História Bíblia do Laynismo 1 - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Zeke e Luther
Visualizações 6
Palavras 627
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - Capítulo thirteen


Trabalhei igual uma condenada nesse dia maldita Karina, me fez assinar tantos papeis e resolver tantas coisas que davam pra ser divididas entre nós duas, conversei com Mariana a secretária que trabalha comigo na mesma sala, ela é responsável por alguma coisa lá né que eu não sei exatamente, ela disse que em 3 anos que Karina trabalha aqui, nunca viu Karina da tanto trabalho pra o outro coordenador fazer como ela fez comigo agora

-Relaxa Raquel isso deve ter sido a pedido de Deusimar pra testar sua capacidade, e você é capaz sim

-Sim deve ser isso mesmo -Falei como se eu não soubesse as verdadeiras intenções de Karina
A escola já estava praticamente vazia ficando só eu, Karina e Iago que fecha a escola, terminei todo o trabalho UFA, fui até a sala dela prontissima pra jogar os papeis na mesa dela assim como ela fez horas antes na minha fui abrindo a porta e me deparei com uma cena digna de um vomito profundo, lurdinha a assistente social do setor financeiro sendo fodida pelas mãos de anjo da minha amada, eu não sei se eu ficava triste ou com ódio, Lurdinha não me viu ela estava de costas para mim fazendo aqueles movimentos, sentando nos dedos de Karina, com aquela bunda de hidrogel asquerosa tanto quanto a cara do Denis, Karina me viu e amou, posso dizer até que foi planejado ela me olhou sorrindo com aquele olhar malicioso eu sai rapidamente e fui pro meu carro, já estava chorando nem acreditei que eu fosse chorar por uma mulher na minha vida coloquei cruel world da Lana no toca cd's do meu fusca, e sai acelerada pela cidade, fui pra um barzinho bem meia boca que tinha pelo centro, bebi horrores e encontrei lá um homem, ele era baixinho e moreno, estava bem vestido e cheio de ouro, sentou na minha mesa e perguntou por que eu estava chorando e sim dava pra perceber por que meu rímel estava todo borrado na minha pele branca, não expliquei pra ele o motivo, só disse que era amor, ele começou a rir dizendo que era o que mais acontecia no bar dele, ele se apresentou como Silvan

-Sabe como você acaba com qualquer tipo de dor moça?

-Não, como? eu necessito saber! -Eu falei desesperada

-Lá dentro tenho umas paradas diferenciadas, me acompanhe
Fui e mais pra dentro do bar era meio que um cabaré tinha várias mulheres dançando e homens muito ricos jogando dinheiro pra cima como se fosse algo que caísse do céu, ele me levou pra um quartinho lá dentro onde tinha muita gente, de todas as classes possíveis se drogando, ele me apresentou a heroína, me apresentou um cara que ia me ajudar, fiquei sentada esperando

-Você tem certeza disso?- Perguntou o moço bem bonito que trabalhava pra Silvan

-Tenho sim, preciso me ausentar do mundo pelo menos um pouco
Ele começou a queimar a substância numa colher, e amarrou uma especie de corda de borracha no meu braço como se eu fosse tirar sangue, quando a substância ficou líquida ele pegou uma seringa e sugou o líquido da colher, e aplicou em mim, a principio na picada doeu e depois, foi adormecendo eu fiquei toda dormente mas logo depois comecei a sentir um prazer enorme em estar ali, aquela moleza gostosa no corpo

-Como está se sentindo? -Perguntou ele rindo

-Melhor que nunca !!!

-Quer algo?

-Uma bebida bem forte por favor
Ele foi pegar uma cachaça la no bar pra mim em quanto eu estava completamente drogada, e comecei a beber e a fumar maconha e usar um pouco de alucinante, só sei que apaguei, abri meus olhos e acordei no hospital com Denis, Eduarda e Jesse ao meu lado...


Notas Finais


RAQUEL SUA VICIADA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...