1. Spirit Fanfics >
  2. BJ Alex (Jensoo Version) >
  3. Our Secret

História BJ Alex (Jensoo Version) - Capítulo 3


Escrita por: brokebitch

Notas do Autor


Eu disse que só ia atualizar as quartas e sábados? Eu disse, mas como eu tô com uns capítulos prontos, meu dedo tava coçando pra postar

Capítulo 3 - Our Secret


 

 Você é BJ Alex, não é?

 

Perguntei nervosa, e Jisoo arregalou os olhos, estava petrificada, e não tinha dito nada.

 

Ela então se levantou e deu um riso sem graça, colocando a mão na nuca. 

 

— Eu não sei do que você está falando. Deve estar muito bêbada ainda. 

 

Oh! Eu acho que estava errada! Merda, merda.

 

— Desculpe por isso! — digo rapidamente. 

 

— Não se preocupe. Mas hey, você tem alguma camisa pra me emprestar? A minha está molhada — perguntou, esfregando as mãos nos braços. Agora que eu percebi que estava sem camisa, apenas com uma calça e um sutiã. 

 

— Claro! Espera só um segundo — eu disse, me levantando da cama e indo em direção a minha gaveta de roupas. 

 

— Pode deixar que te devolvo amanhã. 

 

Eu tenho certeza de que é ela... 

 

— Essa marca de nascença... Não há tem desde os cinco anos? Você queria remover a pinta do pescoço mas não conseguiu. Queria remover a marca de nascença, também, mas ficou com medo de deixar cicatriz — eu digo, deixando de procurar uma camisa e olho para ela, que estava sem reação. Eu iria descobrir isso e agora. — Você com certeza é a Alex. Tem o cabelo liso e escuro — me levanto e me aproximo da mesma. — Posso ver a parte de trás do seu cabelo? — levanto minha mão. — Não se preocupe, eu não vou contar para ninguém — eu disse, sorrindo.

 

E num só movimento, eu só senti sua mão apertar meu rosto e me jogando contra a parede. 

 

— Cala a boca — ela vociferou, apertando o meu rosto. Estou com medo, muito medo. Nunca tinha a visto desse jeito. — Como caralhos você sabe disso, sua filha da puta?! 

 

Eu solucei.

 

— P-por favor, m- solta — digo, tentando falar e ela afrouxou o aperto, tirando a mão das minhas bochechas. — Durante um dia seus shows, você falou da sua marca de nascença — eu disse, passando a mão sobre a área dolorida pela aperto forte. 

 

— Porra... 

 

Jisoo então me segura pela blusa e me olha séria. 

 

— Escuta. Se alguém descobrir que eu sou a Alex, eu vou acabar com você — disse, me apertando.

 

— Sim! Sim! Me desculpe! Eu realmente sinto muito! — eu falo, tremendo dos pés a cabeça, temendo pela minha vida.

 

 

— Maldição! — disse, me largou minha camisa, fazendo com que eu batesse minhas costas no armário. Jisoo então chuta a minha mesinha e passa as mãos pelos cabelos. — De todas as pessoas, por que logo ela? Que caralho. 

 

Ela é realmente a Alex. Mas... Ela é completamente diferente. É como se eu estivesse falando de duas pessoas distintas. 

 

— Anda logo com essa camisa! — disse Jisoo, esperando eu procurar alguma blusa. 

 

— Sim senhora! — respondo e então pego uma camisa com o desenhinho de cachorro na estampa. Vai ter que ser essa. 

 

Mostro camisa para a mesma e ela me segura pelo colarinho novamente. 

 

— É a única limpa que eu tenho! — digo me defendendo. 

 

Jisoo então se dá por vencida e veste a camisa. Me arrisco a pensar que ficou uma gracinha. 

 

— Essa merda é fodidamente inacreditável. 

 

Ela então tira o cigarro no bolso e acende, dando uma tragada. É a Alex... Eu estava com uma ideia na cabeça, um pedido, uma grande vontade. 

 

— Al- digo, Jisoo sunbae. Eu posso te pedir uma coisa?

 

— O quê? — pergunta, colocando de novo no cigarro nos lábios. 

 

— Você me conhece? — pergunto animada. — Meu ID é BabyJ!

 

— Ah! BabyJ... Jennie?! A garota das 1004 castanhas? O mundo é a porra de um lugar pequeno pequeno mesmo — respondeu. 

 

— Ah meu Deus! Você se lembra de mim! Eu uma grande fã sua! — me levantei rapidamente e ficando a sua frente. — Gostei muito do show da noite passada! Foi lendário! Vejo todas as suas transmissões. Sempre pra casa as 22h pra nunca perder! — eu digo com os olhos brilhando. Ela se lembrava de mim! Zerei a vida. — Sou uma grande fã! 

 

— Ha! Você é uma completa stalker — diz dando um riso soprado. — Mas enfim, obrigada pelas castanhas da noite passada — disse sorrindo. Aí meu coração. — Mas isso é o mais longe que eu que irá chegar. Não posso deixar mas ninguém saber disso — disse mudando completamente de feição. 

 

— O que...?

 

Não era assim que eu imaginava...

 

— Você quase me chamou de Alex agorinha, lembra?

 

— Sim, mas...

 

— Finge que não me conhece na escola ou em qualquer outro lugar. Não me dê castanhas nunca mais. Apenas pare de assistir aos meus shows. Pessoas como você não sabem guardar segredo. E a última coisa que eu quero, é de você me seguindo — disse Jisoo, segurando meu queixo e soprando fumaça em meus rosto, me fazendo tossir. 

 

— Entendeu? Agora vou embora — ela disse por fim, apagando o cigarro num copo na bancada.

 

Não...

 

Eu finalmente a conheci pessoalmente...

 

Se não vou ver seu sorriso de novo... Tem uma coisa que eu quero.

 

— Então... Me conceda um desejo — eu disse. 

 

— O quê? — respondeu, se virando para mim. 

 

— Se você me fizer esse favor, nunca mais falarei com você! E nunca mas assistirei suas transmissões...! Então, como um presente de despedida-

 

Eu solucei.

 

— Se for algo estranho, eu juro por Deus que-

 

— Por favor, me dê um abraço — eu digo, olhando para baixo, meu rosto e minhas bochechas estavam quentes. 

 

Jisoo estava com uma expressão surpresa de "é sério, vadia?"

 

— Eu sei que você tem centenas de fãs... Mas eu sempre sonhei que se chegasse a te conhecer... Eu gostaria que você me abraçasse — respondo, colocando as mãos cobrindo o meu rosto. Céus, eu estou com tanta vergonha. 

 

— Deus... — Murmurou baixinho. — Só um abraço? É tudo o que você quer? — perguntou e eu assenti rapidamente. 

 

Jisoo então veio em minha direção e me envolveu em seus braços, rodeando a minha cintura e eu só faltei morrer de tanta emoção.

 

Isso é real? Alex está me abraçando?! Meu Deus! Meu Deus!

 

Consigo sentir seu calor... Seu cheiro... É perfeito. Mal consigo respirar. Meu Deus, sinto que vou morrer de tanta felicidade.

 

— Feliz? — Jisoo perguntou, se afastando. 

 

Ah merda, não, não... Eu não consigo me controlar.

 

— ... 

 

Tento esconder o volume que estava crescendo, apertando a barra da minha blusa para tentar cobrir, mas parece que só piora. 

 

— Me desculpe! — digo, tremendo. O que ela pensaria de mim? — Eu não consegui evitar. 

 

— Oh, merda... — Sussurrou Jisoo. E fiquei surpresa ao ver que sua calça estava marcada. Ela estava... excitada também? — Você está realmente satisfeita somente com um abraço? 

 

— Não... — desviei o olhar. 

 

Jisoo então segurou meu rosto e me beijou. Seus lábios e língua exigentes exploraram cada canto da minha boca. Mal conseguia acompanhar o seu ritmo. E quando a falta de ar chegou, nos separamos, deixando uma linha de saliva. 

 

— O que você está-

 

Iria perguntar quando ela me segurou pelo pulso com força e me jogou na cama. Meu coração está tão acelerado, que poderia pular para fora. 

 

— Se você quer um desejo, que seja algo grande. Não era isso que você queria? — disse, sorrindo no final, passando uma mão nos cabelos. — Eu não durmo com qualquer uma. Então esse será o nosso segredo, BabyJ — ela então ficou por cima de mim e me beijou novamente, passando sua mão grande pelo meu abdômen. Será que nós faríamos isso?

 

 

 


Notas Finais


Vish vish, será que vai?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...