História Bittersweet Tragedy - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Lu Han, Sehun
Tags Drabble, Exo, Hunhan
Visualizações 31
Palavras 303
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Poesias, Violência
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo Único, Frozen.



   Eu nunca me lembro de te esquecer.
   Talvez isso seja consequência da calmaria que me assola quando não sinto o ardor do teu corpo no meu.
   Talvez signifique que estou viciado no gosto de te ter; perdido num mar de paixonites enquanto fico chapado assistindo a filmes antigos numa televisão de tubo. 
   Talvez ter as memórias dos nossos beijos pecaminosos sob o luar seja mais doloroso; ambos sabemos que eu sou masoquista na saudade tão vazia do teu abraço sem aconchego.
   Talvez limpar sua sujeira seja o meu passatempo favorito; afinal, eu conheço a destruição que o teu olhar frígido causa àqueles desprevinidos. Mesmo sabendo dessa tua imensão gélida, sinto que nunca vou deixar de me afogar. 
   Talvez o odor do teu perfume vagabundo misturado ao cheiro de tabaco que sai da tua boca enquanto você profere absurdos me atraia mais do que quaisquer vitrines de grifes italianas. As suas tatuagens são mais belas que os colares de diamantes daquelas vadias de luxo.
    Talvez eu goste de recolher os meus próprios estilhaços depois que você acaba comigo numa daquelas noites em que seus negócios não dão certo. Pelo menos você traz cocaína da boa, e cheiramos até que sangue escorra.
   Talvez me agrade a ideia de ter uma pele manchada como tela de arte. Mas, diferente das obras que nunca veremos pessoalmente, sou desprovido de tons alegres. Seus tapas e chutes não me deixarão mais belo; apenas farão definhar-me.  
   Talvez eu esteja viciado na tua profanidade profunda e nos teus toques impuros e possessivos; perdido na tua onda conturbada de prazeres puramente carnais.
   Talvez tenha caído nos teus encantos de garoto rebelde que apenas vive de presente. O único problema é que, naquela época, eu não sabia o que o futuro nos ofereceria de catastrófico. Minha mãe não orgulharia-se da nossa tragédia agridoce.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...