História Bitter End - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 17
Palavras 1.712
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Fala ai meus anjinhos, tudo bom? Eu voltei, enfim, com o penúltimo capítulo da fic. Peço desculpas pela demora pra postar, eu estava viajando, enfim, espero que gostem e nos vemos (algum dia kk) no cap final <3

Capítulo 24 - 24. Work


Fanfic / Fanfiction Bitter End - Capítulo 24 - 24. Work

Elijah entrava em casa, irritado pela atitude do pai. Seguiu para o seu quarto, mas parou quando o homem adentrou a casa, o chamando.

George: Que merda você estava fazendo, Elijah? – Falou

Elijah: Eu é que pergunto, que merda Você está fazendo aqui? Minha mãe não te mandou embora? – O encarou – O que você quer? – Disse

George: Sua mãe foi visitar uma amiga que ficou doente e está no hospital – Disse

Elijah: Mentira – Disse – Ela teria me avisado – Disse

George: Teria te avisado se você atendesse a droga do telefone, ao invés de estar por ai se agarrando com... – Explicou - Um cara qualquer – Ele fala com desgosto

Elijah: Um cara qualquer? Você ta achando que eu sou o que? Uma puta? – O encarou indignado – Kai não é um cara qualquer, eu gosto dele – Disse

George: Deus do céu, o que eu fiz pra merecer isso? – Passou a mão no rosto

Elijah: Ah! Agora você quer fingir que não sabe? Todas as merdas que você faz e agora quer fingir que não sabe? Você é um maldito imbecil – Disse indignado

George: Fale direito comigo, garoto! – Apontou para ele – Eu sou o seu pai e você me deve respeito – Disse

Elijah: Você nunca foi o meu pai e nunca vai ser, George – O encarou

Ele seguiu em direção ao quarto novamente, entrando e trancando a porta. Respirou fundo, se apoiando na porta. Passou as mãos no rosto, estava irritado pelas atitudes de seu pai.

Olhou para os seus braços, vendo que tinha ficado com o casaco de Kai. O tirou, aproximando-o do seu rosto e sentindo o leve cheiro de perfume que havia ficado na roupa. Sorrindo de abraçando o casaco.

.

.

.

Outro dia se iniciava na faculdade. Kai estava com olheiras e bocejava bastante enquanto bebia um café. Ele acabou quase tombando com a garota baixinha no corredor.

Hanna: Kai?! Oi! – Sorriu

Kai acenou para ela e voltou a seguir seu caminho, mas Hanna parou na sua frente.

Hanna: Hum... Desculpa, é... Eu queria saber se... Posso comer com... Você, no... Intervalo – Disse meio receosa – Sei que não somos amigos nem nada, m-mas você realmente parece alguém legal – Sorriu nervosa

Ele piscou com o olhar cansado e assentiu, logo seguindo seu caminho novamente que dessa vez Hanna não se intrometeu mais.

Hanna: Ok, nos vemos na hora do intervalo então? – Perguntou

Kai ergueu a mão com o café, como se dissesse sim e ela sorriu.

.

.

.

Ashley e Scott acabavam de acordar. O maior estava deitado de barriga para cima, apenas com o lençol cobrindo a parte debaixo. Ash estava ao seu lado, encolhido na cama e abraçado no braço de Scott que se remexeu, abrindo os olhos. Ele se levantou, esfregando o olho e pegou seu óculos ao lado da cama.

Ash: Não... – Reclamou – Não levanta agora – Pediu

Scott se deitou novamente, rindo baixinho e olhando para Ash que se aproximou dele, se aconchegando em seu peito.

Scott: Temos que ir pra aula, Ash – Disse

Ash: Não vão nos matar por faltar um dia – Disse

Scott riu e olhou em volta, vendo que a cama de Kai continuava no mesmo estado. Ele não havia voltado para o quarto naquela noite?

.

.

.

O intervalo se iniciava, Kai saia da sala, bocejando. Sentiu alguém segurar seu braço e virou para trás, vendo a garota da sua turma.

Vivian: Oi, Kai – Sorriu de canto

Kai assentiu como um cumprimento e ela mexeu nos bolsos, tirando um pedaço de papel.

Vivian: As garotas do dormitório vão dar uma festa... Se quiser pode aparecer, vai ter o de sempre, música chata, gente bêbada – Riu – Mas vai ser divertido, seus amigos podem ir também – Disse

Kai olhou o papel que continha o horário e o número da casa onde ocorreria a festa. Ele apenas assentiu para ela e ele saiu andando.

Chegou ao refeitório, pegando algumas coisas para comer e se sentando na mesa de sempre, sozinho.

Sentiu uma mão em seu ombro, que pensou imediatamente ser Elijah. Mas não era.

Jane: Oi, Kai – Sorriu – Posso sentar aqui? – Perguntou

Jane: Então, como você está? – Perguntou enquanto dava uma garfada na salada em seu prato

Kai assentiu, como se dissesse “tudo bem”.

Jane: Bom, eu também estou bem – Sorriu

Eles continuaram comendo em silêncio. Logo, outro alguém se aproximou da mesa.

Hanna: O-oi – Disse nervosa

Kai a olhou e acenou breve, Jane a olhou estranho, mas depois sorriu para ela.

Jane: Você é? – A olhou

Hanna: Hanna, muito prazer – Estendeu a mão para ela – E você? – Perguntou

Jane: Jane – Respondeu, apoiando o braço no ombro de Kai

Hanna recolheu a mão, um pouco envergonhada por ter sido envergonhada.

Jane: Você é amiga do Kai? – Perguntou

Hanna: Hã... Hum, eu... Eu não sei, nós conversamos pouco e... Nos conhecemos a pouco tempo – Disse

Jane: Acho que todo mundo fala pouco com o Kai, não é? – O olhou

Ele arqueou a sobrancelha e voltou a comer sua comida. Hanna pareceu não entender a piada de mal gosto de Jane, ela apenas ajeitou seu óculos e tomou um pouco do suco em sua bandeja.

Hanna: Você... Vocês são namorados? – Perguntou receosa

Jane: Infelizmente, não – Respondeu, dando mais uma garfada na salada

Hanna: Ah... – Disse apenas

O celular de Kai vibrou e ele o tirou do bolso, vendo uma mensagem de Elijah.

[2:25] Elijah: Oi =)

[2:25] Kai: Oi

[2:25] Elijah: Pode vir a loja depois da aula? Eu não pude ir pra aula hoje, minha mãe está com uma amiga no hospital e eu tive que cuidar da loja sozinho

[2:26] Elijah: Eu posso comprar algumas coisas e podemos ir á montanha de novo, o que acha? :D

[2:26] Kai: Tudo bem, vamos sim, quer que eu leve algo?

[2:26] Elijah: Se quiser trazer o violão, eu não irei reclamar kk

[2:26] Kai: Certo, nos vemos depois da aula então

[2:26] Elijah: Até depois, XOXO

Ele guardou o telefone e viu as duas garotas o olhando curiosas.

Jane: Namorada nova? – Perguntou e Kai negou

Logo o sinal bateu e eles teriam que voltar para as aulas. Kai se levantou, acenando para elas e saindo com a sua bandeja em mãos. Jane sorriu, acenando de volta e depois voltou seu olhar para Hanna, sorrindo.

Jane: Você está afim dele, pequena Hanna? – Perguntou

Hanna: O-O-O que?! – Quase gritou – C-claro que não, eu mal conheço ele – Negou rapidamente, estava envergonhada

Jane: Calma, docinho – Balançou a cabeça, rindo – Foi só uma pergunta – Deu de ombros

Jane: Eu tenho que ir agora – Se levantou – A gente se vê por ai, docinho – Deu um leve apertãozinho na bochecha dela

.

.

.

Mais algumas horas se passaram e Scott finalmente resolveu se levantar. Ash continuou dormindo e ele pegou suas roupas, seguindo para o banheiro.

Ligou o chuveiro quente, sentindo a água escorrer pelo corpo, relaxando os músculos e respirando fundo. Passou alguns poucos minutos e a porta do banheiro foi aberta e fechada, em seguida, o vidro do box foi aberto e um Ash sonolento entrou ali, abraçando Scott.

Ash: Porque não continuou na cama... – Disse manhoso

Scott: Já são 4hrs, Ash – Riu – Tinha que levantar – Disse, se virando para ele

Ash: Você é um chato – Resmungou

Scott: Ok, Ash, mas agora que já está aqui, vamos tomar um banho – Disse, apoiando as mãos em seus ombros enquanto Ash abraçava sua cintura

Ash: Ou podemos fazer outra coisa... – Mordeu o lábio, sorrindo malicioso para ele e apertando levemente sua bunda

Scott riu envergonhado.

Scott: Você tem muito gás para alguém tão pequeno – Disse

Ash: Você ainda não viu nada – Negou, o beijando

.

.

.

O peito de Ash estava contra a parede fria, sentia a água quente caindo em suas costas e suas mãos se apoiavam na parede. Os gemidos ecoavam pelo banheiro e Scott o estocava por trás, apertando sua cintura com uma mão e o masturbando com a outra.

.

.

.

Kai chegou á loja, adentrando a mesma e vendo Elijah atrás do balcão, folheando uma revista, entediado. Ele aproveitou que o mesmo não o viu e se escondeu em um dos corredores, pegando um pacote de salgadinhos, pois eles vendiam de tudo ali e não apenas materiais escolares.

Largou o pacote em cima do balcão, chamando a atenção de Elijah.

Elijah: Ah, boa tarde, bem vindo a- Ele largou a revista e olhou para o rapaz a sua frente

Elijah: Kai! – Disse surpreso

Kai sorriu de canto e Elijah o abraçou de trás do balcão, quase derrubando os dois.

Elijah: Que bom que veio – Sorriu

“Kai: Eu disse que viria” – Fez sinais

Elijah: Sim, você disse – Assentiu

Elijah: Eu fecho a loja em menos de meia hora, se importa de esperar? – Perguntou e Kai negou

Bocejou logo em seguida e Elijah o olhou preocupado.

Elijah: Não dormiu direito? – Perguntou

“Kai: Eu nem dormi” – Fez sinais

Elijah: O que aconteceu? – Perguntou

“Kai: Depois que sai daqui, eu fui para o dormitório, mas quando cheguei lá, a porta estava trancada e... Digamos que o Ash e o Scott estavam tendo um momento, intimo que não incluía a minha presença no quarto” – Fez sinais, explicando

Kai coçou a nuca e Elijah riu com aquilo.

“Kai: Eu acabei indo parar no porão onde por sinal tinha um sofá bem desconfortável, resumindo, eu não consegui dormir” – Fez sinais

Elijah: Ah, tadinho – Riu – Se eu soubesse, tinha te deixado dormir aqui – Disse

“Kai: Não queria que arranjasse mais problemas com o seu pai” – Fez sinais e negou

Elijah: Ele é só um idiota que quer mandar em mim enquanto a minha mãe não está – Suspirou – Ela pediu que ele ficasse comigo enquanto ela estava fora, muito preocupada pra me deixar sozinho em casa e com a loja – Explicou e Kai assentiu

“Kai: Tudo bem você sair depois então?” – Fez sinais

Elijah: Sim, tudo bem – Assentiu – George saiu tem algum tempo, espero que não volte mais – Disse

Kai negou e Elijah suspirou.

Elijah: Desculpe... Ele só... É um idiota, esqueça isso – Negou

Kai assentiu e se apoiou no balcão, se curvando para dar um beijo nele. Mas foram interrompidos quando a porta da loja se abriu, revelando um grupo de adolescentes.

Elijah: Desculpe, sem tempo para beijos – Riu – Tenho que trabalhar – Disse

“Kai: Vou te ajudar” – Fez sinais

Elijah sorriu em resposta. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...