bom, vou até o bar e peço uma cerveja. Assim que chega, tomo enquanto olho ao redor. De repente, me deparo com... o cara mais lindo que eu já vi. 

~Continua...


Notas Finais


Obrigada por ler. Até o próximo Cap. Bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...