1. Spirit Fanfics >
  2. .bicycle. >
  3. .sit back.

História .bicycle. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


oi amigues, cá estou eu novamente e é isso aí.

a história é inspirada na música bicycle, da chungha. aquela mulher é deus e eu não tenho estruturas pra lidar com o que ela faz, se ela pedisse pra eu latir, faria sem nem pensar duas vezes. enfim, cadela.

espero que gostem!!!

Capítulo 1 - .sit back.


Fanfic / Fanfiction .bicycle. - Capítulo 1 - .sit back.

Jeno sempre fora um garoto interessado por esportes, tanto que durante o auge de sua infância e adolescência, procurou diversos deles para praticar, porém apenas um dentre todos que tentou ganhou 100% de si, o ciclismo. 


o ato de pedalar para Jeno era, no mínimo, revigorante. costumava dizer para si mesmo e para os outros que o ciclismo era repleto de prós já que, além de manter a saúde em dia e se exercitar, os músculos ainda ganhavam forma, estabilidade e a melhor parte - segundo ele mesmo -, dava a oportunidade de conhecer novos lugares, pedalar por novas cidades, estradas, respirar novos ares. 


conforme o tempo ia passando se acostumava ainda mais a sair todos os dias para sua passeata com sua querida "magrela" e, aos poucos, fora ganhando uma companhia consigo, Na Jaemin. o de cabelos rosados dizia que Jeno falava tanto sobre os benefícios e prazeres de pedalar, que se sentia tentado a experimentar a sensação, então pegou sua bicicletinha velha e resolveu seguir o mesmo rumo que o mais velho. 


no começo a situação fora bem engraçada, até porque Na Jaemin era sinônimo de desastre, fora sua falta de atenção para algumas coisas e o sedentarismo que ao menos tentava esconder. então era sempre uma desequilibrada daqui, uma quase queda de lá, duas pedaladas e um pedido completamente sem fôlego e quase implorado para que dessem uma pausa para descansar, era cômico ver como o menor tentava dar seu máximo ali. porém em dado momento isso começou a frustrar Jeno, que se sentia estranho em relação ao mais novo pedalando junto consigo, não queria dizer que o Na atrasava seu lado, mas também não podia negar que passou a ser complicado lidar com a quantidade de deslizes que o menor tinha. 


depois de muito pensar, resolveu, por fim, resolver a situação com o Na. 


                                   [...] 


estavam em uma pausa para descanso, no topo de uma morrinho alto o suficiente para enxergarem um pouco da cidade e perceberem o quão longe já estavam. Jeno observava o menor focado na paisagem enquanto bebia água, vendo ali a oportunidade perfeita para tentar conversar com Jaemin.


 - nana, você tem certeza que quer mesmo continuar com isso?  - a voz soou calminha, tentando ao máximo não parecer rude ou grosseiro com o de cabelos rosas, esse que apenas virou para si com a expressão confusa no rostinho. 


 - isso o quê? - perguntou claramente confuso.. 


- isso!!! - o Lee disse apontando para ambos e para as bicicletas, já afobado com a lerdeza do mais novo.


- tenho sim, neno, mas por que a pergunta?  ? - a voz do menor era sempre tão gostosa de ouvir, mesmo no tom que o mais novo usou, Jeno se pegou analisando o menor por alguns segundos, voltando a realidade apenas quando este ergueu a sobrancelha em um ato de puro deboche. - algo te preocupa, Lee


- não é isso, nana, é só que as vezes você parece meio despreparado, e eu não seitalvez você, sei lá, devesse treinar um pouco mais. - disse sem graça, coçando a nuca. o olhar de Jaemin sobre seu rosto era sério, o vento leve batendo sobre os fios em um tomzinho bonito, fazendo-os voar livremente pelo rostinho delicado, lindo


- o que está insinuando, nononão quer mais pedalar comigo? - a voz parecia muito séria para situação e Jeno sentiu-se engolir duro a quantidade de água que estava em sua boca, sentindo sua garganta secar logo após. 


- eu só acho que, talvezvocê não saiba montar, jaem, só isso. - disse direto. de início esperou alguma reação negativa vindo do menor, mas, ao contrário do que imaginava, Jaemin fez foi sorrir, um sorriso tão lindo e brilhante que o coração de Jeno pulou uma batida, porém algo naquele sorriso parecia diferente e Jeno não conseguia decifrar exatamente o que era. 


desistiu mesmo de tentar decifrar algo quando o menor se aproximou de si, parando frente a frente, quase encostando os corpos se não fosse a bicicleta do Lee no meio de ambos. os olhos do menor brilhavam de uma forma tão intensa e, ao mesmo tempo, tão misteriosa, que Jeno aos poucos caía naquelas orbes, assistindo com calma cada fiozinho se balançando. os olhos de Jaemin desceram e os seus seguiram o mesmo caminho, parando a altura da boca do mais novo, que sorriu largo e faceiro, fazendo com que engolisse em seco novamente, desviando o olhar em seguida. 


- você está errado, nonoeu sei montar, muito bem pra falar a verdade, mas creio que agora não estamos falando sobre o mesmo assunto. - e maldita seja a mente perversa de Jeno que fantasiou mil e uma coisas através dessa frase do garoto. se bem que não era 100% sua culpa pensar por esse lado, já que o mais novo soou totalmente insinuante, a forma como a voz carregava malícia e manha no mesmo nível fez com que os pelinhos da nuca do Lee se arrepiassem naturalmente, ao mesmo tempo que imagens bem tentadoras começavam a passar em sua mente. respirou fundo e engoliu em seco novamente, contando até cinco antes de - tentar - falar algo. 


- d-do que está falando, nana? - o menor gargalhou a ponto de jogar a cabeça pra trás, deixando Jeno totalmente confuso e desesperado ao que voltou a ser encarado por um Jaemin com a expressão sapeca, os lábios entre os dentes e os olhinhos brilhando em excitação. 


- vamos lá, nonovocê não é tão burro assim, amor, eu sei bem que sabe do que estamos falando. - jeno fechou os olhos rapidamente, puxando o ar que parecia ter sumido completamente de seus pulmões, apertando o guidão da bike com tanta força, que as pontas de seus dedos já estavam sem circulação sanguínea.


- e-eu...- iniciou, porém como era extremamente sortudo para algumas coisas, ouviu o alarme soar avisando que a pausa que tinham havia chegado ao final e que precisariam voltar ao percurso que antes faziam.


- poxa, que penaestávamos em um assunto tão bom, mas tudo bem, vamos voltar para casa, lá eu te explico melhor o que eu estava falando, ou melhor, te mostro. - o Na disse com a voz manhosa, estava tão perto do rosto do outro, que na mente de Jeno soava um alerta misturado com um pedido de socorro baixo, sentia-se tonto com o menor tão perto assim de si, o cheirinho gostoso invadindo suas narinas e arrepiando seu corpo, inferno, tão bom….


se afastou do Na e desligou o barulho, passando as mãos pelo rosto. sentia-se totalmente avoado devido às palavras do Na, sua mente ainda trabalhando arduamente em projetar imagens nada castas de Jaemin montando, porra


voltou para a bike rapidamente e pois-se a pedalar, tendo atrás de si um Jaemin com a expressão sapeca e um sorriso largo no rosto, mal podia esperar para mostrar a Jeno como montava bem. 



Notas Finais


daqui a pouco eu volto pra postar o final, mas fala aí, o que acharam de gimme gimme?

eu gostei taaanto, que tô pegando a coreografia e fazendo uma história sobre, então aguardem pq tá vindo aí!!! 👄👁️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...