História Black - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Lgbt, Musical, Pearl Jam, Romance, Songfic
Visualizações 3
Palavras 482
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mais um com o tema "Estrelas", sugerido pelo perfil @/projectwriter_

Capítulo 1 - One


Fanfic / Fanfiction Black - Capítulo 1 - One

"Eu sei que algum dia você terá uma vida linda

Eu sei que você será uma estrela

No céu de outro alguém, mas por quê? Por quê? Por que não pode ser no meu?"

 

Percebi que o universo tava querendo a minha morte quando deixei rolar no aleatório as minhas músicas favoritas e ele me veio logo com… Black, do Pearl Jam. Que, por um acaso, é sua banda favorita. O que me traz à pergunta: "por que dividir sua banda favorita comigo?" Quando duas pessoas se separam, as músicas que ouviam juntas ficam trazendo lembranças dos momentos mais felizes e deixando todo mundo no sofrimento mais miserável… No fundo, você pretendia ter um relacionamento comigo pra sempre. Não é? Você quis que fosse pra sempre. Por que isso mudou? Quando isso mudou, B*?

E não são só as músicas que me fazem lembrar de você. São os filmes também. A trilogia Matrix, a de John Wick… Porra, era só o que faltava: eu olhar pra merda do rosto do Keanu Reeves e lembrar de você. Como eu vou olhar pro rosto dele agora?

B*, eu poderia tentar destruir sua vida. Eu tenho os áudios, as mensagens, tenho históricos de meses… Mas não quero que você tenha raiva de mim. Quero ser como uma casa, pra qual você pode correr quando quiser. Eu não deveria dizer essas coisas, entendo os discursos sobre amor próprio e sobre respeito, mas eu não quero enganar ninguém. Muito menos a mim mesma. Eu faria qualquer coisa pra te ter de volta. Eu te amo tanto, a ponto de chorar desesperadamente só por ver teu "online". Aquele online que permanece por horas sem visualizar minha mensagem e, claro, sem responder. 

Dizem que a cada dia será mais fácil. Mais fácil aceitar o fim, que você tá bem sem mim, que era pra ser assim. Até rimou… Eu penso nos poemas que escrevi pra você e lembro que você só leu o menos bom. Eu tenho outros… Será que te envio? Acho que não…

É foda sentir tudo por uma pessoa que não dá mais a mínima. Você conseguiu decidir partir e manteve isso. Eu poderia tentar isso várias vezes ao dia (como faço) e não daria certo nenhuma vez. Ou você acha que tá tudo bem por mim não te esquecer e sofrer que nem um cachorro? Eu quero te esquecer. Mas não tento. Então, acho que não quero. Quero mesmo é que você volte, que volte pra mim, que seja minha, que fique comigo. 

Corta o coração ouvir essa música. Droga, que dor. Caralho, que dor. Puta que pariu, esse amor ainda vai me matar. E quando você estiver brilhando como uma estrela no céu de outro alguém, aí sim... Eu serei apenas uma poeira cósmica em outra galáxia, sozinha e indesejável. 

Eu já estou completamente rejeitada e sozinha. Sem você. Sem ter por que viver. 


Notas Finais


Estou no twitter: @/deliriumbybb


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...