1. Spirit Fanfics >
  2. Black Clover - A Maga do Som >
  3. Explicações: O Homem Cobiçado Entre os Capitães Mais Fortes

História Black Clover - A Maga do Som - Capítulo 18


Escrita por:


Capítulo 18 - Explicações: O Homem Cobiçado Entre os Capitães Mais Fortes


Fanfic / Fanfiction Black Clover - A Maga do Som - Capítulo 18 - Explicações: O Homem Cobiçado Entre os Capitães Mais Fortes

William, que se encarregou de buscar os feridos no campo de batalha, parou em um local seguro nas redondezas da Cúpula do Encontro. Seu objetivo era curar os feridos e restabelecer os inconscientes.

Yami, Dorothy e Jack despertaram após serem curados pela Magia de Cura da Árvore do Mundo do capitão William Vangeance. Nozel e Charlotte também foram atendidos pela magia de William e regressaram completamente aptos para a batalha.

Fuegoleon estava preocupado com Mereoleona que estaria sozinha enfrentando aquele homem. Ilithyia não parava de tremer de medo. Os capitães entraram em uma discussão para saber como proceder.

- Nós temos de voltar para lá! Aquele homem foi capaz de derrotar 5 de nós, Mereoleona sozinha não dará conta dele. Disse Jack.

- Menos papo e mais ação! Vamos voltar para lá agora! Exclamou Yami.

Nozel que estava com o orgulho ferido e envergonhado permaneceu calado. Ele olhava para Dorothy como quem tivesse errado com a pessoa mais preciosa do mundo. Dorothy também se mostrou angustiada. Ela que afirmou que daria conta de Christopher sozinha, foi a primeira a cair.

Charlotte estava impaciente. Não era do seu feitio perder para um homem, sendo assim ela queria a cabeça de Christopher.

Fuegoleon tentava pensar em uma estratégia, mas a preocupação com sua irmã não o deixava raciocinar direito. Por fim, o único que se manteve firme diante da ameaça foi o capitão do Alvorecer Dourado, William Vangeance.

William não tirava os olhos de Ilithyia. Toda aquela confusão se deu pois aquele homem a queria. Logo, era óbvio que ela tinha feito algo para com ele. Por isso William a questionou:

- Jovem maga, poderia nos explicar porquê aquele homem anseia por sua vida? 

Ao ouvir a pergunta de William, a cabeça de Ilithyia girou. Ela tentava pensar o porquê do irmão de Roy vir com tanta hostilidade para cima dela, sendo que ela não o fez nada.

- Capitão William, eu sinceramente não faço ideia do porquê este homem está atrás de mim! Eu nunca o vi antes. Respondeu Ilithyia.

- A jovem pode não conhecê-lo, mas parece que ele a conhece e tem seus motivos para vir atrás de você. Pense, o que pode ter feito aquele homem cometer tais crimes contra nós, os capitães, por sua causa? Retrucou William

- Capitão William, eu realmente não faço ideia. Apenas ontem que tornou-se do meu conhecimento a existência daquele homem.

- Vejo que já está mostrando incoerência em sua fala! Há pouco disse que não o conhecia, agora disse que tomou ciência de sua existência no dia anterior. Qual das afirmações é verdadeira?

Ilithyia estava sendo pressionada. O olhar frio e hostil de todos os capitães tinham ela com alvo. Agora não era momento para temer Mereoleona por desobedecê-la, mas sim de contar o que aconteceu no dia anterior.

- Capitães, vou contar o que aconteceu ontem. Logo assim que Mereoleona sensei e eu chegamos à capital, ela me ordenou não procurar confusão e nem dizer a ninguém que viajávamos juntas. Entretanto, um acontecimento envolvendo os cavaleiros mágicos dos Louva-a-Deus Verdes chamou a minha atenção. Por desentendimento, dois cavaleiros mágicos entraram em conflito com um jovem rapaz em um beco no centro da capital. O incidente foi contornado quando o capitão Jack chegou e o jovem que lutou contra os cavaleiros foi embora.

Os capitães ouviam o que Ilithyia contava, e logo questionaram Jack sobre a veracidade da história. O capitão dos Louva-a-Deus Verdes ratificou que era verdade.

- Eu curiosamente, fiquei interessada em saber mais sobre a magia do jovem então eu o procurei pelo centro da capital. Mesmo com Mereoleona dizendo que não era para fazer isso! Por fim eu o encontrei, e acabamos por conversar e tomar um chá juntos. Na nossa conversa, ele me disse que tinha um irmão, e que na primeira oportunidade ele iria me apresentar. O nome do irmão dele é Christopher. Christopher Brasch. Completou Ilithyia.

Ao ouvirem a história de Ilithyia, os capitães perceberam que ela não fez nada de errado, além de desobedecer sua mestra. Mas não fazia sentido aquele homem ser tão hostil contra a jovem Ilithyia.

- Agradeço por suas explicações, jovem maga. Procure um lugar seguro para se esconder. Nós, os capitães, iremos voltar para a luta e perguntar pessoalmente o motivo deste ataque. Disse William.

Os capitães se prepararam para voltar a Cúpula do Encontro. Ilithyia ficou para trás. Mas antes mesmo deles retornarem, a figura de maior autoridade entre os magos de Clover os interceptou.

- Ora, ora. Não é sempre que temos tanta ação aqui na capital não é? Pelo visto vocês tomaram uma bela surra! Estão todos bem? Perguntou Julius Novachrono.

Os capitães estavam envergonhados e tímidos devido ao comentário de Julius. Ilithyia viu aquela presença de longe. Não restava dúvidas, aquele homem era absurdamente poderoso.

- Julius Sama, com sua licença, precisamos voltar para a Cúpula do Encontro. Mereoleona Vermillion luta sozinha contra um invasor, e ele foi capaz de derrotar 5 de nós. Disse William.

- Hahaha! Não se preocupem com Mereoleona. Ela é forte! Ela aguenta! Mas vocês... Melhor ficarem aqui! Afirmou Julius.

- Hey, Julius! Normalmente, eu é quem sou o sarcástico aqui! Exclamou Yami! - Não sei porquê quer nos impedir de matar aquele arrombado! Ele não mediria esforços para matar nenhum de nós. Completou!

- Hahaha! Calma, Yami! Eu só estou cuidando dos meus capitães! 

- Julius Sama! O senhor é o único homem no qual eu tenho apreço e respeito! Se o senhor me desse qualquer ordem, eu aceitaria de bom grado, mas não posso ficar parada enquanto aquele homem feriu a mim e a minha dignidade. Por favor, nos dê passagem para que possamos voltar ao campo de batalha! Pediu Charlotte.

- Charlotte, sempre me surpreendo pelo seu amor ao campo de batalha, mas ainda assim eu não posso deixar vocês passarem. Sinto muito!

As atitudes de Julius incomodaram a todos os capitães. Não era comum ele impedir que os capitães executassem seu trabalho. Mas, estranhamente, ele não queria que nenhum deles voltasse para o campo de batalha. E estava preparado para impedí-los de qualquer forma.

- Julius Sama, com todo respeito, porque se põe em nosso caminho na intenção de proteger aquele bonitão? Perguntou Dorothy.

- Dorothy! Quase nunca te vejo acordada. E aí, como está? Bom, respondendo sua pergunta, eu tenho meus motivos.

- Julius! Você conhece o oponente de Mereoleona, não é mesmo? Perguntou Fuegoleon.

- Ah Fuego! Sempre perspicaz! De fato eu o conheço! Christopher Brasch é um nome forte demais para deixar se esvair de minha mente. Exclamou Julius.

- Quem é este homem, Julius? Perguntou Nozel.

- Bom, aquele homem é um nobre de Clover, mas tem uma série de fatores negativos na sua história. Mas pelo visto, esses fatores não o fizeram perder sua força ao longo dos anos. Respondeu Julius.

- O que quer dizer com isso? Retrucou Nozel.

- Por motivos Reais, a família Brasch foi banida da nobreza de Clover. Essa questão é bem antiga, e não foi causada pelos remanescentes da Casa Brasch. Christopher é o filho mais velho, e foi agraciado com uma magia e um grimório especial. 

Os capitães ouviam Julius e notaram que em sua fala havia um certo pesar. Era óbvio que a situação de Christopher incomodava o Mago Imperador.

- Quando ele completou 15 anos e recebeu seu grimório, ele tentou prestar exame para a seleção dos cavaleiros mágicos da época. Naquele tempo, eu era o capitão dos Cervos Cinzentos, Leonard Vermillion era o capitão dos Reis Leões Carmesim e Acier Silva, a capitã das Águias de Prata. Lembro-me que nós três brigamos para ver quem ficaria responsável por aquele garoto. Hahaha! Com 15 anos de idade ele tinha tanto poder mágico quanto um cavaleiro mágico experiente, e aquela magia... Nunca vi uma magia tão incrível. Definitivamente ele seria um cavaleiro poderoso, mas foi impedido que qualquer descendente da Casa Brasch se tornasse um cavaleiro mágico. Ele então sumiu por uns anos e eu nunca mais soube dele. Até pouco tempo depois de ser condecorado Mago Imperador. 

Os capitães estavam surpresos com o que ouviram, mas ainda não fazia sentido ele estar atacando daquela maneira.

- Não sei porquê ele está agindo assim, mas presumo que algo tenha acontecido com seu irmão, Roy. De qualquer forma, deixem que Mereoleona cuidará dele. Se ela falhar, eu mesmo irei pará-lo! Afirmou o Rei Mago, Julius Novachrono.

Os ânimos se acalmaram e todos observaram a luta de longe. Agora, a atenção de todos os capitães estava em Christopher. O homem disputado pelos antigos capitães mais fortes. 

Até que ponto as habilidades dele consegue surpreender?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...