História Bibidro: Friends - Capítulo 47


Escrita por:

Postado
Categorias Bianca Tatto Marques (BIBI), Jhennifer "Coelha" Angelina, Pedro "SrPedro" Montanari, Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso
Personagens BIBI Tatto, Pedro "SrPedro" Montanari
Visualizações 231
Palavras 2.047
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie, galera.
Então, Aqui está a 4ª e última parte de “Aquele com Um Tempo”.
É um pouco triste kkkkk

Boa Leitura =)

Capítulo 47 - Aquele com Um Tempo - Parte 4


Fanfic / Fanfiction Bibidro: Friends - Capítulo 47 - Aquele com Um Tempo - Parte 4

Nos últimos capítulos de “Bibidro: Friends”...

Bibi: [...] Acho melhor darmos um tempo. 

Pedro: É. Acho melhor. Vamos... esfriar a cabeça, dar um tempo no bar. Vamos tomar alguma coisa ou... algo assim.

Bibi: Não, Pedro... Um tempo... de nós.

Pedro: ...

[...]

Pedro: O papai chegou... 

Stripper: Será que... eu posso te ajudar em alguma coisa, bonitão? 

Pedro: Sabe... eu acho que pode sim. 

[...]

Secretária Eletrônica: 1 nova mensagem.

Bibi: [...] Eu... não sei se estou fazendo o certo, mas... estou indo para aí. Bem... parece que você está dormindo, então... vou esperar umas... e horas. 

Pedro: DUAS HORAS??! 

Ele olha a hora que a mensagem foi deixada e... fazia exatas 2 horas. 

[...]

Bibi: Bom... nós dois nos gostamos. Foi apenas uma briga boba. Eu posso trabalhar menos, passar menos tempo com o Lucas. Se a gente conversar acho que podemos...

Ele se aproxima, rápido, e a beija. Que logo retribui o beijo aliviada.

[...]

“Pedro: E aí, Rezende?? Eu to aqui no táxi com uma stripper gostosa. A gente tá indo pra minha casa e a gente vai fazer!! 1... 2... 3 vezes!! Se a Bianca não quer... tem que queira o meu...”

Rezende: É nisso que eu quero chegar. 

Pedro: Eu sei que o que eu fiz foi extremamente horrível. E eu nunca me arrependi. Mas... Isso tem que ficar só entre a gente. A Bibi me procurou hoje de manhã e... a gente se acertou. 

Rezende: Sério? Que bom!! Só a gente sabe...

Pedro: “A gente”... eu e você, não é? - a expressão o entrega. - Eu não acredito!! Você contou para alguém?? 

Rezende: Eu não estava sozinho quando eu ouvi a mensagem.

Pedro: Com quem você estava? 

[...] 

Apartamento N°20 

Pedro: Line... você não contou para ela... contou?

Aline: Não era pra contar?

Aline saiu do apartamento, passando por ele. Quando ela saiu, deixou a visão livre e Pedro pode ver Bianca no sofá, olhando para ele. 

Bianca continua em silêncio, era percebível de longe que seus olhos estavam lacrimejando. 

Pedro engole seco e entra no apartamento. Fechou a porta atrás de si e pendurou seu casaco. 

Sentou-se no sofá ao lado de Bianca e começou a pensar no que falar. Tentou tocar a mão dela, mas assim que a mão dele se aproximou da dela, Bianca se afastou, sentando mais longe no sofá. 

Bibi: Não... toca em mim. - falou com o choro engasgado na garganta. 

O silêncio se instalou no local. 

Pedro: Qual é, Bianca? fala comigo... Por favor... - tentava ficar calmo.

Bibi: Falar com você? Eu não quero nem olhar para você. - sua voz era de irritação e raiva. 

Pedro: Bibi... - ele se senta mais perto. 

Bibi: Sai de perto de mim! - ela se levanta. 

Pedro: Eu errei! - ele se levanta também - Eu cometi um erro, tá legal? 

Bibi: “Um erro”? E onde você enfiou o seu erro?? Na bolsa dela?? Pedro, você transou com outra mulher! Chega! - ela vai até a porta - Quero que você vá embora. - ela abre a porta - Saia! Agora! 

Pedro: Não! Não! Eu quero ficar. Quero ficar e conversar sobre isso. 

Bibi: Tá legal! - usou a ironia - Vamos lá, - fechou a porta e se aproximou um pouco - Como ela foi? 

Pedro: O-o que? 

Bibi: Ela era boa? 

Pedro: ... - fica totalmente confuso e não sabe o que falar. 

Bibi: Fala, Pedro! Você não disse que queria conversar sobre isso? Vamos conversar. Como ela foi? 

Pedro: Ela foi... - fica sem resposta - ela era diferente! 

Bibi: ... - ficou totalmente indignada - Diferente? 

Pedro: Ninguém gosta de mudar! - tentou achar uma solução para o que tinha dito. 

Bibi: Aaah... seu...!!!! - ela foi pra cima dele, dando tapas nas suas costas, enquanto ele se defendia com as mãos na cabeça. 

Pedro: Para!! Bianca, para!! 

Ela para de bater nele e se afasta. Respirando fundo e tentando digerir tudo. 

Pedro: Não, me perdoa. Me perdoa, tá? Eu fiquei com nojo de mim mesmo. Hoje de manhã eu estava muito chateado... aí eu ouvi sua mensagem e fiquei TÃO feliz! Eu só queria tirar aquela garota do meu apartamento o mais rápido possível!!

Bibi: Aaah... espera aí! Espera um minutinho... - se virou para ele - A que horas sua amiguinha foi embora? 

Pedro: ... 

Bibi: Ai, meu Deus... - coloca as mãos sobre a boca e segura o choro mais ainda - Ela estava lá... ela estava lá!! Ela estava lá quando eu fui lá???! - aumentava o tom de voz. 

Pedro: ... 

Bianca vai pra cima dele de novo, mas desta vez, ele segura as mãos dela, no ar. 

Bibi: Me solta!! Me solta, Okay?! 

Ele a solta, e ela se afasta novamente. 

Pedro: O importante é que ela não significa nada pra mim!! 

Bibi: Mas ela valeu o risco de acabar com o nosso relacionamento?? 

Pedro: Espera aí, eu achei que não tinha mais relacionamento nenhum. Pensei que tínhamos terminado. 

Bibi: A gente estava dando um tempo...

Pedro: Na minha opinião, isso é definitivo, isso é pra sempre, isso é terminar!! 

Bibi: Acha que vai aliviar sua barra com detalhes técnicos? 

Pedro: Eu não quero aliviar barra nenhuma, tá legal? Eu achei que o NOSSO relacionamento tinha morrido. 

Bibi: É... e se divertiu muito durante o velório! 

Pedro tinha conseguido se aproximar durante a conversa, mas Bianca logo tratou de se afastar novamente. 

Bibi: Nossa... e ficar sabendo através da Aline?? - não estava acreditando. 

Pedro: Como se eu quisesse que ela te contasse. Eu faria de tudo para que isso não acontecesse!! 

Bibi: Ah... - ela coloca a mão no peito, fingindo estar honrada - Que gracinha! Acho que estou me apaixonando por você de novo! - ironizou.

Pedro: ... - respirou fundo - Olha, Bianca. Eu quis contar sim. Eu achei que devia. Mas eu não queria que você tivesse essa reação. 

Bibi: E como queria que eu reagisse? 

Pedro: Sabia que nada disso teria acontecido se eu não achasse que, naquele mesmo momento, você estava transando com o Lucas??

Bibi: Tá legal... digamos que eu tivesse transado com o Lucas. Você me perdoaria? 

Pedro: ... - pensa um pouco - Com certeza... 

Na cara dele dava para perceber que não, mas isso não ficaria legal para se colocar na discussão.

Bibi: ... - ela sabia que não, então começou a jogar - aceitaria numa boa se soubesse que o Lucas me beijou... ficamos nus... e aí transamos? 

Pedro: ... - fala quase engasgado e com raiva - aham. 

Bibi: Se soubesse que os nossos corpos... quentes... suados... e... 

Pedro: Tá, chega, chega!! - tampa os ouvidos - Tá legal, tá legal... eu ficaria arrasado, mas... - ele a olha nos olhos - Eu ainda iria querer ficar com você. Porque... é você. 

Bibi: ... 

[...]

A escuridão já se instalava no lugar, que estava sendo iluminado apenas pelo abajur da sala de estar. Em alguns momentos silêncio, em outros a briga continuava. 

A raiva havia diminuído e os dois se encontravam sentados no sofá.  

Pedro não tirava os olhos de Bianca, enquanto ela olhava para o nada, pensando. 

Pedro: O que?... Diz, Bianca: o que está pensando? 

Bibi: ... - engole seco - Eu to pensando... em pedir uma pizza. - se levanta e vai até o telefone. 

Pedro: Pedir uma pizza sabor... - ele a observa andando - “Eu te perdoo”??

Ela olha para ele com raiva, e ele desvia olhar. 

Bibi esperava a pizzaria atender, com o telefone no ouvido. 

Pedro: Ah... eu posso comer também? Estou morrendo de fome...

Bibi: hm... - a ligação é atendida - Oi, eu gostaria de pedir uma pizza tamanho família. 

Pedro se levanta animado e se aproxima de Bianca. 

Pedro: Sem cebola para mim. - sussurra pra ela.

Bibi: Com bastante cebola. 

Pedro: ... - suspira - Tudo bem, eu tiro.

Bibi: Ah... você pode picar e adicionar no molho? 

Pedro: ... - engole seco.

[...]

A pizza havia chegado e eles comeram, no sofá e em silêncio. 

Pedro: Agora não vai mais falar comigo? - ela continuou em silêncio - Olha, Bibi. Por favor, me perdoa. Me perdoa! Eu estava fora de mim, estava bêbado! Eu pensei que tinha te perdido. Eu não sabia o que fazer. Qual é? Viu a que ponto eu cheguei para fazer uma coisa dessas? Pode achar que eu faria isso por causa da minha história, mas eu nunca faria uma coisa dessas. Eu nunca faria uma coisa dessas com VOCÊ, Bibi. Porque é você, Bianca! 

Bibi: ...

Pedro: Que saber?? - começa a aumentar o tom de voz e se levanta do sofá -  Não fui eu que pedi isso. Não fui eu que pedi esse negócio de.. esse tempo!! Foi você que que pediu, foi você!! Você que fugiu assim que a coisa ficou um pouco mais difícil. 

Bibi: Isso...

Pedro: “Isso” o que?

Bibi: Isso não tem nada a ver... 

Pedro: Olha a gente aqui de novo, Bianca. Num beco sem saída. O que VOCÊ quer fazer?? Como é que vai resolver isso?? Quer lutar pela gente ou você quer desistir? 

Bibi: ...

Pedro: Olha... - fica mais calmo e se senta de novo - Eu fiz uma coisa muito horrível... muito estúpida... tá legal? Mas me perdoa. Eu queria voltar atrás, mas não dá. Não acredito que vai jogar fora o nosso namoro tão lindo... Bianca, eu te amo tanto. - ao faltar isso, Bianca respira mais forte.

Ele respira mais forte também. Então, se inclina e sussurra no ouvido dela. 

Pedro: Te amo tanto... - beija no local de sua clavícula - tanto...

Começa a distribuir beijos em seu pescoço e sua bochecha. Vai até o canto da boca, mas quando quer chegar na boca, realmente, Bianca se levanta o mais rápido que pode.

Bibi: Para!! Para!! - levanta o tom de voz - Para, Pedro!! Não!! 

Pedro: ... - abaixa a cabeça e continua sentado, enquanto ela anda pela sala.

Bibi: Não pode me beijar e fazer tudo desaparecer. Tá legal?? Não funciona assim. Isso não vai melhorar. Tá legal?

Pedro: Tá bom... - fala sereno, tentando fazê-la se acalmar. 

Bibi: ... - ela respira fundo - Acho melhor você ir.  

Pedro: ... - levanta o olhar até ela - o que? 

Bibi: Acho melhor você ir embora. 

Pedro: Não... espera aí. - ele se levanta e vai até ela - De manhã... - ele segura os braços dela, os acariciando - De manhã você disse  que... tínhamos que superar isso. Juntos!!

Bibi: Não... não... eu sei o que eu disse! - se desprende dele. 

Pedro: Olha... tem que haver uma maneira de superar isso. Eu não imagino... - ele começa a chorar, mas tenta se controlar o máximo que pode - Eu não imagino minha vida sem você. Bianca... sem... sem esses braços... - ele começa a acariciá-la de novo, ela começa a chorar junto com ele - Sem o seu rosto... sem seu coração... - coloca a mão sobre o mesmo - Seu coração tão bom... Bianca, não. - ele a abraça, mas ela não retribui. 

Bibi: Não... - ela tenta segurar o choro, mas não consegui - Não dá... você é uma pessoa totalmente diferente pra mim agora. Eu não sei porquê, eu realmente não sei porquê, mas... eu te enxergava como uma pessoa que nunca iria me magoar. Nunca... 

Pedro: ... - continuava abraçado. 

Ela se solta e coloca a mão sobre os olhos. 

Bibi: Agora eu não paro de imaginar você com ela. Não dá. - ela se afasta para um outro lado da sala - Não importa o que você diga ou faça. Isso mudou tudo. 

Ele observava ela, quando finalmente Bianca se vira pra ele e o olha nos olhos. 

Bibi: Mudou tudo para sempre... 

Pedro: Meu Deus... - ele engoliu seco para segurar o choro - Vai acabar assim, é?

Dessa vez, ele não olhava para ela, não queria que Bianca o visse assim. 

Bibi: E iria acabar como? - respira fundo, tentando acabar com o choro engasgado na garganta. 

Pedro: ... 

Era só o silêncio no local, quando Pedro foi embora e Bianca ficou no sofá, arrasada.

Mesmo nenhum dos dois querendo isso, era a única solução na mente da garota.


Notas Finais


Obrigada por ler e pelo apoio nos comentários. Até o próximo cap. Bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...