1. Spirit Fanfics >
  2. Black Amazon ( Amazona Negra) >
  3. Contágio Parte 2

História Black Amazon ( Amazona Negra) - Capítulo 43


Escrita por:


Capítulo 43 - Contágio Parte 2


Pov Katrina. 

-Está de sacanagem não está?  Katrina. 

Ela sorri. 

-Sabe que vai precisar da minha ajuda. Thalia.

Eu realmente não tinha opção,  e nesse caso seria bem vinda a ajuda, se não fosse dela. Tento fechar a porta, mas ela coloca o pé  na frente. 

-Eu tenho superforça.   Se deixar seu pé aí vai perder ele. Katrina. 

Ela bufa irritada. 

-Sei que não gosta de mim, ótimo eu também te odeio, mas como mãe sabe que tenho direito de ajudar meu filho, e independente de qualquer coisa ainda amo o Bruce e não quero que ele morra. Thalia.

Suspiro frustrada e abro a porta. 

-Olha, você não pense que  isso muda alguma coisa, se tentar me trair está lascada.  Entra logo. Katrina.

Ela entra. Agora além de tudo teria que vigiar Thalia Al Gul. 

Pov Hanna.

-Certeza que está bem? Quer mais um travesseiro ? Hanna.

-Hanna ta bom assim, se trouxer mais um travesseiro eu posso começar a vender.  Thomas.

-É que é estranho ver você doente. Hanna. 

Minha mãe entra no quarto, mas não estava sozinha. 

-O que ela faz aqui? Bruce.

-Algo bom não é com certeza, o que faz aqui? Damian

Ela ve a situação do meu pai e dá  uma gargalhada. 

-Quando eu falo que ela te controla você não acredita. Está bem enroscado ai não é  Bruce? Thalia.

Ele bufa irritado. E ignora ela.

-Mãe o que ela ta fazendo aqui? Hanna.

Cruzo os braços. Minha mãe suspira frustrada.

-Ela veio ajudar, não temos muita opção. Eu tenho que ir pra caverna ver se as meninas estão para chegar, vamos receber bem mais hospedes. Hanna, você é  poderosa não esquece isso. Katrina. 

Ela saí  entendi o recado, se Thalia fizesse alguma merda não era pra eu recuar. 

Ela se senta na cama de Damian e coloca a mão na testa dele, ele dá um tapa na mão dela.

-Não finja que se importa comigo agora. Damian.

-Pode não acreditar,  mas não quero que você morra. Thalia.

-Só fala isso porque sou uma desculpa pra você ainda conversar com meu pai. Damiam.

-Pense o que quiser. Thalia.

-Hanna, tem como me soltar? Bruce.

-Desculpa sabe que não posso. Hanna. 

-Eu não vou sair, sabe disso, mal aguento chegar na porta, mas não quero ficar tão vulnerável,  não com ela aqui. Bruce.

-Nossa, você sempre foi um doce comigo em Bruce. ? Thalia.

Suspiro e desenrolo as plantas dele, junto em um monte de terra e levo para um vasinho replantando elas. 

-Eu vou lavar as mãos e pegar umas cobertas. Hanna. 

Saio do quarto e vou pro banheiro, em seguida vou pra um comodo a mais e pego as cobertas quando me viro dou de cara com Thalia, recuo um pouco pra trás. 

-Não pense que esqueci o que fez comigo aquele dia. Thalia. 

-Não faço  ideia do que está  falando. Hanna. 

-Não brinca comigo pirralha, não sabe com quem tá mexendo. Thalia.

Ela segura meu braço. 

-Não, você que não faz ideia de com quem tá mexendo. Hanna.

Esfrio meu braço queimando a mão dela com gelo. Ela me solta e segura a mão.

-Vai se arrepender de ter mexido comigo. Thalia.

Ela sai irritada do quarto suspiro aliviada.

Pego o cobertor e volto pro quarto. Tinha virado uma verdadeira zona de guerra, cheia de camas e pessoas andando de um lado pro outro.  Selina estava sentada em uma cama conversando com Steve. A sorte é que nossos quartos eram grandes e  cabiam umas 30 camas, então estava tranquilo em questão de espaço.  Illa estava jogando alguma coisa pelo quarto. Ela tinha minha idade, mas aquela garota me dava medo. Sara estava ajeitando o travesseiro do pai dela. Iris estava varrendo a terra do resto da planta.  E Louis estava correndo de um lado pro outro para ver se todos estavam bem. Lia vem até mim e pega os cobertores, as asas dela estavam agitadas, acontecia isso quando estava nervosa.  

-Obrigada Hanna, sua mãe saiu com a minha, com a Diana,  com a Dinah e com a mãe do Damian, vamos precisar de apoio aqui, Nora!. Lia.

Nora pega as cobertas e cobre todos em supervelocidade. 

-É serio eu estou bem, ja to me sentindo melhor. Clark. 

-Não está não. Você está horrível.  Louis.

-Nossa sempre amei sua sinceridade. Clark. 

Me aproximo de Selina.

-Ele não ia contar pra ela? Hanna.

Ela acaba rindo e faz sinal pra eu me afastar com ela, não adianta muito considerando a super audição.  

-Miga, mo bafão. Pelo que eu soube ele falou, ela só deu risada e disse que pelo menos só traía ela com uma pessoa, ai ele ficou sem entender e ela disse que já tinha traído ele com várias pessoas. Selina.

-Puts, isso sim que é um superchifre, mas ela sabe de você? Hanna.

Ela da de ombros.

-Não me interesso muito, não vai mudar nada na minha vida. Selina.

Suspiro. Queria que minha mãe conseguisse resolver logo isso. 

Pov Amazona. 

Não confiava nem um pouco em Thalia. Mas não tinha muita opção, ela tinha uma pista que levava a gente direto pra uma empresa da Lex Corp. 

-Luthor é meio imbixado, mas sabemos que ele é homem,  não faria algo que prejudicasse ele mesmo. Amazona.

-O Bruce realmente não liga de você sair com essa roupinha de prostituta de couro? Thalia.

Bufo irritada, ela estava fazendo de tudo pra me irritar. 

-Que eu saiba sua roupa é de couro também e mais decotada que a minha. Amazona.

-É, mas eu não saio mostrando minha calcinha pra todo mundo voando por ai de saia.Thalia.

-Meninas olhem isso. Canário . 

Ela pega um papel encima da mesa. Conhecia aqueles papéis.

-Isso é? Mulher Maravilha. 

-É o distribuidor de partículas.  Parece que descobrimos como espalharam o vírus. Amazona.

-Mas quem teria interesse em acabar com os homens? Por que tipo são insuportáveis e tudo mais. Mas caramba são homens, não tem como substituir eles assim. Mulher Gavião. 

-Uma sociedade sem homens é mais pacífica,  passamos por isso em Themiscyra,  e eles não são tão essenciais assim para o prazer. Mulher Maravilha. 

-Falou a pessoa que transava com dois. Canario.

-Não acho que conseguiria viver em um mundo sem homens, tem alguns que fazem um bom trabalho e tem uma língua maravilhosa tipo o Bruce. Thalia.

Mega nojo de beijar ele agora. Ela sorri maliciosa 

-Realmente tenho que concordar a língua dele é  perfeita. Amazona.

-E a minha não era? Mulhet Maravilha. 

-Ele sabe fazer um trabalho melhor. Amazona.

Thalia  ri. 

-Desconfiava que vocês duas se comiam. Thalia.

-Isso foi a muito tempo, não  interessa. Amazona.

-Mas voltando ao assunto, quem teria raiva suficiente pra tentar destruir os homens.? Mulher Gavião. 

-Uma Amazona talvez ? Canário. 

-Amazonas não levam guerra ou morte.  Mulher Maravilha. 

-Mas é  bom verificarmos,  Mulher Gavião e Canário, vão  até Themiscyra e tentem conversar com a rainha Hipólita. Sabem que nós duas não podemos ir pra lá . Amazona.

Elas assentem e saem. 

-E quanto a nós  ? Vamos ficar fazendo a unha uma da outra enquanto elas não voltam? Thalia.

Flutuo até uma câmera de segurança e arranco ela. Volto pro chão. 

-Nós vamos investigar. Amazona.

Ligo a camera em um  computador e ela mostra  uma explosão em seguida duas pessoas entram para roubar a máquina.

-Isso explica muita coisa. Amazona.

-Aquela de rosa não é  sua Arqui inimiga? Mulher Maravilha.

-Pensei que seu unico inimigo fosse eu e o Caçador. Thalia. 

Rio.

-Não te considero uma ameaça só alguém que enche muito meu saco. A Sentimental não iria querer acabar com os homens, mas pode estar sendo controlada por ela. Ela sim é  uma ameaça maior. Amazona.

Aponto para a garota loira com roupa parecida com a minha só que branca. 

-Ela está usanso braceletes, mas nunca vi ela em Themiscyra.  MulherMaravilha. 

-Ela não é  dessa terra, e de uma outra, parecida com a nossa, mas as mulheres que mandam lá,  homens são apenas escravos sexuais praticamente. Ela tem poderes contrários aos meus, divia ter desconfiado. Se a Sentimental escapou ela iria escapar tambem. Amazona.

-É muito difícil chegar nessa Terra? Não que eu tenha interesse,  mas me parece um lugar legal pra se viver. Thalia. 

Ela sorri maliciosa,  reviro os olhos.

-Tomem cuidado, da mesma maneira que eu curo o toque dela pode matar. Ela é  muito perigosa. E ela pode causar doenças,  faz sentido,  ela deve ter espalhado algum vírus sintetizando o próprio sangue. Eu posso fazer isso pra criar uma cura. Amazona.

-Deixa que eu te ajudo. Thalia.

Ela pega uma faca e faz um corte fundo no meu braço. 

-Aii, ta louca por acaso? Amazona.

-Precisamos do seu sangue, e eu sempre quis te cortar. Thalia.

Reviro os olhos. Pego um vidro qualquer e deixo o sangue escorrer. 

-Tem um laboratório aqui, podemos usar ele para sintetizar uma cura, mas ainda temos que achar a máquina, e vamos precisar de alguém que entenda biologia. Amazona.

-Sei uma pessoa, eu vou buscar pra você.  Thalia. 

-Eu vou atrás  da máquina. Mulher Maravilha.

-Se achar não  haja sozinha me chame. Amazona.

Ela faz que sim com a cabeça e saí voando. Suspiro e curo meu braço.  Uso meus poderes de cura em cima do sangue que fica mais grosso.  Vou para dentro do laboratório e começo  a mexer nas coisas. Ligo para a Hanna.  

-Oi princesa,  como está  as coisas aí? Amazona

-Uma loucura mamãe, Damian e Thomas estão piores. Mas o papai teve uma leve melhorada, vou passar pra ele calma aí  Hanna. 

-Oi Amazona.

-Oi, como ta indo a missão? Bruce.

-Temos uma pista boa, os meninos vão ficar bem, eu to com saudades suas. Amazona. 

-A Thalia ta dando trabalho? Bruce.

-Nada que eu não  possa lidar,  eu te amo, quero que fique bem logo. Amazona.

-Fica tranquila se eu morrer você vai ficar perdidinha sem mim. Bruce.

Sorrio. Ouço um barulho na porta viro pro lado e quase tenho um choque,  desligo o telefone.

-Thalia ta louca por acaso? Amazona.

-Precisamos de uma bióloga,  e essa é  a melhor que eu saiba. Thalia. 

-Fica tranquila fofa, eu ainda te odeio,  mas não quero um mundo sem homens, só sem humanidade no geral, se as mulheres continuarem ainda vão continuar matando meus bebês, sabe quantos cosméticos são prejudiciais ao meio ambiente?..  Hera. 

-Tambem trouxe uma médica.  Thalia. 

-Amigaaaa, cade meu chocolate.? Arlequina. 

Suspiro frustrada, agora tinha que ficar de olho nas três.  Meu comunicador toca.

-Achei, está  no topo de um edifício em Gotham. Mulher Maravilha. 

-Estou indo. Amazona.

-Não confio em vocês três, mas não tenho muita opção,  fiquem aqui e sintetizem o antídoto que eu vou ajudar a Mulher Maravilha com a máquina. Mandem notícias quando ficar pronto.  Amazona. 

Voo para onde Diana tinha falado ela estava em um prédio vizinho observando. 

-O que temos? Amazona.

-Nada até agora. Parece que está sem vigia. Mulher Maravilha. 

-Duvido muito.  Vamos logo lá.  Amazona. 

Voo e pouso perto da máquina empurro Diana bem na hora que um flash de luz passa por ela.

-Droga, quase acertei. Sentimental.

-Amazona Negra, que surpresa. Amazona Branca.

-Amazona Branca, devia desconfiar, quem mais iria querer destruir os homens se não uma líder Anarquista de uma sociedade matriarcal?Negra.

Ela ri.

-Realmente,  você foi bem lenta dessa vez. Mas vamos deixar disso. E vamos logo ao que interressa. Branca.

Ela gera um chicote de eletricidade e joga na minha direção, desvio e faço uma espada de sombras e vou pra cima dela.  Ela desvia e materializa o chicote em uma espada tambem, dou o primeiro golpe e ela desvia sem dificuldades,  dou um chute que atinge a costela dela ela recua.  Ela vem com a espada pra me atingir defendo com minha espada ela me da uma rasteira. Caio e rolo pro lado quando ela tenta usar  a espada para me atingir. 

-Você  continua rápida  e mortal. Achei que tinha amolecido, sendo controlada por um homem. Branca.

-Por que todo mundo acha que ele que manda no relacionamento? Amazona.

-Porque ele manda! Mulher Maravilha. 

Ela desvia de um soco e da um chute. Cruzo os braços irritada.

-Manda porra nenhuma. Amazona 

-Quem manda na cama? Descobre e ta ai sua resposta. Branca. 

Ela volta a atacar me defendo e dou uma cabeçada nela.

-Isso não tem nada a ver. Negra.

Ela transforma a espada em duas facas, e me ataca, defendo e acabo usando  o bracelete, me arrependo porque levo um baita choque e voo pra trás. 

-Sabe que não pode me derrotar,  somos como duas rainhas do Xadrez, a diferença é  que o meu jogo não acaba se o rei morre. Branca.

-É o que veremos. Negra.

Entro na minha própria sombra e saio na dela, seguro o pescoço dela em um mata leão,  ela leva as mãos para meus braços e usa os poderes dela, o toque dela era mortal era como jogar ácido.  Grito aquilo doeu, dou uma rasteira e a derrubo no chão,  forçando ela para baixo ela apoia as mãos no prédio que dissolve onde relou e afunda, deixando ela presa pelos braços. 

- Esperta. Branca.

-Sempre fui mais que você. Negra

-Thalia o antídoto. Negra.

-Está pronto, pode vir buscar.  Thalia.

Voo até  lá  e pego o antídoto. 

-Cade a Arlequina e a Hera? Amazona Negra. 

-Eu tinha que vigiar elas por acaso? Thalia.

-Não vou brigar com você porque to com pressa. Amazona Negra.

Voo de volta pra Torre, Diana tinha prendido as duas com o laço.  Coloco o antídoto na máquina e ligo ela. Não demora sinto a onda de partículas que se solta dela. Suspiro aliviada, tinha acabado por enquanto.

-Leva elas pra uma prisão de meta humanos, eu vou pra casa. Amazona Negra.

-Tudo bem. Mulher Maravilha. 

Voo pra casa o mais rapido que consigo, entro no quarto, Bruce estava sentado na cama, corro até  ele e pulo nele o beijando ele retribui. 

-Achei que eu fosse te perder. Amazona.

-Quem mais ia te encher o saco? Bruce. 

Sorrio e beijo ele de novo. 

-Sabe a gente ta bem tambem mãe,  obrigada por se preocupar.  Thomas.

Solto Bruce e puxo ele e Damian pra um abraço. 

-Eu tão  tão feliz que estão bem. Amazona 

-Legal, mas sem contato físico por favor. Damian. 

-Mãe, você ta me esmagando. Thomas.

Rio e solto eles.  Vou até a cama de Alfred e aperto a mão dele.

-Estou muito feliz que está bem. Amazona. 

-Fico feliz de estar bem Sra.  Katrina. Alfred.

-Cade a Hanna? Amazona.

-Ela tinha ido deitar, estava cansada. Thomas. 

-Vou lá  falar com ela. Amazona. 

-Vou com você,  tenho que agradecer ela é  uma enfermeira. Bruce.

Sorrio e vou pro quarto dela. Abro a porta e não tinha ninguém,  a cama estava bagunçada estranho um pouco, Hanna era igual o pai pra limpeza. Olho encima da mesa e vejo um papel prensado com uma estrela ninja corro pra  lá  e pego o papel, teria caído no chão com o choque se Bruce não tivesse me segurado. Ele pega o papel e le, dando um soco na parede em seguida. O bilhete era bem claro.

"Sua  filhinha está precisando aprender boas maneiras. Não se preocupe deixa que eu ensino. "

Ps: Bruce sei que está lendo. Beijos sexys com muito amor Thalia.

Aquela vadia tinha sequestrado minha filha, justo agora que achei que as coisas iriam melhorar. Sento no chão  e choro. Bruce me abraça. 

-Vai ficar tudo bem,  você vai ver. 

Mas não respondo nada sinto a insegurança dele e sei que nem ele acreditava nisso.












Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...