História Birthday - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Birthday, Jimin!bottom, Noobelf12, Pwp, Yoongi!top, Yoonmin
Visualizações 235
Palavras 2.655
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Lemon, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


olha ela
aparecendo depois de vinte mil anos sumida
primeiramente, antes que vocês venham me matar, eu vou postar the bet hoje também
segundamente, esse é o primeiro lemon que eu posto aqui, não me julguem
terceiramente, era pra essa one ter saído no aniversário do Jimin, pois é, quase um mês de atraso
eutomorrendodevergnhadepostarissomeudeus
espero que gostem ;3

Capítulo 1 - Único


Ser Park Jimin não era algo fácil. Ainda mais quando era dia de seu aniversário. Tudo começou no dia que compeltou 19 anos, finalmente a maioridade, na sua cabeça, ele iria sair de casa, ir a festas, ter dinheiro... Mas bom, definitivamente não era assim. Primeiro, Jimin ainda morava na casa dos pais, era ilustrador, e isso não dava muito dinheiro; segundo, Jimin passou a detestar a festas, preferia muito mais ficar em casa. Agora, aos 21 –quase 22- anos, ele estava cansado da vida monótona que levava. Jimin planejou sair de casa –coisa que nunca fazia- e ir a qualquer lugar que seu amigo, Yoongi, o levasse. Infelizmente, de última hora, Yoongi cancelou, disse que precisava ir em uma reunião de família. Como seus pais tinham saído, Jimin estava sozinho na noite de seu aniversário, jogado no sofá, comendo sorvete e vendo anime. Não que isso fosse tão ruim, mas sair com Yoongi –pela primeira vez na vida- parecia mais interessante do que ficar fazendo nada em casa. Cinco episódios de Fullmetal Alchemist depois e o baixinho queria fazer qualquer outra coisa, o tédio o consumia. Sua mente pensava em algo, mas era muito cruel, mas quem disse que ele se importava? Yoongi havia deixado ele na mão, então ele iria se vingar, da forma mais cruel possível.

xxx

Que Jimin tinha uma bunda linda todo mundo sabia, mas eram poucos aqueles que podiam vê-la com detalhes. A verdade era, Jimin e Yoongi tinham uma amizade colorida. O Min não era besta em deixar a oportunidade de ficar com o loiro passar, e este também não deixaria de investir no azulado sedução. Jimin sabia de todas as fraquezas de Yoongi, roupas femininas era uma delas. E pela sorte do mais velho, Jimin adorava usá-las. Uma saia rosa pastel, um top da mesma cor, uma calcinha branca transparente, meias brancas de seda e como acessório, uma gargantilha branca e algemas. Usou seus livros como apoio e tirou algumas fotos, não gostava de se gabar, mas estava muito lindo. Mandou as fotos para Yoongi e esperou resposta.

[Yoon]: Jimin que porra é essa?

Eu tô numa reunião

[You]: Sinceramente, eu não me importo

É minha vingança por você ter me deixado sozinho

[Yoon]: Eu já pedi desculpas

Por que você tem que ser tão cruel?

[You]: Logo quando eu queria sair você me abandona

[Yoon]: Eu tinha que sair

[You]: Você nunca vai nas reuniões de família

[Yoon]: Desculpa Minnie

Mas ia acontecer uma treta tensa

Eu precisava ver isso

[You]: Você me trocou por uma treta?!

Ridículo

Dessa vez ele não respondeu, ficou apenas off-line.

-Então esse cuzão não vai me responder?! Ah mas ele vai ver.- Disse para si mesmo.

Jimin podia não ser o mestre da provocação, mas sabia exatamente quem era. Ninguém mais ninguém menos que Kim Taehyung.

-Alô Tae, preciso de ajuda.- Falou assim que o outro atendeu a ligação

-Que ajuda?- Perguntou entediado

-Sabe o Yoongi?

-O trouxa gatinho com cara de nada?- Falou no clássico tom de Naja

-Não fala assim dele, mas, sim, é ele mesmo.

-O que eu tenho a ver com ele?- Taehyung era naturalmente cruel, Jimin já havia se acostumado.

-Então, o imbecil me deixou sozinho ‘pra ver uma treta de família, e eu quero provocar ele, então resolvi pedir ajuda a quem entende.- O sorrisinho maléfico surgiu na face do baixinho, podia ter cara de anjo, mas era extremamente vingativo (como se já não tivéssemos percebido antes.).

-Ligou ‘pra pessoa certa. Já fez alguma coisa?- Perguntou, visivelmente –ou melhor, audivelmente- mais interessado.

-Mandei umas fotos aí...

-Ah Jimin, me poupe, ele já deve ter visto sua bunda ao vivo várias vezes. Foto é clichê demais, temos que fazer algo mais interessante. Você tem, hum... um vibrador?- Perguntou com a maior naturalidade

O baixinho quase se engasgou com a própria saliva, sentiu o rosto enrubescer e gritou a plenos pulmões:

-KIM TAEHYUNG SEU PERVERTIDO!

Do outro lado da linha, o mencionado afastou seu ouvido da saída de som do celular. O que? Não havia feito nada demais, apenas sugerido uma provocação.

-Você quer provocar o seu namorado e eu que sou o pervertido.- Revirou os olhos

-E-ele não é meu namorado.- Por mais que ele tentasse, na maior parte das vezes, Jimin não conseguia deixar de parecer uma adolescente apaixonada.- E sim. Eu tenho um vibrador.- Sussurrou a última parte bem baixinho, com alguma esperança de ele não ter ouvido direito.

-Eu não sou surdo Jimin. E eu tenho um plano. Mas você vai precisar de lubrifi...- Foi cortado por um Jimin tímido

-Não ouse terminar essa frase Kim Taehyung. Agora diz o plano.

-Simples. Você vai levar Yoongi ao limite. Depois dessa ele nunca mais vai te deixar sozinho. E talvez você nunca mais ande também.- Ok, talvez ele não devesse ter dito essa última parte de forma audível.

xxx

Depois de ouvir meia hora das ideias de um pervertido viciado em provocações, Jimin tinha quase certeza que a cor vermelha nunca ia sair da sua face. Mas no final das contas a ideia de Taehyung era muito boa. A dignidade do baixinho talvez desaparecesse, mas valia a pena se fosse para provocar Yoongi. Jimin se ajoelhou na cama, e respirou fundo.

[You]: [Áudio]: Yoongi, eu quero você aqui. Não estrague a minha noite, nem a sua.

[Yoon]: Park Jimin, eu juro que se você continuar, amanhã você não anda

[You]: Acho que não vou andar de qualquer jeito, então vale a pena continuar

[Áudio]: Quando você vai vir me foder Yoongi?

[Yoon]: Jimin, em menos de duas horas você vai estar de quatro ‘pra mim na sua cama

Eu vou te foder até você se arrepender de me provocar

[You]: Mas eu nem comecei ainda

“Primeiro um áudio. Nada mais, nada menos. Alguns minutos depois e ele foi enviado.”

[Áudio]: Yoongi~ Vai mesmo me deixar- ah! S-sozinho? Vem cá~ P-por favor.

“Ele não respondeu. Então era hora do vídeo, era agora que o vibrador entrava, literalmente. Graças à internet ruim, foram alguns minutos até o vídeo carregar completamente.”

[You]: [Vídeo]: Jimin estava sentado, com as pernas bem abertas, uma mão segurava o vibrador e a outra segurava o celular. Ele colocou o vibrador bem devagar dentro de si e o movimentou ali. Suspirou pesadamente. Ligou o aparelho, e abriu sua boca em um gemido mudo, que logo se transformou em algo possível de ser ouvido. “Y-yoongi-ah.” Ele movimentou o vibrador mais rápido.

“Sem resposta novamente. Mas se Jimin soubesse o estado de Yoongi no momento ele entenderia a falta de resposta.”

xxx

O branquelo havia fugido descaradamente. Era difícil rir da treta dos tios quando o amigo sedução mandava vídeos se masturbando. Ele usou o método mais barato e tosco para disfarçar a ereção, a clássica almofada. Mas quando ela não adiantava mais, o melhor era ir para o banheiro ou embora, que foi exatamente o que ele fez. Apenas disse que não estava se sentindo bem e pegou o primeiro táxi para a casa de Jimin. Enquanto isso, este estava se divertindo bastante, se é que você me entende. Depois de uma noite toda tentando provocar um trouxa, ele merecia, além do mais era seu aniversário. Respiração cortada, o rosto vermelhinho e o corpo quente. A sensação do orgasmo foi prolongada pelo aparelho que continuava vibrando. Ele se contorceu e retirou o vibrador de sua entrada, enfiando a cara no travesseiro depois. Estava cansado e queria dormir, desistiu de esperar o mais velho. Provavelmente, no dia seguinte, sua mãe lhe daria uma bronca por ter derramado meio tubo de lubrificante no chão, mas ele não se importava.

xxx

O branquelo ia tanto à casa de Jimin que tinha feito uma chave para si. As luzes estavam apagadas, menos a do quarto do baixinho. Ao passar pela porta, ele o viu deitado na cama, de saia e top, no contexto mais erótico possível. Era agora que aquela aula de Tai chi chuan gratuita que ele havia feito há anos atrás valeria a pena, porque ele precisava de uma puta paz de espírito para não voar em cima do garoto. Ele se ajoelhou ao lado da cama, com a face próxima ao rosto de menor.

-Hey Minnie, acorda.- Falou

Jimin nem se mexeu. Yoongi não era tão cruel a ponto de despertar aquela criatura fofa do sono, mesmo que ele merecesse. Suspirou e fechou os olhos. É Yoongi, parece que seria você e sua mão novamente. Ou talvez não.

-Yoon, quer ajuda aí?- Disse uma voz sonolenta porém estranhamente provocativa

-Claro que quero, Minnie.

-Ahn, Yoongi, a gente podia fazer uma coisa diferente?- Perguntou meio tímido.

-O que?- O olhou desconfiado

-Eu posso dominar dessa vez?- Apesar das fantasias sadomasoquistas de Jimin, ele tinha vontade de comandar pelo menos uma vez. Ele podia realizar seus outros planos na festa de halloween do fim do mês.

-Você já não me provocou o bastante?- Yoongi disse com um tom entediado

-Ah vai Yoongi, por favor.- Fez um biquinho

O mais velho deu um suspiro.

-Por mim.- Ok, aí já era sacanagem. O azulado se derretia toda vez que Jimin dizia esse ‘por mim’ para ele.

-Certo. Mas eu não me responsabilizo.- Ele jamais admitiria em voz alta, mas estava sinceramente com medo do que Jimin poderia fazer.

O mais novo deu um sorrisinho e se levantou procurando alguma coisa no móvel de madeira no canto do quarto. Voltou seu olhar para Yoongi exibindo as algemas que havia pego, as mesmas que tinha usado mais cedo na foto. Usou-as para prender os pulsos de Yoongi na cama, apesar da grande relutância do maior.

-Então, sabe a sensação de ver e não poder tocar?

-Você não vai fazer isso.- Yoongi estremeceu

-Ah eu vou. O nome é vingança.

Tirou o top exibindo seus mamilos rijos e olhou diretamente nos olhos de Yoongi. A saia foi a próxima, Jimin segurou na barra na peça, abaixando-a devagar fazendo ela escorregar numa lentidão torturante por suas pernas branquinhas. Havia apenas uma peça de roupa restante no corpo de Jimin –que na concepção de Yoongi era completamente desnecessária- mas logo depois ela estava jogada no chão junto com todas as outras.

Ele levou sua mão a seu membro ereto, passando o polegar pela cabecinha levemente rosada e depois passando a masturbar todo o comprimento. Alguns suspiros e gemidinhos saíram por entre seus lábios. Yoongi observava tudo, odiava aquela sensação com todas as suas forças, a sensação de não poder fazer nada.

-Yoon- ah!- Gemeu ao aumentar a velocidade

O mencionado puxou as algemas, fazendo um barulho metálico ecoar pelo lugar.

-Y-yoongi, não seja apressado.- Foi aí que Jimin teve uma ideia. Parou de se tocar e engatinhou em direção a Yoongi, este já visivelmente -muito- excitado. Numa lentidão irritante para ambos os lados, o baixinho abriu o botão e desceu o zíper do jeans que o mais velho usava.

Logo depois do jeans, a boxer foi retirada expondo o membro pulsante de Yoongi. Para aqueles que dizem que asiático tem pinto pequeno, ali estava a prova do contrário. O loiro não hesitou em deslizar a língua pela glande, depois descendo até a base e por fim colocando apenas a cabecinha na boca e chupando a região. Cada gemido sôfrego de Yoongi pedindo por mais dava a Jimin calafrios por todo o corpo. Ele colocou toda a extensão na boca e chupou como se sua vida dependesse daquilo, sua língua por cima de cada veia do pau de Yoongi. Sentiu que ele estava perto de gozar, mas não iria deixar. Então apenas parou, retirando a extensão de sua boca. O maior precisava de alívio, mas se dependesse de Jimin não o teria tão cedo.

O baixinho levantou seu olhar encontrando os olhos nublados de Yoongi, levou três dedos até a boca e os chupou, sem quebrar o contato visual em nenhum momento.

-Não pensei que isso fosse ser tão divertido.- Deu uma risadinha.- Você parece desesperado.

-Eu estou.- Murmurou

Depois de mais um sorrisinho, Jimin desceu seus dedinhos para sua entrada que se contraiu no mais suave toque.

-Você não iria fazer isso.- Yoongi disse, mas ele já devia ter aprendido a nunca duvidar de Park Jimin.

-Por que eu não faria?- Colocou devagar o primeiro dedo dentro de si, soltando um gemidinho pela dor.

-Caralho Jimin.

Movimentou seu dedo dentro de si e fechou seus olhinhos, aproveitando a sensação, era ainda melhor com Yoongi ali, um sorriso de canto brotou em seus lábios. Aumentou a velocidade do primeiro dedo para inserir o segundo depois. Chamou baixinho pelo nome do mais velho, este que estava a ponto de explodir e quebrar aquela algema.

O Park estava a ponto de desistir e soltar Yoongi de uma vez, mas não daria a ele este gostinho. Os dedos iam mais rápido e Jimin soltava gemidinhos agudos e suspiros, não estava longe de gozar,  apenas mais um pouquinho e ele atingiu o segundo orgasmo da noite, mas estava longe de estar saciado. Queria Yoongi o fodendo com toda a força, socando seu interior.

O loiro, ainda meio atordoado pelo orgasmo, soltou o azulado, que imediatamente disse:

-De quatro, agora.- Sua voz estava rouca e mais grave

Jimin não demorou para obedecer a ordem. Por mais que o mais velho amasse provocar, nenhum dos dois estava com paciência para isso, sem mais cerimônias colocou seu pau na entrada pulsante do menor fazendo-o gemer. Sem esperar, Yoongi passou a se mover com brutalidade. A visão de Jimin estava comprometida pelas lágrimas e pelos fios de cabelo que cobriam seus olhos, tudo que ele podia fazer era gemer “Yoongi-ah” seguidas vezes. Nada poderia ser um presente melhor do que aquilo.

-Você foi uma vadia muito má hoje, eu não deveria te deixar gozar de novo. Minha putinha merece ser punida.- Diminuiu suavemente a velocidade, mas já havia sido suficiente para Jimin gemer sôfrego e implorar pela força de de antes.

-Como você disse, é divertido provocar; e você também parece desesperado.- Riu com a voz rouca antes de retomar a velocidade.

Aquele provavelmente foi o melhor orgasmo da vida dos dois. Yoongi se retirou de dentro de Jimin, e teve a visão de sua porra escorrendo da entrada pulsante de Jimin e caindo por sua coxa. Lambeu cada gota do líquido branco e teve direito a vários murmúrios desconexos -pelo prazer e pelo sono- de Jimin.

O menor não tinha forças nem para manter os olhos abertos, apenas se deitou na cama e rolou para o lado dando espaço para Yoongi se acomodar ao seu lado.

-Nós deveríamos tomar um banho.

Jimin não respondeu. Na realidade apenas se aconchegou ao lado de Yoongi abraçando o corpo do mais velho, dizendo indiretamente que não iria sair de lá tão cedo.

xxx

Assim que acordou, Jimin deu graças aos céus pelos pais não estarem em casa. Ao seu lado, Yoongi dormia tranquilo sobre os lençóis sujos. O loiro escutou o celular apitar e encarou a tela rachada do dispositivo, mensagem de Taehyung.

[Tae]: Então

Meu plano funcionou?

“Você nem imagina”- Jimin respondeu mentalmente.

[You]: Claro

[Tae]: Então por que tu tá falando comigo?

Vai falar com seu futuro namorado

Tchau

 

Jimin riu e corou ao mesmo tempo, bloqueando o celular e se virando para Yoongi, este que já estava acordado e sorriu ao ver a face do menor.

-Bom dia Minnie. Quer que eu faça o café?

-Óbvio. Mas não é melhor tomar um banho primeiro?

-Tem razão. Vem comigo?- Perguntou incrivelmente não parecendo sugestivo

-Claro.- Jimin se sentou na cama e sentiu seu quadril doer.- Mas me ajuda a levantar, eu 'tô dolorido.

Yoongi encarou o menor por alguns instantes antes de começar a rir.

-Para de rir da minha desgraça! Seu ridículo!

O branquelo se aproximou e pegou Jimin no colo ao 'estilo noiva’, fazendo com que o baixinho se agarrasse em seu pescoço.

-Você fica uma gracinha corado.

-Vai tomar no cu Yoongi.

E novamente ele desabou em risadas.

 


Notas Finais


meu deus que vergonha
husahushauhs
não esqueçam de comentar, me anima muito a continuar escrevendo
~Tia Sude


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...