1. Spirit Fanfics >
  2. (Bibidro) Minha História >
  3. Ela voltou..

História (Bibidro) Minha História - Capítulo 29


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem-me pela demora de verdade.. Mas vou aproveitar essa quarenta para tentar postar mias frequentemente TENTAR..

Capítulo 29 - Ela voltou..


Fanfic / Fanfiction (Bibidro) Minha História - Capítulo 29 - Ela voltou..

[...]

Já tem uma semana que a Vitória veio para casa. Vou explicar o que aconteceu esse mês que ela ficou internada..

Durante a cirurgia ela teve uma parada cardíaca, mas conseguiram reanima-la. A cirurgia deu certo, estava tudo bem, porém ela precisaria ficar internada por ser muito pequenininha e por ter feito uma cirurgia tão grande. E então ela passou um mês se recuperando..

[...]

- Pedro!! (Grito do quarto)

- Oi?.. (Ele coloca só a cabeça na porta)

- Seu celular ta tocando. (Aponto pro celular em cima da penteadeira e sento na cama coçando os olhos)

- Alô?.. Que que você quer?.. Eu? Ah pelo amor de Deus né.. Não, é claro que não vou.. (Ele desliga o telefone é deita entre minhas pernas)

- Que foi?.. (começo a fazer cafuné nele)

- Meu pai quer que eu volte pra casa..

- Jura? Depois de tudo?..

- Eu acho que deixei bem claro depois do que ele fez, que era para ele esquecer que eu sou filho dele

- tá bom chega de coisas tristes nós combinamos que nessa casa só teremos momentos felizes, pega ela pra mim?.. (Olho par Vitória que tinha acabado de acordar e ele pega ela) Oi minha princesa.. Sabe pra onde a gente vai hoje? A gente vai ver a madrinha.. (Coloco ela deitada na cama ao meu lado e o Pedro deita do lado dela)

- As vezes eu fico imaginando que teria sido tudo mais fácil se eu nunca tivesse feito o que fiz. Estaríamos casados e não teríamos sofrido tanto com o que aconteceu com ela.. 

- Não pensa nisso.. O importante é que estamos juntos e ela está bem. (Sorrio ao apreciar o rostinho delicado da nossa menina) Ela está bem, nós estamos bem tá tudo bem..

- Sabe o que eu nunca vou esquecer?..

- O que?

- Do dia em que demos nosso primeiro beijo.. Você Me beijou e logo depois começou a me bater, naquele momento eu pensei que você fosse louca mas depois eu não consegui evitar de me apaixonar por essa loucura.. (dou risada lembrando do momento)

- E um pouco antes eu ainda te fiz pagar uma caixa de bombom pra mim sem você saber..

- Até hoje eu não entendo como você fez aquilo.. (demos risada)

- e eu não vou contar (Levanto e começo a tirar a roupinha da Vitória para dar banho nela) Coloca a banheira pra encher?..

- Quente?..

- Morna..

- Tá.. (Ele vai até o banheiro)

[...]

Já estava tudo pronto para sairmos, a Vitória de banho tomado, eu e o Pedro arrumados só faltava ir buscar a Maria para que fossemos ao shopping. Eu e o Pedro vamos comprar um carrinho pra Vitória é a Maria está atrás de um celular..

- Vamos?..

- Uhum.. A Maria disse que é pra ir buscar ela em casa..

- A gente passa lá, vem..

- Calma aí, tem que pagar a bolsa da Vitória.. (Entro em casa e pego a bolsa em cima do sofá, coloco no ombro e arrumo a Vitória que estava no meu colo)

Fui até o carro, coloquei a Vitória na cadeirinha e a bolsa do lado. E fui me sentar banco da frente.

- Tá pronta?..

- Uhum.. 

[...]

- Eu ainda acho que é muito perigoso a gente trazer a Vitória pra cá..

- E eu posso fazer o que? Sua irmã mora aqui esqueceu?..

- Tá bom não precisa falar assim..

- Falar como? Eu falei normal.. (Ele me encara com um olhar estranho e eu simplesmente iguinoro) 

- Tá bom, se você quer agir assim que seja..

- Pega ela, que eu vou chamar a Maria.. 

[...]

- Me da ela, eu vou lá chamar a Maria vai no MC comprar alguma coisa pra gente comer.. (Dou um selinho nele e pego a Vitória)

- Tá, já volto.. (Ele sai e eu entro na loja pra procurar a Maria é o Gregory)

- Tá fazendo o que?.. (Pergunto a Gregory que estava sentado)

- Nada, tô esperando a Maria.. 

- Segura ela pra mim?.. (Ele estende os braços e eu coloco ela em seu colo) Ela já mamou e tá morrendo de sono. Eu vou ver um negócio ali tá.. 

- Tá, pode deixar, vou ver se consigo fazer ela dormir..

- Obrigada. (Me afasto e vou ver se acho um livro que estava procurando a muito tempo)

[...]

Narradora on:

Eatavam todos andando pelo shopping até que Bianca e Maria resolveram entrar em uma loja para ver algumas coisas. Pedro e Vitória ficaram do lado de fora por conta do barulho que estava lá dentro que estava muito alto.

- Pedro?.. Eu não acredito, é você mesmo?..

- Eu acho que sim né?.. 

- É sua.. (Ela aponta pra Vitória sem conseguir falar)

- Minha filha? É sim..

- Amor, Vamos? A Maria não achou o... Flávia?.. (Bianca se espanta ao ver a garota)

- Olá..

- E o seu bebê? Você teve um com o Matheus não?.. (Pedro pergunta entregando Vitória para a mãe)

- Sim, tive um menininho..

- Que bom..

- Caramba gente que demora, a gente vai pra casa ou não?.. Flávia?.. (Maria sai da loja abraçada com Gregory)

- Está na hora de eu dar mama pra Vitória.. (Bianca arruma sua filha em seu colo e entrega a bolsa para Pedro)

- Foi um prazer reve-la.. (Pedro fala)

- Até mais.. Eu voltei a morar em minha antiga casa, se alguma hora você quiser passar lá para conversar..

- Uhum.. Pode ser..

[...]

- Tá calada por que?.. (Maria pergunta para Bianca que não falou nada o caminho inteiro)

- Nada..

- Tem certeza?..

- Tenho..

- Minha mãe pediu para vocês levarem a Vitória para ela vê-la..

- Uhum..

- Sério, Bianca, você tá muito estranha..

- Nada a ver, estou como sempre..

- Não, você tá muito calada..

- Eu não tenho motivos para estar falando.. Ou tenho?.. 

- Não..

- Então pronto..

[...]

- Tá bom, eu concordo com a Maria, você tá muito quieta. O que você tem?.. (Pedro saindo da cozinha vendo Bianca sentada no sofá)

- Já falei que eu não tenho nada..

- Qual é meu.. Conversa comigo.. Foi algumas coisa que eu fiz?.. (Ele se abaixa na frente da garota colocando a mão no rosto da mesma)

- Eu quero ficar sozinha, posso? (Ela se levanta e vai até as escadas)

- Eu me preocupo com você..

- Até aprece.. (Ela para de enfatizar e fala para si mesma)

- Dá pra conversar comigo?..

- Não Pedro não dá. Você não entende. Você nunca me entende.. Não da para ficar fazendo isso, eu não consigo..

- Do que você tá falando?..

- Do teste de DNA, eu vi, a cada dia você se parece mais com o seu pai, sério.. Se você tinha alguma dúvida de que a Vitória é sua filha por que você não me pediu para ir com você? Por que você escondeu de mim o que você fez?.. Desculpa mas eu não consigo.. (Na tentativa falha de segurar as lágrimas sua voz falhada) Eu assim como você achei que se nós nos mudassemos seria diferente, mas não é, continua o mesmo. Tudo que acontece tem uma desconfiança eu não aguento mais.. Eu achei que você tinha mudado e que seria bom pra Vitória se nós ficassemos juntos, mas isso tá acabando comigo. Eu não consigo olhar para você e não lembrar do que você fez. Eu não consigo dormir a noite pensando no que tem por vir.. Se você vai me deixar de novo. E agora essa no shopping, você quase se jogou em cima da Flávia na minha frente. Nem consideração você tem.. Sua filha e sua mulher do seu adora e você flertando com sua ex.. (Ela sobe as escadas e se tranca no quarto)

Onde estava Pedro ficou, não se moveu nem por um minuto, percebeu que por um lado a garota estava certa, ele realmente deveria ter conversado com ela sobre o exame, contado a verdade. Mas também tinha certeza de que não estava flertando com Flávia, tudo o que ele havia feito é ter comprimentado ela. Só não sabia que Bianca sentiria ciúmes disso..

Tchau para tu😉❤️


Notas Finais


Eu nunca deixei uma imagem da Flávia para vcs né?.. Bom vou deixar aí em baixo..

Flávia: https://pin.it/e67zzy3okf6tfb

Look Bibi no shopping: https://pin.it/mpoxafnjh5g62n


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...